of 66 /66
à ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIA ORÇAMENTÁRIA P f Alb t A i Livro texto: Prof. Alberto Aguirre Livro texto: Administração Financeira A. A. Groppelli & Ehsan Nikbakht 3º Edição |2010| 3 Edição |2010|

AFO Aulas1e2

Embed Size (px)

Citation preview

Page 1: AFO Aulas1e2

ÃADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA E ORÇAMENTÁRIAORÇAMENTÁRIA

P f Alb t A i

Livro texto:

Prof. Alberto Aguirre

Livro texto:Administração FinanceiraA. A. Groppelli & Ehsan Nikbakht3º Edição |2010|3 Edição |2010|

Page 2: AFO Aulas1e2

AULA 1

Capítulo 1

O que é Administração Financeira?

Page 3: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

O administrador como agenteg

• Um administrador financeiro torna-se agente quando os acionistas – através

da diretoria – delegam a ele a tarefa de gerir sua empresa.

• Sua meta principal é conseguir o valor mais alto possível para cada ação

pertencente aos acionistas da empresa.

Page 4: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

O administrador como agenteg

• Políticas conflitantes:

− Os administrados financeiros, atuando como agentes, devem adotar

políticas de investimentos que tragam o maior retorno possível com o

menor risco.

− Muitas vezes, os agentes ficam no meio de uma situação, tentando agradar

às duas principais facções: os credores e os acionistas.

Page 5: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Risco versus lucroRisco versus lucro

• A maximização do lucro é objetivo de curto prazo e é menos• A maximização do lucro é objetivo de curto prazo e é menos

importante que a maximização da riqueza da empresa.

• Lucros altos podem ser obtidos num curto prazo, bastando para isto

“aparar arestas”, ou seja, os administradores podem deixar de fora certas

despesas, diferir os elevados custos efetivos de um equipamento e, também,p , q p , ,

despedir seus funcionários mais produtivos e com salários elevados.

Page 6: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Risco versus lucroRisco versus lucro

• Lucros elevados podem ser obtidos por meio de investimentos em• Lucros elevados podem ser obtidos por meio de investimentos em

projetos incertos e de alto risco.

• A tentativa de maximizar os lucros pode se mostrar inconsistente com o

objetivo de maximizar a riqueza da empresa.

• Maior retorno esperado possível com o menor nível de risco.Maior retorno esperado possível com o menor nível de risco.

Page 7: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Risco versus lucroRisco versus lucro

• Existe um conflito constante entre comprometer-se em uma empreitadaExiste um conflito constante entre comprometer se em uma empreitada

altamente lucrativa e manter-se em uma situação financeira saudável.

• Decisões gerenciais envolvem um meio-termo entre assumir riscos

excessivos para maximizar lucros e aceitar investimentos que,

provavelmente, resultarão em menor risco e menor lucratividade.

Page 8: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Risco versus lucroRisco versus lucro

• Decisões de investimentos envolvem uma comparação dos futuros

retornos projetados, gerados pelos investimentos, com os riscos enfrentados

por esses empreendimentos.

• Essa decisão fundamental repousa sobre o bem conhecido princípio deEssa decisão fundamental repousa sobre o bem conhecido princípio de

balanceamento entre risco e retorno.

Page 9: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Risco versus lucroRisco versus lucro

• Relação entre risco e retorno esperados.

Page 10: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Risco versus lucroRisco versus lucro

• A visão de longo alcance:A visão de longo alcance:

− O objetivo de maximização do lucro, à custa de maiores riscos, pode

conflitar com o da maximização da riqueza.

− Tentativas de aumentar o lucro além de um certo nível às vezes

significam assumir riscos maiores que os necessários.g q

Page 11: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Risco versus lucroRisco versus lucro

• A visão de longo alcance:

− A maximização da riqueza implica preocupação constante quanto ao

risco.

− Essa meta não é alcançada se a empresa adotar a política de− Essa meta não é alcançada se a empresa adotar a política de

maximização do lucro.

Page 12: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração finaceira

E d d f ô i• Entendendo os fatores econômicos:

− Os administradores financeiros podem tomar melhores decisões se

aplicarem princípios da teoria econômica.

− Os administradores financeiros são responsáveis pelo encontro das

melhores e mais baratas fontes de fundos e pelo investimento dessesmelhores e mais baratas fontes de fundos e pelo investimento desses

fundos na melhor e mais eficiente combinação de ativos.

