A CIRANDA DO TRATAMENTO DIRETAMENTE OBSERVADO app.uff.br/riuff/bitstream/1/1227/1/Aurea Cristina Accacio

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of A CIRANDA DO TRATAMENTO DIRETAMENTE OBSERVADO app.uff.br/riuff/bitstream/1/1227/1/Aurea Cristina...

  • 1

    UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE

    ESCOLA DE ENFERMAGEM AURORA DE AFONSO COSTA

    MESTRADO PROFISSIONAL EM ENSINO NA SADE

    UREA CRISTINA ACCACIO DE OLIVEIRA

    A CIRANDA DO TRATAMENTO DIRETAMENTE OBSERVADO

    DA TUBERCULOSE: a construo do conhecimento em roda com

    Agentes Comunitrios de Sade.

    NITERI

    2013

  • 2

    UREA CRISTINA ACCACIO DE OLIVEIRA

    A CIRANDA DO TRATAMENTO DIRETAMENTE OBSERVADO DA TUBERCULOSE: a construo do conhecimento em roda com

    Agentes Comunitrios de Sade.

    Defesa da dissertao apresentada no Programa de Ps-Graduao do Mestrado Profissional de Ensino na Sade, da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa pela Universidade Federal Fluminense, como requisito para obteno do ttulo de Mestre.

    Linha de Pesquisa: Educao Permanente.

    Orientadora: Profa. Dra. Marilda Andrade

    -NITERI-

    2013

  • 3

    UREA CRISTINA ACCACIO DE OLIVEIRA

    A CIRANDA DO TRATAMENTO DIRETAMENTE OBSERVADO DA TUBERCULOSE: a construo do conhecimento em roda com Agentes

    Comunitrios de Sade.

    Defesa da dissertao apresentada no Programa de Ps-Graduao do Mestrado Profissional de Ensino na Sade, da Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa pela Universidade Federal Fluminense, como requisito para obteno do ttulo de Mestre.

    Linha de Pesquisa: Educao Permanente.

    BANCA EXAMINADORA

    Profa. Dra. Marilda Andrade (Orientadora/Presidente) Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa - UFF

    Profa. Dra. Dalvani Marques (1 Examinador) Faculdade de Cincias Mdicas - UNICAMP

    Prof. Dr. Audrey Vidal Pereira (2 Examinador) Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa - UFF

    Profa. Dra. Fabiana Barbosa Assumpo de Souza (Suplente) Escola de Enfermagem Alfredo Pinto - UNIRIO

    Profa. Dra Ana Lcia Abraho da Silva (Suplente) Escola de Enfermagem Aurora de Afonso Costa - UFF

    -NITERI-

    2013

  • 4

    Dedicatria

    Esse trabalho dedicado a todos aqueles que se esforam diariamente para construir

    uma educao criativa, original, questionadora, crtica e transformadora, na

    incessante ciranda do aprender e ensinar.

  • 5

    Agradecimentos

    A Deus, que nas cirandas da vida sempre esteve ao meu lado, me amparando em todos os momentos. Quando achei que desistiria, voc mais uma vez me ergueu e me fez ver que tudo na vida tem um momento certo e que com f, garra e perseverana as barreiras so transpostas. Sem voc nada disso seria possvel. Obrigada, meu Deus, fora maior e infinita! A minha Me que foi o incio de tudo, a pedra fundamental do meu caminhar. A meu Marido. Sem palavras para descrever sua enorme pacincia, generosidade, amor e dedicao. Te amo! A Marilda. Mestre, orientadora, amiga, parceira nessa trajetria. O encontro perfeito de idias imperfeitas, que geraram o mais que perfeito: a ciranda do ensino, com trocas de experincias e aprendizados. Conseguimos chegar juntas ao final desta ciranda. Muito obrigada por girar de mos dadas comigo! A Dalvani por todas as vezes que insistiu para que eu iniciasse essa trajetria. Voc um exemplo de pessoa e profissional. A Carminha, minha metade criativa, Saulo, minha metade tecnolgica, Marcos, minha metade disciplina e organizao, Mrcia, minha metade enfermeira e Ricardo, minha metade otimista. Como descrever a importncia dessas metades em minha vida? Palavras nunca sero suficientes. Obrigada por fazerem parte de mim. Amo vocs! A Enzo e Rafael. Sobrinhos, quase filhos. Sempre enxergo melhor a vida quando penso em vocs. Vocs do luz e brilho a minha existncia. A Ozzy meu salsicha preferido e Bela, minha linda labra-lata. Vocs no poderiam ficar de fora, pois muito contriburam, at na hora de largar o estudo para limpar a baguna que vocs fazem. Amo vocs! A Rose, Flvia, Luana, e Leandra. Mais do que equipe, parceiras de trabalho. Aprendi e aprendo muito com vocs. Obrigada por tudo! Aos Agentes Comunitrios de Sade, pelas lies e pelo aprendizado dirio! Aos Colegas da turma. Pequenos encontros e grandes momentos. Obrigada a todos! Aos Professores. Esse caminho foi trilhado com a ajuda de vocs. Muito obrigada!

