A alegria do senhor é a força do seu povo charles haddon spurgeon

  • View
    100

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of A alegria do senhor é a força do seu povo charles haddon spurgeon

  • 1. Curta: www.facebook.com/OEstandartede CristoA alegria do Senhor a vossa fora. Neemias 8:10 E faziam-se ouvir os cantores, juntamente com Jezraas, o seu superintendente.E ofereceram, no mesmo dia, grandes sacrifcios e se alegraram;porque Deus os alegrara com grande alegria; e at as mulheres e os meninos se alegraram,de modo que a alegria de Jerusalm se ouviu at de longe Neemias 12:42-43

2. Curta: www.facebook.com/OEstandartede CristoAlgumas citaes deste SermoNo h um meio para consolar os enlutados do Senhor, uma obra especialmente caro ao Esprito de Deus, e, portanto, no deve ser levemente estimada. A tristeza santa preciosa diante de Deus, e no empecilho para a alegria piedosa.Esforcemo-nos para analisar esse deleite especial e peculiar, que aqui chamado de A alegria do Senhor. Ela brota de Deus, e tem Deus como seu objetivo. O crente que est em um estado espiritualmente saudvel alegra-se principalmente em Deus, ele feliz, porque h um Deus, e pelo que Deus em Sua Pessoa e Carter. Todos os atributos de Deus tornam-se nascentes de alegria para o Crente pensativo, pois tal homem diz dentro de sua alma, Todos esses atributos do meu Deus so meus; Seu poder a minha Proteo; Sua Sabedoria a minha Orientao, Sua fidelidade, o meu fundamento; Sua Graa a minha Salvao. Ele um Deus que no pode morrer, fiel e verdadeira a Sua promessa. Ele todo amor, e ao mesmo tempo infinitamente Justo, supremamente Santo.[...] a contemplao de Deus para aquele que sabe que esse Deus o Seu Deus para todo o sempre o suficiente para fazer os olhos transbordarem de lgrimas por causa da profunda, misteriosa, indescritvel bem-aventurana que enche o corao! No havia nada no carter de Jpiter, ou em qualquer um dos falsos deuses dos gentios, para fazer qualquer um feliz, mas h tudo no Carter de Jeov, tanto para purificar o corao, e para torn-lo emocionado com deleite. Quo doce pensar sobre tudo o que o Senhor fez como Ele se revelou no passado, e, especialmente, como Ele demonstrou a Sua Glria no Pacto da Graa, e na pessoa do Senhor Jesus Cristo! Quo encantador o pensamento de que Ele revelou a Si mesmo para mim, pessoalmente, e me fez ver nele meu Pai, meu Amigo, meu Ajudador, meu Deus!Uma outra fonte de alegria encontrada pelo cristo que vive perto de Deus em um profundo senso de reconciliao com Deus, de aceitao com Deus e, ainda, alm disso, de Adoo e estreita relao com Deus. No faz um homem feliz saber que, embora uma vez os seus pecados tenham provocado o Senhor, todos eles so apagados, e nenhum deles permanece; embora uma vez ele estivesse afastado de Deus e longe Dele pelas ms obras, ainda assim ele feito perto pelo sangue de Cristo? O Senhor no mais um Juiz irado nos perseguindo com uma espada desembainhada, mas um Pai amoroso em cujo seio ns derramamos nossas tristezas, e encontramos facilidade para cada pontada no corao.[...] a alegria que brota do esprito de Adoo outra parte da bem-aventurana do crente. No pode ser um homem infeliz aquele que pode clamar, Aba, Pai. O Esprito de adoo sempre observado pelo Amor, Alegria e Paz, que so os frutos do Esprito, porque ns no recebemos o esprito de escravido novamente para temer, mas temos recebido o esprito de liberdade e alegria em Cristo Jesus. Meu Deus, meu Pai.Por mais que eu possa ser feliz hoje, se eu estou em dvida quanto ao amanh, h um verme na 3. Curta: www.facebook.com/OEstandartede Cristoraiz da minha paz. Embora o passado possa agora ser doce em retrospecto, e o presente formoso em prazer, no entanto, se o futuro sombrio com temor, a minha alegria apenas superficial. Se a minha Salvao ainda uma questo de risco e perigo, a alegria sem mistura no minha, e a paz profunda ainda est fora do meu alcance, mas quando sei que Aquele em quem tenho descansado tem Poder e Graa suficientes para completar aquilo que Ele comeou em mim, e para mim; quando eu vejo a obra de Cristo no ser meia-Redeno, mas uma complete e Eterna salvao; quando eu percebo que as promessas so estabelecidos sobre uma base imutvel, e so sim e amm em Cristo Jesus, ratificadas pelo juramento e selado pelo sangue, ento a minha alma tem contentamento perfeito! verdade, que olhando para a frente podem ser vistas longas avenidas de tribulao, mas a Glria est no final delas. Batalhas podem ser previstos, e ai do homem que no as espera, mas o olho da F percebe a coroa da vitria. guas profundas so mapeadas sobre a nossa jornada, mas a F pode ver Jeov vadeando esses rios conosco, e ela antecipa o dia em que subir das margens do litoral, e entrar no descanso de Jeov; quando recebemos essas verdades inestimveis de Deus em nossas almas, somos satisfeitos com o favor e plenos da bondade do Senhor. H uma teologia que nega aos Crentes esta consolao; no entraremos em controvrsia com ela, mas tristemente avisamos que um castigo pesado pelos erros do sistema doutrinrio reside na perda do consolo