1 CSA 1017 Texto 09(b) Conceito de Custos, Reformulado (1)

  • View
    216

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

conceitos de custos

Text of 1 CSA 1017 Texto 09(b) Conceito de Custos, Reformulado (1)

www

1

www.paulodantas.com.brTexto 01 - Conceito de Custos

Antes de estudarmos os mecanismos utilizados para a contabilizao do Custo Industrial, necessrio conhecer alguns conceitos bsico, que facilitaro o entendimento da matria.

A palavra custo possui significado muito abrangente: pode ser utilizados para representar o custo das mercadorias vendidas em uma empresa comercial, o custo dos servios prestados em uma empresa de prestao de servios, o custo de fabricao de um produto, o custo direto de fabricao, etc.

Assim, voc precisa ter conscincia de que poder encontrar conceitos distintos de custo. Procure analisar cada um deles de acordo com o enfoque que estiver sendo dado a cada caso em particular. Isso facilitar o seu raciocnio, tornando a matria ainda mais fcil.

Finalidade da Contabilidade de Custos Podemos dizer que a contabilidade de custos tem a finalidade de mensurar o valor dos gastos incorridos para:

a) Fabricao de produtos para venda (indstria): Materiais diretos (matria-prima e material de embalagem);

Mo-de-obra direta (salrios e encargos diretos na produo);

Gastos gerais de fabricao - GGF (energia eltrica, salrios indiretos, manuteno, seguros, etc.).

b) aquisio de mercadorias para revenda (comrcio): O custo da prpria mercadoria;

Gastos acessrios para aquisio do bem (frete, seguros, comisses, etc.).

c) Na prestao de servios (servios): O custo hora do profissional envolvido na prestao do servio;

Material utilizado no servio prestado;

Outros gastos (combustvel, estadias, traslado, etc.).

Identificao de Gastos, Investimentos, Custos, Despesas e Desembolsos. Custo industrial compreende a soma dos gastos com bens e servios aplicados ou consumidos na produo de outros bens.

Para entender melhor o conceito apresentado, voc precisa conhecer o significado das seguintes palavras: gastos, investimentos, custos, despesas e desembolsos.

Toda vez que a empresa industrial pretende obter bens seja para uso, troca, transformao ou consumo, ou ainda utilizar algum tipo de servio, ela efetua um gasto.

Os gastos podem ser efetuados vista ou a prazo. Quando, por exemplo, no momento da aquisio do bem ocorre o respectivo pagamento, dizemos que o gasto ocorreu vista, pois houve desembolso de numerrio. Se, por outro lado, no momento da compra no ocorreu pagamento, o qual ser feito posteriormente, dizemos que o gasto ocorreu a prazo, pois no houve desembolso de numerrio no momento da compra.

O desembolso, que se caracteriza pela entrega do numerrio, pode ocorrer antes (pagamento antecipado), no momento (pagamento vista) ou depois (pagamento a prazo) da ocorrncia do gasto.

Os gastos que se destinam obteno de bens de uso da empresa (computadores, mveis, mquinas, ferramentas, veculos, etc.) ou a aplicaes de carter permanente (compra de aes de outras empresas, de imveis, de ouro, etc.) so considerados investimentos.

Consideram-se ainda investimentos os gastos com a obteno dos bens destinados troca (mercadorias), transformao (matria-prima, material secundrio e material de embalagem) ou consumo (material de expediente e limpeza) enquanto esses bens ainda no foram trocados, transformados ou consumidos.

Quando os gastos so efetuados para a obteno de bens e servios que so aplicados na produo de outros bens, esses gastos correspondem a custos.

Quando a matria-prima, o material secundrio e o material de embalagem deixam de ser estoques, passando para o processo de fabricao, os valores gastos na obteno desses bens passam da fase de investimentos para a fase de custos.

Quando os gastos so efetuados para obteno de bens ou servios aplicados na rea administrativa, comercial ou financeira, visando direta ou indiretamente a obteno de Receitas, esses gastos correspondem a despesas.

Resumo: Gastos: desembolso vista ou a prazo para obteno de bens ou servios, independentemente da sua destinao dentro da empresa.

Investimentos: compreendem, geralmente, os gastos com a obteno de bens de uso da empresa.

Custo: compreende os gastos com a obteno de bens e servios aplicados a produo.

Despesa: compreende os gastos decorrentes do consumo de bens e da utilizao de servios das reas administrativas, comerciais e financeiras, que direta ou indiretamente visam obteno de Receitas.

Desembolso: entrega de numerrio antes, no momento ou depois da ocorrncia dos gastos.

EXERCCIO

Informe se os elementos abaixo so custos, despesas, desembolsos, gasto ou investimento.

Lembrando que poder ser Gastos com investimentos e desembolso, dependendo do caso

Cada resposta dever ser justificada o porque.