Page 13: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração financeira

• Entendendo os fatores econômicos:

− A boa administração financeira possui uma sólida compreensão sobre aA boa administração financeira possui uma sólida compreensão sobre a

forma como os princípios econômicos e financeiros influem na

rentabilidade da empresa.

Page 14: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração financeira

F i ô i• Fatores microeconômicos:

− Ao tomar decisões de investimento, os administradores financeiros

consideram os efeitos de alterações nas condições de demanda, ofertas

e preço no desempenho da empresa.

A compreensão da natureza desses fatores ajuda os administradores a− A compreensão da natureza desses fatores ajuda os administradores a

tomarem as decisões operacionais mais vantajosas.

Page 15: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração financeira

F ô i• Fatores macroeconômicos:

− As decisões pessoais são influenciadas pelas mudanças nas condições

econômicas.

− Essas reações às mudanças das forças (macro) econômicas externas,

tais como o aumento ou declínio da atividade comercial e as alteraçõestais como o aumento ou declínio da atividade comercial e as alterações

na legislação tributária, influenciam as decisões tomadas por uma

empresa.

Page 16: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração finaceira

F ô i• Fatores macroeconômicos:

− Convém aos administradores engajarem-se no planejamento financeiro,

de forma a estarem preparados com diferentes alternativas para

diferentes condições econômicas.

O fracasso ou o sucesso ao lidar com problemas macroeconômicos− O fracasso – ou o sucesso – ao lidar com problemas macroeconômicos

tem impacto sobre o preço das ações da empresa.

Page 17: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração financeira

O d d i õ ô i• O momento das decisões econômicas:

− O administrador bem-sucedido instintivamente sabe como reagir num

momento adequado às mudanças nas condições de oferta, demanda e

preço.

Tomar decisões no momento adequado em função das mudanças dos− Tomar decisões no momento adequado em função das mudanças dos

fatores microeconômicos mantém equilibrado o valor da empresa.

Page 18: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração financeira

• A importância da contabilidade:A importância da contabilidade:

− Demonstrativo de Resultado do Exercício: informações sobre a

lucratividade.

− Balanço Patrimonial: informações sobre a posição financeira da

empresa.p

− Demonstrativo do Fluxo de Caixa: indica a maneira como o caixa é

gerado e foi utilizado na condução de cada fase de um negócio.

Page 19: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração financeira

A i â i d bilid d• A importância da contabilidade:

− Os demonstrativos financeiros auxiliam os administradores a tomar

decisões envolvendo o melhor uso do caixa, a realização de operações

eficientes, a melhor alocação de fundos entre ativos e o financiamento

eficaz de operações e de investimentoseficaz de operações e de investimentos.

Page 20: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração financeira

A i â i d bilid d• A importância da contabilidade:

− Os administradores devem orientar seus contadores para que essas

informações sejam incluídas nos relatórios internos, possibilitando-lhes

tomar as melhores decisões de investimentos possíveis.

Page 21: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Habilidades especiais de administração Habilidades especiais de administração financeira

O i ifi d d í i• O significado da estatística:

− Fornece a base para prever a saúde financeira e a lucratividade de uma

empresa.

− A estatística pode ser empregada para planejar investimento de longo

prazo e para decisões sobre a capacidadeprazo e para decisões sobre a capacidade.

− Modelos de simulação são importantes para determinar o grau de

incerteza existente nas diferentes decisões de investimentos.

Page 22: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Globalização da empresaGlobalização da empresa

• A estrutura multinacional das corporações:

− Dada a estrutura multinacional das corporações, o trabalho de ampliar a

riqueza de uma empresa torna-se mais complexo e difícil.

− A tarefa de administração na toma de decisões e na avaliação de umaA tarefa de administração na toma de decisões e na avaliação de uma

variedade cada vez maior de situações complexas tem levado à

necessidade de estar atualizado com os acontecimento mundiais, pois

l i fl l deles influem nos lucros da empresas.

Page 23: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Globalização da empresaGlobalização da empresa

• Como administrar os riscos cambiais:

− Os administradores devem aprender a lidar com as possíveis alterações

nas taxas de câmbio.

− Isso requer agilidade para proteger os valores dos ativos e lidar com osIsso requer agilidade para proteger os valores dos ativos e lidar com os

problemas dos passivos.

− Novos acontecimentos estão impulsionando a tendência de empresas

globalizadas.

Page 24: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Globalização da empresaGlobalização da empresa

• Interdependência financeira:

− Em razão da crescente interdependência entre negócios de vários

países, está se tornando mais difícil para as corporações se isolar dos

fracassos financeiros de outros países.

