Click here to load reader

2009 Matriz Curricular

  • View
    92

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of 2009 Matriz Curricular

MATRIZ CURRICULAR NACIONALPara Aes Formativas dos Profissionais da rea de Segurana PblicaMinistrio da Justia Secretaria Nacional de Segurana Pblica/SENASP

Matriz Curricular Nacional Para a Formao em Segurana PblicaVerso Modificada e Ampliada

DEPARTAMENTO DE PESQUISA, ANLISE DA INFORMAO E DESENVOLVIMENTO DE PESSOAL EM SEGURANA PBLICA COORDENAO-GERAL DE ENSINO Esplanada dos Ministrios, Bloco T, Ed. Sede, Sala 508 Telefones: (61) 3429-9262 Fax: (61) 3225-8769 E-mail: [email protected]

APRESENTAO

A principal caracterstica da Matriz Curricular Nacional doravante denominada Matriz ser um referencial terico-metodolgico para orientar as Aes Formativas dos Profissionais da rea de Segurana Pblica Polcia Militar, Polcia Civil e Bombeiros Militares independentemente da instituio, nvel ou modalidade de ensino que se espera atender. Seus eixos articuladores e reas temticas norteiam, hoje, os mais diversos programas e projetos executados pela Secretaria Nacional de Segurana Pblica Senasp. Apresentada em 2003, num amplo Seminrio Nacional sobre Segurana Pblica, que tinha por objetivo divulgar e estimular aes formativas no mbito do Sistema nico de Segurana Pblica, a Matriz sofreu sua primeira reviso em 2005, quando foram agregados ao trabalho realizado pela Senasp outros dois documentos: as Diretrizes Pedaggicas para as Atividades Formativas dos Profissionais da rea de Segurana Pblica, um conjunto de orientaes para o planejamento, acompanhamento e avaliao das Aes Formativas, e a Malha Curricular, um ncleo comum composto por disciplinas que congregam contedos conceituais, procedimentais e atitudinais, cujo objetivo garantir a unidade de pensamento e ao dos profissionais da rea de Segurana Pblica. No perodo de 2005 a 2007, a Senasp, em parceria com o Comit Internacional da Cruz Vermelha, realizou seis seminrios regionais, denominados Matriz Curricular em Movimento, destinados equipe tcnica e aos docentes das academias e centros de formao. As reflexes realizadas tiveram como base os trs documentos citados anteriormente. Esses seminrios possibilitaram a apresentao dos fundamentos didtico-metodolgicos presentes na Matriz, a discusso sobre as disciplinas da Malha Curricular e a transversalidade dos Direitos Humanos, bem como reflexes sobre a prtica pedaggica e sobre o papel intencional do planejamento e execuo das Aes Formativas. Os resultados colhidos nos seminrios e a demanda cada vez maior por apoio para implantao da Matriz nos estados estimularam a equipe a lanar uma verso atualizada e ampliada da Matriz, contendo em um s documento as orientaes que servem de referncia para as Aes Formativas dos Profissionais da rea de Segurana Pblica. Espera-se que este documento seja uma ferramenta de gesto educacional e pedaggica, com ideias e sugestes que possam estimular o raciocnio estratgico-poltico e didtico-educacional necessrios reflexo e ao desenvolvimento das aes formativas na rea de Segurana Pblica. Espera-se tambm que todo esse movimento chegue s salas de aula, transformando a ao pedaggica e contribuindo para a excelncia da formao do profissional de Segurana Pblica.

SECRETARIA NACIONAL DE SEGURANA PBLICA/SENASP

Ricardo Brisolla Balestreri

Secretrio Nacional de Segurana Pblica

Juliana Mrcia Barroso

Diretora do Departamento de Pesquisa, Anlise da Informao e Desenvolvimento de Pessoal em Segurana Pblica

Melissa Alves de Alencar Pongeluppi

Coordenadora-Geral de Anlise e Desenvolvimento de Pessoal em Segurana Pblica

Consultoras Pedaggicas 1 verso (2003) Profa. Dra. Valdemarina Bidone 2 verso com a Malha Curricular (2005) Profa. MSc. Bernadete M. Pessanha Cordeiro Verso Modificada e Ampliada (2008) Profa. MSc. Bernadete M. Pessanha Cordeiro

Grupo de Trabalho desta EdioMajor Erich Mier (PMDF) Ten. Cel. Hamilton Esteves (BMDF) Profa. Dra. Patrcia Luza Costa (Agente da PCMG) Profa. MSc.Tereza Cristina Albieri Baraldi (Delegada de Polcia da PCSP) Dr. Francisco das Chagas Soares Arajo (Delegado da PCDF) Major Joo Filipe Dias Fernandes (PMPE) Sgt. Antonio Junio de Oliveira (BMDF)

