3. CD - FORMULÁRIOS

  • Published on
    05-Aug-2015

  • View
    69

  • Download
    28

Embed Size (px)

Transcript

<p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981</p> <p>70</p> <p>POLCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO DIRETORIA GERAL DE PESSOAL</p> <p>FORMULRIO DE CONSELHO DE DISCIPLINA E LEGISLAO ESPECFICA</p> <p>I ) DECRETO N 2.155 de 13 de OUTUBRO de 1978. - Publicado no Bol da PM de 18 de Out de 78.</p> <p>II) RESOLUO SSP N 0263 de 26 de DEZEMBRO de 1978. - Publicada no Bol da PM de 05 de Jan de 79.</p> <p>70</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981</p> <p>71</p> <p>POLCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO</p> <p>OPM</p> <p>CONSELHO DE DISCIPLINA</p> <p>PRESIDENTE................................................................................................... INTERROGANTE E RELATOR................................................................... ESCRIVO....................................................................................................... ACUSADO........................................................................................................</p> <p>AUTUAO Aos........................................dias do ms de............................do ano de ................................nesta Cidade do............................................, no Quartel de ......................................., autuo o Ofcio da nomeao e mais documentos que a este junto e me foram entregues pelo Presidente do Conselho, do que, para constar, lavro este termo. Eu, ........................................(Posto, RG e Nome), servindo de Escrivo, o escrevi e subscrevo.</p> <p>................................................................................ ESCRIVO</p> <p>Observao: - O Ofcio em tela o que determina a instaurao do processo e mais documentos.</p> <p>71</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981 72</p> <p>OBSERVAES: I) As peas do Conselho de Disciplina sero por ordem cronolgica, reunidas num s processo e datilografadas em espao dois, com as folhas numeradas e rubricadas pelo Escrivo, no canto superior direito; II) A capa constituir a folha n 01 do processo; III) O Presidente do Conselho e o Escrivo devero colocar o carimbo em todos os documentos assinalados e rubricados, desde que no estejam datilografados os respectivos nomes e RG; IV) As folhas devero ser margeadas, 2 cm a direita e 5 cm a esquerda; V) No verso das folhas que constituem o processo nada se escrever, devendo o espao em branco ser inutilizado por meio de linhas no sentido vertical; VI) O Conselho de Disciplina dispe de um prazo de 30 (trinta) dias, a contar da data de sua nomeao para concluso de seus trabalhos, inclusive remessa de relatrio (Art. 11, Decreto n 2.155 de 13 de outubro de 1978); VII) A autoridade nomeante, por motivos excepcionais, pode prorrogar at 20 (vinte) dias o prazo de concluso dos trabalhos (pargrafo nico do Art. 11 do Decreto 2.155 de 13 de outubro de 1978).</p> <p>72</p> <p>73 Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981</p> <p>(Instaurao do Conselho de Disciplina) Ofcio n ............. RJ, em ......de........................200... Do: Comandante-Geral da PMERJ Ao: Sr.............................................. Assunto: Instaurao do Conselho De Disciplina - DETERMINA Anexo: ......... Tendo em vista a vossa nomeao, publicada no Bol da PM, n .....................de....................de ................., para presidir o Conselho de Disciplina, de que so outros Membros os ...........................(Posto, RG e Nome), como Interrogante e Relator e ............................(Posto, RG e Nome), como Escrivo para julgar o .....................(Graduao, RG e Nome), servindo no ..........................(OPM), como incurso....................................(enquadrar devidamente no Artigo 2 do Decreto n 2.155/78), por constar contra o mesmo que ........................... (segue-se a sntese dos motivos determinantes do processo), conforme se infere dos documentos anexos, determino-vos instaureis, incontinente, o respectivo processo na forma de legislao vigente.</p> <p>73</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981 74</p> <p>OBSERVAES: I) O Ofcio de nomeao do Conselho ser a fls. 02; II) Recebendo a nomeao, o Presidente convocar os Membros do Conselho, para uma reunio preliminar, em que dar ao mesmo, cincia da matria a ser apurada; III) O Presidente do Conselho determinar ao Escrivo, por despacho, que dar no Oficio supramencionado, a autuao do mesmo Ofcio e demais documentos recebidos, na forma que se segue:</p> <p>Autue-se: RJ, em .............de ................................de 200...</p> <p>_______________________________________________ PRESIDENTE DO CONSELHO</p> <p>IV) Recebendo o Ofcio e demais documentos, o Escrivo far uma AUTUAO, que ser a capa e primeira folha do processo, tomando-o n 1; V) O Escrivo ordenar os documentos, de forma que fique em primeiro lugar o Ofcio de nomeao (fls. n 02) e, a seguir os demais documentos.