19
FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus PEÇAS PROFISSIONAIS EXERCÍCIO Nº 01 Peça 01 Programação dos Exercícios Data do pedido pelo Professor em aula 25/07/2011 Entrega pelo aluno 27/07/2011 Correção pelos professores 29/07/2011 Mauro, residente e domiciliada na cidade de Barueri, foi contratada na função de auxiliar de serviços gerais pela empresa ABC para trabalhar na matriz da empresa situada na cidade de São Paulo, no dia 05.03.2001. Em 25.06.2011, foi dispensada pela empresa sob a alegação de justa causa, ocasião e que percebia salário mensal de R$ 1.600,00 (hum mil e seiscentos reais). Nenhum valor foi pago a titulo de verbas rescisórias. Ademais, em nenhum período na contratualidade foram realizados os depósitos do FGTS. Questão: Como advogado de Mauro, ajuíze a medida cabível para busca de seus direitos. Quesito avaliado Faixa de valores Média Reclamação Trabalhista (0,20) pelo rito ordinário (0,30) art. 840, § 1º CLT (0,20) e 282 do CPC e 769 (0,30). 1,00 Endereçamento: Vara do Trabalho de São Paulo (0,20); 0,20 Submissão à CCP (0,20) 0,20 Conversão da justa causa, a empresa não pode demitir por mera alegação (0.40) e preenchimento dos requisitos (0,40) 0,80 Não recolhimento de FGTS (0,50). Indicação do art. 7, III, da CF (0,40); Recolhimento deve ser efetuado até o 7º dia (0,40); indicação do art. 15 da Lei 8.036/90; acréscimo de multa, art. 22 da Lei 8.036/90 (0,20). 1,50 Verbas rescisórias pagas com atraso e art. 477, alínea “b”, CLT (0,30); multa e indicação do art. 477, § 8º, CLT (0,20) 0,50 Pedido completo com indicação de cada verba rescisória (0,80) 0,80

2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

  • Upload
    others

  • View
    8

  • Download
    0

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

PEÇAS PROFISSIONAIS

EXERCÍCIO Nº 01

Peça 01

Programação dos Exercícios

Data do pedido pelo Professor em aula 25/07/2011

Entrega pelo aluno 27/07/2011

Correção pelos professores 29/07/2011

Mauro, residente e domiciliada na cidade de Barueri, foi contratada na função de auxiliar de serviços gerais pela empresa ABC para trabalhar na matriz da empresa situada na cidade de São Paulo, no dia 05.03.2001. Em 25.06.2011, foi dispensada pela empresa sob a alegação de justa causa, ocasião e que percebia salário mensal de R$ 1.600,00 (hum mil e seiscentos reais). Nenhum valor foi pago a titulo de verbas rescisórias. Ademais, em nenhum período na contratualidade foram realizados os depósitos do FGTS. Questão: Como advogado de Mauro, ajuíze a medida cabível para busca de seus direitos.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Reclamação Trabalhista (0,20) pelo rito ordinário (0,30) art. 840, § 1º CLT (0,20) e 282 do CPC e 769 (0,30).

1,00

Endereçamento: Vara do Trabalho de São Paulo (0,20); 0,20

Submissão à CCP (0,20) 0,20

Conversão da justa causa, a empresa não pode demitir por mera alegação (0.40) e preenchimento dos requisitos (0,40)

0,80

Não recolhimento de FGTS (0,50). Indicação do art. 7, III, da CF (0,40); Recolhimento deve ser efetuado até o 7º dia (0,40); indicação do art. 15 da Lei 8.036/90; acréscimo de multa, art. 22 da Lei 8.036/90 (0,20).

1,50

Verbas rescisórias pagas com atraso e art. 477, alínea “b”, CLT (0,30); multa e indicação do art. 477, § 8º, CLT (0,20)