de que a Verdade teria trazido para a alma. De minha parte, eu valorizo o Evangelho no s por aquilo que ele fez por mim no passado, mas pelas garantias que ele me oferece da Salvao Eterna. E dou-lhes a vida eterna, e nunca ho de perecer, e ningum as arrebatar da minha mo [Joo 10: 28].Falei da Verdade que Deus nos ama e do fato de que estamos ligados a ele por laos mais prximos e queridos, mas, , quando estas Doutrinas tornam-se experincias, ento somos, de fato, ungidos com o leo de alegria! Assim, entramos no Amor de Deus, e este adentra em ns, quando andamos com Deus habitualmente, ento a nossa alegria como o Jordo na poca da colheita, quando transborda em todas as suas ribanceiras. Voc conhece o que significa andar com Deus a alegria de Enoque; sentar-se aos ps de Jesus a alegria de Maria; inclinar a cabea sobre o seio de Jesus alegria familiar de Joo?[...] a comunho com o Senhor no uma mera conversa para alguns de ns; ns a temos conhecido na cmara da aflio; a conhecemos na solido de muitas noites de descanso interrompido, ns a conhecemos sob desnimos, e sob tristezas e difamaes, e todos os tipos de males, e ns consideramos que um copinho de comunho com Cristo suficiente para adoar um oceano cheio de tribulao! S de saber que Ele est perto de ns, e ver o brilho de Seus queridos olhos, transformaria at mesmo o Inferno, ele prprio, em Cu, se fosse possvel para ns desfrutarmos de Sua Presena ali![...] ns ainda sentimos que no podemos lamentar, porque o Noivo est conosco; bem- aventurado o homem, que, na mais terrvel tempestade, no conduzido parte de seu Deus, mas ainda cavalga sobre a crista das elevadas ondas mais prximas do cu! Tal felicidade a poro Crist; eu no digo que cada Cristo a possui, mas tenho certeza de que todo Cristo deveria possui-la. 4. Curta: www.facebook.com/OEstandartede CristoH uma estrada para o Cu, e tudo nela est seguro, mas no meio do caminho h um caminho especial, um caminho interior, e todos os que andam nele so felizes, bem como seguros. Muitos professos esto apenas dentro do recanto; eles andam na vala ao lado da estrada, e porque eles esto seguros ali, se contentam em suportar todos os inconvenientes de sua caminhada. Mas aquele que toma a coroa da Estrada elevada, e anda no centro do caminho que Deus pavimentou, encontrar que no haver leo ali, nem qualquer animal feroz sobe, pois ali o prprio Senhor ser seu Companheiro, e manifestar a Si mesmo a ele.Muito rapidamente permita-nos considerar esse pensamento; isto assim porque essa alegria surge de consideraes que sempre fortalecem a alma. Muito da profundidade de nossa piedade depender dessa nossa reflexo; muitas pessoas, depois de terem recebido uma Doutrina, guardam-na em uma prateleira, pois eles so ortodoxos, eles receberam a Verdade de Deus, e eles se contentam em manter essa Verdade na mo como estoque morto. Senhores, em que considerao pode ser isso para voc: guardar os seus celeiros de trigo, se voc nunca mi o trigo para o po, ou o semeia nos sulcos dos seus campos? O Cristo alegre aquele usa as Doutrinas do Evangelho como alimento espiritual como elas foram feitas para ser usadas![...] a pregao e a orao no so os fins principais do homem, mas sim a glorificao de Deus, da qual o louvor a Deus em alta voz uma forma. Pregar a semeadura, a orao a rega, mas o louvor a colheita.Vamos ser felizes quando na congregao nos unimos em salmodia. uma coisa lamentvel ouvir os louvores de Deus proferidos profissionalmente, como se a mera msica fosse tudo; horrvel ter uma dzia de pessoas no banco da mesa cantando por vocs, como se fossem procuradores de todo o conjunto! chocante para mim estar presente em lugares de culto onde nem um dcimo das pessoas nunca se aventuram a cantar absolutamente, e estes o fazem atravs de seus dentes to suavemente, que algum teria necessidade de ter um microscpio inventado para os ouvidos para capacit-lo para ouvir o esforo moribundo! Fora com tal balbucio e assassinato de louvores a Deus! Se os coraes dos homens fossem alegres e fortes, eles desprezariam tal adorao miservel!Muitos precisam de toda a religio que possam obter para alegrar os seus prprios coraes, e suas pobres famlias e vizinhos sentam-se tremendo no frio da impiedade. Sejam como aqueles foges bem construdos de nossas prprias casas, que propagam todo o calor na sala; propaguem o calor da piedade em sua casa, e faam com que todos os vizinhos participem da bno, pois assim o texto termina: a alegria de Jerusalm se ouviu at de longe. A alegria do Senhor deve ser observada em toda a vizinhana, e muitos que de outro modo poderiam ter sido descuidados da religio verdadeira, ento, perguntaro: O que faz essas pessoas felizes, e gera tais famlias felizes? Sua alegria sera, assim, Missionria de Deus!Adorao nos auxilia na alegria; aqueles que podem se curvar baixo o suficiente diante do Trono, sero elevados to alto diante deste Trono quanto o seu corao possa anelar! 5. Curta: www.facebook.com/OEstandartede CristoA Alegria do Senhor a Fora de Seu Povo(Sermo N 1027)Um Sermo pregado na manh do Dia do Senhor, em 31 de Deze