SUMRIO1. Matriz Curricular Nacional: Referencial para as Aes Formativas dos Profissionais da rea de Segurana Pblica .................................................................................................................................6 2. O Contexto do Pblico de Interesse e as Competncias a serem Desenvolvidas....................................8 3. Princpios da Matriz ........................................................................................................................ 12 3.1 Princpios ticos ........................................................................................................................ 12 3.2 Princpios Educacionais............................................................................................................. 13 3.3 Princpios Didtico-Pedaggicos................................................................................................ 13 4. Objetivos ....................................................................................................................................... 14 4.1 Objetivo Geral ......................................................................................................................... 14 4.2 Objetivos Especficos ................................................................................................................ 14 5. A Dinmica Curricular: Eixos Articuladores e reas Temticas .......................................................... 15 5.1 Eixos Articuladores.................................................................................................................... 15 5.2 reas Temticas ....................................................................................................................... 18 6. Orientaes Terico-Metodolgicas................................................................................................. 25 6.1 Os Processos de Ensino e Aprendizagem e o Desenvolvimento de Competncias ........................ 25 6.2 Interdisciplinaridade e Transversalidade .................................................................................... 29 6.3 Metodologia e Tcnicas de Ensino............................................................................................. 31 6.4 Sistema de Avaliao da Aprendizagem e o Processo de Educao Continuada.......................... 33 7. Malha Curricular para as Aes Formativas de Segurana Pblica.................................................... 35 7.1 A Educao a Distncia e a Oferta de Disciplinas que Compem a Malha Curricular.................. 37 8. Ementas das Disciplinas.................................................................................................................. 38 8.1 Composio das Ementas......................................................................................................... 39 8.2 Descrio das Ementas (Anexo II) .............................................................................................. 40 9. Referncias Bibliogrficas................................................................................................................ 41 Anexo I Diretrizes Pedaggicas da Senasp......................................................................................... 41 Anexo II Descrio das Ementas ...................................................................................................... 46

1. Matriz Curricular Nacional: Referencial para as Aes Formativas dos Profissionais da rea de Segurana PblicaA Senasp, as instituies de Segurana Pblica responsveis pelo planejamento, execuo e avaliao das Aes Formativas para os Profissionais da Segurana Pblica e demais instituies que colaboram nesses processos compartilham o mesmo pensamento: o investimento e o desenvolvimento de aes formativas so necessrios e fundamentais para a qualificao e o aprimoramento dos resultados das instituies que compem o Sistema de Segurana Pblica frente aos desafios e s demandas da sociedade. Este pensamento impulsiona a necessidade de se repensar o currculo, a organizao curricular, os espaos e tempos das Aes Formativas para que elas possam privilegiar:

o foco no processo de aprendizagem; a construo de redes do conhecimento que promovam a integrao, a cooperao e a articulao entre diferentes instituies; as diversas modalidades de ensino; os diferentes tipos de aprendizagem e recursos; o desenvolvimento de competncias cognitivas, operativas e afetivas; a autonomia intelectual; a reflexo antes, durante e aps as aes.

Autonomia Intelectual Adaptabilidade do profissional, isto , sua possibilidade de agir em situaes diferentes, de gerir incerteza e de poder enfrentar as mudanas no exerccio da sua profisso. (PAQUAY et al., 2001, p. 32 apud ALTET, 1992) cada vez mais necessrio pensar a intencionalidade das Atividades Formativas, pois o investimento no capital humano e a valorizao profissional tornam-se imprescindveis para atender as demandas, superar os desafios existentes e contribuir para a efetividade das organizaes de Segurana Pblica. Portanto, a Matriz Curricular Nacional tem por objetivo ser um referencial terico-metodolgico que orienta as Aes Formativas dos Profissionais da rea de Segurana Pblica Polcia Militar, Polcia Civil e Bombeiros Militares independentemente da instituio, nvel ou modalidade de ensino que se espera atender. A palavra matriz remete-nos s ideias de criao e gerao, que norteiam uma concepo mais abrangente e dinmica de currculo, o que significa propor instrumentos que permitam orientar as prticas formativas e as situaes de trabalho em Segurana Pblica, propiciando a unidade na diversidade, a partir do dilogo entre os eixos articuladores e as reas temticas.

Ampliando a definio O termo matriz suscita a possibilidade de um arranjo no-linear de elementos que podem repres