0,50

Pedido completo com indicação de cada verba rescisória (0,80) 0,80

Page 2: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EXERCÍCIO Nº 02

Peça 02

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 27/07/2011

Entrega pelo aluno 29/07/2011

Correção pelos professores 31/07/2011

Em 18 de dezembro de 2008, Marina Silva foi contratada pelo Hospital Santo Rodrigo Ltda. para trabalhar na função de auxiliar de enfermagem, com salário de R$ 1.110,00 e jornada de trabalho de 12 x 36, autorizada em Convenção Coletiva da categoria. Durante todo o período trabalhado, Marina nunca realizou qualquer ato que maculasse sua conduta e jamais faltou em um plantão. Tendo em vista o numero reduzido de empregados no departamento, Marina fazia em média de 20 a 30 minutos de intervalo de refeição e descanso por dia trabalhado. Na data de 25 de maio de 2011, Marina passou mal e foi internada no hospital, descobrindo que estava grávida de 7 semanas. Em ocasião da internação, Marina faltou pela primeira vez no trabalho. No dia seguinte, após a apresentação do atestado médico e comunicação de gravidez, o Hospital dispensou Marina por justa causa sob a alegação de desídia, aos berros em frente de diversos funcionários da empresa, acusando-a de má-fé. Questão: Como advogado de Marina Silva, ajuíze a medida cabível para busca de seus direitos.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Reclamação Trabalhista (0,15) pelo rito ordinário (0,15), art. 840, § 1º, da CLT (0,15) e art. 282 do CPC, aplicados subsidiariamente ao processo do trabalho por força do art. 769 da CLT (0,15)

0,60

Endereçamento: Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz do Trabalho da ...Vara do Trabalho de...

0,10

Estabilidade da gestante (0,15), art. 10, inciso II, letra “b”, do ADCT (0,15)

0,30

Reintegração ao emprego: tutela antecipada, art. 273 do CPC 1,00

Conversão em indenização (0,15), art. 496 da CLT e súmula 396, I, TST (0,15)

0,30

1 hora extra diária durante todo o contrato pela redução do intervalo (0,10); art. 71, § 4°, da CLT (0,10); OJ 307 da SDI – I do TST (0,10) e reflexos em verbas contratuais e rescisórias OJ 354 da SDI-1 do TST (0,10)

0,40

Conversão da justa causa 0,50

Descaracterização do acordo de prorrogação (0,30) indicação da súmula 85, IV, TST.

0,60

Danos morais: Por dispensa indevida e pela humilhação que o empregador submeteu à funcionária no momento da dispensa perante terceiros (0,40). Artigos 5°, inciso V (0,10) e X (0,20) da CF e 186 (0,10) e 927 (0,10) do Código Civil e art. 8°, parágrafo único, da CLT (0,20), competência da J.T., art. 114, VI, CF (0,10) e súmula 392 TST (0,10) valor a ser arbitrado pelo juízo

1,50

Page 3: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

Pedido: Requerer, liminarmente a reintegração da Reclamante a trabalho ou indenização compensatória (0,10); condenação da reclamada ao pagamento de intervalo intrajornada não usufruído e reflexos (0,10); conversão da justa causa (0,10); pagamento da estabilidade de gestante (0,10); e danos morais (0,10).

0,50

Page 4: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EXERCÍCIO Nº 03

Peça 03

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 29/07/2011

Entrega pelo aluno 31/07/2011

Correção pelos professores 02/08/2011

Getúlio, motorista de caminhão da Transportadora de Petróleo Vargas, trabalhou na empresa de 15.08.2000 até 09.10.2009, quando foi dispensado sem justa causa, recebendo aviso prévio indenizado. Recebeu todas as verbas rescisórias no dia 15.10.2009 sendo que a homologação ocorreu apenas no dia 16.10.2010. No desempenho de suas atividades, Getúlio não tinha contato com os combustíveis entregues nos postos, na medida em que esse trabalho era realizado pelos respectivos funcionários. No dia 15 de setembro de 2011, ajuizou reclamação trabalhista, distribuída eletronicamente à 120ª Vara do Trabalho da Capital de São Paulo. Afirma em sua inicial que cumpria jornadas de trabalho variáveis, de segunda à sexta-feira, em média, das 6 h às 23 h e,eventualmente, a jornada tinha início às 4 h, com encerramento às 21h/22h/23h, sem intervalos para descanso e alimentação. Alega que seu labor era fiscalizado através de rastreamento via satélite do veículo, bem como pelo uso de telefone celular, ficando, portanto, à disposição da empresa 24 horas por dia. Alega, ainda, que no dia 05.06.2010 sofreu acidente de trabalho quando retornava para sua residência após um dia de trabalho. Em decorrência do acidente ocorrido, ficou afastado de suas atividades, retornando apenas em 18.06.2010, quando foi dispensado imotivadamente. Diante dos fatos, Getúlio faz os seguintes pedidos: a) reintegração ao emprego com base no artigo 118 da Lei nº 8.213/91, pois esteve afastado no período de 05.06.2010 até 18.06.2010, em decorrência de acidente do trabalho ou indenização compensatória; b) horas extras e os devidos reflexos; c) adicional de periculosidade; c) multa do artigo 477, § 8º, da CLT. No dia 15 de outubro de 2011, o porteiro da Transportadora de Petróleo Vargas, recebe notificação postal, noticiando a audiência una de instrução e julgamento que se realizará no dia 19 de outubro de 2011. Preocupado com a data próxima da audiência, o diretor da empresa reclamada procura seu escritório para que na qualidade de advogado da Transportadora Vargas apresente a defesa cabível. PADRÃO DE RESPOSTA

