MAVAM Brasil 9a Edi§£o - Mobile Money (Outubro/2010)

  • View
    720

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

A 9a. Edição do MAVAM traz como tema especial o uso do telefone móvel para acesso a serviços financeiros e bancários. Aborda também as evoluções e tendências de uso de serviços tais como SMS, MMS, banda larga móvel, entretenimento, redes sociais, no Brasil e na América Latina.

Text of MAVAM Brasil 9a Edi§£o - Mobile Money (Outubro/2010)

MAVAMMonitor Acision de Valor Adicionado Mvel

Monitor Acision de VAS Mvel

9a EDIO

Copyright Acision Setembro 2011

Realizado por

BRASIL

MAVAM | Monitor Acision de Valor Adicionado Mvel

A Acision apresenta a 9 Edio do MAVAM Brasil com o tema especial Mobile Money.E continua a inovar na maneira de avaliar os servios: esta edio traz tambm uma novaanlise de entretenimento mvel e sua relao com outras telas, como a do computador.

Entre junho de 2010 e junho de 2011, o Brasil consumiu 45 milhes de novas linhas detelefones mveis para chegar a 220 milhes de usurios nos dias de hoje. Cresceu 19%, setepontos porcentuais acima da mdia da Amrica Latina e Caribe.

O mercado de VAS no Brasil, ao mesmo tempo, acompanha esse ritmo rpido de expanso,e j representa 20% das vendas lquidas para as operadoras. Durante o segundo trimestre de2011, somente a receita com VAS gerou vendas lquidas de R$ 2,480 bilhes, um aumentode 31% em comparao com o mesmo perodo em 2010. J as vendas lquidas dos serviosde voz cresceram somente 4%.

A Internet mvel, por sua vez, j representa 50% da receita de VAS, e cresceu no perodo 43%. Areceita lquida com SMS aumentou 29%, e equivale a 40% do negcio de valor adicionado mvel.

O tema de destaque desta edio, Mobile Money, atraiu nossa ateno pela grande quantidade dedesenvolvimentos de negcios envolvendo tecnologias de suporte dos grandes players do mercado,como bancos, operadoras de carto de crdito e empresas de processamento de dados financeiros,bem como do crescente uso de smartphones e acesso Internet. Ainda que com baixo ndice deuso pelos clientes das operadoras, demonstra ter um grande potencial de crescimento.

Existem vrias maneiras de agrupar esses servios. Uma delas soma quatro categorias: ospagamentos de compra por telefone mvel (mobile payment), a substituio do dinheiro ecarto de crdito por crditos armazenados no telefone (mobile ticketing), o acesso a contasbancrias (mobile banking), e, por fim, a transferncia de montantes financeiros entre celulares(mobile money transfer). Outra alternativa destacada a que divide entre os servios disponveisapenas para pessoas que j tm acesso a produtos financeiros (bancos) e entre aqueles quepermitem aos indivduos o acesso inicial ao sistema financeiro, os chamados no bancarizados.

No Brasil, os maiores bancos j oferecem aos seus clientes servios e aplicativos mveis. Deacordo com a 9 Edio do MAVAM, 10% dos entrevistados acessaram o website dos bancospara usar um servio atravs do celular. A base de usurios est crescendo, mas ainda baixo ouso dos servios em comparao com outros componentes do VAS. Por esse motivo, trazemosessa questo ao MAVAM com a discusso sobre quais servios financeiros os usuriosgostariam de ter em seus aparelhos mveis, e quais so os desafios a serem superados paraaumentar a adeso aos servios de Mobile Money, em geral.

Boa Leitura!

| 3 |

Editorial

Vancrei Oliveira

Acision

VP Regional Latin America

MAVAM | Monitor Acision de Valor Adicionado Mvel

| 4 |

Indice

3 Editorial

5 1. Introduo 6 1.1. Servios de valor adicionado no mundo 9 1.2. Servios de valor adicionado na Amrica Latina

11 1.3. Os servios de valor adicionado (VAS) no Brasil

16 2. MAVAM (Monitor Acision de VAS Mvel)

17 3. Tema especial: Mobile money and banking17 3.1. Conhecimento dos servios financeiros e mobile banking20 3.2. Uso de servios financeiros mveis (bancrios e pagamentos mveis)21 3.3. Adoo futura: Requisitos necessrios para utilizar servios financeiros mveis23 3.4. Adoo futura: Predisposio por tipo de servio financeiro mvel25 3.5. Barreiras para a adoo de dinheiro mvel (pagamentos e transferncias)27 3.6. Near Field Communications (NFC)27 3.7. Que outros servios seriam teis ao telefone?

28 4. MAVAM Brasil28 4.1. Servios de mensagens 28 4.1.1. SMS 30 4.1.2. MMS 30 4.1.3. Instant Messaging (IM) 32 4.1.4. Correio de voz32 4.1.5. e-mail 34 4.2. Entretenimento 38 4.2.1. Games (Uso e downloads) 39 4.2.2. Msica (Uso e downloads) 39 4.2.3. Ringtones (downloads) 41 4.2.4. Imagens (download) 42 4.2.5. Vdeos (downloads) e Mobile TV (visualizao) 43 4.3. Internet mvel e banda larga mvel45 4.4. Redes sociais 46 4.5 Mobile marketing47 4.6 GPS e mapas

48 5. Concluses

50 6. Glossrio

53 7. Arquivo tcnico

54 8. Equipe de trabalho

At o final de 2011, a populao mundial dever ultrapassar os sete bilhes de pessoas e asconexes de linhas mveis dever ser superior a seis bilhes, causando assim a penetraosuperior a 80% de populao global. Como consequncia desses nveis de adoo, existemalguns fatores que so trazidos tona: smartphones, aplicativos, gerao de receitas atravs

de valor adicionado, e a busca de uma equao que pode permitir assegurar arentabilidade de qualquer dos investimentos em CAPEX para atender as

demandas de banda larga mvel.