− Com as crescentes ligações entre as instituições financeiras

internacionais, estamos constatando enormes movimentos de capitais

í d d iem períodos de crise.

Page 25: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Globalização da empresaGlobalização da empresa

• Desafios da tomada de decisão:

− O que funciona no mercado interno pode não funcionar em países

estrangeiros.

− Os administradores de subsidiárias e de operações estrangeiras devem

instituir políticas para proteger o valor dos estoques e das contas ainstituir políticas para proteger o valor dos estoques e das contas a

receber.

− Salvaguardar ganhos contra o risco de câmbio deve ser uma

preocupação constante.

Page 26: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Responsabilidade pública e administração fi ifinanceira

• O escopo das decisões do administrador financeiro representa, em última

instância, a combinação dos aspectos teórico, técnico e crítico que devem

refletir os interesses da sociedade.

• Benefícios e obrigações para com a sociedade:• Benefícios e obrigações para com a sociedade:

− Os administradores financeiros são obrigados a fazer certas

concessões que podem impedi-los de atingir suas metas.

Page 27: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Responsabilidade pública e administração fi ifinanceira

• Benefícios e obrigações para com a sociedade:

− Aspectos sociais, morais, ambientais e éticos fazem parte do

processo de decisão de investimento.

U d lid i f i i õ i i− Uma empresa pode lidar satisfatoriamente com as restrições sociais

e legais sem prejudicar sua capacidade de maximizar o preço de

suas ações.

Page 28: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Responsabilidade pública e administração fi ifinanceira

• Benefícios e obrigações para com a empresa:

− Os administradores financeiros devem ter uma percepção clara de

ética e evitar compensações ou outras formas de tirar proveito

pessoalpessoal.

− Não devem se comprometer em práticas que possam denegrir a

imagem da empresa.

Page 29: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

As metas do planejamento financeiro

• Os administradores financeiros estão incumbidos da responsabilidade

primária de maximizar o preço das ações da empresa mantendo o risco

í l í lno menor nível possível.

• O planejamento para obter os melhores resultados deve ser flexível.

• O planejamento financeiro envolve o ajuste adequado dos investimentos

a fim de evitar expansão excessiva e uso ineficiente de recursos.

Page 30: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

As metas do planejamento financeiro

• Após a decisão financeira ter sido tomada, deve haver constante

vigilância e monitoramento dos desdobramentos.

Page 31: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Exercício da aula

• 1) Analise a seguinte proposta de investimento: a substituição dosequipamentos produzirá benefícios de $560.000,00 nos próximos 5anos. Os atuais produzirão $400.000,00. Para instalar os novosanos. Os atuais produzirão $400.000,00. Para instalar os novosequipamentos serão investidos $220.000,00 e a venda dos atuaispoderá render $70.000,00. Determine:

• A) os benefícios marginais (adicionais) dos novos equipamentos;B) t i l d i t• B) o custo marginal dos novos equipamentos;

• C) o benefício líquido dos novos equipamentos;• D) qual a recomendação?• O que considerar além dos custos e benefícios para a decisão final?O que considerar além dos custos e benefícios para a decisão final?

• 2) Empresa vende produtos com possibilidade de devolução. Enviou paracliente produtos no valor de $760.000,00. Os recebimentos com asd l õ t t li $690 000 00 O t f d $300 000 00devoluções totalizaram $690.000,00. Os custos foram de $300.000,00.

• A) qual o lucro líquido da empresa (DRE) nesse ano?• B) qual o fluxo de caixa líquido nesse ano?• C) qual desses demonstrativos é mais útil para o administradorC) qual desses demonstrativos é mais útil para o administrador

financeiro?

Page 32: AFO Aulas1e2

Capítulo 1O que é Administração Financeira?

Exercício da aula

• 3) Jane monitora e avalia sua situação financeira usando um fluxosimplificado de caixa mensal. Tem conta de poupança que rende 5%aa eo banco empresta a 6%aa. Seu fluxo de caixa do último mês foi:o banco empresta a 6%aa. Seu fluxo de caixa do último mês foi:

• Item entrada saída• Vestuário 1.000• Receita fin. 450

R t t 500• Restaurante 500• Supermercado 800• Salário 4.500• Carro 355Carro 355• Tarifas 280• Prestação 1.200• Combustível 222

A) d t i t d íd t t i d i− A) determine as entradas e saídas totais de caixa;− B) determine o fluxo líquido de caixa;− C) indique opções para o caso de déficit;− D) se sobrar saldo, qual a estratégia mais prudente?D) se sobrar saldo, qual a estratégia mais prudente?

