A APLICAÇÃO DA USUCAPIÃO FAMILIAR NO REGIME DE COMUNHÃO UNIVERSAL DE .universal de bens,

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of A APLICAÇÃO DA USUCAPIÃO FAMILIAR NO REGIME DE COMUNHÃO UNIVERSAL DE .universal de bens,

  • UNIVERSIDADE TUIUTI DO PARAN

    ROBSON RIBEIRO DE FRANA

    A APLICAO DA USUCAPIO FAMILIAR NO REGIME DE

    COMUNHO UNIVERSAL DE BENS

    CURITIBA

    2016

  • ROBSON RIBEIRO DE FRANA

    A APLICAO DA USUCAPIO FAMILIAR NO REGIME DE

    COMUNHO UNIVERSAL DE BENS

    Trabalho apresentado ao Curso de Direito da Universidade Tuiuti do Paran como requisito parcial para obteno do Ttulo de Bacharel em Direito. Orientador: Prof. Dr. Srgio Said Staut Jnior

    CURITIBA

    2016

  • TERMO DE APROVAO

    ROBSON RIBEIRO DE FRANA

    A APLICAO DA USUCAPIO FAMILIAR NO REGIME DE

    COMUNHO UNIVERSAL DE BENS

    Esta monografia foi julgada e aprovada para a obteno do ttulo de

    Bacharel no Curso de Direito da Universidade Tuiuti do Paran.

    Curitiba__________de__________________ de 2.016

    ___________________________________________________________

    Prof. Dr. Eduardo de Oliveira Leite

    Coordenao do Ncleo de Monografia da Universidade Tuiuti do Paran

    Orientador:________________________________________________________

    Prof. Dr. Srgio Said Staut Jnior

    Universidade Tuiuti do Paran

    Curso de Direito

    Supervisor:________________________________________________________

    Prof.:

    Universidade Tuiuti do Paran

    Curso de Direito

    Supervisor:________________________________________________________

    Prof.:

    Universidade Tuiuti do Paran

    Curso de Direito

  • AGRADECIMENTOS

    Primeiramente a Deus, por ter me dado sade o que me possibilitou concluir

    mais uma etapa de minha vida, por me dar a oportunidade de realizar um sonho e

    prover o sustento espiritual, fsico, emocional e financeiro durante toda esta

    caminhada.

    Principalmente a minha me, Nadyr, que foi a principal responsvel por essa

    conquista, sempre me apoiando e me incentivando em todas as minhas decises

    (por vezes contrarias aos pensamentos dela) e me proporcionando as condies

    para que eu pudesse realizar este grande sonho. A todos os meus familiares

    (Edileine, Ariel, Brbara, Neto) agradeo imensamente todo o apoio que

    demonstraram todos estes anos de caminhada.

    No posso deixar de agradecer a todos os meus amigos, pela lealdade,

    amizade e apoio.

    Universidade Tuiuti do Paran e seu qualificado corpo docente, sem os

    quais eu no poderia alcanar est to importante conquista e, principalmente, por

    despertarem em meu ntimo a certeza de ter escolhido o Direito.

    Ao meu professor orientador Doutor Srgio Said Staut Jnior pelo exemplo de

    profissional, pelas orientaes e tempo dedicado a este trabalho.

  • RESUMO

    O instituto da usucapio familiar, por ser uma modalidade de aquisio de

    propriedade em casos que envolvem a posse de bem imvel por um ex-cnjuge ou

    ex-companheiro pelo abandono do lar, guarda ntima relao com a Constituio

    Federal e as disposies desta quanto ao direito de moradia e a funo social da

    propriedade, protegendo o ncleo familiar. Buscou-se com a presente monografia

    demonstrar o cabimento dessa espcie de usucapio dentro do instituto do regime

    universal de bens, atravs da anlise da situao pelos mtodos dedutivo, dialtico,

    alm da pesquisa bibliogrfica. Ainda, passou pelos aspectos gerais da usucapio,

    seus requisitos, caractersticas e finalidades. Adentramos no Direito de Famlia,

    conceituando o Regime Universal de Bens e suas caractersticas e, posteriormente,

    o estudo da usucapio familiar, suas caractersticas e requisitos especficos,

    concluindo por seu cabimento dentro do regime universal de bens. Este sendo um

    regime que possui caractersticas de proteo ao patrimnio do casal, tornando-se

    um patrimnio comum e indivisvel na constncia do casamento.

    Palavras-chave: Usucapio. Regime Universal de Bens. Usucapio Familiar.

    Requisitos.

