Click here to load reader

1. Apuração e contagem recíproca de tempo de contribuição ... · PDF fileservidores da Administração direta, autárquica e fundacional, ... o cômputo do tempo de contribuição

  • View
    222

  • Download
    5

Embed Size (px)

Text of 1. Apuração e contagem recíproca de tempo de contribuição ......

  • 1. Apurao e contagem recproca de tempo de contribuio.

    2. Emisso de certides e declaraes para fins previdencirios

    Set/2010

  • 1 - Agentes Polticos - Presidente da Repblica, Governadores, Prefeitos, Vices, Ministros, Secretrios, Deputados e Vereadores.

    Relao jurdica: Natureza institucional (Constituies e Leis Orgnicas)

    AGENTES PBLICOS

  • 2 Servidores Pblicos (sentido amplo):

    a) Exercentes de cargo pblico, inclusive em comisso -servidores da Administrao direta, autrquica e fundacional, da rea administrativa dos Poderes Judicirio e Legislativo. Ministrio Pblico e Tribunais de Contas.Relao jurdica: Funcional

    b) Contratatos da Unio, dos Estados e Distrito Federal, e Municpios, de acordo com lei especficaRelao jurdica: Contratual, em regra, conforme a CLT, mas h situaes disciplinadas em Lei especfica.

    AGENTES PBLICOS

  • 2 Servidores Pblicos (sentido amplo):

    c) Exercentes de funo servidores remanescentes do regime anterior CF/88;Relao jurdica: Funcional

    d) Empregados das estatais servidores das empresaspblicas e sociedades de economia mistaRelao jurdica: Contratual, conforme a CLT.

    AGENTES PBLICOS

  • 3 Militares: vinculados ao Estado por Estatuto prprio.Relao jurdica: Mesma dos servidores civis

    4- Membros da Magistratura, Ministrio Pblico e Tribunaisde Contas: Vinculados ao Estado por legislao especficaRelao jurdica: Mesma dos servidores civis

    AGENTES PBLICOS

  • REGIMES JURDICOS

    Regime estatutrio - conjunto de regras impostas por Lei, unilateralmente pelo Poder Pblico. So obrigatrias aosservidores e militares a elas submetidos e podero ser alteradas, respeitado o direito adquirido.

    Regime celetista - conjunto de regras impostas pela legislaotrabalhista aos patres e empregados, bem como em decorrnciade acordos coletivos celebrados tambem entre patres e empregados. Tem natureza contratual.

    Regime contratual - conjunto de regras impostas por lei especfica para as contrataes por tempo determinado, emcarter excepcional, para atender eventual necessidadetemporria de interesse pblico.

  • 1 Regime Geral de Previdncia Social RGPS

    Obrigatrio para os contratados sob regime celetista, empregadosem geral e exercentes de cargo em comisso.

    2 Regimes Prprios de Previdncia Social RPPS

    Obrigatrio para os exercentes de cargo efetivo dos PoderesExecutivo, Legislativo e Judicirio e para aqueles, remanescentesdos regimes administrativos anteriores CF/88, que exercemfuno, bem como para os militares e os membros da Magistratura, do Ministrio Pblico e dos Tribunais de Contas.

    REGIMES PREVIDENCIRIOS

  • Legislao Bsica:

    Constituio Federal.

    Constituio Estatual.

    LC 12/1999 e alteraes Instituiu o SUPSEC.

    Decreto 25.821/2000 Regulamenta a LC 12/1999.

    Lei 9.826/1994 Dispe sobre o Estatuto dos Servidores Pblicos.

    Lei 13.729/2006 Dispe sobre o Estatuto dos Militares.

    TEMPO DE CONTRIBUIO RPPS/SUPSEC

    Apurao

  • Outras Leis Importantes:

    Lei 7.256/1964 Dispunha sobre a admisso de contratados.

    Lei 10.472/1980 Dispunha sobre o regime jurdico dos servidores admitidos em carter temporrio.

    Lei 11.712/1990 Instituiu o regime estatutrio como nico.

    Lei 10.776/1982 Dispunha sobre o IPEC.

    TEMPO DE CONTRIBUIO RPPS/SUPSEC

    Apurao

  • Tempo computado:Tempo de efetivo exerccio das atribuies de cargo, emprego ou funo pblicos, com vinculao ao sistema administrativo estadual e ao sistema de previdncia social estadual.

    Ausncias consideradas pela lei de regncia como efetivo exerccio (Ex. licena-sade, frias)

    Critrio:Conforme o disposto na legislao vigente na data da prestao do servio.

    Clculo:Em dias, de data a data, considerado o ano 365 dias e o ms 30 dias.

    TEMPO DE CONTRIBUIO RPPS/SUPSEC

    Apurao

  • Tempo no computado:

    Tempo fictcio, exceto para o prprio regime, anterior a EC 20/1998;

    Tempo concomitante, ressalvadas as acumulaes de cargo permitidas;

    Tempo de estgio;

    Tempo avulso, remunerado mediante recibo, por exemplo.

    TEMPO DE CONTRIBUIO RPPS/SUPSEC

    Apurao

  • Vamos entender uma diferena?CERTIDO e DECLARAO

    CERTIDO:

    Documento revestido de formalidades legais, de f-pblica, peloqual o agente pblico competente faz certa a existncia ou, se for o caso, a inexistncia, nos arquivos de uma unidadeadministrativa, de registro referente a determinado ato ou fato. Constitui ato que se limita a transladar para o documento a ser fornecido ao interessado, na perspectiva legal que o justifica, o que consta dos arquivos da respectiva repartio pblica e quetenha sido por aquele requerido, com esclarecimentos relativosaos fins e razes do pedido, para a defesa de direitos e esclarecimentos de situaes.

