Ergo2 aula-14 Avaliação Heurística

  • View
    995

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Avaliação Heurística, UEMG

Text of Ergo2 aula-14 Avaliação Heurística

  • 1. USABILIDADEAvaliao HeursticaALAN VASCONCELOS

2. AVALIANDOAUSABILIDADE 3. AVALIANDOA USABILIDADEAvaliaes formativas(ocorrem em cada ciclo de sprint)Avaliaes somativas(ocorrem no final do ciclo, ou mesmo depois)Quando?As avaliaes podem ser aplicadas em diversos momentos do ciclo de vida de um produto. 4. AVALIANDOA USABILIDADEComo?No que diz respeito aplicao, os mtodos de avaliao de usabilidade podem serempricos ou analticosEmpricos: Requer a participao de usurios durante a coleta de dados,que, posteriormente, sero analisados pelo especialista, a fimde identificar os problemas da interface. realizado em ambientes controlados, no qual os avaliadoresgravam toda a interao em vdeo para posterior anlise.Durante a realizao do teste, um dos avaliadores vaianotando os incidentes ocorridos durante a interao, almdos comentrios do usurio em relao interface. Logo aps o teste, os usurios respondem a um questionriocom perguntas relacionadas satisfao em relao aoproduto e, tambm, perguntas com sugestes de melhorias. 5. AVALIANDOA USABILIDADEComo?No que diz respeito aplicao, os mtodos de avaliao de usabilidade podem serempricos ou analticosAnalticos: Tambm conhecidos como mtodos de inspeo, ou de prognstico,caracterizam-se pelo fato do usurio no participar diretamente das avaliaes. Requer a presena de um especialista, que explorar a interface, a fim de encontrarproblemas de usabilidade. Alm da identificao dos problemas, os avaliadores fazem sugestes de correo. Tem como resultado um relatrio formal dos problemas identificadose as sugestes de melhorias. 6. AVALIANDOA USABILIDADEComo?No que diz respeito aplicao, os mtodos de avaliao de usabilidade podem serempricos ou analticosAlguns mtodos analticos de avaliao: Anlise de Logs (Ex.: Google Analytics, etc...); Inspeo por lista de conferncia (Usability Guidelines) Aplicao de Questionrios (Survey) e/ou Entrevistas Avaliao Heurstica 7. E adivinhem qual o mtodo (analtico) mais popular? 8. E adivinhem qual o mtodo (analtico) mais popular?AvaliaoHeurstica, uai! 9. AVALIAOHEURSTICAA palavra heurstica vem da palavra grega Heuriskein, quesignifica descobrir (e que deu origem tambm ao termo Eureca). 10. AVALIAO HEURSTICAJakob Nielsen (1993), em seu livro Usability engineering, prope um conjunto de dezheursticas de usabilidade:1. visibilidade e reconhecimento do estado ou contexto atual do sistema;2. compatibilidade com o mundo real;3. controle e liberdade do usurio;4. consistncia e padres;5. preveno de erros;6. reconhecimento ao invs de memorizao;7. flexibilidade e eficincia de uso;8. projeto esttico minimalista;9. diagnstico e correo de erros; e10. ajuda e documentao.As heursticas, neste caso, so um conjunto de regras e mtodosque levam descoberta e resoluo* de problemas (NIELSEN, 1993).*Leva resoluo, mas no aplica/implementa a resoluo dos problemas encontrados. 11. AVALIAO HEURSTICACaractersticas:1. um mtodo rpido e barato para analisar a usabilidade de umproduto/website/sistema. (NIELSEN, 2005a; 2005b);2. Destaca-se pela eficincia no levantamento precoce deproblemas de usabilidade;3. Dispensa o uso de um laboratrio especfico e no envolveusurios.4. Recomenda-se que a anlise seja realizada por especialistas emusabilidade, porm nada impede que usurios estudem oscritrios de avaliao e realizem a anlise. (NIELSEN, 2005a;2005b)5. Nielsen (2005a) diz que o melhor custo benefcio para aaplicao desta anlise utilizando entre 3 e 5 avaliadores. 12. AVALIAO HEURSTICAO sistema deve sempre informar ao usurio o que est acontecendo,deixando sempre visvel o status do sistema a fim de evitar que ousurio fique se sinta perdido.Deve-se evitar qualquer espera do usurio.Nielsen (2000) diz que o tempo mximo para o usurio sentir que ainterface responde de forma imediata de 10 segundos e o ideal 1segundo apenas.Quando a espera for necessria o usurio deve ser informado sobre oandamento do processo (por mensagem ou animao).Se possvel, informe o tempo esperado para finalizar o processo emexecuo, isso evita que o usurio tenha a impresso de queaconteceu algum erro no processo.1- visibilidade e reconhecimento do estado ou contextoatual do sistema: feedback 13. AVALIAO HEURSTICA1- visibilidade e reconhecimento do estado ou contextoatual do sistema: feedback 14. AVALIAO HEURSTICAO sistema deve utilizar uma linguagem familiar ao usurio e nofocada em linguagem tcnica de difcil compreenso pra os usurios.Para o cumprimento desta recomendao o conhecimento do nvelcultural do usurio fundamental.2- compatibilidade com o mundo real: linguagem adequada 15. AVALIAO HEURSTICA2- compatibilidade com o mundo real: linguagem adequada 16. AVALIAO HEURSTICAO sistema s deve executar tarefas que o usurio solicitar e quando ousurio solicitar.O usurio deve ter controles sobre o processamento do sistema com apossibilidade de interromper, cancelar ou continuar as tarefas queesto sendo realizadas. Estas aes devem