Apostila motor fiat daily - http://unidadeinjetora.blogspot.com.br

  • View
    8.436

  • Download
    25

Embed Size (px)

DESCRIPTION

 

Text of Apostila motor fiat daily - http://unidadeinjetora.blogspot.com.br

  • 1. Motor F1C Sistema Common Rail EDC 16 - F1C1

2. Cdigo de IdentificaoF1CE0481A*C+Nvel de emisso C = EURO 3 Potncia: A = 136 cv B = 155 cv AplicaoAlimentao/InjeoN de Cilindros Ciclo motor posio dos cilindrosMotor Famlia de Motores0 = 4 tempos, verticalEvoluo da Famlia C = 3000 cm8 = DI. TCA 1 = VeculosVarianteNmero de produo2 3. Caractersticas TcnicasF1 C Cilindrada (litros)2998Potncia KW (CV)100 (136)114(155)Regime (rpm)3180-35003500Torque Nm (Kgm)300 (30,5)400 (40,7)1500 32001700-2600Regime (rpm)A nova famlia dos motores F1 C Substituir a atual famlia de motores 8140 por um motor moderno e inovador. Caractersticas inovadoras Duplo eixo comando de vlvulas no cabeote, 16 vlvulas projeto de uma nova geometria do cabeote e da cmara de combusto para assegurar melhor rendimento trmico com baixo consumo, emisses mais baixas e melhor dirigibilidade. Distribuio acionada por corrente com tensores hidrulicos. Quatro vlvulas por cilindro acionado por comando, balancins e tuchos hidrulicos individuais. Estruturas super dimensionadas para possibilitarem possveis potencias maiores. Elevada elasticidade e prestaes. Primeiro motor comercializado na sua categoria dos veculos comerciais com presso de injeo de 1600 bar (mxima). Excelente resposta durante a partida a frio: tempos de preaquecimento e arraste do motor inferiores ao 8140.3 4. WALK-AROUND Vista frontal1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.Alternador Tensor automtico da correia poli-V Polia do virabrequim Correia poli-V Compressor do ar condicionado Bomba hidrulica da direo Bloow by8. Filtro de leo 9. Tubo de combustvel de alta presso 10. Vareta de nvel leo motor 11. Tampa de abastecimento leo motor 12. Tubo sada do lquido de arrefecimento 13. Turbocompressor 14. Polia eletromagntica da hlice4 5. Vista lateral direita1. 2. 3. 4. 5. 6.Coletor de descarga Turbocompressor Retorno do leo lubrificante Alternador Entrada de ar do turbocompressor Polia eletromagntica da hlice7. Tubo entrada de ar 8. Retorno da gua do aquecedor da cabine 9. Cabeote superior 10. Vlvula waste-gate5 6. Vista lateral esquerda1. 2. 3. 4. 5. 6.Common Rail Tubulao combustvel de alta presso Tubulao retorno dos injetores Polia eletromagntica da hlice Compressor do ar condicionado Bomba hidrulica da direo7. Bomba de alta presso 8. Trocador de calor 9. Filtro de leo lubrificante 10. Coletor de admisso 11. Sensor de presso e temperatura ar6 7. Vista posterior1. 2. 3. 4. 5. 6. 7.Sensor de presso e temperatura ar Filtro de leo lubrificante Tubulao retorno de combustvel Tubulao lquido de arrefecimento Racor do depressor Compressor do ar condicionado Crter do motor8. Volante do motor de dupla massa 9. Alternador 10. Tubulao retorno de leo lubrificante do turbocompressor 11. Tubulao de sada dos gases de descarga 12. Turbocompressor 13. Coletor de escapamento7 8. Vista superior1. Tampa superior insonorizante 2. Polia eletromagntica da hlice Filtro de leo lubrificante 3. Tubulao retorno de combustvel 4. Tubulao lquido de arrefecimento 5. Racor do depressor 6. Filtro de leo lubrificante7. Coletor de admisso 8. Coletor de escapamento 9. Turbocompressor 10. Tubulao retorno do aquecimento da cabine 11. Polia do alternador8 9. Curvas caractersticas 100 KW (136 cv)9 10. 