  • 6

    Natural interpretar a realidade. Extraordinrio formular mtodos para

    transform-la. Natural ter conscincia social. Extraordinrio desenvolver a

    conscincia poltica. Natural cooperar em todos os sentidos. Extraordinrio forjar e

    desenvolver novos seres humanos. Natural fazer presso. Extraordinrio criar

    referncias permanentes no tempo e no espao. Natural a convivncia social.

    Extraordinrio desenvolver valores. Natural alfabetizar. Extraordinrio educar

    transformando. Natural tomar decises. Extraordinrio implementar princpios que

    do sustentao s decises. Natural criar instncias e fazer parte delas.

    Extraordinrio exercer direo coletiva. Natural formular normas para manter a

    ordem. Extraordinrio a disciplina consciente. Natural apegar-se a dolos.

    Extraordinrio constituir smbolos e desenvolver a mstica.

    (Bogo, 1999)

  • 7

    RESUMO

    O Estudo focaliza a educao permanente com Agentes Comunitrios de Sade (ACS) no Tratamento Diretamente Observado da Tuberculose (TDO). Trata-se de uma pesquisa descritiva com abordagem qualitativa, tendo como objetivos: descrever e analisar as dificuldades e as facilidades propostas em roda pelos ACS no Tratamento Diretamente Observado da tuberculose; descrever e analisar as estratgias adotadas pelos ACS para realizar o Tratamento Diretamente Observado da tuberculose; propor a reestruturao das aes de educao permanente no Tratamento Diretamente Observado da tuberculose. A coleta de informaes foi desenvolvida em duas oficinas de trabalho com dez ACS em uma unidade de sade da famlia do municpio de Itabora, no estado do Rio de Janeiro, RJ. Os dados foram coletados a partir de uma oficina, onde foram realizadas dinmicas e atividades em uma roda de conversa. As oficinas foram transcritas na ntegra e os participantes identificados com pseudnimos de forma aleatria. Aps a transcrio, as falas foram lidas exaustivamente, destacadas com cores diferentes e agrupadas por temas comuns com base nos objetivos do estudo, criando as categorias: O vnculo, o afeto e o comprometimento no Tratamento Diretamente Observado da tuberculose; O tratamento em si, o trabalho e as dificuldades; TDO: o jogo da amarelinha como estratgia para melhoria da assistncia; Capacitao e educao permanente: rodas que giram em sentidos opostos. Os dados coletados na oficina foram analisados a partir da tcnica de anlise de contedo na modalidade temtica. O estudo apontou que os ACS possuem diversas dificuldades na realizao do Tratamento Diretamente Observado e estas superam em muito as facilidades na realizao de seu trabalho. O conceito de Educao Permanente em Sade, apesar de bastante difundido, desconhecido pelos agentes, assim como sua aplicao na prtica de trabalho, mas eles descrevem de forma clara e objetiva que desejam um espao de troca e levantamento de problemas, onde suas idias possam ser ouvidas e aplicadas. A Educao Permanente levantada como uma necessidade por eles, mesmo no havendo o conhecimento formal dessa estratgia. Destaca-se ainda a capacitao como meio de transmisso mais utilizado no ensino na sade, porm pouco esclarecedora para os agentes, no sendo capaz de instrumentaliz-los e subsidi-los para o trabalho. Palavras-chave: Educao continuada, PSF, Agente Comunitrio de Sade, tuberculose.

  • 8

    ABSTRACT

    The study focuses on continuing education with community health agents in Directly Observed Treatment of Tuberculosis. It is a descriptive qualitative approach aimed at: describe and analyze the difficulties and the facilities proposed in the ACS runs on directly observed treatment of tuberculosis; describe and analyze the strategies adopted by ACS to perform the directly observed treatment of tuberculosis, proposing the restructuring of permanent education actions in directly observed treatment of tuberculosis. Data collection was conducted in two workshops with ten of an ACS unit family health Itabora in the state of Rio de Janeiro, RJ. The data collected in the workshops were transcribed in full and the participants identified with pseudonyms. After transcribing the speeches were read thoroughly, highlighted with different colors and grouped by common themes based on the study objectives by creating the following categories: bonding, affection and commitment in directly observed treatment of tuberculosis, the treatment itself, the work and difficulties, the hopscotch strategies for improving the directly observed treatment, training and continuing education: wheels that rotate in opposite directions. The data collected in the workshop were analyzed using the technique of content analysis in thematic. The study pointed out that the ACS have many difficulties in the treatment directly observed and these far outweigh the facilities in carrying out their work. The concept of EPS although widespread, is unknown to the agents, as well as its application in practical work, but they describe in a clear and objective wanting a swap space and lifting problems, where your ideas can be heard and applied. Continuing Education is raised as a need for them, even with no formal knowledge of this strategy, highlighting the training as the transmission medium used in teaching more health, but hardly enlightening, not being able to implement and support professionals to job. Keywords: Continuing Education, PSF, Community Health Agent, tuberculosis.

  • 9

    SIGLAS E ABREVIATURAS

    ACS Agente Comunitrio de Sade

    DOTS Direct Observed Therapy Short Course

    ESF Estratgia de Sade da Famlia

    IBGE Instituto Brasile