Click here to load reader

a descida de Sant'Anna aos infernos da

  • View
    219

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of a descida de Sant'Anna aos infernos da

!"# $ % & $ %'() * '+ $ , - . / $%0100234

(5

6778

ii

iii

Agradeo imensamente aos professores

doutores do Curso de Ps-Graduao em

Letras da UFPR: Anamaria Filizola, Lus

Gonales Bueno de Camargo, Marcelo

Sandman, Marta Morais da Costa e Paulo

Astor Soethe.

Agradeo, especialmente, ao professor doutor

dison Jos da Costa. A realizao deste

trabalho somente foi possvel com o seu apoio

e Orientao dedicada.

iv

( &

%%(9:( 5(9: ;%&(%%?29##'$)#/

v

),- " "C< /)),'''>'/.),#='6'>'/9),)"'.),,>?'..),/'89$),.9.)/HIHI

vi

%%(9:

50 M

vii

(

''@'@A'&''&N ' '' H19/I =

' 6' @ == 'O

' '@ [email protected] ' '>'&' '>'?& 'P =Q 5& 5'' '?* A' ' =& N '>' > '6'

[email protected]''&>@=='O''>+R

D'[email protected]&'''&?'+A'&'N'

' ' '' N ' ' Q '* ' >' 'D

?

6' =*

D '+ N Q ' 6' '6''=&*'&'&'"?'[email protected]=+R?'>'N&'D'''N''>'D'?"''''>''+' [email protected] +R '' D' '

='==F'>''P'''@''6'&'=D?''=A'S '>' A ' *

'= + '

& > ' +R N

'*

[email protected]'''N'@&'D'''T

*'>''>''+ =' '+R D ' N '' >

'@ ' N +R>?&' >

= >' =' N '@'@''F=

4''4=

=' @ =+ @ ' 6

''@&N'='''

='

'%(+S'?''N''=='O?'''=''N=66' 6' '4 ' & &'N T'D'>'*'>'48 == 'OU '>'U - U 7'V

viii

ABSTRACT This work is on purpose to analyse the series of poems endowed with baseboard notes in the volume, entitled Poesia sobre poesia (1975) by the professor, poet and Brazilian critic, Affonso Romano de Sant'Anna. It is essentially aimed to establish the hybrid relationship between the speech of the poetic text and the paratext generic name created by French theorist, Grard Genette, to classify the body of outlying elements, which is accompanied the text as, for instance, the titles, the synopses, the forewords and obviously the baseboard notes. The exam of the Affonso Romano de Sant'Annas work, centrally the exam of his cross-reference compositions with his character of accounted success with the Brazilian avant-gardes of mid twentieth century evidences the author's strategic turning in direction to a poetic project that understands how being more personal and humanist. The study verifies that this capture of consciousness is rendered in the poetry plan through an exhaustive inventory of the modernity and avant-gardes so in the first chapter, he summarises the revision of the principal lines that are being pointed by the critic as the characteristic art from the end of the nineteenth century to the half of the twentieth century. In a second apprenticeship he discourses, on the functions, the reach and paratext use when it is faced as a valid poetic resource in the narrative prose and in the dramatic text, and now in the poetry. He, therefore, discusses the paratext norm in the tradition editorial, in his conventions, particularly in practice of the modern authors and more specifically focuses the phenomenon of the paratext textualisation in the literature history. Finally, under this analytic perspective, the authoritative notes of the end of page is evaluated in the formal structure of Poesia sobre poesia, whose verses refer to the paratextual prose and whose notes, for his/her time, pass to interfere in the reception of the poems. Consequently the reader is compelled to create a compound system of relationships that mimic the possible maze of the modern art, mimicry that is also present in the visual aspect of the poems. Form and content, so to speak, text and paratext, are interlaced to contemplate the contradictions and the several theories which try to explain the modernity. The work, yet, tries to show in which way the exegetical compositions of Poesia sobre poesia express the existential inferno and the conflict that settles down in this work between the heteronymous of the professor-poet and the poet-professor, placed front to the dysfunction problem and the lyrical identity search in the modern world. He also tries to understand the way for which the poet offers an alternative and personal answer to the modernity challenges, discursive answer necessarily, in a clear reaction to the normative of the concretista avant-garde, with the one starting from this book, Affonso Romano de Sant'Anna breaks programmatically. In conclusion, the study intends to demonstrate of what way Poesia sobre poesia founds lyric and essay, poetry and critic, taking advantage of the baseboard notes as poetic resource that, in last analysis, textualises the paratext. Key-words: Affonso Romano de Sant'Anna; Paratext; Modernity; Contemporary Brazilian poetry.

