112 Demo Direito Penal

  • View
    168

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

Direito Penal p/ TRE-PR Teoria e exerccios comentados Prof. Francisco Dirceu Barros Aula 00

AULA 00: Aplicao da Lei PenalSUMRIO 1. Apresentao 2. Cronograma 3. Desenvolvimento do tema 4. Questes da FCC 5. Respostas comentadas 6. O supra-sumo do perfil FCC 7. Referncia bibliogrfica PGINA 01 02 04 38 47 52 55

Queridos e queridas amigas do Estratgia Concursos! um prazer estar aqui com vocs, iniciando um curso de Direito Penal p/ TRE-PR! Para aqueles que no me conhecem, meu nome Francisco Dirceu Barros e sou Professor de Direito Penal, Processual Penal e Direito Eleitoral. Meu currculo resumido o seguinte: Promotor de Justia Criminal, Promotor de Justia Eleitoral, Mestre em Direito, Especialista em Direito Penal, Especialista em Processo Penal, ex-professor universitrio, professor de vrios cursos de ps-graduao, com vasta experincia em cursos preparatrios aos concursos do Ministrio Pblico e Magistratura, lecionando as disciplinas de Direito Eleitoral, Direito Penal, Processo Penal, Legislao Especial e Direito Constitucional. Ex-comentarista da Rdio Justia STF, Membros efetivo do GNPJ (Grupo Nacional dos Promotores de Justia). Colunista da Revista Prtica Consulex, seo Casos Prticos. Palestrante em diversos congressos no Brasil. Autor de diversos artigos em revistas especializadas. Professor do curso on line Eu Vou Passar (www.euvoupassar.com.br) Tambm sou autor de mais 60 livros lanados, dentre os quais destaco os seguintes: Direito Penal - Parte Geral, Direito Penal Parte Especial, Volumes I, II, III, IV (Prefaciados por Fernando da Costa Tourinho Filho, Jlio Fabbrini Mirabete, Jos Henrique Pierangeli e Rogrio Greco), Processo Penal para Concursos, Volumes I, II, III, IV e V, Direito Eleitoral, 10 edio, todos da Srie Provas e

Prof. Francisco Dirceu Barros

www.estrategiaconcursos.com.br

1 de 56

Direito Penal p/ TRE-PR Teoria e exerccios comentados Prof. Francisco Dirceu Barros Aula 00 Concursos, Editora Campus/Elsevier. Carta aos concursandos em coautoria com William Douglas e Os Segredos dos Concurseiros Vencedores, Editora Consulex. Amigos e amigas; Sem prejuzo dos termos tcnicos aplicveis ao contexto jurdico, sempre defendi que possvel adequar a linguagem jurdica ao destinatrio da mensagem. Nesse contexto, aceitei o desafio da turma do Estratgia Concursos para produzir um curso de Direito Penal com um bom contedo e que seja escrito em uma linguagem leve, didtica e objetiva. Nosso foco ser o cargo de Analista Judicirio do TRE-PR (rea Judiciria), portanto, vamos desenvolver os temas intercalando questes no estilo da banca organizadora do evento (FCC). Vamos desenvolver uma metodologia com a percepo de que voc nunca teve contato com a matria, depois vamos aprofundando o assunto e voc vai ficar surpreso quando perceber o quanto fcil estudar o direito penal. A didtica vai ser desenvolvida como se eu estivesse conversando com voc, repito: em uma linguagem leve, didtica e objetiva. Mas uma coisa eu garanto: voc ser capaz de resolver questes que j foram elaboradas at em concursos de Juiz e Promotor. Vamos preparar voc para um nvel superior ao desejado, afinal: QUEM PODE O MAIS PODE O MENOS. Todos preparados? Vamos dar uma olhada no edital! Direito Penal - Aplicao da lei penal: princpios da legalidade e da anterioridade; a lei penal no tempo e no espao; o fato tpico e seus elementos. Crime: consumado, tentado e impossvel; desistncia voluntria e arrependimento eficaz; arrependimento posterior; crime doloso e culposo. Imputabilidade penal: Do concurso de pessoas; Penas: espcies; Do concurso de crimes. Efeitos da condenao e da reabilitao. Ao penal pblica:Extino da punibilidade. Crimes contra a Administrao Pblica. Crimes de abuso de autoridade.

Prof. Francisco Dirceu Barros

www.estrategiaconcursos.com.br

2 de 56

Direito Penal p/ TRE-PR Teoria e exerccios comentados Prof. Francisco Dirceu Barros Aula 00 O cronograma do nosso curso ser o seguinte:Assunto Aula 00 Aplicao da lei penal: princpios da legalidade e da anterioridade; a lei penal no tempo e no espao; O fato tpico e seus elementos. Crime: consumado, tentado e impossvel; desistncia voluntria e arrependimento eficaz; arrependimento posterior; crime doloso e culposo. Da imputabilidade penal Do concurso de pessoas Penas: espcies; Da Ao penal Da extino da punibilidade Do concurso de crimes. Efeitos da condenao e da reabilitao. Crimes contra a Administrao Pblica. Dos crimes praticados por particular contra a administrao em geral Abuso de autoridade (Lei n 4.898/1965). Data Disponvel

Aula 01 Aula 02 Aula 03 Aula 04 Aula 05 Aula 06 Aula 07 Aula 08 Aula 09 Aula 10 Aula 11

10/11 17/11 24/11 01/12 08/12 15/12 22/12 29/12 05/01 12/01 19/01

Feitas essas consideraes iniciais, vamos nossa aula de hoje! Um grande e fraternal abrao. Francisco Dirceu Barros.