114 KW(155 cv)[KW]120 110 100 90 [Nm] 80 500 70 40060 50300 40 20030 20100 10 10001500200025003000350040004500 [rpm]10 11. Principais componentes mecnicos do motor BlocoPossui camisas integrais ao bloco. permitida uma sobre medida para as camisas de 0,4mm.Identificaes gravadas no blocoExemplo A = Marca IVECO IVECO B = Denominao da IVECO da variante do motor ** F1CE0481A*A001 C = Nmero de srie do motor D = 1 dgito, munho principal n 1 (dianteiro do motor). E = Dimetros de seleo dos casquilhos dos munhes principais 12345 F = Dimetro de seleo das camisas 1234 G = 1 dgito cilindro n 1 (dianteiro motor) (**) Dados presentes no registro do nmero de pedido do motor XZ.11 12. Eixo virabrequim Eixo fundido com cinco apoios. Galeria de leo lubrificante em seu interior. Na extremidade dianteira esto montadas as engrenagens de acionamento da corrente de distribuio e dos rgos auxiliares.Caso sejam removidos os parafusos da roda fnica, estes devero ser substitudos por novos e aplicado Loctite 218 na montagem, com torque de 15 Nm. Se houver necessidade de substituio da roda fnica, o procedimento para sua montagem o seguinte: aquecer a nova roda fnica por 15 min a uma temperatura de 180 C.12 13. Sub-bloco Os semicasquilhos so identificados por cores (STD). Sero disponibilizados em PA as seguintes medidas: STD; + 0,254; + 0,508 sem nenhuma seleo prvia.1 Sub bloco 2 Semicasquilhos Antes da montagem do conjunto bloco/sub bloco, remover o adesivo velho, desengraxar as superfcies e aplicar Loctite 510 (espessura do cordo ~1,3 a 1,7. Aguardar 10 min antes de efetuar a montagem completa e aplicar o torque).Seqncia de aperto e torques- 1 fase 50 Nm. - 2 fase aperto angular 60. - 3 fase aperto angular 60. Os parafusos perifricos dever ser apertados com um torque de 26 30 Nm.13 14. Biela Fabricada em ao forjado, com corte obliquo, com separao pelo processo de fratura. Cada biela e marcada na sua capa com: - uma letra: O ou X, que indica a classe do dimetro da cabea da biela montada em produo; - um nmero que indica a classe do peso da biela montada em produo. Conjunto biela-pisto1 Pisto 2 Anel elstico 3 Pino 4 Anel de compresso trapezoidal 5 Anel raspador de leo 6 Anel de lubrificao 7 Biela 8 Casquilhos 9 Capa da biela 10 Parafusos de fixaoPisto Na cabea do pisto est a cmara de combusto de alta turbulncia.1 2 3 4 5 Tipo do motor Seleo da classe Fornecedor Sentido de montagem na camisa Execuo do controle de adeso da 1 ranhura.14 15. Controle da projeo do pisto1 Comparador com base. 2 Pisto no PMS. A projeo deve ser de 0,3 ~ 0,6mm.1 Junta A junta fornecida em uma nica medida de 1,21 0,08mm.15 16. Distribuio A distribuio com duplo comando de vlvulas no cabeote, quatro vlvulas por cilindro e acionadas por truchos hidrulicos. O acionamento dos comandos feito por corrente: - uma corrente dupla de 3/8, que recebe o movimento do virabrequim e o transmite ao eixo de acionamento do conjunto auxiliar; - uma segunda corrente simples recebe o movimento da engrenagem da bomba de alta presso e aciona os comandos. As duas engrenagens dos eixos comandos so intercambiveis e possuem furos para a determinao da fase, atravs de um sensor. Os balancins so individuais e so mantidos sempre em contato com as vlvulas atravs de tuchos hidrulicos, eliminando assim a necessidade de regulagens. A substituio das engrenagens dever ser sempre aos pares. 