Click here to load reader

A BATALHA DE TORO E AS RELAÇÕES ENTRE PORTUGAL E · PDF file 2015-10-02 · A batalha de Toro e as relações entre Portugal e Castela. Dimensões políticas e militares na segunda

  • View
    3

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of A BATALHA DE TORO E AS RELAÇÕES ENTRE PORTUGAL E · PDF file...

  • UNIVERSIDADE DE LISBOA

    FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

    A BATALHA DE TORO E AS RELAÇÕES

    ENTRE PORTUGAL E CASTELA

    Dimensões políticas e militares na segunda metade do século XV

    António Carlos Martins Costa

    Dissertação de mestrado em História Medieval

    Lisboa

    2011

  • UNIVERSIDADE DE LISBOA

    FACULDADE DE LETRAS DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

    A BATALHA DE TORO E AS RELAÇÕES

    ENTRE PORTUGAL E CASTELA

    Dimensões políticas e militares na segunda metade do século XV

    António Carlos Martins Costa

    Dissertação de mestrado em História Medieval

    apresentada à Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa,

    orientada pela Professora Doutora Manuela Mendonça

    e co-orientada pelo Professor Doutor José Varandas

    Lisboa

    2011

  • A batalha de Toro e as relações entre Portugal e Castela. Dimensões políticas e militares na segunda metade do século XV

    1

    ÍNDICE

    RESUMO 2

    ABSTRACT 3

    PALAVRAS-CHAVE / KEYWORDS 4

    AGRADECIMENTOS 5

    INTRODUÇÃO 6

    1. A “MEMÓRIA” DE TORO 14

    1.1. Uma “batalha historiográfica” 15

    1.2. O lado português 17

    1.3. O lado espanhol 30

    2. O SONHO IBÉRICO: AS ESTRATÉGIAS DE PORTUGAL E DE CASTELA 36

    2.1. O percurso da tentação ibérica 37

    2.2. A retoma do “ciclo castelhano” 39

    2.3. A busca da aliança portuguesa 43

    2.4. A mão de D. Isabel 50

    2.5. A mão de D. Joana 56

    2.6. Um trono e duas rainhas 60

    3. A ACÇÃO DA DIPLOMACIA 66

    3.1. Da acção diplomática ao ritual da guerra 67

    3.2. A caminho da guerra… 69

    3.3. Guerra na Ibéria e acordos diplomáticos 76

    3.4. De Toro a Alcântara 82

    4. DA BATALHA QUE TODOS QUERIAM EVITAR 91

    4.1. Uma guerra de transição 92

    4.2. Antecedentes 102

    4.3. A batalha 114

    4.4. Consequências 124

    5. IMPACTOS 132

    5.1. No trilho da paz 133

    5.2. As consequências nos reinos ibéricos 135

    5.3. A divisão do Atlântico e as sequelas na Expansão 141

    5.4. As ressonâncias na cristandade ocidental 146

    CONCLUSÃO 150

    FONTES E BIBLIOGRAFIA 154

  • A batalha de Toro e as relações entre Portugal e Castela. Dimensões políticas e militares na segunda metade do século XV

    2

    RESUMO

    A Tese de Mestrado que se pretende levar a cabo incide a sua atenção sobre as

    conexões entre Portugal e Castela que, não perdendo de vista o “sonho ibérico”,

    envolveriam os reinos numa importante querela na segunda metade do século XV.

    Num primeiro capítulo, traçar-se-á um conspecto historiográfico sobre a Batalha de

    Toro, procurando dar sentido às interpretações lusas e espanholas que vêm sendo feitas.

    Pretende-se, num outro ponto, observar as estratégias portuguesa e castelhana que

    conduziriam à Guerra que oporia as duas Coroas entre 1475 e 1479, destacando os

    processos políticos, os modelos económicos e os sistemas sociais que as enquadram.

    Em terceiro lugar, pretende-se reconstituir a acção de uma actuante diplomacia luso-

    castelhana que, no conflito em causa, daria mostras dos seus reflexos por toda a Península

    Ibérica e, mesmo, junto dos mais importantes reinos da Cristandade.

    O quarto capítulo procura a observação do ponto de vista militar da contenda, em

    geral, e da Batalha de Toro, em particular, numa época de charneira na forma de fazer a

    guerra. Desmistificando uma “Revolução Militar” abrupta, a campanha demonstrará o

    cruzamento do paradigma medieval com as novidades que a modernidade já anunciava.

    Procurar-se-á, em simultâneo, ter em conta as especificidades bélicas de ambos os

    contendores.

    O último ponto do nosso trabalho centrar-se-á nos impactos que a guerra em

    questão, de que será objecto de especial atenção o Tratado das Alcáçovas-Toledo de 1479-

    1480, produziu em vários níveis: a divisão do Atlântico e as sequelas na expansão ibérica,

    as consequências nos reinos peninsulares e, por fim, as ressonâncias europeias e no Papado

    que deixou.