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Endereçamento. Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz do Trabalho da 120ª Vara do Trabalho de São Paulo

0,20

Contestação, art. 847 CLT c.c arts. 300 e seguintes do CPC, aplicados subsidiariamente ao processo do trabalho por força do art. 769 da CLT

0,10

Preliminar de nulidade de citação. Art. 841 da CLT 0,70

Page 5: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

Prejudicial de mérito. Prescrição quinquenal. Art. 7º, XXIX, CF; art. 11 CLT; súmula 308, I, TST

0,70

Não há direito à reintegração - art. 118 da Lei 8.213/91 (0,70). Indicação da súmula 378, II, TST (0,30)

1,00

Atividade externa. Art. 62, I, da CLT 0,70

Uso do celular. Súmula 428 TST 0,70

Não possui adicional de periculosidade, súmula 364, I, TST 0,70

Improcedência total 0,10

Page 6: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

BLOCO DE QUESTÕES 01

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 29/07/2011

Entrega pelo aluno 31/07/2011

Correção pelos professores 02/08/2011

1-) Marina foi contratada em 02/05/2011, mediante contato de experiência, pelo prazo de 30 dias renováveis por mais 30 dias. No dia 15/06/2011, teve ciência que estava grávida, fazendo comunicação expressa ao seu empregador. Encerrado o contrato de experiência foi dispensada e passados 5 dias, ingressou com a reclamação trabalhista com pedido liminar de reintegração, alegando seu estado gravídico e a comunicação expressa à empresa. Quais as possíveis alegações da empresa em sede de contestação?

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Gravidez não gera estabilidade 0,80

Súmula 244. inciso III, do TST 0,45

2-) João foi contratado para exercer a função de torneiro mecânico na empresa Lica Metal Ltda. Durante o desempenho de suas atividades, teve sua Mao prensada em um equipamento, perdendo 2 dedos da mão direita. Em função do acidente, ficou afastado do trabalho pelo período de 10 meses. Após alta dada pelo INSS, a empresa Lica Metal Ltda. dispensou João alegando culpa exclusiva do empregador pelo acidente de trabalho. Como advogado de João, qual a medida judicial cabível e os fundamentos dos pedidos?

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Reclamação trabalhista 0,20

Pedido de liminar de reintegração 0,20

Estabilidade decorrente de acidente de trabalho 0,20

Pedido subsidiário de indenização 0,20

art. 118 da lei 8.213 0,20

Súmula 378 II da CLT 0,25

Page 7: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

3-) Paulo ingressou com ação trabalhista alegando que usufruía apenas 45 minutos de intervalo para refeição e descanso. Em sede de instrução processual, restou comprovado que as alegações do Reclamante. Dessa forma, o magistrado proferiu sentença deferindo 15 min. extra pela não fruição da totalidade do intervalo destinado a refeição e descanso, bem como classificou a condenação como verbas indenizatória. Na eventual interposição de RO quais seriam os argumentos jurídicos de questionamento do teor da sentença. Fundamente sua resposta.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Art. 71, § 4º, da CLT 0,25

Pagamento da hora integral 0,25

OJ 307 da SDI – I do TST 0,25

Natureza salarial e reflexos 0,25

OJ 354 da SDI-1 do TST 0,25

4-) No dia da audiência de conciliação, reclamante e reclamada compareceram, mas restou infrutífera a tentativa de conciliação. Sendo assim, o juiz recebeu a defesa e designou data para a audiência de instrução. No dia da audiência em prosseguimento, a reclamada não compareceu. Todavia, requereu ao juízo a oitiva de testemunhas, com o objetivo de afastar a confissão ficta que foi aplicada em seu desfavor. Comente a atitude do magistrado em relação ao conjunto probatório e a ausência da reclamada.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Não cerceamento de defesa 0,20

Súmula 74, I, TST 0,20

Prova pode derrubar a confissão ficta 0,20

Súmula 74, II 0,20

Confissão ficta não vincula o juiz 0,20

Súmula 74, III, TST 0,25

Page 8: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EXERCÍCIO Nº 04

Peça 04

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 01/08/2011

Entrega pelo aluno 03/08/2011

Correção pelos professores 05/08/2011

O Banco TITE S/A, em liquidação extrajudicial, demitiu, sem justa causa, após 8 anos e 3 meses de

prestação de serviços, o gerente de uma de suas agências, Sr. Liedson, ocasião em que percebia o

salário de R$ 3.500,00 (três mil e quinhentos reais), mais gratificação de função correspondente a

