0209636 rev2 LAI-407 pt es - esab.com.br .Manual do usuário e peças de reposição Referência

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of 0209636 rev2 LAI-407 pt es - esab.com.br .Manual do usuário e peças de reposição Referência

  • LAI 407Retificador para soldasemi-automtica

    PT

    Manual do usurio e peas de reposioReferncia

    LAI 407 - 220-380-440V/60 Hz 0402090

    LAI 407 ESTACIONRIA - 220-380-440V/60 Hz 0402184

    LAI 407 - 220-380-440V/50 Hz 0402231

    0209636 082008 Vlido para n de srie a partir de FXXXXXX

    A ESAB se reserva o direito de alterar as especificaes sem prvio aviso.

  • INSTRUES GERAIS

    Estas instrues referem-se a todos os equipamentos produzidos por ESAB S.A. respeitando-seas caractersticas individuais de cada modelo.

    Seguir rigorosamente as instrues contidas no presente Manual e respeitar os requisitos edemais aspectos do processo de soldagem a ser utilizado.

    Antes da instalao, ler os Manuais de instrues dos acessrios e outras partes (reguladores degs, tochas de soldar, hormetros, controles, medidores, rels auxiliares, etc) que sero agregadosao equipamento e certificar-se de sua compatibilidade.

    Certificar-se de que todo o material necessrio para a realizao da soldagem foi corretamenteespecificado e est devidamente instalado de forma a atender a todas as especificaes daaplicao prevista.

    Quando usados, verificar que:

    os equipamentos auxiliares (tochas, cabos, acessrios, porta-eletrodos,mangueiras, etc.) estejam corretamente e firmemente conectados.Consultar os respectivos manuais.

    Em caso de dvidas ou havendo necessidade de informaes ou esclarecimentos a respeito,deste ou de outros produtos ESAB, consultar o Departamento de ServiosTcnicos ou um ServioAutorizado ESAB.

    ESAB S.A. no poder ser responsabilizada por qualquer acidente, dano ou parada de produocausados pela no observncia das instrues contidas neste Manual ou por no terem sidoobedecidas as normas adequadas de segurana industrial.

    Acidentes, danos ou paradas de produo causados por instalao, operao ou reparao desteou outro produto ESAB efetuada por pessoa (s) no qualificada (s) para tais servios so da inteiraresponsabilidade do Proprietrio ou Usurio do equipamento.

    O uso de peas no originais e/ou no aprovadas por ESAB S.A. na reparao deste ou de outrosprodutos ESAB da inteira responsabilidade do proprietrio ou usurio e implica na perda total dagarantia dada.

    Ainda, a garantia de fbrica dos produtos ESAB ser automaticamente anulada caso seja violadaqualquer uma das instrues e recomendaes contidas no certificado de garantia e/ou nesteManual.

    No instalar, operar ou fazer reparos neste equipamento sem antes ler e entender este Manual.

    o gs de proteo apropriado ao processo e aplicao.

    A T E N O !

    Este equipamento ESAB foi projetado e fabricado de acordo com normas nacionaise internacionais que estabelecem critrios de operao e de segurana;conseqentemente, as instrues contidas no presente manual e em particularaquelas relativas instalao, operao e manuteno devem ser rigorosamenteseguidas de forma a no prejudicar o seu desempenho e a no comprometer a garantiadada.

    Os materiais utilizados para embalagem e as peas descartadas no reparo doequipamento devem ser encaminhados para reciclagem em empresas especializadasde acordo com o tipo de material.

    - 2 -

  • 1 SEGURANA

    So os usurios de equipamento de soldagem ESAB a quem em ltima anlisecabe a responsabilidade de assegurar que qualquer pessoa que trabalhe noequipamento ou prximo do mesmo observe todas as medidas de precauo desegurana pertinentes. As medidas de precauo de segurana devem satisfazer osrequisitos que se aplicam a este tipo de equipamento de soldagem. Alm dosregulamentos normais aplicveis ao local de trabalho, devem observar-se asseguintes recomendaes.

    Todo o trabalho deve ser executado por pessoal especializado, bem familiarizadocom o funcionamento do equipamento de soldagem. O funcionamento incorreto doequipamento pode resultar em situaes perigosas que podem dar origem aferimentos no operador e danos no equipamento.

    1. Qualquer pessoa que utilize o equipamento de soldagem deve estarfamiliarizado com:

    A operao do mesmo.

    A localizao dos dispositivos de interrupo de funcionamento doequipamento.

    O funcionamento do equipamento.

    As medidas de precauo de segurana pertinentes.

    O processo de soldagem.

    2. O operador deve certificar-se de que:

    Nenhuma pessoa no autorizada se encontra dentro da rea defuncionamento do equipamento quando este posto a trabalhar.

    Ningum est desprotegido quando se forma o arco eltrico.

    3. O local de trabalho tem de:

    Ser adequado finalidade em questo.

    No estar sujeito a correntes de ar.

    4. Equipamento de segurana pessoal:

    Use sempre o equipamento pessoal de segurana recomendado como, porexemplo mscara para soldagem eltrica com a lente de acordo com otrabalho que ser executado, culos de segurana, vesturio prova dechama e luvas de segurana.

    No use artigos soltos como, por exemplo, lenos ou cachecis, pulseiras,anis, etc., que poderiam ficar presos ou provocar queimaduras.