Page 33: AFO Aulas1e2

AULA 2

Capítulo 4

Risco e Retorno

Page 34: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Relação entre risco e retornoç

• Risco e retorno são a base sobre a qual se tomam decisões racionais eRisco e retorno são a base sobre a qual se tomam decisões racionais e

inteligentes sobre investimentos.

• Risco: é uma medida de volatilidade ou incerteza dos retornos.

• Retorno: são receitas esperadas ou fluxos de caixa previstos de qualquer

investimento.

• É razoável exigir um retorno elevado ao investir dinheiro num negócio

arriscado ou especulativo.

Page 35: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Relação entre risco e retornoç

• Mensurando o retorno:Mensurando o retorno:

− Uma companhia investe fundos para gerar um retorno.

− Os lucros são traduzidos em dois retornos:

Aumento do preço da ações da companhia.

O pagamento de dividendos torna-se possível devido a essesO pagamento de dividendos torna-se possível devido a esses

lucros.

Page 36: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Relação entre risco e retornoç

• Mensurando o retorno:Mensurando o retorno:

− Retorno esperado = dividendo + valorização do capitalvalor da ação no período (t-1)

− Retorno esperado = Dt + (Pt – P(t-1))P t-1

− Dt = dividendos do ano corrente.

− Pt = preço da ação no ano corrente.Pt preço da ação no ano corrente.

− Pt-1 = preço da ação no ano anterior.

− T = período de tempo.p p

Page 37: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Relação entre risco e retornoç

• Mensurando o risco:Mensurando o risco:

Saber com antecedência por quanto uma ação será vendida no futuro, torna o investir uma tarefa fácil.

I f li t é difí il ã i í l f ti d i ã Infelizmente, é difícil – se não impossível – fazer esse tipo de previsão com algum grau de certeza.

Como resultado, os investidores costumam tomar o histórico como base de previsão do futurobase de previsão do futuro.

− O risco é definido como o desvio dos resultados esperados em relação auma média ou valor esperado.

− A maneira mais simples de analisar o risco é dividindo-o em doisícomponentes: o nível de risco e o risco de prazo.

− O nível de risco: pode ser determinado pela comparação de umprojeto com o de outro.

− O risco de prazo: quanto maior o tempo que os fundos permanecemO risco de prazo: quanto maior o tempo que os fundos permanecemaplicados, maior é o risco envolvido.

− Risco total = taxa livre de risco + prêmio pelo risco.

Page 38: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Relação entre risco e retornoç

• Mensurando o risco:Mensurando o risco:

− Taxa livre de risco: é a taxa de juro paga aos ativos que asseguram oretorno prometido.

− Prêmio pelo risco: é a parte da taxa de retorno requerida por um ativo,p p q p ,cobrada a partir da taxa livre de risco, para cima.

− Escolha de risco: caderneta de poupança ou corrida de cavalos

Exemplo de risco com prazos:− Exemplo de risco com prazos:− Título prazo tx livre de risco premio risco total− Letras Tesouro 90d 5% 0% 5%− Notas Governo 1a 5% 2% 7%− Obrig Tesouro 20a 5% 4% 9%− Tits Empresas 20a 5% 5% 10%

Page 39: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Calculando retornos

Empresário deseja comparar o retorno de duas de suas máquinas, a Conqueroráe a Demolition. A Conqueror foi comprada há um ano por $ 20.000 e tem valor

atual de mercado de $ 21.500. Durante o ano, gerou $ 800 em receitas apósimpostos. A Demolition foi comprada há quatro anos; seu valor no ano recém-encerrado caiu de $ 12 000 para $ 11 800 Durante o ano gerou $ 1 700 emencerrado caiu de $ 12.000 para $ 11.800. Durante o ano, gerou $ 1.700 emreceitas após impostos.

Cálculo:

Page 40: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Calculando retornos esperados de projetos p p jarriscados

• Atribuindo probabilidades:− As probabilidades ajudam-nos a determinar as chances ou promessasp j p

de sucesso de um evento qualquer.− K = KrPr + KnPn + KePe

O desvio padrão como medida de risco:• O desvio-padrão como medida de risco:− Um forma comum de se medir o risco de um ativo é calcular os desvio

dos retornos em relação a um retorno médio ou esperado.