Prof. Francisco Dirceu Barros

www.estrategiaconcursos.com.br

3 de 56

Direito Penal p/ TRE-PR Teoria e exerccios comentados Prof. Francisco Dirceu Barros Aula 00 1. O princpio da legalidade Vamos comear estudando um tema que sempre cobrado nos concursos, trata-se do princpio da legalidade, seu gnero e suas espcies. O princpio da legalidade tem como origem histrica a Magna Carta, imposta pelos bares ingleses ao rei Joo Sem Terra, em 1215. Algo muito importante para humanidade foi expresso no artigo 39 da citada Magna Carta: nenhum homem livre pode ser submetido a julgamento seno pelos seus pares e de acordo com a lei. A maioria da doutrina (Fragoso, Nucci, Bitencourt, Mirabete, Alberto Silva Franco, Paulo Queiroz, Delmanto, entre outros) segue as lies de Fragoso ao defender que legalidade sinnimo de reserva legal. Dizia Heleno Cludio Fragoso, referindo-se ao disposto no art. 1o do Cdigo Penal: Essa regra bsica denomina-se princpio da legalidade dos delitos e das penas ou princpio da reserva legal e representa importante conquista de ndole poltica, inscrita nas Constituies de todos os regimes democrticos e liberais.1 Temos sobre o tema duas posies: 1 posio: legalidade sinnimo de reserva legal 1 posio: legalidade no sinnimo de reserva legal Em realidade, entendo que o princpio da legalidade gnero que fundamenta duas espcies de princpios: a) Princpio da anterioridade da lei penal. b) Princpio da reserva legal; Vamos definir as duas espcies do princpio da legalidade??

1

FRAGOSO, Heleno Cludio. Lies de Direito Penal Parte Geral, p. 89 (grifo nosso).

Prof. Francisco Dirceu Barros

www.estrategiaconcursos.com.br

4 de 56

1o) Princpio da anterioridade.

Direito Penal p/ TRE-PR Teoria e exerccios comentados Prof. Francisco Dirceu Barros Aula 00

Conceito: No h crime sem lei anterior que o defina; no h pena sem prvia imposio legal. Exemplo do princpio da anterioridade. Tcio cometeu um fato no ms de maro 2010. Em maro de 2011, este fato passou a ser definido como crime. Pergunta-se: Tcio ser penalizado? Soluo jurdica: No. Porque, pelo princpio da anterioridade, no existe crime sem lei anterior que defina este fato como delito; no exemplo, a lei posterior ao fato. No fcil? Vamos agora aprender o conceito do princpio da legalidade MACETE: No conceito anterior, suprima as duas palavras que esto em itlico (anterior e prvia), ficar o outro princpio.

2o) Princpio da reserva legal. Conceito: No h crime sem lei que o defina; no h pena sem cominao legal. Exemplo do princpio da reserva legal. Um juiz editou uma portaria, afirmando que quem fosse apanhado andando pela rua aps 24h pagaria uma pena de 01 (um) a 02 (dois) anos de deteno. Tcio, foi preso, aponte a soluo jurdica. Soluo jurdica: No existe possibilidade jurdica de algum pagar por esse crime, pois portaria no lei; e no existe crime sem lei que o defina.

Prof. Francisco Dirceu Barros

www.estrategiaconcursos.com.br

5 de 56

Direito Penal p/ TRE-PR Teoria e exerccios comentados Prof. Francisco Dirceu Barros Aula 00 Por fora da tradio do princpio, vem-se usando a palavra crime em vez de infrao penal, que seria o gnero, da qual so extradas as espcies crime e contraveno penal. Entretanto, posio tranqila a leitura extensiva do conceito de crime para abranger tambm a contraveno, submetida igualmente aos princpios da reserva legal e da anterioridade. Entenda o que estou dizendo: A palavra crime pode aparecer no seu concurso como contraveno ou infrao penal. Vejamos como isso pode ser cobrado na prova! 1- (FCC/TJPE/Analista Judicirio) Assinale a opo incorreta. Por princpio da anterioridade podemos dizer que a-( ) No h crime sem lei que o defina; no h pena sem cominao legal. b-( ) No h contraveno sem lei anterior que o defina; no h pena sem prvia imposio legal. c-( ) No h infrao penal sem lei anterior que o defina; no h pena sem prvia imposio legal. d-( ) No h crime sem lei anterior que o defina; no h pena sem prvia imposio legal. Comentrios: Item incorreto: a, observe que o item ficou errado porque define o princpio da legalidade ou reserva legal. Agora voc j sabe que a questo pode ser elaborada de trs formas diferentes: No h crime (infrao penal ou contraveno) sem lei anterior que o defina; no h pena sem prvia imposio legal.

2- (FCC/TJDTF/Analista Judicirio) A norma inserida no artigo 1 do Cdigo Penal ''No h crime sem lei anterior que o defina. No h pena sem prvia cominao legal'' chamada de: a-( ) princpio do tempo do crime; b-( ) princpio da anterioridade; c-( ) princpio da retroatividade da lei mais benigna;

Prof. Francisco Dirceu Barros

www.estrategiaconcursos.com.br

6 de 56

Direito Penal p/ TRE-PR Teoria e exerccios comentados Prof. Francisco Dirceu Barros Aula 00 d-( ) princpio da legalidade; Comentrios: Item correto: b (veja os comentrios da questo 01).

1.1. Os princpios da legalidade, anterioridade e a medida de segurana Tanto a Constituio quanto o Cdigo Penal referem-se pena, omitindo-se no toca