  • Vamos entender uma diferena?CERTIDAO E DECLARAO

    DECLARAO:

    Diferentemente da certido, no necessita do rigor a exigirque seja passada com base em documentos constantes de processos ou pastas funcionais, podendo representar apenasuma afirmao de determinada pessoa sobre o conhecimento acerca dos fatos sobre os quais declara.

  • Vamos entender outra diferena?CERTIDES PREVIDENCIRIAS

    CERTIDO INFORMATIVA

    O documento revestido de f-pblica, emitido pelaSecretaria do Planejamento e Gesto que se se destinadestina comprovacomprovaoo de de fatosfatos relativos Previdncia Social do Estado do Cear e vida funcional de servidor, ex-servidor, militar, ex-militar e de terceiros interessados.

  • Vamos entender outra diferena?CERTIDES PREVIDENCIRIAS

    CERTIDO DE TEMPO DE CONTRIBUIO:

    O documento formal, de efeito legal, revestido de f-pblica, que se se destinadestina contagemcontagem recrecprocaproca, nos termosda lei, do tempo de contribuio certificado pelo regime de origem emitente, para instituio de benefcioprevidencirio por outro regime de previdncia social.

    Obedece a modelo padro institudo pelo Ministrio daPrevidncia Social e ss podepode ser ser expedidaexpedida parapara exex--servidorservidor(Portaria MPS 154/2008).

  • E o que contagem recproca?

    Contagem recproca aquela que permite, para fins de concesso de benefcio previdencirio por um regime de previdncia social (regime instituidor), o cmputo do tempo de contribuio prestado com vinculao a outro regime de previdncia social (regime de origem).

    OBS: Na contagem recproca no pode ser dispensada a prova dacontribuio previdenciria, considerando que a regra dareciprocidade, tendo nos seus plos, de um lado, a administraopblica, do outro, a atividade privada, exige a compensao financeiraentre os regimes de previdncia social em que o segurado ou servidoresteve vinculado. (Conf. STF/ADI 1644/DF. Relator Min. OtavioGallotti).

  • CERTIDO DE TEMPO DE CONTRIBUIO

    Instruo do processo

    Requerimento do ex-Servidor, na forma do Anexo I da IN SEAD n. 001/2003 (Nome, endereo completo, perodo, finalidade e destino da Certido, so indispensveis);

    Cpia do RG (Cart. Ident.), CPF e PIS/PASEP/NIT;

    Certido de Casamento e averbaes de separao oudivrcio, em se tratando de Requerente do sexo femininoe quando dos assentamentos funcionais constar nomediferente do atual;

  • CERTIDO DE TEMPO DE CONTRIBUIOInstruo do processo

    Continuao

    Comprovao do ingresso no servio pblico estadual(CTPS, Contrato de Trabalho, DOE de nomeao);

    Comprovao do afastamento do servio pblico estadual(CTPS, Resciso do Contrato de Trabalho, DOE de exonerao);

    Ficha funcional;

    Fichas financeiras (at dezembro/1986);

    Quadro discriminativo do tempo de servio e de contribuio.

  • CERTIDO DE TEMPO DE CONTRIBUIO

    Fluxograma

    1. Preenche requerim.e anexa documentos

    Interessado

    Requerimento+Documentos

    Incio

    2. Abre processo

    Protocolo Setorial

    Processo aberto

    3. Confere dados e documentos do

    interessado

    Setorial

    Dados conferidos

    4. Compila os documentos relativosa vida funcional do

    interessado

    Setorial

    Documentos do Checklist OK

    5. Cadastra os dadospessoais e funcionais

    no SIGE-RH

    Setorial

    Cadastro no SIGE-RH

    6. Anexa os documentosfuncionais ao processo

    Setorial

    Documentos anexados

    7. Elabora o QuadroDiscriminativo para Efeito de Certido

    Setorial

    Quadro Discriminativo

    8. Analisa o processo

    CPREV

    Processo analisado

    9. Emite a Certido no SIGEPrev - Certido

    CPREV

    Certido no SIGE

    11. Deixa disponvel a Certido p/ recolhimento

    do servidor

    Atendimento CPREV

    Certido pronta

    12. Recebe a Certido

    Interessado

    Rubrica via do Processo

    13. Arquiva o processo

    CPREV

    Processo Arquivado

    Fim

    10. Registra a conclusodo processo no SPU

    Protocolo CPREV

    Finalizao no SPU

  • CERTIDO DE TEMPO DE CONTRIBUIO

    Modelo RPPS (Portaria MPS 154/2008)

  • CERTIDO DE TEMPO DE CONTRIBUIO

    Modelo RGPS

  • CERTIDO DE TEMPO DE CONTRIBUIO

    Emisso de 2 Via

    No caso de perda, roubo ou extravio .

    Pedido:

    requerimento, expondo as razes que justificam o pedido;

    comprovante do registro da ocorrncia (perda, roubo ouextravio) no rgo de segurana pblica (BO-Boletim de Ocorrncia); e

    declarao emitida pelo regime previdencirio ao qual se destinava a certido contendo informaes sobre a utilizao, ou no, dos perodos lavrados na certido e, em caso afirmativo, para que fins foram utilizados.

  • CERTIDO DE TEMPO DE CONTRIBUIO

    Reviso

    Para fracionamento de perodos, desde que previamentedevolvida a certido original;

    Quando for constatado erro material e desde que a revisono import