  • SUMRIO

    1 INTRODUO...................................................................................................6

    2 DO REGIME UNIVERSAL DE BENS................................................................7

    3 DA USUCAPIO.............................................................................................10

    4 DA USUCAPIO FAMILIAR...........................................................................15

    4.1 DA PROTEO SOCIAL AO DIREITO DE PROPRIEDADE..........................15

    4.2 DOS REQUISITOS..........................................................................................19

    4.2.1 Do Ex-cnjuges ou ex-companheiro................................................................20

    4.2.2 Do prazo..........................................................................................................22

    4.2.3 Da limitao da rea do imvel.......................................................................23

    4.3 DO ABANDONO DO LAR................................................................................24

    5 DA APLICAO DOS REQUISITOS NO REGIME UNIVERSAL..................29

    6 CONCLUSO..................................................................................................31

    REFERNCIAS BIBLIOGRAFICAS..........................................................................31

  • 6

    1 INTRODUO

    Na presente pesquisa ser abordada a Lei n 12.424, de 16 de junho de 2011,

    que acrescentou o artigo 1.240-A ao Cdigo Civil de 2002, onde reconheceu uma

    nova modalidade de aquisio de propriedade por usucapio, que vem sendo

    chamada de usucapio familiar, usucapio pr-famlia, usucapio por abandono

    de lar, usucapio conjugal, dentre outras formas.

    O assunto tem significativa relevncia tendo em vista que essa norma veio

    regulamentar o Programa Minha Casa Minha Vida na esfera do Governo Federal,

    garantindo especialmente ao cnjuge abandonado, a segurana de ter uma moradia

    e vida digna.

    Com isso, quis o legislador conferir proteo ao cnjuge ou companheiro que

    ao permaneceu residindo, aps a separao de fato, no imvel onde a moradia do

    casal era comum. Assim, a nova lei tem como propsito garantir o direito

    disponibilidade do bem imvel, garantindo a sua funo social.

    No entanto, qual ser a soluo adotada quando o regime escolhido pelos ex-

    cnjuges for o de comunho universal de bens, haja vista ser um regime em que

    tudo que entra para o acervo de bens dos cnjuges ingressa na comunho,

    tornando-se comum?

    Nesse sentido, coloca-se a questo central do trabalho: Ser possvel seu

    reconhecimento onde o matrimnio regido sob o regime de comunho universal de

    bens, haja vista ser um regime com caracterstica essencialmente de proteo

    patrimonial?

    A hiptese responder afirmativamente ao problema proposto, conforme os

    argumentos doutrinrios, legais e jurisprudenciais a serem desenvolvidos nos

    captulos desta monografia.

  • 7

    Pela anlise do ordenamento jurdico e da doutrina moderna se observar a

    presena de alguns princpios constitucionais que protegero o cnjuge

    abandonado.

    Assim, no primeiro captulo sero analisadas as caractersticas gerais do

    regime de comunho universal de bens, bem como seu conceito e aplicao da

    usucapio familiar nesse regime.

    No segundo captulo, sero analisados o conceito e os requisitos gerais para

    a concesso da usucapio, com enfoque na Constituio Federal de 1988 e do

    Cdigo Civil de 2002. Sero estudados os dispositivos legais onde est estruturado

    esse instituto, no qual se perceber a concretizao dos princpios constitucionais,

    em especial o direito moradia.

    No terceiro captulo, apreciar-se- a usucapio familiar e seus requisitos

    analisando a possibilidade do cabimento desta modalidade no regime universal de

    bens.

    O marco terico utilizado nesta pesquisa monogrfica consiste em pesquisa

    na internet, artigos e livros doutrinrios do direito civil brasileiro contemporneo, bem

    como na legislao brasileira.

    2 DO REGIME UNIVERSAL DE BENS

    O Regime Universal de Comunho de bens uma modalidade do Direito de

    Famlia que determina as relaes patrimoniais advindas do casamento. um

    conjunto de normas que regulam os interesses e efeitos no regime matrimonial.

    O regime da comunho universal de bens era originalmente adotado pelo

    Cdigo Civil de 1916 como regime legal, ou seja, na falta de conveno antenupcial

    que dispusesse em contrrio ou sendo esta nula, prevalecia o regime da comunho

    universal. Todavia, com o advento da Lei n. 6.515, de 26 de dezembro de 1977, a

  • 8

    chamada lei do Divrcio, foi estabelecido o regime da comunho parcial de bens

    como regime legal no direito brasileiro.

    Considerando ento, a escolha do casal pelo regime da comunho universal

    de bens, entra imediatamente para o acervo os bens existentes e os futuros, isto ,

    os que esto na posse e propriedade de ambos tornando-se comuns, ainda que

    adquiridos em nome de apenas um deles.

    Alm de todos os bens presentes e futuros, as dvidas passivas tambm faro

    parte da sociedade matrimonial, ocorrendo uma enorme corporao entre os bens

    trazidos para o casamento pela mulher e pelo homem, bem como aqueles que sero

    adquiridos depois, formando um nico e indivisvel acervo comum, passando, cada

    um dos cnjuges a ter o direito metade ideal do patrimnio comum e das dvidas

    comuns.

    O conjunto de normas especficas, que orientam o regime da comunho

    universal de bens, est previsto no artigo 1.667 e seguintes do Cdigo Civil d