ORDEMDESCRIO

01Pagamento do salrio da fbrica

02Matria-Prima consumida

03Consumo de energia eltrica da administrao

04Aquisio de Matria Prima a Prazo

05Depreciao das Mquinas da produo

07Consumo de energia eltrica da produo

08Pagamento do salrio da administrao

09Comisso sobre vendas a se pago no ms seguinte

10Compra de mquinas industriais a vista

11Pintura do Prdio da fbrica

12Servios terceirizados aplicados na produo

13Compra de material de escritrio

14Consumo de material de limpeza

15Aquisio a vista de microcomputador para o escritrio

16Aquisio de uma mquina para a produo

Componentes do Custo Industrial

So trs os componentes bsicos do custo industrial: as matrias-primas, a mo-de-obra e os gastos gerais de fabricao.

As matrias-primas, que representam os materiais que sero adicionados ao produto, compondo-o, podero ser divididas em: matria-prima propriamente dita, materiais secundrios e matrias de acabamento.

Mo-de-obra direta a ao do operrio diretamente sobre os materiais e componentes do produto em fabricao, compreendendo, alm de salrios e ordenados, todos os encargos sociais e trabalhistas decorrentes, tais como: frias, 13o salrio, contribuio Previdncia Social, Fundo de Garantia, seguro contra acidentes de trabalho, etc.

Mo-de-obra indireta a ao de operrios e funcionrios da empresa, voltada para a produo, mas sem operar diretamente sobre o produto em fabricao, como a ao dos supervisores, mecnicos, faxineiros, apontadores, etc.

A mo-de-obra indireta poder ser considerada no grupo de gastos gerais de fabricao, desdobrando-se, assim como a mo-de-obra direta, em encargos sociais e trabalhistas, tais como: salrios, ordenados, horas extras, frias, 13o salrio, etc.

Os gastos gerais de fabricao ( GGF ) compreendero trs itens:

1. A mo-de-obra indireta;

2. Os gastos diversos com depreciao de mquinas, energia eltrica, luz, aluguis etc.

3. E os gastos com materiais diversos que no sero incorporados ao produto, tais como: impressos, lubrificantes, materiais de manuteno etc.

Elementos do CustoCusto Industrial

Atividade Comercial

Toda e qualquer atividade exercida por prtica de atos de comrcio considerada comercial, o que envolve troca, permuta, intermediao entre o produtor e o consumidor, com objetivo de lucro.

Embora todo o tipo de empresa (industrial, comercial e de servios) exera atividade econmica com finalidade lucrativa, o comrcio diferencia-se por intermediar o produto entre as fontes de produo e o consumidor.

As empresas comerciais exercem atividade econmica e a intermediao, entre o produtor e o consumidor final, fechando os ciclos econmicos, atuando de duas formas distintas, comercializando no atacado ou no varejo.

Elementos do Custo Comercial

Para qualquer atividade comercial, custos referem-se aos gastos efetuados na compra de mercadorias, objeto da comercializao, que iro gerar as vendas e o resultado da empresa. Entenda-se por gastos, todos aqueles que a empresa incorrer at a colocao da mercadoria em condies de venda.

Mercadorias

So bens adquiridos com a finalidade de comercializao, que fazem parte dos objetivos da empresa comercial, do contexto operacional e do ramo de atividade da empresa.

As mercadorias, por se constiturem no CUSTO DA VENDA, requerem estudos e cuidados em quatro aspectos fundamentais, quais sejam, controle, custeio, valorizao contbil e programao.

Atacado Atua em funo de maiores volumes comprados e vendidos ou grandes lotes e tem, como finalidade principal suprir o comrcio varejista.

Diferencia-se na intermediao, na cadeia de transaes, pois encontra-se entre o produtor e o comrcio varejista com a finalidade de facilitar a distribuio do produto, atendendo, atingindo e suprindo o comrcio varejista.

Entre as vrias razes que justificam o comrcio atacadista destacam-se a capacidade de distribuio e a cobertura de mercado, alm dos volumes transacionados, de certa forma terceirizando para o produtor a cobertura de mercado.

Varejo Na concepo comercial, exercida a intermediao entre o produtor e o consumidor final, com a finalidade de obter lucro. Por ser o elo e contato mais prximo com o consumidor final, deve estar atento aos princpios bsicos de atendimento e a tcnicas mercadolgicas apropriadas, de modo que consiga efetivamente atingir o mercado e o consumidor.

Por analogia produo, o comrcio varejista produz atendimento e servios ao mercado, buscando a satisfao do cliente e a manuteno de relaes saudveis com o mercado.

Custo no Comrcio

Atividade de Servios

Analogamente a uma produo, pode-se distinguir a atividade de servios de formas peculiares, pois h servios em que se aplicam material outros recurso e mo de obra e outros em que h somente aplicao de mo-de-obra, o que traz implicaes diferenciadas, notadamente nos impostos e formulao de preos.

Elementos dos Custos no