41047 - Problemas Sociais - (Apontamentos) Jorge Loureiro

  • View
    231

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of 41047 - Problemas Sociais - (Apontamentos) Jorge Loureiro

  • 8/20/2019 41047 - Problemas Sociais - (Apontamentos) Jorge Loureiro

    1/118

    41047 – Problemas Sociais

    Contemporâneos

    Apontamentos de: Jorge Loureiro E-mail: [email protected]pt

    !ata: 040"#00$

    %i&ro: Problemas Sociais Contemporâneos (Hermano Carmo – coord.)

    Nota:  Matéria referente ao ano lectivo 2007-2008 (Mestre Rosana Albuquerque)

  • 8/20/2019 41047 - Problemas Sociais - (Apontamentos) Jorge Loureiro

    2/118

    2

  • 8/20/2019 41047 - Problemas Sociais - (Apontamentos) Jorge Loureiro

    3/118

    1. Estudar os problemas sociais

    1.1. Dos problemas sociais aos problemas sociológicos

    O que são problemas sociais !o"emos apresentar "es"e #$ "uas "efini%&es poss'veis seun"o Rubinton e *einber (+,,.)/ um problema social  é uma alea"a situa%ão incompat'vel com os valores "e um sinificativo n1mero "e pessoas/ que concor"am ser necess$rio air para a alterar3 !ara 4pector e 5itsuse (cita"o em 6ester/ lin +,,+)/ um problema social  é constitu'"o pelo con#unto "as ac%&es que in"iv'"uos ou rupos levam a cabo ao prosseuirem reivin"ica%&es relativamente a "etermina"as con"i%&es putativas3 As "uas "efini%&es são muito "iferentes nos seus pressupostos3 nquanto que a primeira se centra na situação que é consi"era"a problema/ a seun"a "efini%ão privileia o processo pelo qual uma situa%ão é consi"era"a como problema3

    9 "if'cil c:ear a uma "efini%ão consensual "o que se#a um problema social/ quer ao n'vel "a reali"a"e social/ quer entre os soci;loos que se "e"icam ao seu estu"o/ porque a definição depende da perspectiva que se adopta3

    Os problemas sociais/ imbu'"os "e um significado social (porque se "efinem em fun%ão "e um con#unto "e valores sociais)/ ao passarem pelo crivo "o méto"o cient'fico/ a"quirem um significado sociológico/ isto é/ reflectem valores sociol;icos relativos

  • 8/20/2019 41047 - Problemas Sociais - (Apontamentos) Jorge Loureiro

    4/118

    1.1.1. A questão do positivismo versus relativismo

    !ensamos ser fun"amental fa>er aqui uma primeira refleBão sobre as con"i%&es epistemol;icas "o estu"o "os problemas sociais3 O

    con:ecimento sociol;ico po"e ser situa"o num cont'nuo epistemol;ico que vai "o !ositivismo ao Relativismo3

     A sociologia positivista  "efen"e a procura "e leis sociais (< semel:an%a "as leis "o mun"o natural) a partir "e um méto"o in"utivo- quantitativo/ e a"voa uma separa%ão absoluta entre a iCncia e a Moral/ isto é/ entre os factos e os valores (Hapassa"e/ Hourau +,7E)3

    !ara a ciCncia positivista é poss'vel con:ecer ob#ectivamente a reali"a"e social/ uma ve> que eBistem crit!rios universais do con"ecimento e da verdade3 Ao abor"ar os problemas sociais/ a socioloia positivista estu"a situações ob#ectivas, que são definidas como problemas em ra$ão de caracter%sticas que l"e são próprias3 Ia' a necessi"a"e "e se con:ecerem as suas causas e "e se c:ear < elabora%ão "as leis que reem o fen;meno3

    Jo outro eBtremo "o cont'nuo est$ a posição relativista/ seun"o a qual não e&iste nen"um crit!rio universal para o con"ecimento e para a verdade3 Ko"os os critérios utili>a"os serão sempre internos ao sistema coniscente e/ como tal/ serão relativos e não universais3 onsequentemente/ a "efini%ão "o que se#a um problema social ser$ sempre relativa/ ser$ antes "e mais um rótulo colocado a determinadas situações/ e não uma caracter'stica inerente < situa%ão em si mesma3

    omo resulta"o "esta arumenta%ão/ o estu"o "as causas ou "aetioloia "a situa%ão é "eiBa"o "e la"o ou secun"ari>a"o3 O que importa estu"ar é a definição sub#ectiva dos problemas sociais/ con:ecer os processos pelos quais uma "a"a situa%ão se torna problema social3

    1.1.'. A aplicabilidade da ciência e o desenvolvimento teórico

    Lm problema pressup&e uma solução3 O nascimento e "esenvolvimento "as ciCncias sociais/ particularmente "a socioloia/ "urante o século N esteve intimamente lia"o ao estu"o "as preocupa%&es :umanas para as quais os actores sociais pensaram e "esenvolveram solu%&es :umanas/ isto é/ sociais3

    Ies"e o in'cio/ os soci;loos tentam equacionar o que Rubinton e *einber (+,,E0) "enominam "e mandato duplo

    a) por um la"o/ dar atenção aos problemas e&istentes na sociedade/ numa perspectiva de correcção da realidade social/ através "os con:ecimentos emp'ricos a"quiri"os

    b) por outro la"o/ desenvolver teórica e metodologicamente a sociologia enquanto ci(ncia3

    6ester e lin/ seuin"o Mat>a (6ester/ lin +,,.) consi"eram que o

    primeiro tipo "e perspectiva po"e ser "enomina"o "e sociologiacorrectiva/ que parte "os seuintes pressupostos

    .

