- CastroWeb.com.br - Sistemas e ... ?· eixo central da política econômica brasileira. A chamada “vocação…

Embed Size (px)

Text of - CastroWeb.com.br - Sistemas e ... ?· eixo central da política econômica brasileira. A chamada...

www.castrodigital.com.br

Processo Seletivo de Acesso Educao Superior PAES/2015 - DOCV/PROG/UEMA

www.castrodigital.com.br

Processo Seletivo de Acesso Educao Superior PAES/2015 - DOCV/PROG/UEMA

2 Etapa - 14/12/2014 das 13 s 18h p. 1 ......................................................................................................

HISTRIA

1 - A charge a seguir apresenta uma crtica s prticas do Brasil da dcada de 1920, especialmente no momento das eleies.

Fonte: VAINFAS, Ronaldo et al. Histria: o mundo por um fio: do sculo XX ao XXI. So Paulo: Saraiva,

2010, vol. 3, p. 49.

Analise a charge para explicar UMA das caractersticas da dinmica poltica brasileira durante a Repblica Velha, considerando o contexto histrico da poca.

2 - Durante 60 anos, Portugal e Espanha deram novo sentido Monarquia Catlica, controlando alm das possesses europeias, grandes reas ultramarinas na Amrica, frica e sia. Assim, nas primeiras duas dcadas do sculo XVII, o objetivo central da burocracia hispano-lusa era assegurar a posse das imensas regies de ultramar nas quatro partes do mundo conhecido, constantemente ameaadas pelos concorrentes ocenicos: Frana, Inglaterra, e principalmente Holanda.

Fonte: CARDOSO, Alrio. A conquista do Maranho e as disputas atlnticas na geopoltica da Unio Ibrica (1596-1626). Revista Brasileira de Histria, v. 31, n.61, 2011. Disponvel em: . Acesso em: 12 ago. 2014.

O texto faz referncia ao perodo conhecido como Unio Ibrica. Explique a relao existente entre a concorrncia ocenica, observada pelo autor, e as disputas pelo territrio do Maranho.

www.castrodigital.com.br

Processo Seletivo de Acesso Educao Superior PAES/2015 - DOCV/PROG/UEMA

2 Etapa - 14/12/2014 das 13 s 18h p. 2 ......................................................................................................

3 - Aproximamo-nos do segundo centenrio do Congresso de Viena, quando, depois da Revoluo Francesa e das Guerras Napolenicas, delegaes de praticamente todos os estados europeus ento se aproximaram para participar dessa cpula histrica entre setembro de 1814 e junho de 1815, na cidade de Viena.

Fonte: Associao dos Historiadores Latino-Americanos e do Caribe ADHILAC. Disponvel em: . Acesso em: 21 set. 2014. (Adaptado e traduzido do espanhol)

Explique a funo do Congresso de Viena no processo de reorganizao dos pases europeus aps a derrota de Napoleo Bonaparte.

4 - Em seu discurso sobre a anexao da regio da Crimeia, nos primeiros meses de 2014, o presidente russo Vladimir Putin afirmou que no corao e na mente das pessoas, a Crimeia sempre foi uma parte inseparvel da Rssia.

Fonte: Disponvel em: . Acesso em: 19 ago. 2014.

O texto se insere nos conflitos recentemente deflagrados na Ucrnia, envolvendo projetos separatistas em regies como a Crimeia e os interesses russos no pas. Ao afirmar que (...) no corao e na mente das pessoas, a Crimeia sempre foi parte da Rssia, Vladimir Putin est fazendo referncia a um perodo histrico em que toda a regio (Rssia, Ucrnia e Crimeia e outras Naes) compunha um mesmo pas.

a) Qual o nome da associao dos pases citados no texto que perdurou entre os anos de 1922 a 1991?

b) Explique UMA razo para a dissoluo dessa associao de pases.

5 - Discurso de Fidel Castro de 02 de setembro de 1960 conhecido como A Primeira Declarao de Havana O povo de Cuba condena energicamente o imperialismo da Amrica do Norte por sua dominao grosseira e criminosa, que dura h mais de um sculo, de todos os povos da Amrica Latina, que mais de uma vez viram ser invadido o solo do Mxico, da Nicargua, do Haiti, de Santo Domingo e de Cuba (...) Essa dominao, construda sobre a superioridade militar, sobre tratados injustos, e sobre a colaborao vergonhosa de governos traidores, h mais de cem anos fez nossa Amrica (...) uma zona de explorao, um quintal do imprio financeiro e poltico dos Estados Unidos (...). Nessa luta por uma Amrica Latina livre (...), levanta-se agora como fora invencvel a voz genuna do povo (...). A esta voz dos nossos irmos, a Assembleia do Povo responde: estamos prontos! Cuba no faltar!!

Fonte: GOTT, Richard. Cuba. Uma nova histria. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2006.

Explique o contexto poltico em que se deu o pronunciamento de A Primeira Declarao de Havana.

www.castrodigital.com.br

Processo Seletivo de Acesso Educao Superior PAES/2015 - DOCV/PROG/UEMA

2 Etapa - 14/12/2014 das 13 s 18h p. 3 ......................................................................................................

