Adaptação baseada em Ecossistemas (AbE) como resposta às ...· Palestra: Conceitos de Adaptação

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Adaptação baseada em Ecossistemas (AbE) como resposta às ...· Palestra: Conceitos de Adaptação

  • Adaptao baseada em Ecossistemas (AbE) como resposta s Mudanas Climticas

    Foto-Documentao do Curso de Capacitao 24 a 26 de Junho de 2014 Curitiba, PA

    ZOM

    Este curso de capacitao foi realizado no mbito do

    Projeto Biodiversidade e Mudanas Climticas na

    Mata Atlntica. O projeto coordenado pelo

    Ministrio do Meio Ambiente, no contexto da

    Cooperao Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento

    Sustentvel.

    Conta com o apoio tcnico pela Deutsche Gesellschaft

    fr Internationale Zusammenarbeit (GIZ) GmbH, e

    apoio financeiro pelo KfW Banco de Fomento Alemo,

    por encargo do Ministrio Federal do Meio Ambiente,

    Conservao da Natureza, Construo e Segurana

    Nuclear (BMUB), no contexto da Iniciativa Interna-

    cional de Proteo ao Clima (IKI).

  • ZOM

    Projeto: Biodiversidade e Mudanas Climticas na Mata Atlntica

    MMA: Carlos Alberto de Mattos Scaramuzza (SBF/MMA) e

    Karen de Oliveira Silverwood-Cope (SMCQ/MMA)

    GIZ: Ingrid Prem

    Endereo: MMA SEPN 505 W3 Norte Bloco B

    Ed. Marie Prendi Cruz 4 andar Sala 401

    CEP.: 70.730-540 Braslia/DF

    T + 55-61-2028-2298/2149

    F + 55-61-2028-2149

    Treinadores: Dra. Andrea Schloenvoigt

    Intelligent Solutions for Capacity Development (ISOCAD)

    andrea.schloenvoigt@gmail.com

    Martin Becher

    Institut fr Projektplanung GmbH (IP-Consult)

    martin.becher@ip-consult.de

    Fotos: GIZ/Geovana Sembraski, Martin Becher, Andrea Schloenvoigt

    Textos: GIZ, Martin Becher, Andrea Schloenvoigt

    Data: Julho de 2014

    mailto:andrea.schloenvoigt@gmail.com

  • ZOOM

    Para ampliar as fotos, aumente o zoom da sua tela

  • 1 dia (24/06/2014)

    Inscrio dos participantes

    Abertura e objetivos do curso

    Resumo da Programao

    Metodologia do curso Comit de co-manejo Palestra: Bases de mudanas climticas

    Terminologia de Adaptao s mudanas climticas

    Palestra: Dilogo com os Municpios sobre Mudanas Climticas

    Tarefa 1: Descrever o Mosaico Lagamar

    Aprendizagem ativa: Giro de bolas

    Tarefa 2: Aplicar as Lentes Climticas

    Reflexes do Dia 1

    2 dia (25/06/2014)

    Abertura

    Palestra: Conceitos de Adaptao baseada em Ecossistemas (AbE)

    Palestra: O Programa Bio&Clima Lagamar

    Tarefa 3: Avaliar a vulnerabilidade

    Tarefa 4: Identificar opes de adaptao

    Aprendizagem ativa: Adaptao baseada nas comunidades

    Tarefa 5: Priorizar medidas de adaptao

    Reflexes do Dia 2

    3 dia (26/06/2014)

    Abertura

    Tarefa 6: Avaliar medidas de AbE

    Tarefa 7: Elaborar Plano de Ao com os prximos passos e

    responsabilidades

    Resultados dos grupos Lies aprendidas em relao AbE Evoluo da satisfao e do conhecimento Aprendizagem ativa: Varinha Mgica da AbE Literatura recomendada

    Par

    tici

    pan

    tes

    nd

    ice

    Nome Instituio email

    Adam da Silva Nogueira BPMA addamm@hotmail.com

    Dmaris da Silva Seraphim SMMA Cba. dseraphim@smma.curitiba.pr.gov.br

    Eliane Bee Boldrini ADEMADAN eliane@ademadan.org.br

    Elenise Angelotti Bastos Sipinski SPVS tise@spvs.org.br

    Ftima Becker Guedes ICMBio fatima.guedes@icmbio.gov.br

    Francisco Jablinski Castelhano SEMA francisco_castelhano@hotmail.com

    Guilherme Zaniolo Karam Fund. Grupo Boticrio

    guilhermek@fundacaogrupoboticario.org.br

    Gracie Abad Maximiano SEMA gracie@sema.pr.gov.br

    caro Gabriel Greinert Corpo de Bombeiros icaro.gabriel@bm.pr.gov.br

    Jos Rubel SEMA rubel@sema.pr.gov.br

    Juliana Baladelli Ribeiro Fund. Grupo Boticrio

    ribeiroj@fundacaogrupoboticario.org.br

    Leny Mary de Ges Toniolo SMMA Cba. ltoniolo@smma.curitiba.pr.gov.br

    Manyu Chang FIOCRUZ PR changmanyu@gmail.com

    Maria Manuela da Encarnao APPA manuela.oliveira@appa.pr.gov.br

    Mercedes Marlia do Carmo Figueiredo Vella

    SEMMA Parangu mercedes.semma@pmpgua.com.br

    Paulo Roberto Castella SEMA pcastella@sema.pr.gov.br

    Ricardo Miranda de Britez SPVS ricardo.britez@spvs.org.br

    Rosana Maria Bara Castella SEMA rosanabara@sema.pr.gov.br

    Sueli Ota SEMA sueliota@sema.pr.gov.br

    Temistocles Santos Vital SEMA ts.vital@uol.com.br

    Vanilda Dias SMMA Cba. meioambiente@guaraquecaba.pr.gov.br

  • Programao 1

  • 1

    1 dia (23/06/2014)

  • Abertura do Curso

    Objetivos do curso

    Compreender e ser capaz de explicar conceitos bsicos de mudanas climticas e adaptao s mudanas climticas.