1

(9:

Em 1975, o poeta, ensasta e professor mineiro Affonso Romano de SantAnna

publicou uma obra de feitura singular. O mais importante livro de poesia1 do ano,

documento de uma poca2, lio de poesia3 foram algumas das expresses com que parte

da crtica especializada da poca recebeu o texto. O volume em questo, intitulado Poesia

sobre poesia, faz um inventrio crtico no conjunto de valores estticos e existenciais reunidos

sob a denominao genrica de modernidade, cujo influxo renovador alterou o conceito da

literatura e da poesia no mundo ocidental na primeira metade do sculo vinte.

Poesia sobre poesia sintetiza um corrosivo caldo de questionamentos cuja finalidade

dissolver o ndulo normativo que as teorizaes sobre a arte, uma das caractersticas mais

pronunciadas da modernidade, haviam logrado introduzir na veia potica do autor. A teoria e

a prxis de vrias geraes de escritores, artistas e poetas, formados sob o peso avassalador

dessa herana so, temtica e poeticamente, trazidas discusso pela lrica de SantAnna. O

poeta, insurgindo-se contra os cdigos das vanguardas, em especial o concretismo brasileiro,

encontra na prpria contestao terica e na metalinguagem o antdoto para a sua

perplexidade.

Para fazer frente ao desafio de refletir sobre poesia a partir da prpria poesia,

propsito anunciado desde o ttulo, SantAnna recorre ao artifcio de inserir centenas de notas

de rodap (Anexo 1) em seu trabalho. A incluso de notas de rodap em vrios poemas, ao

estilo de T. S. Eliot em The waste land, aparentemente, visa a servir o leitor de alguma coisa a

mais que um simples guia de leitura na intricada rede de referncias intertextuais do livro. As

crticas nos jornais da poca, naturalmente, puseram reparo na suplementao das notas

remissivas; porm, pouco foi dito do efeito que produziam no discurso do poeta, exceto,

50 -LWT'X0'+&'W#$4#*19/#D-"'=6'>NW#$*19/)"@?0+ !"7E*'9A19.'N

#talvez, pela crtica de Consuelo Albergaria no Estado de Minas de 7 de janeiro de 1976, que

reconhece nesses rodaps uma espcie de corpus paralelo, na medida em que oferecia ao

leitor o gozo extra de cotejar seus conhecimentos, algo estetizante, verdade, mas que

essencialmente produziria uma leitura no-linear dos poemas. O que chama a ateno neste

comentrio precisamente sua percepo da ocorrncia de um movimento contrapontstico

em torno do eixo que coordena o discurso do texto potico e o discurso do texto crtico das

notas exegticas.

Pensar que funo tais notas de Poesia sobre poesia desempenham no torneio de

respostas que a literatura brasileira do sculo vinte deu aos mencionados desafios da

modernidade se constitui, por definio, em um dos objetivos deste trabalho. Entender

profundamente as conseqncias do emprego que SantAnna faz desta tcnica so um dado

crucial, em nosso ponto de vista, para a compreenso do livro de 1975. O leitor diante desses

poemas hbridos de versos e notas se coloca o dilema de escolher entre prestar ateno ou

ignorar o texto perifrico. A curiosidade do leitor posta prova passo a passo por meio de

ostensivas chamadas numricas inseridas no interior dos versos e, ao cabo, impe-se a questo

de se saber at que ponto essas escolhas interferem no alcance de sua recepo da obra.

Entender os motivos por que Affonso Romano de SantAnna decidiu acrescentar

comentrios ora secos, ora poticos, s vezes sarcsticos, a vrias composies de Poesia

sobre poesia faz parte do quebra-cabea atravs do qual se tenta deslindar o legado da

modernidade que o tambm poeta e professor Cludio Murilo Leal, em crtica publicada no

Jornal do Brasil de 20 de dezembro de 1975, por ocasio do lanamento do livro, explicaria

nestes termos:

O poeta de hoje, sem voz prpria, transformou-se no eco de milhares de versos e informaes, numa verdadeira caixa de ressonncia de um passado e de um presente literrio e cultural que mais esterilizam do que apontam o caminho da poesia, se que este caminho existe objetivamente. O impasse da poesia de hoje fruto da conscincia que tudo j foi feito, e no resta uma s palavra a ser acrescentada, tomando-se como nica sada o inventrio, que nada tem de inveno, mas muito de rol de experincias acabadas, catlogo de endereos j conhecidos, mapas de veios esgotados4.

Poesia sobre poesia seria um livro compndio sobre a problemtica da lrica

moderna e seus poemas dariam o testemunho de toda uma poca em que poetas, artistas,

escritores e tericos de literatura tentando entender seu papel na nova organizao capitalista