@ 1º TIC – Memória colectiva - .informação,!divulgação!pessoal!e!colectiva.!Elas!vieramoferecerBnosfacilidade,

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of @ 1º TIC – Memória colectiva -...

  • TIC Memoria Colectiva CLC5 Cultura, Comunicao e Mdia

    Paulo Carvalhuo

  • CLC5 Cultura, Comunicao e Mdia

    Formando Paulo Carvalhuo Formador Nelson Silva

    Instituto de Emprego e Formao Profissional Centro de Formao e Reabilitao Profissional de Alcoito

  • CLC5 Cultura, Comunicao e Mdia

    Formando Paulo Carvalhuo Formador Nelson Silva

    TIC Memria colectiva

    As TIC oferecem-nos a possibilidade de conhecer e aproximar o mundo devido

    grande quantidade de informao que podemos armazenar. Este processo conecta pedaos de memria e conhecimentos com o fim de gerar novas ideias ajudando a tomarem decises dirias. Com elas podemos recordar toda a histria e identidade cultural de um povo. Igualmente poderemos com elas conseguir dar a conhecer ao mundo e geraes futuras os nossos aspectos culturais, histricos, religiosos, hbitos, costumes, tradies e acontecimentos marcantes que construram e continuam a construir a nossa forma de estar, proporcionando-nos um constante desenvolvimento. Sem as TIC todos os acontecimentos menos marcantes e seus pormenores cairiam no esquecimento pois a nossa memria voltil e deteriora-se com a idade. Por outro lado temos a possibilidade de captar e guardar sem a perder de forma permanente. Tambm dentro das TIC, o papel da televiso no proporciona uma total

    emisso da realidade, mostrando-nos apenas aquilo que eles consideram importante para ser noticiado. O que por muitas das vezes no do interesse colectivo, sendo somente dentro de uma perspectiva economicista e de entretenimento. O lado controverso das TIC a possibilidade de transmitir imagens que por si

    s no retratam a realidade dos factos mas sim uma ambiguidade de interpretaes. Pois no nos possibilita experincias sensitivas para um resultado de interaco directa com os episdios. Resultando numa desinformao em vez de informao. O conhecimento que as TIC nos podem oferecer prende-se tambm com

    questes de invaso da nossa cultura por parte de influncias estrangeiras a todos os nveis actuando sempre como forma de preveno e defesa da memria colectiva. Na nossa opinio as TIC so de extrema importncia na preservao da

    memria colectiva de um povo porque caso elas no existissem no teramos a facilidade de aceder rpida e eficazmente a toda uma coleco de dados histricos e culturais que nos unem e fortalecem com as geraes passadas, presentes e futuras. Ns somos um resultado de toda a nossa histria. Alterao do conceito de propriedade autoral! Com as TIC veio alterar-se o conceito de propriedade autoral. Devido ao fcil

    acesso a uma enorme quantidade de informao e obteno de dados inclusive de patente registada, como por exemplo msica, filmes, imagens, entre outros, o direito de autor ficou distorcido. Apenas pelo simples facto de eles estarem distncia de um click. Este derrube de barreiras outrora difceis de ultrapassar cria-nos a iluso de nos podermos apropriar daquilo que no nos pertence. Interveno comunitria!

  • CLC5 Cultura, Comunicao e Mdia

    Formando Paulo Carvalhuo Formador Nelson Silva

    O fcil acesso de comunicao proporcionado pelas TIC possibilita-nos uma

    rpida difuso de informao sobre um determinado problema. Conseguindo assim mobilizar rapidamente pessoas que se identifiquem com uma causa como por exemplo o que sucedeu em Barrancos (a questo dos direitos animais), ou problema comunitrio que mobiliza a populao ou pas na ajuda ao combate de desastres naturais, incndios, cheias, recolha de fundos, recolha de sangue. O nosso problema pode transformar-se num problema de todos onde todos se podero entre ajudar. Assim como em actividades de entretenimento como o futebol, ciclismo, Jogos

    Olmpicos, a nvel nacional ou internacional. Atravs das TIC tambm uma pessoa annima ou comunidade com a devida

    criatividade no aproveitamento de todos os mecanismos disponveis pode tornar-se na pessoa mais falada do mundo. As TIC servem igualmente como meio de divulgao de eventos assim como,

    feiras de artesanato, gastronmicas, medievais, festas de cinema, promoo vincola, festas populares, a nvel nacional e internacional que faam transpor para o exterior todo o tipo de actividades que engrandeam uma determinada regio. Formulao de pensamento crtico! Apesar das TIC serem tambm o suporte tecnolgico que possibilita a

    chamada globalizao da construo social dos mercados globais, da sociedade e da vida, podem igualmente constituir um novo meio de excluso social, a chamada infoexcluso, mas tambm de dependncia e excluso tecnolgica entre pases. As TIC vieram igualmente possibilitar e facilitar novas formas de crime. Alm

    de alterar o conceito de propriedade autoral, como o download ilegal, e tambm o denominado cibercrime. A espionagem acentuou-se atravs dos famosos hackers, especialistas em penetrar redes altamente confidenciais como a propriedade institucional do estado ou grandes empresas.

    Concluso Podemos concluir que aps, a chamada, Era Digital, as TIC so uma nova

    forma de relao interpessoal, so tambm a nossa maior fonte e base de trabalho, diverso, entretenimento, socializao, comunicao, estudo, informao, divulgao pessoal e colectiva. Elas vieram oferecer-nos facilidade, comodidade e qualidade de vida, as quais se consideram imprescindveis.