ser antecipadas e as opespossveis no momento devem ser oferecidas ao usurio.Para Nielsen (2005c) o usurio precisa ter conhecimento de umasada de emergncia para quando toma aes erradas por engano,ele precisa ter liberdade para desfazer, corrigir ou refazer aes.3- controle e liberdade do usurio: direitos e deveres 17. AVALIAO HEURSTICA3- controle e liberdade do usurio: direitos e deveres 18. AVALIAO HEURSTICAAs denominaes, formatos, situaes e procedimentos devemsempre que possvel manter uma similaridade e seguir padresdefinidos para o sistema.O usurio no deve aprender termos e aes diferentes para se referira uma mesma definio ou objetivo. (NIELSEN 2005c; Bastien e Scapin,1993).Os elementos de uma interface so melhores reconhecidos,localizados e utilizados quando sua localizao, formato e esttica soiguais ou similares em diversas telas de um sistema. BASTIEN; SCAPIN(1993)4- consistncia e padres: coerncia 19. AVALIAO HEURSTICA4- consistncia e padres: coerncia 20. AVALIAO HEURSTICAMelhor que oferecer boas mensagens de erros prevenir que estesocorram.Deve ser feito o mximo para evitar ou reduzir o nmero de errosocorridos no uso de uma interface e quando eles ocorrerem deve arecuperao do sistema deve ser facilitada. (BASTIEN; SCAPIN, 1993)Se o usurio no pode ou no deve realizar uma ao deve ser feito omaior esforo possvel para que ele no consiga sua realizao.A qualidade da mensagem de erro influencia o aprendizado do usurioportanto a mensagem deve ser esclarecedora, utilizar a linguagem dousurio, explicitar onde est o problema e como o usurio deveproceder para a recuperao do erro.5- preveno de erros: restries e avisos 21. AVALIAO HEURSTICA5- preveno de erros: restries 22. AVALIAO HEURSTICA5- preveno de erros: avisosPara rir (ou chorar) mais, acesse:http://screenshotsofdespair.tumblr.com/ 23. AVALIAO HEURSTICAMinimizar a sobrecarga de memria do usurio tornando visveisobjetos, aes e opes.Informaes sobre a utilizao do sistema devem estar visveis ou serfacilmente recuperveis;Bastien e Scapin (1993) denominam um critrio chamado significadodos cdigos e denominaes onde se recomenda que asdenominaes ou cones utilizados devem ter uma forte relaosemntica com sua funo.A terminologia utilizada deve condizer com a do usurio e representara real ao causada quando aquele elemento for acionado pelousurio.6- reconhecimento ao invs de memorizao; 24. AVALIAO HEURSTICA6- reconhecimento ao invs de memorizao; 25. AVALIAO HEURSTICAOferecer aos usurios mais experientes, aceleradores que permitamque as tarefas sejam realizadas mais rapidamente;Nielsen (2005c) diz que deve ser possvel o uso de atalhos quepermitem que usurios avanados aumentem sua efetividadeutilizando a interface.Bastien e Scapin (1993) argumentam que dificilmente uma interfaceir atender ao mesmo tempo todos os usurios em potencial e devidoa isto a interface deve se adaptar ao usurio.Se recomenda a possibilidade de diversos procedimentos para arealizao de uma tarefa. Quanto maiores as possibilidades para arealizao de uma tarefa maior a chance do usurio encontrar umaforma que se adapte ao seu mtodo de uso.7- flexibilidade e eficincia de uso; 26. AVALIAO HEURSTICA7- flexibilidade e eficincia de uso; 27. AVALIAO HEURSTICA7- flexibilidade e eficincia de uso; 28. AVALIAO HEURSTICAEvitar a utilizao de informaes irrelevantes ou pouco necessrias;Atravs de uma anlise da tarefa possvel identificar os elementosrealmente necessrios na interface para que o objetivo seja atingido.Nielsen (2005c) recomenda que estas informaes fiquem disponveis emuma nica tela e seja exibido apenas o necessrio para a realizao datarefa, evitando que o usurio se disperse com elementos que noajudaro na realizao do objetivo.Nielsen (2003a) ressalta a importncia da esttica na percepo e confortodo usurio ao utilizar a interface.8- projeto (design) esttico minimalista; 29. AVALIAO HEURSTICA8- projeto (design) esttico (?) minimalista; 30. AVALIAO HEURSTICA8- projeto (design) esttico (?) minimalista;@#$%&* 31. AVALIAO HEURSTICAAjudar os usurios a reconhecer, diagnosticar e recuperar-se de erros;As mensagens de erro devem utilizar uma linguagem clara, simples ede fcil entendimento, oferecendo opes construtivas para soluodestes;Um bom procedimento :a) Informar o que deu errado: O arquivo meu_arquivo.abc nopde ser excludob) Informar as causas possveis: Provavelmente, este arquivo deveestar sendo editado e, por isso, no foi possvel exclu-lo.c) Dizer como sair dessa: Feche o programa de edio e tentenovamente.9- diagnstico e correo de erros; 32. AVALIAO HEURSTICA9- diagnstico e correo de erros;Os comandos Enviar relatrio e no enviarno ajudam na resoluo do problema. 33. AVALIAO HEURSTICA9- diagnstico e correo de erros;Alan Cooper, em seu livro About Face: The Essentials of User InterfaceDesign, escreve: assim que todas as mensagens de erro so percebidas pelosusurios... No importa o quo bem formuladas as suas mensagensde erro so, os usurios sempre iro interpretar que o erro delesprpriosO Guia de Estilo da Microsoft* oferece dicas interessantes:a) Use sempre a voz passiva (o arqu