  • A batalha de Toro e as relações entre Portugal e Castela. Dimensões políticas e militares na segunda metade do século XV

    3

    ABSTRACT

    THE BATTLE OF TORO AND THE RELATIONS BETWEEN

    PORTUGAL AND CASTILE: POLITICAL AND MILITARY DIMENSIONS

    This Master's thesis intends to focus on the connections between Portugal and

    Castile, which lead both kingdoms to an important dispute in the second half of the

    fifteenth century.

    In the first chapter will be outlined a historiographic conspectus about the Battle of

    Toro, trying to understand the Portuguese and the Spanish interpretations which have been

    made until the present.

    It is intended, at another point, the observation of the Portuguese and the Castilian

    strategies which lead to the war that oppose the two crowns between 1475 and 1479,

    highlighting both political and economic models and their social systems.

    Thirdly, we intend to reconstruct the action of an actuating Luso-Castilian

    diplomacy which evolves from that conflict and showing their reflections across the Iberian

    Peninsula, and even among the most important kingdoms of Christendom.

    The fourth chapter attempts to observe the military point of view of the dispute, in

    general, and the Battle of Toro, in particular. Demystifying an abrupt "Military

    Revolution”, the Toro campaign will demonstrate the intersection of the medieval paradigm

    of the art of war with the novelties than became to arrive with the modernity. We can’t also

    forget at the same time the specificities of war of both contenders.

    The last point of our work will focus on the major impacts of that war. Will be given

    particular attention to the several themes observed in the Treaty of Alcáçovas-Toledo

    signed in 1479-1480: such as the division of the Atlantic and the impacts on the Iberian

    expansion, the consequences in the Iberian kingdoms and, finally, the resonances over the

    Papacy and the Christian European kingdoms.

  • A batalha de Toro e as relações entre Portugal e Castela. Dimensões políticas e militares na segunda metade do século XV

    4

    PALAVRAS-CHAVE / KEYWORDS

     História Medieval – História Política – História Militar – Relações Internacionais –

    Batalha – Reinos Ibéricos.

     Medieval History – Political History – Military History – International Relations –

    Battle – Iberian Kingdoms.

  • A batalha de Toro e as relações entre Portugal e Castela. Dimensões políticas e militares na segunda metade do século XV

    5

    AGRADECIMENTOS

    A elaboração de uma tese de mestrado corresponde a um período de trabalho

    concentrado do qual jamais conseguimos reconhecer devidamente a todos os que, de uma

    forma ou de outra, connosco partilham esta experiência e contribuem para a sua execução.

    A todos esses fica expresso, desde já, o meu pedido de desculpas.

    Começo por dirigir os meus agradecimentos à Professora Doutora Manuela

    Mendonça e ao Professor José Varandas que em boa hora aceitaram, respectivamente, a

    orientação e a co-orientação deste trabalho que, com todo apoio e solicitude,

    acompanharam.

    Agradeço aos demais professores do Mestrado em História Medieval que, nos

    respectivos seminários, me fizeram crescer cientificamente. Nesse âmbito, cumpre-me

    também dirigir uma palavra de amizade aos colegas de curso com quem tive a sorte de

    estudar e de trocar ideias, em particular, à Inês Lourinho, à Filipa Santos, ao Francisco

    Mendes, ao Luís Gonçalves e ao André Oliveira Leitão.

    Não posso esquecer outras amizades, como o Coronel Francisco de Sousa Lobo, que

    me incutiram o gosto pela História Militar. Mas também não posso deixar passar os nomes

    de outros amigos que, de forma alegre, me acompanharam durante a realização deste

    trabalho: Sofia Rebelo Pinto, Tiago Almeida Matias, António Trindade Souza, Francisco

    Teles da Gama, Manuel Gabirra, Telmo Mendes Leal, Francisco Leal de Almeida, entre

    tantos outros que não me ocorre referenciar.

    E por último, mas verdadeiramente jamais, deixo expresso um profundo

    agradecimento aos meus pais e ao meu irmão, que estiveram incondicionalmente do meu

    lado e souberam compreender as minhas ausências e falhas familiares nos mais diversos

    momentos.

  • A batalha de Toro e as relações entre Portugal e Castela. Dimensões políticas e militares na segunda metade do século XV

    6

    INTRODUÇÃO

    No dizer de Jean Délumeau, se a Cristandade era, ainda nos alvores do século XIV,

    “uma nebulosa de formas indefinidas e com um futuro incerto”, a época do Renascimento

    seria “o período em que a Europa se define politicamente”, sob um modelo em que a

    “relação de forças substitui o ideal de unidade eu