    Entender o conceito AbE e ter uma viso geral da origem e dos vnculos com convenes internacionais.

    Conhecer e ser capaz de comunicar as vantagens e co-benefcios da AbE.

    Obter uma viso geral sobre anlise de vulnerabilidade, avaliao e valorao dos servios ecossistmicos, comunicao e monitoramento de medidas de AbE.

    Adquirir competncias para identificar e implementar a AbE.

    Ter noo dos desafios e condies favorveis implementao da AbE e saber lidar com eles.

    A abertura do curso foi realizada pelo Sr. Paulo Castella, neste ato representando o Conselho Gestor do Mosaico de Unidades de Conservao do Lagamar, pela Sra. Leny Mary de Ges Toniolo (Secretaria Municipal do Meio Ambiente de Curitiba), pela Sra. Sueli Ota (Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hdricos do Estado do Paran - SEMA-PR) e pelo Sr. Armin Deitenbach (GFA/GIZ Projeto Biodiversidade e Mudanas Climticas na Mata Atlntica).

    Enfatizou-se a importncia do curso para fomentar capacidades de adaptao baseada em ecossistemas no Brasil, em especial tambm em face a novas polticas nacionais.

    1

  • Inscrio dos Participantes Os participantes do curso se

    apresentam ao pblico com os seus dados sobre instituies, as responsabilidades ou funes dentro delas, sua localizao geogrfica, bem como as expectativas do curso e possveis contribuies a ele.

    1

  • Metodologia do curso O curso esteve baseado na metodologia do Estudo de Caso (Harvard). Esta metodologia comunica mensagens de aprendizagem ,principalmente mediante trabalho prtico d@s participantes. Os mdulos seguiram uma sequncia lgica que consistia :

    (1) em uma introduo por parte d@s treinador@s, para estabelecer uma base terica e introduzir ao estudo de caso.

    (2) no estudo de caso, no qual @s participantes tiveram a oportunidade de trabalhar os diferentes aspetos relacionados s mudanas climticas de uma maneira sistemtica, sendo guiados por descries claras de tarefas (e, se preciso, pel@s treinador@s). @s participantes assumem o papel de peritos do estudo de caso, sendo responsveis pelos resultados dos grupos de trabalho.

    (3) n@s participantes apresentarem seus resultados plenria, sendo esta a oportunidade para aprender um com o outro e refletir sobre os prprios resultados. Se preciso, @s treinador@s oferecem respostas alternativas.

    (4) em uma discusso final. @s participantes reassumem os seus papis na vida diria, refletem sobre as experincias adquiridas e transferem-nas ao seu contexto de trabalho dirio. @s treinador@s provm apoio mediante perguntas-guia.

    1

    Estudo do Caso

    Reflexo

    Apresentao

    Introduo

  • Comit de Co-Manejo Durante cada um dos trs dias de treinamento, vri@s participantes adotaram voluntariamente tarefas de co-manejo do treinamento.

    Isto constituiu principalmente no apoio logstica, na avaliao dos trabalhos do dia, na preparao das atividades do prximo dia, assim como na conduo do primeiro bloco de atividades de cada dia.

    Muito obrigado a tod@s!

    1

  • Rosana Bara Castella da Secretaria Executiva do Frum Paranaense de Mudanas Climticas Globais, apresentou plenria, num primeiro passo, as funes e o funcionamento do Frum. A seguir, apresentou os primeiros resultados do inqurito do Frum s prefeituras paranaenses sobre a sua percepo do impacto das mudanas climticas. Uma primeira avaliao permite supor que ainda existe uma grande falta de informao, tanto sobre o conceito das mudanas climticas, como sobre os seus efeitos percebidos.

    Palestras: Experincias no Mosaico Lagamar - Paran

    Jos Rubel, Coordenador de Mudanas Climticas/SEMA informou sobre os recursos disponveis na Paran para monitorar os riscos climticos atuais.

    caro Gabriel Greinert, Coordenador Litoral do Corpo de Bombeiros, compartilhou os desafios do Corpo de Bombeiros para lidar com os riscos climticos no Litoral.

    1

  • Palestra: Introduo s Mudanas Climticas

    O propsito desta palestra era dar uma introduo aos participantes sobre diferentes conceitos bsicos das mudanas climticas, incluindo seus aspetos de adaptao.

    Num passo anterior, antes do comeo oficial do curso, @s participantes tinham analisado ameaas das mudanas climticas no Mosaico Lagamar. Esta palestra foi enriquecida por uma palestra adicional sobre mudanas climticas no Brasil.

    A apresentao completa (em formato PDF) encontra-se na pasta compartilhada no Dropbox.

    1

  • Terminologia Adaptao s Mudanas Climticas Com base em um exerccio interativo, @s participantes foram familiarizad@s com conceitos bsicos de adaptao s mudanas climticas (exposio, sensibilidade, potenciais impactos, capacidade de adaptao e vulnerabilidade, assim como ameaa, risco e resilincia), j tomando como base a terminologia do 5 Relatrio do IPCC.

    @s participantes discutiram a utilidade do termo sensibilidade, em portugus, e propuseram substitu-lo pelos termos susceptibilidade ou fragilidade.

    1

  • Adaptao e mitigao 1

  • Tarefa 1: Descrever o Mosaico do Lagamar A primeira tarefa consistiu em descrever com pa