1/3 do salário. Por ocasião do pagamento das verbas rescisórias, o Banco TITE S/A não conseguiu

descontar o valor do empréstimo de R$ 50.000,00 (cinquenta mil reais) anteriormente concedido

ao ex-empregado, sendo que este mutuo somente foi obtido em decorrência de emprego. Vale

ressaltar que outros que outros descontos já haviam atingido o valor de um salário. Faltando um

mês para se vencer o biênio prescricional, o ex-empregado, assistido por advogado de seu sindicato

de classe, sem apresentar declaração de insuficiência financeira, ajuizou reclamação trabalhista,

processo nº 1234/2011, distribuída à 100ª Vara do Trabalho de Campinas, pretendendo, já que

sempre laborou de segunda a sexta-feira, 8 horas diárias, a condenação do Banco, no pagamento

de 2 horas extras diárias com os acréscimos legais, bem como de sua integração em férias, 13º

salários, descansos semanais, FGTS e aviso prévio, tudo acrescido de juros e correção monetária,

além da condenação em honorários advocatícios à razão de 20%. Deu à causa o valor líquido de R$

38.500,00 (trinta e oito mil e quinhentos reais), sendo R$ 32.500,00 (trinta e dois mil e quinhentos

reais) pelas horas extras e R$ 6.000,00 (seis mil reais) pelas integrações. A empresa, citada para a

reclamação, pretende obter ressarcimento do valor em aberto.

QUESTÃO: Como advogado do Banco TITE S/A e levando em conta que o reclamante realmente trabalhava 8 horas por dia, pratique a medida judicial cabível a seu favor, objetivando a recuperação do valor integral do empréstimo.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Endereçamento: Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz do Trabalho da 100ª Vara do Trabalho de Campinas

0,50

Reconvenção, art. 847 CLT, cc 315 e seguintes do CPC, aplicados subsidiariamente ao processo do trabalho por força do art. 769 da CLT

0,50

Competência da justiça do trabalho, art. 114, I e IX, da CF, fruto da EC 45/04

1,00

Mútuo. (1,00). Indicação do art. 586 do CC (0,50) aplicado ao direito do trabalho por força do art. 8º, parágrafo único, CLT (0,30)

1,80

Consignar que a compensação foi feita, art. 477, § 5º, CLT 1,00

Procedência 0,20

Page 9: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EM CASO DE CONTESTAÇÃO TERÍAMOS AS SEGUINTES TESES: A) A improcedência da reclamação em face do exercício do cargo de confiança bancária, art. 224, §

2º, da CLT, súmula 102, II e IV TST;

B) Prescrição quinqüenal, art. 7º, XXIX, art. 11 CLT, súmula 308 TST

C) Inexistência de aplicação de juros de mora em razão da liquidação extrajudicial, súmula 304 do

TST;

D) Não cabimento de honorários advocatícios na justiça do trabalho, nos termos da Lei nº 5.584/70

(arts. 14 a 18), Lei 1.060/50 e súmulas 219, I, e 329 ambas do TST ou, se devidos, arguir sua

limitação em 15%, OJ 305 SDI 1 TST.

Page 10: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EXERCÍCIO Nº 05

Peça 05

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 03/08/2011

Entrega pelo aluno 05/08/2011

Correção pelos professores 07/08/2011

Em 12.06.2011, Gurgel, frentista, moveu Reclamação Trabalhista em face de Auto Posto Mistureba LTDA. perante a 08ª Vara do Trabalho de Teresina – PI, pois trabalhou no período compreendido entre 01/01/2005 e 10/05/2009, tendo sido dispensado sem justa causa, mas nada recebeu a título de verbas rescisórias. Exercia a seguinte jornada de trabalho: das 16:00 às 02:00 horas; gozava de intervalo para refeição e descanso de 25 minutos; foi transferido durante a contratualidade para a Cidade de Parnaíba pelo período certo e determinado de 02 meses sem o seu consentimento, e sem nada receber em contraprestação. Assim, pleiteou: horas extras, intervalo intrajornada, adicional noturno, adicional de transferência e adicional de periculosidade, bem como o pagamento de verbas rescisórias que ainda não haviam sido quitadas. Pleiteou, ainda, as multas dos arts. 467 e 477, § 8º, ambos da CLT, além da entrega de guias TRCT e SD. Na audiência designada, presentes as partes e restando infrutífera a proposta de conciliação, o Auto Posto Mistureba apresenta contestação, alegando como prejudicial de mérito a prescrição bienal, na medida em que Gurgel não observou o prazo prescricional trabalhista. Após a oitiva das testemunhas, as partes aduziram razões finais e em seguida, o juiz renovou a proposta de conciliação que se mostrou novamente infrutífera. Em sentença, todos os pedidos foram julgados procedentes, tendo sido proferida a seguinte parte dispositiva da sentença: “Isso posto, julgo totalmente procedente a presente ação, condenando a reclamada ao pagamento de horas extras e reflexos, adicional de transferência, adicional de periculosidade e reflexos, intervalo intrajornada (1 hora extra) e reflexos, adicional noturno e reflexos, verbas rescisórias, multas dos arts. 467 e 477, § 8º, ambos da CLT e entrega de guias TRCT e SD”. QUESTÃO: Na qualidade de advogado do Auto Posto Mistureba Ltda., adote a medida pertinente a defender os interesses de seu cliente.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Endereçamento. Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz do Trabalho da 08ª Vara do Trabalho de Teresina – PI

