Click here to load reader

administração de estoques

  • View
    64

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Estoques e logística na administração, além de recursos patrimoniais.

Text of administração de estoques

  • 84

    Unidade III

    Reviso: Cris

    tina - Diag

    ramao

    : Mrcio - 05

    -09-

    2012

    Unidade IIIObservamos que a gesto de estoques deixou de ser considerada fonte de custo e passou a ser vista como fonte

    de lucro. A rea de materiais tornouse uma rea estratgica, com possveis ganhos extraordinrios ao longo da cadeia de abastecimento. A regra comprar bem para vender bem. Porm, isso no basta. necessrio administrar bem essas aquisies. a que entram as estratgias, os conceitos, as filosofias, as metodologias e as melhores prticas do mercado que embasam as polticas de estoque de sucesso que permitem aumentar as margens de lucro.

    Cada unidade monetria economizada gera mais uma unidade monetria de lucro (Disponvel em:

  • 85

    Reviso: Cris

    tina - Diag

    ramao

    : Mrcio - 05

    -09-

    2012

    Planejamento e controle de estoqUes

    observao

    Estoque em excesso capital parado e, portanto, perda de lucros em potencial.

    Martins (2006, p. 198) tem a seguinte viso:

    A gesto de estoque constitui uma srie de aes que permitem ao administrador verificar se os estoques esto sendo bem utilizados, bem localizados em relao aos setores que deles utilizam, bem como manuseados e bem controlados.

    Os estoques devem ser utilizados na medida certa, para que se tenha uma boa rotatividade, no empacando o capital, gerando custos de manuteno desnecessrios, aumentando as perdas e os riscos e comprometendo o retorno de capital. Se h compras em excesso, certamente no ser utilizado tudo o que foi comprado. Da mesma forma que, se a compra for insuficiente, comprometer a disponibilidade e, consequentemente, o nvel de servio.

    Os estoques precisam ser bem localizados e manuseados. Dentro do depsito ou armazm, devem ser utilizadas tcnicas que facilitem as operaes de picking (separao de pedido) e de movimentao e que evitem desperdcios com obsolescncias, com excesso ou deficincia de recursos tecnolgicos (mquinas, empilhadeiras, miniveculos etc.), bem como com recursos de mo de obra, comprometendo as finanas. Para isso, h mtodos de estocagem como o PEPS (primeiro que entra, primeiro que sai) e o UEPS (ltimo que entra, primeiro que sai) que abordaremos nesta unidade.

    Os estoques devem ser bem controlados, conhecendose o volume dos itens e tambm o volume monetrio correspondente. Este o princpio da curva ABC, que visa identificar e controlar os materiais de forma estratgica, pelo valor agregado e pela importncia. Alm da curva ABC, tal controle tambm pode e deve ser feito com a realizao de inventrio fsico, que por sua vez tem outras finalidades, como, por exemplo, cumprir obrigaes legais.

    Essa uma premissa que o profissional de logstica deve ter em relao aos estoques. Como saber quantos itens h, quanto vale cada um, se esto de acordo com o sistema? Como organizlos e classificlos?

    Citados os problemas e as necessidades da gesto de estoque, vamos conhecer os principais itens de controle de estoque: inventrio fsico, acurcia, nvel de servio, cobertura dos estoques e anlise ABC.

    5.1 inventrio fsico

    Martins (2006) o define como sendo a contagem fsica dos itens de estoque. Esta atividade tpica e necessria em qualquer tipo de negcio. A dinmica comprar itens, receber itens e vender itens, sendo que as sobras devem ser quantificadas e conferidas.

  • 86

    Unidade III

    Reviso: Cris

    tina - Diag

    ramao

    : Mrcio - 05

    -09-

    2012

    Esse processo de conferncia ser proporcional ao significado do item na empresa, em relao aos custos, consumo e volume existentes. Caso haja excesso de estoque, o tempo e as pessoas envolvidas no processo iro gerar custos adicionais.

    A acuraciedade dos estoques fundamental para minimizar riscos de perdas, medir o desempenho dos responsveis e aumentar o nvel de servio.

    O inventrio fsico pode ser considerado peridico ou rotativo.

    5.1.1 Inventrio peridico

    assim chamado quando a conferncia feita em determinados perodos, normalmente nos finais dos exerccios fiscais ou duas vezes ao ano. O mais comum que ocorra no final de ano ou no comeo do ano seguinte, quando so conferidos todos os itens de estoque.

    O processo de gerenciamento dessa atividade deve levar em considerao a necessidade de pessoas, o tempo necessrio para organizar essa funo e ainda a determinao de um fluxo adequado para essa operao.

    Como organizar a operao de inventrio de uma empresa? Como saber se a equipe suficientemente necessria?

    Vejamos um exemplo

    Imagine que, aps um levantamento feito no sistema de gesto de uma empresa, se verificou haver 10000 (SKUs stock keeping unit) itens diferentes e que, observando as unidades, se percebeu haver, em mdia, quinze de cada item. Pela experincia, sabese que uma pessoa conta oitenta unidades por minuto. Quantas pessoas sero necessrias para contar todos os itens, em dois dias de trabalho, sabendose que trabalham 8 horas/dia?

    Primeiro passo: definir quanto ter que ser contado.