</p> <p>74</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981 75</p> <p>CONCLUSO Aos ...........................dias do ms de ..............................do ano.....................................nesta cidade do Rio de Janeiro (ou local onde for), no Quartel do (ou local onde for), fao conclusos os presentes autos ao Sr. (Posto, RG e nome), Presidente do Conselho de Disciplina, do que, para constar , lavro este termo. Eu,.............(Posto, RG e Nome), servindo de Escrivo, o escrevi e subscrevo. ..................................................................... Nome, Posto e RG OBSERVAES: I) - Autuados, postos em devida ordem as primeiras pecas do processo, numeradas corretamente e rubricadas as folhas a partir da Capa ou Autuao, que levar o n 01, o Escrivo far respectiva CONCLUSO, conforme modelos acima, ao Presidente do Conselho; II) Esta concluso vira obrigatoriamente, aps toda a documentao que deu origem ao Conselho de Disciplina; III) Toda vez que os autos forem ao Presidente do CD, o Escrivo lavrar o Termo de Concluso; IV) Este termo poder ser lanado sob a forma de carimbo, desde que obedecido o modelo acima.</p> <p>75</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981</p> <p>76</p> <p>DESPACHO</p> <p>Designo o dia ..................................... do corrente, s ...........................horas, para a primeira reunio do Conselho, no Quartel, do ...................................(ou lugar onde for), convocando-se os Membros e requisitando-se o acusado.</p> <p>Providencie o Senhor Escrivo.</p> <p>.................................................................................. (PRESIDENTE DO CONSELHO)</p> <p>OBSERVAO: I) - Ao receber os autos, com a concluso feita pelo Escrivo do Conselho, o Presidente dar um despacho, determinando quais as providncias que devem ser tomadas, designando para tal, dia, hora e local, conforme modelo acima.</p> <p>76</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981 77</p> <p>RECEBIMENTO</p> <p>Aos ...................................dias do ms de ............................do ano de ...........................(por extenso), nesta Cidade do Rio de Janeiro (ou onde for), no Quartel do ...................................(ou onde for), recebi os presentes autos do Sr....................................(Posto, RG e Nome), Presidente do Conselho, do que, para constar, lavro este Termo. Eu,...................................(Posto, RG e Nome), servindo de Escrivo, o escrevi e subscrevo.</p> <p>.................................................................. ESCRIVO</p> <p>OBSERVAES: I) Toda vez que o Escrivo entregar os autos ao Presidente do Conselho, far uma Concluso e quando os receber de volta, aps o Despacho, lavrar o Termo de Recebimento; II) Este termo poder ser lanado sob a forma de carimbo, desde que obedecido o modelo acima.</p> <p>77</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 198178</p> <p>CERTIDAO</p> <p>Certifico que, em cumprimento ao despacho de fls................................do Sr. Presidente do Conselho, ..............................................(transcrever as providencias tomadas), do que, para constar, lavrei esta Certido. Eu, .......................................(Posto, RG e Nome), servindo de Escrivo, o escrevi e subscrevo.</p> <p>................................................................... (ESCRIVO)</p> <p>OBSERVAES: I) Cumprindo todas as determinaes contidas no Despacho do Presidente do Conselho, que devero ser feitas por Ofcio, o Escrivo lavrar uma Certido, conforme modelo acima;</p> <p>II) As cpias dos documentos referentes as providncias tomadas sero anexados aos autos, sem que haja necessidade de juntada;</p> <p>III) Este termo poder ser lanado a forma de carimbo, desde que obedecido o modelo acima.</p> <p>78</p> <p>79 Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981</p> <p>TERMO DE COMPROMISSO DO CONSELHO</p> <p>Certifico que, as..................................horas do dia............................do corrente, foi prestado o compromisso regulamentar, do que, para constar, lavro o presente, que Eu, ..................................(Posto, RG e Nome), escrevi e assino com os demais Membros do Conselho. .................................................................................. (PRESIDENTE DO CONSELHO) ................................................................................... (INTERROGANTE E RELATOR) ................................................................................... (ESCRIVO) OBSERVAES:I) Na primeira reunio do Conselho, dentro de dois dias</p> <p>seguintes a nomeao, antes de iniciar os trabalhos, presentes e todos os seus Membros, o acusado, ressalvado o caso de revelia, o seu defensor, se houver, o Presidente lera em voz alta, o seguinte compromisso: Prometo examinar cuidadosamente os fatos que me forem submetidos e opinar com imparcialidade e justia. Terminada a leitura, todos de p, os demais Membros diro em voz alta:Assim o prometo. I) Isto feito, o Escrivo lavrar o Termo de Compromisso, conforme modelo acima, que dever ser assinado, por todos os Membros; III) Aps a lavratura do Termo de Compromisso, o Presidente perguntar ao acusado, se tem defensor, ou se deseja ser defendido por algum Oficial e, caso diga que sim, indicando o Oficial, ser ele nomeado; IV) Caso o acusado, no indique nenhum, o Presidente nomear qualquer Oficial da Unidade (ou o que for), a que pertena o referido acusado, exceto aquela que, por algum motivo, deu causa a instaurao do Conselho.79</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981 80</p> <p>TERMO DE INTERROGATRIO</p> <p>Ao.......................................dias do ms de ...................................de ano de ......................