− N = número de observações− T = períodos de tempoK = retorno esperados− K = retorno esperados

− Pi = probabilidade dos retornos− K = retornos reais

Page 41: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Calculando retornos esperados de projetos p p jarriscados

• Coeficiente de variação: o balanceamento entre risco e retornoCoeficiente de variação: o balanceamento entre risco e retorno

− Coeficiente de variação (CV) = desvio padrão dos retornos = σretorno esperados K

• Quanto menor o coeficiente de variação, melhor a qualidade de um

investimento, do ponto de vista risco/retorno.

Page 42: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Calculando retornos esperados de projetos p p jarriscados

• Risco da carteiraRisco da carteira

− A abordagem para mensurar o risco e o retorno de uma carteira

começa com os cálculos dos desvios-padrão e do retorno esperado de

ícada título da carteira.

− O objetivo é dividir o risco entre os vários ativos ou títulos, reduzindo,j , ,

dessa forma, o risco total.

Page 43: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Calculando retornos esperados de projetos p p jarriscados

• Princípio da covariânciaPrincípio da covariância

− É um método estatístico utilizado para comparar o movimento de duas

variáveis (os retornos dos projetos de uma carteira).

Page 44: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Calculando retornos esperados de projetos p p jarriscados

• Covariância e seu papel na redução do riscoCovariância e seu papel na redução do risco

Page 45: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Calculando retornos esperados de projetos p p jarriscados

• Covariância e seu papel na redução do riscoCovariância e seu papel na redução do risco

Page 46: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Calculando retornos esperados de projetos p p jarriscados

• Teoria da carteira e a fronteira eficienteTeoria da carteira e a fronteira eficiente

Page 47: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Como medir o risco e o retorno com o modelode precificação de ativos financeiros CAPM

O CAPM (C i l A P i i M d l) é d l l i• O CAPM (Capital Asset Pricing Model): é um modelo que relaciona os

riscos não-diversificáveis previstos aos retornos esperados de um projeto.

• O CAPM pode ser aplicado para avaliar os méritos de risco/retorno de

investimentos e ativos no meio corporativo.

Page 48: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Como medir o risco e o retorno com o modelode precificação de ativos financeiros CAPM

• O coeficiente beta:• O coeficiente beta:

− β = coeficiente beta (inclinação)

− Rm = retorno médio do mercado

− Rs = retorno da ação

− a = constante

− e = erro

Page 49: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Como medir o risco e o retorno com o modelode precificação de ativos financeiros CAPM

• Usando o CAPM para calcular os betas das ações individuais:• Usando o CAPM para calcular os betas das ações individuais:

Page 50: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Como medir o risco e o retorno com o modelode precificação de ativos financeiros CAPM

• Usando o CAPM para calcular os betas das ações individuais:• Usando o CAPM para calcular os betas das ações individuais:

Page 51: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

A linha de mercado de títulos (SML)( )

• Conhecido o nível de risco dos retornos do mercado, podemos calcular as

taxas de retorno correspondentes de uma ação:

RRRS (TRR)= taxa de retorno requerida de um título− RRRS (TRR)= taxa de retorno requerida de um título

− RF = taxa livre de risco

− Rm = retorno médio do mercado

− βS = beta ou risco não-diversificávelβ

Page 52: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

A linha de mercado de títulos (SML)

• Linha de mercado de títulos (SML) como parâmetro para determinação das

taxas desejadas de retorno dados diferentes betas.j

Page 53: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

A linha de mercado de títulos (SML)

− Ps = preço da ação

− D1 = dividendo do período, acrescido da taxa de crescimento anual

− K = taxa de crescimento ou grau de risco

G t d i t d t d ã− G = taxa de crescimento dos retornos da ação.

Page 54: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

A linha de mercado de títulos (SML)

− VPL = valor presente líquido

− FCt = receitas futuras do projeto

− I = custo original do projeto

TRR t d d t− TRRs = taxa de desconto

Page 55: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Mantendo a CAPM e a SML em perspectiva

• As abordagens do CAPM e da SML não estão livres de problemas.

• Outros fatores importantes, além do mercado, podem influir nos retornos de

um título.

• Alguns acadêmicos ressaltam que as abordagens do CAPM e da SML são• Alguns acadêmicos ressaltam que as abordagens do CAPM e da SML são

fracas devido aos índices de mercado utilizados.

Page 56: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Mantendo a CAPM e a SML em perspectiva

• Outros acadêmicos dizem que os cálculos do CAPM se baseiam em dados

históricos, enquanto o modelo se baseia em valores esperados.