1,00

Embargos de declaração, art. 897-A CLT, arts. 535 e seguintes do CPC aplicados subsidiariamente ao processo do trabalho por força do art. 769 da CLT.

0,50

Indicação do ponto omisso 1,00

Prescrição bienal (1,00). Art, 7º, XXIX, CF (0,15); art. 11 CLT (0,15) 1,30

Efeito modificativo OJ 142 SDI 1 TST e/ou súmula 278 TST e art. 897-A CLT

1,00

Conhecimento e provimento 0,20

Page 11: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EXERCÍCIO Nº 06

Peça 06

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 05/08/2011

Entrega pelo aluno 07/08/2011

Correção pelos professores 09/08/2011

“A” promoveu reclamação trabalhista em face de “B” Ltda., pleiteando horas extras e conseqüentes reflexos. “B” Ltda. ofertou defesa escrita sustentando que nada era devido, uma vez que “A” assinou acordo de compensação de horas. Juntamente com a contestação foram anexados os cartões de ponto e o referido acordo de compensação de horas. Em regular audiência de instrução processual, perguntado ao preposto sobre os fatos, afirmou que era recém contratado pela empresa e sequer tinha trabalhado com “A”. Ato seguinte, achou por bem o magistrado encerrar a instrução e aplicar a “B” Ltda. a pena de confissão sob o argumento de que o preposto, por não ter trabalhado com “A”, não poderia saber dos fatos. Sob protestos do patrono da empresa “B” Ltda., foi proferida sentença condenando a empresa ao pagamento de horas extras, em total desprezo à prova documental produzido nos autos, com o arbitramento de condenação no valor de R$ 10.000,00 e custas processuais no importe de R$ 200,00. Questão: Como advogado de “B” Ltda., promova a medida judicial cabível.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Recurso ordinário (0,20) - art. 895, I, CLT (0,20) 0,40

Endereçamento: peça de Interposição dirigido ao Juiz do Trabalho da ...Vara do trabalho de...(0,10)/ Encaminhamento das razões ao Tribunal Regional do Trabalho da...região (0,10)

0,20

Pagamento de custas (0,20) e depósito recursal (0,20).

0,40

Fundamento: argüir nulidade absoluta da sentença por cerceamento de defesa (0,50); art. 5º, LV, CF (0,50); art. 843, § 1° da CLT (0,50); preposto deve ter conhecimento do fato, sem necessidade de ter presenciado os acontecimentos (0,50); existência acordo de compensação de horas (0,50); autorizado pelo art. 7º, XVIII, da CF (0,50), sumula 85, I, TST (0,50).

3,50

Requerer o conhecimento (0,10) e provimento do recurso (0,10); acolhimento da nulidade (0,10) e reforma 0,20)

0,50

Page 12: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EXERCÍCIO Nº 07

Peça 07

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 08/08/2011

Entrega pelo aluno 10/08/2011

Correção pelos professores 12/08/2011

A Vara do Trabalho julgou procedente Reclamação Trabalhista ajuizada por “A”, condenando “B” ao pagamento de 20% sobre o salário base, a título de adicional de periculosidade sob alegação de exposição eventual. Tal percentual foi fixado em Convenção Coletiva firmada por prazos de 2 anos, com vigência de 01 de maio de 2009 a 30 de abril de 2011. “B” interpôs Recurso Ordinário e, por maioria dos votos, o TRT negou provimentos ao apelo. Questão: Como advogado de “B” apresentar a medida cabível.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Recurso de revista (0,20); art. 896, letra “c”, CLT (0,20) 0,40

Endereçamento: Tribunal Regional do Trabalho da... Região (0,10); remessa ao TST (0,10); pagamento de custas (0,10) e depósito recursal (0,10).