    5. Medidas gerais de precauo:

    Certifique-se de que o cabo obra est bem ligado.

    O trabalho em equipamento de alta tenso s ser executado por umeletricista qualificado.

    O equipamento de extino de incndios apropriado tem de estarclaramente identificado e em local prximo.

    - 3 -

  • 2 DESCRIO

    3 FATOR DE TRABALHO

    LAI 407 so Fontes com controle tiristorizado, circuitos em estado slido ecaracterstica de Tenso Constante que juntamente com os alimentadores de aramemodelo OrigoFeed ou MEF 44N formam um conjunto para soldagem semi-automtica ou mecanizada.

    As Fontes possuem um medidor digital - volts e Ampres - que mantm os valoresda corrente e tenso aps a soldagem. Possuem tambm duas opes deindutncia nos terminais negativos (A e B).

    Permitem a soldagem com arames slidos de Ao Carbono, de Aos Inoxidveis, deAlumnio, de Cobre e com Arames Tubulares.

    A tenso em vazio ajustada pelo controle no painel frontal ou pelo controle remotono alimentador de arame permitindo um amplo e preciso ajuste da tenso do arcopara qualquer aplicao dentro da faixa de utilizao do equipamento.

    So providas de rodas, rodzios e olhal de levantamento, permitindo sua fcilmovimentao no local de trabalho, ou estacionrias para instalaes fixas.

    Possuem proteo contra sobreaquecimento e uma tomada 110V no painel traseiropara alimentao de equipamentos auxiliares.

    Chama-se Fator de trabalho a razo entre o tempo durante o qual uma mquina desoldar pode fornecer uma determinada corrente mxima de soldagem (tempo decarga) e um tempo de referncia; conforme normas internacionais, o tempo dereferncia igual a 10 minutos.

    As Fontes de energia LAI so caracterizadas por dois Fatores de Trabalho: o Fatorde trabalho nominal com valor de 60%, o qual corresponde capacidade detrabalho das mquinas no mximo da sua faixa de corrente, e o Fator de trabalho de100%.

    O Fator de trabalho nominal de 60% significa que a mquina pode fornecer a suacorrente de soldagem mxima durante perodos de 6 min. (carga), cada perododevendo ser seguido de um perodo de descanso (a mquina no fornece correntede soldagem) de 4 min. (6 + 4 = 10 min.), repetidamente e sem que a temperaturados seus componentes internos ultrapasse os limites previstos por projeto. O mesmoraciocnio se aplica para que qualquer valor do Fator de trabalho.

    O fator de trabalho de 100% significa que a Fonte pode fornecer a corrente desoldagem especificada (ver Tab. 4.1) ininterruptamente, isto sem qualquernecessidade de descanso.

    Numa mquina de soldar, o Fator de trabalho permitido aumenta at 100% a medidaque a corrente de soldagem utilizada diminui; inversamente, o Fator de trabalhopermitido diminui a medida que a corrente de soldagem aumenta at o mximo dafaixa.

    A Tabela 4.1 indica as cargas autorizadas para as Fontes LAI 407.

    - 4 -

  • 4 CARACTERSTICAS TCNICAS

    5 INSTALAO

    5.1 Recebimento

    Ao receber uma Fonte de energia LAI, remover todo o material de embalagem emvolta da unidade e verificar a existncia de eventuais danos que possam ter ocorridodurante o transporte. Quaisquer reclamaes relativas a danificao em trnsitodevem ser dirigidas Empresa Transportadora.

    Remover cuidadosamente todo e qualquer material que possa obstruir a passagemdo ar de ventilao, o que diminuiria a eficincia da refrigerao.

    N.B.: Caso uma Fonte LAI no seja instalada de imediato, conserv-la na suaembalagem original ou armazen-la em local seco e bem ventilado.

    Corrente nominal @ 100% F.t. (A)

    Faixa de corrente/tenso (A/V)

    Faixa de tenso em vazio (V)

    Cargas autorizadas

    Fator de trabalho (%)

    Corrente (A)

    Tenso (V)

    Alimentao eltrica trifsica (V-Hz)

    Potncia aparente nominal (KVA)

    Dimenses (l x c x a - mm)

    Classe trmica

    Classe de proteo

    Peso (kg)

    300

    30/16 - 400/34

    18 a 39

    220/380/440 - 50/60

    14,6

    660 x 980 x 750

    H (180C)

    IP23

    155

    100

    300

    29

    60

    400

    34

    MODELO LAI 407

    5.2 Local de trabalho

    Para se conseguir uma operao segura e eficiente, vrios fatores devem serconsiderados ao se determinar o local de trabalho de uma mquina de soldar. Umaventilao adequada necessria para a refrigerao do equipamento e asegurana do operador. da maior importncia que a rea de trabalho seja sempremantida limpa.

    necessrio deixar um corredor de circulao com pelo menos 700 mm de larguraem torno de uma Fonte LAI, tanto para a sua ventilao como para acesso deoperao, manuteno preventiva e eventual manuteno corretiva no local detrabalho.

    - 5 -

  • A instalao de qualquer dispositivo de filtragem do ar ambiente restringe o volumede ar disponvel para a refrigerao da mquina e leva a um sobreaquecimento doss