A cadeia de valor da indstria est se tornando cada vezmais sobreposta. Alm de competir uns com os outros,

as operadoras tambm esto enfrentando um cenriode fuses, alianas e aquisies entre os fornecedores

over-the-top (OTT) e dispositivos que direcionampara as mais atraentes aes do negcio. S paracitar alguns exemplos, a aquisio da Motorolapelo Google, qualquer que seja sua finalidadereal, visa um maior controle de smartphonesmveis, como o caso tambn da alianaNokia-Microsoft.

Nesse cenrio, os diferentes agentes jogam unscom os outros e lutam para obter

rentabilidade. difcil prever o resultado docompetio, mas h um fator emergente

transversal: a criatividade. Isso evidenciado pelofato de que novas empresas so criadas a cada dia,

que geram aplicaes de valor adicionado, em ummundo em que as regras bsicas que regem o sistema

financeiro esto em crise.

As operadoras tm portfolios de valor adicionado que so cada vezmais complexos, oferecendo servios como finanas mveis que crescem

porcentual mente em vrios dgitos a cada ano, apesar dessas bases de dados de assinantesserem muito pequenas. Mesmo que a quantidade de VAS some apenas 30% das receitasgeradas pelas operadoras mveis em todo o mundo, esses servios certamente so a chavepara o crescimento futuro, tanto em pases desenvolvidos como em emergentes.

MAVAM | 1. Introduo

| 5 |

Introduo 1

| 6 |

Grfico 1.

Operadoras avaliadas

MAVAM | 1. Introduo

1.1. Servios de valor adicionado no mundo

Uma amostra de sete operadoras presentes em vrios pases foi selecionada para ilustrar oimpacto global dos Servios de Valor Adicionado (VAS) no setor de telefonia mvel (Vejagrfico 2). A evoluo das receitas totais e receitas de servios de valor adicionado (VAS) dosegundo trimestre de 2010 e segundo trimestre de 2011 foi analisada em cada caso.

Tambm foram avaliadas as transaes mveis das seguintes empresas:

Amrica Mvil Amrica Latina France Telecom (Orange) - Frana Telefnica

Telefnica Espanha Telefnica Irlanda Telefnica Amrica Latina

1 Os servios de valor adicionado (VAS)

basicamente incluem: SMS e MMS

(mensagens), msica, vdeos, jogos, toques

(entretenimento), pagamentos mveis e

transaes financeiras (dinheiro mvel),

Internet e banda larga mvel, redes sociais e

propaganda/marketing mvel.

AT&T - EUA NTT Docomo - Japo Verizon EUA Vodafone

Vodafone Reino Unido Vodafone Alemanha Vodafone ndia

As receitas das operadoras mveis analisadas entre o perodo de abril e junho 2011confirmam a crescente importncia dos servios de valor adicionado. A contribuio dosservios de voz, em geral, para a ARPU caiu.

Como vem acontecendo nos ltimostempos, a Vodafone ndia continuaregistrando crescimento em servios de voze dados de acordo com o nvel depenetrao dos servios mveis, enquanto aVodafone Alemanha e a NTT do Japoforam duas excees em mercados maismaduros, onde as receitas de servios devoz, em geral, tendem a diminuir.

Especificamente, o aumento relativo deARPU de servios de voz da VodafoneAlemanha baseado, principalmente, emtarifas reduzidas para terminais mveisdurante o primeiro trimestre do ano, que seestabilizaram durante o segundo trimestrede 2011.

Em relao ao Japo, as operaes da NTTforam atingidas pelos efeitos do tsunamidurante o primeiro trimestre do ano. Seusresultados reagiram no segundo trimestre.

Por isso, possvel observar um aumento significativo dos negcios de voz.

As principais operadoras europeias informaram que o crescimento de dados mveis foi umaspecto fundamental para compensar a reduo das receitas de servios de voz. Ocrescimento das receitas de servios de dados contribuiu para a estabilizao da ARPU, masainda no equilibrou a reduo das vendas de voz, por exemplo, no caso da Orange, naFrana (Voz -2%, VAS +4%; as receitas da VAS representam 34% do total adicionado) ouda Vodafone do Reino Unido (Voz -5%; VAS +2%).

Os servios de dados mveis servem de base para as estratgias de crescimento da maioriadas principais operadoras europeias que, consequentemente, desenham estratgias demarketing para aumentar a penetrao de smartphones. Por exemplo, at o final de junho de

| 7 |

MAVAM | 1. Introduo

Grfico 2.

Variao da participao das receitas de servios de voz x receitasde servios de valor adicionado (VAS) Entre o primeiro e segundo trimestre de 2011

Fonte: Convergencia Research, baseado em declaraes financeiras pblicas divulgadas pelas operadoras

2011, a penetrao de smartphones atingiu 19,5% da base de clientes europeus daVodafone, comparado com 13,6% no trimestre anterior. Estimativas revelam que 50%

desses usurios assinam um contratoadicional de dados mveis.

A participao dos VAS em ARPU totalmantm