0,40

Prequestionamento, súmula 297 do TST (0,50); transcendência, art. 896-A da CLT (0,50); instrução normativa n° 23 do TST (opcional)

1,00

Com o cancelamento da Súmula 364 do TST (1,0), em 31.05.2011, tendo em vista a vigência do contrato de trabalho e da Convenção Coletiva, não há mais respaldo para a negociação coletiva reduzindo o percentual devido a título de adicional de periculosidade proporcionalmente de acordo com o tempo de exposição do empregado ao agente de risco Trata-se uma norma de segurança e saúde do trabalhador, portanto, cogente e indisponível (2,0).

3,00

Requerer o conhecimento e provimento do recurso (0,10) com a conseqüente reforma do venerando acórdão (0,10)

0,20

Page 13: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EXERCÍCIO Nº 08

Peça 08

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 10/08/2011

Entrega pelo aluno 12/08/2011

Correção pelos professores 14/08/2011

Mangaba, empregado da empresa Confecções Ltda., transferido provisoriamente, é dispensado sem justa causa, não tendo recebido pagamento de aviso prévio e de adicional de transferência. Ajuíza reclamação trabalhista pelo procedimento sumaríssimo objetivando cobrar as parcelas, correspondendo o aviso prévio a R$ 1.000,00 e o adicional de transferência a R$ 5.000,00. O MM. juiz do trabalho da 98º Vara de Belo Horizonte - MG, julga o pedido procedente em parte, deferindo o pagamento de aviso prévio, mas não o pedido de adicional de transferência. Inconformado, o reclamante interpõe recurso ordinário ao TRT competente, que confirmou a respeitável sentença de 1º grau, sob o argumento de ser indevida a parcela no caso de transferência provisória. Publicado o acórdão, o empregado apresenta recurso de revista, sob alegação de ofensa ao art. 469 da CLT. O Presidente do Tribunal Regional do Trabalho indefere o processamento do recurso de revista, sob a alegação de intempestividade do recurso. Ocorre que, o último dia do prazo para interposição do recurso coincidiu com feriado nacional, mas mesmo assim teve negado o seguimento. Visando destrancar o recurso de revista, no último dia do prazo para interposição do agravo de instrumento, o patrono do empregado se dirigiu à sede do Tribunal Regional e foi informado que o funcionamento havia se encerrado mais cedo por determinação do Presidente do Tribunal, em razão de inundação ocorrida naquele dia dada às fortes chuvas. No dia útil seguinte, o patrono do empregado se dirigiu ao Tribunal Regional e protocolizou o agravo de instrumento que, também, tem negado o seguimento sob nova alegação de intempestividade. QUESTÃO: De acordo com a hipótese narrada, como advogado do empregado, adote a medida processual adequada.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Endereçamento da petição de interposição: Excelentíssimo Senhor Doutor Desembargador do Egrégio Tribunal Regional do Trabalho da ...Região (0,50); Endereçamento das razões recursais: Turma do TST (art. 72, II, do RITST) (0,50)

1,00

Agravo de instrumento, art. 897, b, CLT 0,50

Menção da inexistência de depósito recursal de 50%. (0,50). Indicação dos parágrafos do art. 899 e/ou art. 161 TST (0,50)

1,00

Indicação das peças, art. 897, § 5º, CLT 0,50

Indicação que o expediente forense foi encerrado antes (1,50). Indicação do art. 184, § 1º, II, do CPC (0,50). Retratação (0,20) Aplicação subsidiária do CPC com fulcro no art. 769 da CLT. (0,10)

1,80

Conhecimento e provimento. 0,20

Page 14: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EXERCÍCIO Nº 09

Peça 09

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 12/08/2011

Entrega pelo aluno 14/08/2011

Correção pelos professores 16/08/2011

A Gráfica Hamurabi Ltda. é condenada em sentença transitada em julgado, nos seguintes termos:

“...Isto posto, julgo procedente o pedido, para condenar a reclamada a pagar ao reclamante o que

se apurar em liquidação de sentença a título de adicional de insalubridade, com reflexos em férias,

décimo-terceiro salário e FGTS, acrescido de multa de 40%...” Iniciado o processo de execução, o

reclamante é intimado para apresentação de cálculos. Porém, deixa o prazo estabelecido pelo Juiz

transcorrer in albis. O juiz determina o arquivamento do processo até provocação do credor.