  • 8/20/2019 41047 - Problemas Sociais - (Apontamentos) Jorge Loureiro

    5/118

    • quivalCncia "e problema social a problema sociol;ico

    •  As quest&es sociol;icas "erivam "as preocupa%&es sociais

    • O ran"e ob#ectivo "o estu"o sociol;ico é a mel:oria "os problemas sociais

    • !reocupa%ão central com as causas ou etioloia "os problemas

    • ompromisso com os princ'pios positivistas "a ciCncia

     Ao concentrar-se em respon"er < questão porque é que os comportamentos acontecem/ não questiona porque é que as situa%&es são "efini"as como problema/ aceitan"o as "efini%&es socialmente estabeleci"as3

    O man"ato "uplo "os soci;loos não "eve ser enten"i"o como mutuamente eBclusivo/ pois como #$ "efen"ia 5urt HePin/ uma boa teoria é sempre pr$tica/ e a pr$tica emp'rica é sempre in"ispens$vel ao "esenvolvimento te;rico3 A separa%ão entre os "ois "om'nios é um falso problema3

     A questão "a aplicabili"a"e "a socioloia e "outras ciCncias sociais leva- nos a referir a posi%ão que muitos autores tomam "enomina"a "e )ociologia de *ntervenção (armo +,,, 6ess +,8E)3 A 4ocioloia "e Nnterven%ão não é uma especiali"a"e ou ramo sociol;ico/ mas sim um mo"o "e ver o trabal:o "o cientista social que/ em ve> "e isolar assepticamente o investia"or "o seu ob#ecto "e estu"o/ o "esafia a ser contamina"o por este/ o leva a intervir activamente na reali"a"e que estu"a e a não separar os papéis "e investia"or e "e ci"a"ão3 + investigação social deve ser utili$ada para mel"orar a sociedade/ seun"o princ'pios :umanistas "e soli"arie"a"e e "e liberta%ão3

    Ja 4ocioloia "e interven%ão/ a socioloia é um v'rus que toca a to"a a ente3 la "eve ser feita pelos pr;prios rupos sociais/ sen"o o soci;loo antes "e mais aquele que propaa o v'rus "o que aquele que pro"u> a socioloia como momento particular "o saber social3

     Ap;s esta breve intro"u%ão a "ois aspectos que consi"eramos fun"amentais para se perceberem as "iferentes aproBima%&es sociol;icas ao estu"o "a reali"a"e social/ passamos a "escrever alumas perspectivas poss'veis "e estu"o e compreensão "os problemas sociais/ para o que seuimos "e perto as sete correntes sociol;icas propostas por Rubinton e *einber (+,,) na sua obra "e s'ntese sobre esta matéria/ sen"o apresenta"as pela or"em cronol;ica

    em que "ominaram o pensamento sociol;ico norte-americano/ como"efen"em estes autores3

    Iivi"imos as perspectivas em "uas cateorias/ seun"o a lin:a positivista ou relativista que a"optam/ "e acor"o com o que foi eBposto acima3

  • 8/20/2019 41047 - Problemas Sociais - (Apontamentos) Jorge Loureiro

    6/118

    1.'. +s perspectivas de estudo dos problemas sociais

    1.'.1. As perspectivas da Sociologia

    Positivista 1.'.1.1. atologia )ocial

    Os avan%os e os sucessos "e "isciplinas #$ instala"as/ como a bioloia e a me"icina/ influenciaram profun"amente os soci;loos a a"optarem a analogia do organismo ao seu ob#ecto "e estu"o a socie"a"e3 A"optaram iualmente um modelo m!dico de diagnóstico e de tratamento3 Os problemas sociais são enten"i"os como doenças ou patologias sociais3

    O pensamento oranicista/ cu#o autor mais consistente foi o

    britQnico -erbert )pencer / "efen"e que a socie"a"e e os seuselementos po"em sofrer malforma%&es/ "esa#ustamentos e "oen%as/ < semel:an%a "os oranismos vivos3 ste arumento pressup&e um esta"o "e sa1"e ou "e normalidade "o oranismo/ sen"o que as pessoas e as situa%&es que interfiram com este esta"o "e normal funcionamento "o oranismo social são assim consi"era"os problemas sociais3

    !ara a corrente "a !atoloia 4ocial/ um problema social ! uma violação de e&pectativas morais (Rubinton/ *einber +,,+,)3  A con"i%ão "e sa1"e ou normali"a"e "o oranismo é "efini"a por valora%&es "o em e "o Mal3

     A patoloia po"e ser encontra"a no in"iv'"uo ou no mau funcionamento institucional3 Doi a perspectiva do -omem Delinquente "a escola positiva italiana "e criminoloia/ "on"e se "estacaram esare Hombroso/ Derri e =ar;falo (Iias/ An"ra"e +,8.)3

    Lma ve> que o problema est$ no in"iv'"uo/ é essencial que se i"entifiquem as caracter'sticas que "iferenciam o elemento "oente "aqueles que são normais3 !ara esare Hombroso/ era claro que a eBplica%ão "o comportamento criminal "os in"iv'"uos estava em caracter%sticas fisiológicas  particulares/ como o taman:o "os maBilares/ assimetria facial/ orel:as ran"es ou a eBistCncia "e um

    n1mero anormal "e "e"os3 S$ no séc3 / av