(por extenso), nesta cidade do Rio de Janeiro (ou onde for), presentes todos os Membros do Conselho e o Defensor do acusado..................................(Posto, RG e Nome), a compareceu o acusado ..........................................(Graduao, RG e Nome), qual, aps assistir a leitura das peas do processo, passou a ser interrogado, da forma seguinte: Perguntado qual a sua Graduao, RG e Nome, OPM em que serve, naturalidade, estado civil, filiao, idade, respondeu que............................(seguemse as respostas dadas). Perguntado como se deram os fatos de que tratamos documentos que lhes foram lidos, respondeu.................................... Perguntado se tem fatos a alegar ou provas que justifiquem sua inocncia, respondeu que........... Oferecendo os seguintes documentos...................que pede sejam juntados aos autos como provas. Pelo Presidente foi lembrado que se perguntasse........................(transcreve-se a pergunta feita), respondeu que................................(segue-se a resposta dada). E como nada mais disse, nem lhe foi perguntado, deu o Presidente do Conselho por encerrado o presente interrogatrio, que vai por todos os Membros do Conselho assinado, pelo acusado e seu Defensor, depois de lido e achado conforme. Eu, ....................................(Posto, RG e Nome), servindo de Escrivo, o escrevi.</p> <p>________________________________ PRESIDENTE _____________________________________ INTERROGANTE E RELATOR ______________________________________ ACUSADO ____________________________________ DEFENSOR _____________________________________ ESCRIVO80</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981</p> <p>81</p> <p>OBSERVAES: I) Completamente instalado, presente o acusado e seu Defensor, determinara o Presidente que o Escrivo faa a leitura das pecas acusatrias que constam dos autos; II) - Terminada a leitura das peas referidas, determinar o Presidente que o Interrogante e Relator interrogue o acusado ( ver modelo de Termo de Interrogatrio);</p> <p>III) Caso o acusado, ao ser interrogado, ou no curso do processo, apresentar documentos como provas, sero os mesmos juntados aos autos; * Essas providncias devero constar das atas das sesses que foram realizadas.* IV) Quando o acusado Praa PM da Reserva Remunerada ou Reformada e no e localizada ou deixa de atender a intimao por escrito para comparecer perante o Conselho de Disciplina, a intimao dever ser publicada em rgo de divulgao na rea do domiclio do acusado, correndo o processo a revelia, se o acusado no atender a publicao; V) O Libelo Acusatrio devera ser entregue ao acusado (Defensor em caso de revelia), logo aps o Interrogatrio.</p> <p>81</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981</p> <p>82</p> <p>POLCIA MILITAR DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO CONSELHO DE DISCIPLINA Do: Presidente do Conselho Ao: (Acusado ou Defensor)..........</p> <p>LIBELO ACUSATRIO</p> <p>O Conselho de Disciplina nomeado pelo Senhor Comandante Geral, em Bol da PM, n.................., de ......................de.................................de 200......., cientifica-vos, para fins de defesa, de acordo com o Artigo 9 do Decreto n 2.155, de 13 de outubro de 1978, e letra f, n 13, da Resoluo SSP n 0263, de 26 de dezembro de 1978, que vos so imputadas as acusaes constantes das fotocpias anexas. Dentro do prazo legal de cinco dias, aguarda, pois, o oferecimento, por escrito, de vossas razes, juntando os documentos e provas que quiserdes.</p> <p>Rio, em..................de...................................de 200.............................................................................................</p> <p>(PRESIDENTE DO CONSELHO)........................................................................................</p> <p>(INTERROGANTE E RELATOR).......................................................................................</p> <p>(ESCRIVO) CIENTE Em............................de.....................................de 200... ................................................................................... ACUSADO ou Defensor (caso de revelia)</p> <p>82</p> <p>Aditamento ao Boletim da PMERJ n 129 de 21 de Agosto de 1981 83</p> <p>OBSERVAES: I) Ao acusado e assegurada ampla defesa, tendo ele ou o defensor o prazo de 05 (cinco) dias para oferecer suas razes, por escrito, devendo o Conselho de Disciplina fornecer-lhe o Libelo Acusatrio onde se contenham com mincias o relato dos fatos e a descrio dos atos que lhe so imputados; II) O relato dos fatos e a descrio...</p>