Passados 3 anos, o reclamante resolve retomar o processo, requerendo seu desarquivamento,

apresentando, em seguida, cálculos de liquidação no valor de R$ 15.000,00, a título de adicional de

insalubridade, com reflexos em férias, décimo-terceiro salário, aviso prévio, repouso semanal

remunerado e FGTS, acrescido de multa de 40% e, ainda, a multa do art. 475-J do CPC. O Juiz

entende corretos os cálculos apresentados pelo reclamante e determina a citação do reclamado,

para pagamento da dívida. A citação é entregue ao porteiro da empresa executada, Sr. Antunes que

deixa de encaminhar a carta de citação ao departamento jurídico da empresa. Após 48 horas, o

oficial de justiça retorna e procede a penhora de duas máquinas DAM 102011, utilizadas pela

empresa executada na impressão de livros e outros trabalhos da executada.

QUESTÃO: Apresente, como advogado da reclamada, a medida processual adequada a defender os

interesses de seu cliente.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Endereçamento. Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz do Trabalho da ...Vara do Trabalho de...

0,50

Embargos à execução . Art. 884 da CLT 0,30

Prescrição intercorrente (0,50); súmula 327 do STF e/ou art. 40, § 4º, da Lei 6.830/80, aplicado à execução trabalhista por força do art. 889 da CLT

1,00

Nulidade de citação. Citação deve ser pessoal, art. 880, § 2º, da CLT 0,75

Bem impenhorável: art. 649, V, do CPC 0,75

Inaplicabilidade do art. 475-J do CPC 0,75

Não ter observado o título executivo, diante da inclusão, no cálculo, de parcelas não deferidas, correspondentes a reflexos do adicional de insalubridade em aviso prévio e repouso semanal remunerado: (0,50).

0,75

Page 15: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

Desacordo com o disposto no art. 879, § 1º, da CLT (0,25)

Procedência 0,20

Page 16: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

BLOCO DE QUESTÕES 02

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 12/08/2011

Entrega pelo aluno 14/08/2011

Correção pelos professores 16/08/2011

1-) Asdrubal, empregado da metalúrgica Viagem Ltda., admitido em 09/09/2009, após 1 ano de efetivo labor, é comunicado que deverá gozar de suas férias no período de 15/09/2010 até 15/10/2010. Após o retorno das férias, em 16/10/2010, é demitido sem justa causa. Ocorre que, na convenção coletiva da categoria dos metalúrgicos, biênio 2008/2010, com vigência de 11/10/2008 até 10/10/2010, que a todos os integrantes da categoria é garantida a permanência no emprego por 30 dias após o retorno das férias. QUESTÃO: Face ao entendimento do TST, a garantia no emprego prevista na norma coletiva poderá ser assegurada à Asdrubal? PADRÃO DE RESPOSTA

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Resposta negativa à garantia de emprego 0,20

Duração máxima da convenção coletiva (0,10) art. 614 § 3º, CLT (0,10) 0,20

Indicação da súmula 277, I, do TST (0,20); vigência da convenção coletiva no prazo assinalado (0,60) - Teoria da aderência limitada

0,80

2-) Norma, foi contratada em 07/08/2009 para trabalhar como motorista particular da Srta. Natalie, top model internacional. Natalie sempre efetuou os depósitos de FGTS para Norma, que recebia salário mínimo e cesta básica. As funções de Norma se limitavam a levar sua empregadora ao Shopping Center, clínicas de estética e sua academia de ginástica. Norma também era responsável por levar e, em algumas vezes, buscar as 3 filhas de sua empregadora na escola. Norma permanecia em sua residência aguardando ordens de sua empregadora com relação aos locais e horários que deveria estar à disposição de Natalie. No dia 22/03/2011, com 3 meses de gestação, Norma é demitida sem justa causa, sendo que Natalie não tinha ciência de sua gravidez. Sendo assim, ajuíza reclamação trabalhista requerendo o recebimento de férias acrescidas do terço constitucional, décimo terceiro salário, aviso prévio, multa de 40% sobre os depósitos de FGTS, horas de sobreaviso e reintegração no emprego ou indenização compensatória. QUESTÃO: Norma terá sucesso na reclamação trabalhista ajuizada? PADRÃO DE RESPOSTA

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Reconhecer o motorista como empregado doméstico. Art. 1º da Lei 5.859/72

0,10

Direitos assegurados ao doméstico: art. 7º, parágrafo único, da CF (0,10); Lei 5.859/72 (0,10)

0,20

Sobreaviso: não tem direito. (0,15) Art. 7º, parágrafo único CF não menciona os incisos XIII e XVI da CF (0,15)

0,30

Page 17: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

Indevida a multa do FGTS (0,15); art. 7º, parágrafo único, da CF não menciona o inciso I (0,15)

0,30

Estabilidade: 4º-A da Lei 5.859.72 (0,15); desnecessidade da ciência da gravidez, súmula 244, I, TST (0,15)