    10000. 15 = 150000 unidades.

    Segundo passo: contamse oitenta unidades por minuto, 150000 unidades levaro quantos minutos para serem contabilizadas?

    Regra de trs bsica:

    80 1 minuto150000 x minutos

    80. x = 1. 15000080x = 150000

  • 87

    Reviso: Cris

    tina - Diag

    ramao

    : Mrcio - 05

    -09-

    2012

    Planejamento e controle de estoqUes

    x = 150000/80x = 1875 minutos.

    1875 minutos o tempo que levaremos para contar todo o estoque.

    Terceiro passo: sabendose que os funcionrios trabalham 8 horas/dia e convertendo as horas em minutos, temos: 8. 60 = 480 minutos trabalhados por dia. Como vo trabalhar em dois dias, temos 480. 2 = 960 minutos trabalhados nos dois dias.

    Quarto passo: se so precisos 1875 minutos para contar todo o estoque, dividindose por 960, temos:

    1875/960 = 1,95 ou arredondando: 2 pessoas.

    Caso queiramos contar o estoque em um dia, sero necessrias quatro pessoas.

    lembrete

    A dica equalizar informaes, como, por exemplo, tempo x tempo, e dividir o tempo necessrio pelo tempo disponvel. O necessrio para contar as peas era de 1875 minutos e o disponvel era de 960 minutos.

    Outro exemplo

    Uma empresa possui em seus estoques aproximadamente 100000 unidades e trabalha com trs funcionrios, 8 horas por dia. No ltimo balano, verificouse que localizando um item, retirandoo do local, contandoo e recolocandoo, cada funcionrio consegue chegar, em mdia, a vinte unidades por minuto. Quantos dias sero necessrios para se contar todo o estoque?

    Vejamos:

    Cada funcionrio conta 20 unidades/minuto. Em 1 hora, 20. 60 = 1200 unidades. Em 8 horas, 1200. 8 = 9600. Ou seja, por dia, cada funcionrio conta 9600 unidades.

    Sabendo que so trs funcionrios, temos: 9600. 3 = 28800 unidades/dia.

    Ento:

    100000 / 28800 = 3,47 dias

    Para conferir todo o estoque nessa velocidade, sero necessrios trs dias e meio.

  • 88

    Unidade III

    Reviso: Cris

    tina - Diag

    ramao

    : Mrcio - 05

    -09-

    2012

    5.1.2 Inventrio rotativo

    Esse tipo de inventrio cria meios para que, no decorrer de um ano, todos os itens sejam contados pelo menos uma vez e faz com que, durante todo o ano, haja itens sendo contados. Esta rotatividade na conferncia possibilita haver regras diferentes para cada tipo de item, de acordo com sua importncia, como, por exemplo, levar em considerao a classificao ABC.

    Martins (2006) aponta como usual o critrio de se contar a cada trs meses:

    100% dos itens da classe A;

    50% dos itens da classe B;

    5% dos itens da classe C.

    Classificao ABC nvel de importncia de cada item de estoque

    A maior importncia em relao aos custos normalmente representa 80% dos custos totais, mas numericamente so em menor nmero;

    B mdia importncia em relao aos custos representa 15% dos custos totais quantitativamente, compe maior nmero que o anterior;

    C menor importncia em relao aos custos representa 5% dos custos totais, mas, quantitativamente, maior.

    Essa somente uma sugesto. Nada impede de termos valores diferentes. O importante observar que, caso fossem conferidos todos os itens de classe C, este processo sairia mais caro do que se fosse perdida certa porcentagem desses itens.

    Vejamos uma aplicao:

    Uma empresa realiza o inventrio de seus estoques pelo mtodo rotativo a cada trs meses. 100% dos itens so de classe A, 60% de classe B e 10% de classe C. Um levantamento mostrou que havia, nos estoques, aproximadamente 50000 itens diferentes. Em uma classificao, verificouse:

    Classe A 5000 itens com 25 unidades de cada;

    Classe B 15000 itens com 40 unidades de cada;

    Classe C 30000 itens com 80 unidades de cada.

    A empresa trabalha 250 dias por ano e com jornada de 8 horas por dia. Supondo que uma pessoa possa contar, em mdia, duas unidades de um item por minuto, quantas pessoas sero necessrias para contar os itens a cada trs meses?

  • 89

    Reviso: Cris

    tina - Diag

    ramao

    : Mrcio - 05

    -09-

    2012

    Planejamento e controle de estoqUes

    Primeiro passo

    Vamos quantificar o que teremos de contar:

    Classe A 5000. 25= 125000 unidades. 100% = 125000

    Classe B 15000. 40= 600000 unidades. 60% = 360000

    Classe C 30000. 80 = 2400000 unidades. 10% = 240000

    Total de itens a serem contados = 725000

    Como isso ter de ocorrer a cada trs meses, ou seja, a cada trimestre, sendo que um ano tem 4 trimestres, ento:

    725000. 4 = 2900000 unidades a serem contadas por ano.

    Em 1 hora, contamse 2. 60 = 120 por hora;

    Em 1 dia, contamse 120. 8 = 960 por dia;

    Trabalhandose 250 dias por ano. 960 = 240000 por ano cada funcionrio.

    Ento, 290