1 2 3 4 5 6 Balancim Tucho hidrulico Guia de vlvula Eixo comando da descarga Eixo comando de admisso - CorrenteNota: O tensor hidrulico superior da corrente est equipado com um dispositivo antiretorno, faz-se necessria a sua substituio a cada desmontagem.16 17. 1 Engrenagens dos comandos 2 Corrente simples 3 Tensor hidrulico 4 Patins mveis 5 Engrenagem de acionamento da rvore de manivelas 6 Patim fixo 7 Engrenagem da bomba de lubrificao/ depressor/bomba da direo hidrulica 8 Corrente dupla 9 Engrenagem bomba de alta pressoCabeote1 - Junta17 18. Dados para retfica Altura 112 0,1mm. O valor mximo a ser retirado de 0,2mm.Cabeote superior1 Cabeote superior 2 Eixo comando da admisso 3 Eixo comando da descarga1, 4 Tampas traseiras dos comandos 2, 3 - Parafusos18 19. 1 Parafusos 2 - Placa de apoio 3 Patim superiorTuchos hidrulicos1 Balancim 2 Trava 3 - Tucho hidrulico O tucho hidrulico garante um contato permanente entre o eixo comando e o balancim, dispensando assim qualquer necessidade de regulagem.Funcionamento Quando o leo lubrificante chega ao tucho pelo orifcio (2) a esfera (1) abre-se e permanece aberta at que se tenha um equilbrio de presso nas cmaras para garantir o contato contnuo entre o tucho e o balancim. O orifcio sai pelo orifcio anterior lubrificando o balancim. Qualquer avano do pisto ser compensado pela abertura da esfera que permite que leo passe para a cmara de trs. A dilatao dos materiais e das vlvulas durante o regime trmico normal do motor provocam a retrao do pisto para o seu interior, amortecido pelo leo existente ns cmara de trs e o obturador o descarrega atravs da folga existente entre o corpo e o pisto.19 20. 1 2 3 4 Esfera Entrada do leo Pisto MolaA= 32,44 0,3 final de curso B= 31,30 posio de trabalho C= 29,75 0,25 incio do cursoProcedimento de montagem da corrente e fasagemCabeote superior. Lubrificar os retentores nas tampas (2) e executar a montagem, apertando os parafusos (3).Lubrificar os apoios dos eixos comandos e mont-los.20 21. Montar o patim superior (3) e a placa de apoio (2).Instalar as ferramentas 99360614 nos encaixes apropriados nos eixos, rosqueandoas.Montar o outro patim fixo (1) fixando-os atravs dos parafusos 2 e 3. Montar o tampo 4 com uma junta nova e torquear.21 22. Valores do diagrama de distribuio.Girar o eixo de manivelas at que a ferramenta 99360615 se encaixe no mesmo. Nestas condies o eixo encontra-se em fase com a distribuio (os pistes encontram-se no PMS)Montar o suporte 1 e o eixo 2. Montar a ferramenta 3 (99360187) o eixo (2) travando.22 23. Montar a engrenagem 1 no eixo 3 . Montar o parafuso 2 sem torquear.Montar o suporte 1 e o eixo 3, torquear as porcas 2.Montar a corrente 1 nas engrenagens 2, 3 e 5 e encaixar a engrenagem 3 no eixo 4 de modo que a corrente fique tencionada nos trechos A e B.23 24. Monte o eixo com a engrenagem de acionamento 2 no eixo 1 de comando da bomba de alta presso.Montar o patim 1 e aplicar o torque nos parafusos 2. Montar o patim 3 e aplicar o torque nos parafusos 4.Montar a engrenagem 2 fixando-a com o parafuso 4 sem apert-lo completamente. Colocar a corrente na engrenagem 5 e na 2. Verificar que os rasgos A fiquem na posio assinalada.24 25. Colocar a corrente 1 na engrenagem 2 da descarga e montar esta no eixo comando. Colocar o parafuso sem apert-lo por completo.Montar os pa