0,30

3-) Nos domínios do processo do trabalho, para a interposição de recursos é necessário que a parte interessada preencha os s pressupostos recursais, dentre eles o preparo. QUESTÃO: Caso seja possível a concessão de gratuidade de justiça - Lei 1.060/50 - às pessoas jurídicas de direito privado, elas terão qual alcance com relação pressuposto recursal do preparo? PADRÃO DE RESPOSTA

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

É permitida a concessão do beneficio à pessoa jurídica, desde que comprove a situação financeira

0,40

Custas (0,20); art. 5º, LXXIV, da CF (0,10); art. 3º, II, da Lei 1.060/50 (0,10)

0,40

Depósito (0,20). SIM: art. 3º, VII, da Lei 1.060/50 (0,10) Atualmente o benefício abrange o depósito (0,10). NÃO: depósito recursal tem por objetivo a garantia do juízo. (0,10), conforme parágrafos do art. 899 da CLT e/ou incompatibilidade com o processo do trabalho, nos termos do art. 769 CLT (0,10)

0,40

4-) Geraldo, funcionário da fábrica de cigarros Imperador, é contratado para trabalhar das 08:00 às 17:00 horas, com intervalo de 1 hora para alimentação e repouso. Para o desempenho de suas funções utiliza uniforme idêntico aos dos demais funcionários da empresa. A fábrica de cigarros Imperador fornece gratuitamente 20 pacotes de cigarro, assistência médica e odontológica, a todos os seus funcionários. Para o desempenho das atividades, Geraldo faz todo o trajeto de visitas à clientes em veículo de propriedade da empresa. No entanto, nos feriados e finais de semana o veículo permanece com Geraldo para seu lazer. QUESTÃO: Geraldo procura seu escritório com a seguinte dúvida: caso queira ajuizar reclamação trabalhista pleiteando o reconhecimento do uniforme, cigarros e veículo como prestação in natura, a ação será julgada procedente? PADRÃO DE RESPOSTA

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Improcedência da ação 0,10

Salário in natura: art. 458 CLT 0,10

Uniforme: art. 458, § 2º, I, CLT 0,20

Cigarros: art. 458, caput, da CLT e/ou súmula 367, II, TST 0,30

Assistência médica e odontológica: art. 458, § 2º, IV, CLT 0,20

Page 18: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

Veículo: Súmula 367, I, do TST 0,30

Page 19: 2ª FASE 2011.1 DIREITO DO TRABALHO PEÇAS ......2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB 2ª Fase OAB – 2011.1 Complexo Educacional Damásio de Jesus

2ª FASE 2011.1 – DIREITO DO TRABALHO Coordenação Pedagógica OAB

2ª Fase OAB – 2011.1

Complexo Educacional Damásio de Jesus

EXERCÍCIO Nº 10

Peça 10

Programação dos exercícios

Data do pedido pelo professor em aula 15/08/2011

Entrega pelo aluno 17/08/2011

Correção pelos professores 19/08/2011

A Vara do Trabalho julgou procedente Reclamação Trabalhista ajuizada por empregado menor de 18 anos devidamente assistido por seu representante legal. Vale ressaltar que foi indeferido o benefício da justiça gratuita. Interposto Recurso Ordinário ao TRT, dentro do prazo legal, e satisfeito o depósito recursal e custas processuais o acórdão expressamente acolheu a prescrição bienal, julgando improcedente à Reclamação Trabalhista. Ato seguinte, inconformado, o Reclamante, dentro do prazo legal, e recolhendo em reversão às custas processuais, interpôs recurso de revista ao STF, entretanto, foi indeferido por despacho do Presidente do tribunal Regional do Trabalho, sob o argumento da falta de enquadramento nos incisos do artigo 896, da CLT, deixando o reclamante transcorrer “in albis” o prazo para oferecimento de qualquer medida recursal. Questão: Como advogado, proponha a medida judicial cabível.

Quesito avaliado Faixa de valores

Média

Ação Rescisória 0,50

Endereçamento: Tribunal Regional do Trabalho da...Região 0,20

Art. 836 da CLT (0,20) c/c art. 485, inciso V, do CPC (0,50), aplicados por força do art. 769 da CLT

0,70

Depósito de 20% do valor da causa (0,80) e art. 836 “caput”, da CLT (0,20) 1,00

Art. 440 da CLT (0,50); não corre prazo prescricional em face de trabalhador menor de 18 anos. (0,50)

1,00

Honorários advocatícios (0,50), súmula 219, III, TST (0,50) 1,00

Requer a desconstituição do v. acórdão (0,30) e novo julgamento (0,30). 0,60