MAPA DA UNIFICAO DA ALEMANHA

6 A ao da Prssia na conduo do processo de unificao da Alemanha foi eficaz e, conforme pode ser observado na legenda do mapa ao lado, cronologicamente rpida. A anexao dos territrios que pertenciam Dinamarca, ao Imprio Austro-hngaro e Frana, todavia, s foi viabilizada por meio de intensos conflitos militares que, embora tenham ocorrido no sculo XIX, foram de fundamental importncia para a definio das alianas que se enfrentaram na I Guerra Mundial (1914-1918).

Com base no mapa da Unificao Alem, explique o

conflito territorial envolvendo Frana e Alemanha

presente na Guerra Franco-Prussiana e na I Guerra

Mundial. Fonte: PEDRO, Antonio et al. Histria sempre presente. Vol. 3. So Paulo: FTD, 2010.

7 - A sia, que tinha sido bero das grandes civilizaes, a cujo gnio a humanidade deve seus primeiros progressos fundamentais, como a domesticao dos animais, a agricultura, a criao de animais, a cermica, a metalurgia, o papel, a plvora etc, bem como as instituies de vida social (cidades, Estados organizados, moeda, a escrita), perdeu, ao longo de dois sculos de dominao europeia, cinco milnios de autonomia e liderana.

Fonte: LINHARES, Maria Yedda. Em face do imperialismo e do colonialismo. In: SILVA, Francisco Carlos Teixeira da et al. Imprios na Histria. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

O texto faz referncia s perdas da sia em dois sculos de dominao europeia.

a) Identifique uma dessas perdas:

b) Explique-a.

www.castrodigital.com.br

Processo Seletivo de Acesso Educao Superior PAES/2015 - DOCV/PROG/UEMA

2 Etapa - 14/12/2014 das 13 s 18h p. 4 ......................................................................................................

8 - O Segundo Governo Vargas (1951-1954) foi marcado pela reorientao do eixo central da poltica econmica brasileira. A chamada vocao agrcola do Brasil foi intensamente questionada e a industrializao consolidou-se como o principal caminho para o desenvolvimento brasileiro.

Nesse processo, a campanha O Petrleo Nosso assume papel central na estratgia governamental e desencadeia uma intensa polmica entre os nacionalistas, favorveis campanha, e os chamados entreguistas, opositores.

Fonte: VAINFAS, Ronaldo et al. Histria: o mundo por um fio: do sculo XX ao XXI. Vol. 3. So Paulo: Saraiva, 2010. Com base no cartaz, estabelea a relao econmica entre Bandeira Nacionalista e Independncia do Brasil no contexto do Segundo Governo Vargas.

www.castrodigital.com.br

Processo Seletivo de Acesso Educao Superior PAES/2015 - DOCV/PROG/UEMA

2 Etapa - 14/12/2014 das 13 s 18h p. 5 ......................................................................................................

SOCIOLOGIA

1 - O poema abaixo faz uma reflexo crtica sobre a insero da populao afrodescendente, na sociedade brasileira, aps a abolio da escravido.

Fonte: Disponvel em: . Acesso em 24: nov. 2014.

Com base no poema, explique por que a democracia racial no Brasil ainda est longe de ser alcanada.

2 - Movimentos sociais so formas de organizao coletiva que apresentam uma ideologia expressa na identidade do grupo, que conflita com a ideologia de outros grupos ou com a ideologia predominante na sociedade. Essa definio pode ser inferida nas bandeiras dos movimentos sociais brasileiros denominados de Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST).

Com base na explicao sobre movimentos sociais, identifique a) um elemento identitrio comum aos

movimentos MST e MTST.

b) uma caracterstica ideolgica comum presente no MST e MTST.

Presentinho

Maio, treze, mil, oitocentos, e oitenta e oito me soam como um sussurro csmico.

A noite sobressaltada Por sirenes me sacode.

Reviro os bolsos procura do passe Que me permite, So Paulo, cruzar as ruas Em latente paz.

A Princesa esqueceu-se de assinar Nossas carteiras de trabalho.

Desconfio, sim, que Palmares vivo necessrio.

www.castrodigital.com.br

Processo Seletivo de Acesso Educao Superior PAES/2015 - DOCV/PROG/UEMA

2 Etapa - 14/12/2014 das 13 s 18h p. 6 ......................................................................................................

3 - Cultura uma das principais temticas trabalhadas pela sociologia. Refere-se, segundo Giddens (2014, p. 38-39), s formas de vida dos membros de uma sociedade ou de grupos dentro da sociedade regidas por normas e valores que mudam frequentemente atravs do tempo. Um exemplo dessas mudanas que (...) Muitas normas que consideramos hoje naturais em nossas vidas pessoais como casais vivendo juntos sem serem casados contradizem valores comumente sustentados h poucas dcadas

Fonte: GIDDENS, Anthony. Sociologia. Porto Alegre: ARTMED, 2014.