• A abordagem do CAPM fornece apenas uma aproximação imperfeita, mas

ainda representa ferramenta alternativa para se determinar a compensaçãoainda representa ferramenta alternativa para se determinar a compensação

entre risco e retorno e a precificação elementar dos ativos.

Page 57: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Teoria de arbitragem de preços

• Teoria da Precificação pela Arbitragem (APT):

− Essa teoria sustenta que os retornos esperados de títulos são

influenciados por diversos fatores setoriais e financeiramente

relacionadosrelacionados.

− Este modelo pretende dar uma ampla explicação da relação positiva

entre riscos e retornos.

Page 58: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Teoria de arbitragem de preços

• Teoria da Precificação pela Arbitragem (APT):

− Re = retornos esperados

− α = alfa

− Ba’ Bb” Bc = betas relacionados a cada fator

F ’ Fb’ F lt õ j t d f t− Fa’ Fb’ Fc = alterações projetadas nos fatores

− e = termo

Page 59: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Teoria de arbitragem de preços

• Tirando vantagem do mercado eficiente:

− A teoria do mercado eficiente sustenta que os preços atuais das ações

lt d t d i f ã di í lresultam de toda informação disponível.

− Os investidores e o mercado reagem favorável o desfavoravelmente a

novas informações e a novos eventos.

− É isso que faz os preços das ações mudar e apresentarem valores

justosjustos.

Page 60: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Teoria de arbitragem de preços

• Risco e retornos divisionais:

− Dividir o riscos de vários componentes da empresa facilita as

õ d b t d t b t d tcomparações dos betas desses componentes com os betas de outras

empresas.

− Quando um empresa emprega a abordagem-padrão do Valor Presente

Líquido, os fluxo de caixa de todos os projetos são descontados da taxa

de retorno requerida global da empresade retorno requerida global da empresa.

Page 61: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Teoria de arbitragem de preços

• Risco e retornos divisionais:

− Essa abordagem não leva em conta as diferenças no risco de projetos e

di i õ ddivisões separados.

− Por essa razão, uma abordagem de segmentação para calcular os betas

pode esclarecer o tipo de informação que o mercado considera.

Page 62: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Teoria de arbitragem de preços

• Risco e retornos divisionais:

─ VPa = valor presente da divisão Ap

─ VPb = valor presente da divisão B

─ VPab = soma do valor presente das divisões A e B

Page 63: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Teoria de arbitragem de preços

• Risco e retornos divisionais:

Page 64: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Fontes de risco

• Alguns fatores que afetam o risco e o retorno de uma empresa são:

• ramos de atividade• ramos de atividade,• acontecimentos políticos,• fatores setoriais,• exposição a problemas internacionais.

• As alterações nas condições econômicas influenciam:

• a demanda de produtos,p ,• os custos de produção,• os encargos financeiros.

Page 65: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Exemplo• Conhecendo as ações A e B, quais os retornos esperados e qual propicia umamelhor compensação entre risco e retorno?• A probab retorno B probab retorno

0 10 10 0 15 9• 0,10 10 0,15 9• 0,20 12 0,35 13• 0,40 17 0,35 16• 0,20 22 0,15 20, ,• 0,10 24

• Resolução:a) Retornos esperados de A e B• a) Retornos esperados de A e B

• b) Desvios-padrão de A e B• c) Coeficiente de variação de A e B

• Conclusão: a ação ??? tem um risco menor por unidade de retorno

Page 66: AFO Aulas1e2

Capítulo 4Risco e Retorno

Exercícios da aula

• 1- Calcule a taxa de retorno requerida de um título, usando a abordagemSML, sendo a taxa livre de risco = 8%, o retorno médio de mercado de 12% e obeta = 1,5. Uma ação com retorno de 9% está sub ou superavaliada?

• 2- Se a taxa livre de risco é de 6% e o retorno médio de mercado de 10%,calcule as taxas requeridas de retorno para os investimentos:calcule as taxas requeridas de retorno para os investimentos:

• A (beta = 0,53)• B (beta = 1,35)• C (beta = 0,85)• D (beta = 1,05)

• 3- Um projeto tem taxa de retorno de 14,2%, e gera os seguintes fluxos decaixa: ano 1 = $1 000; ano 2 = $2 000 3 ano 3 = $3 000 Calcule o valorcaixa: ano 1 = $1.000; ano 2 = $2.000 3 ano 3 = $3.000. Calcule o valorpresente líquido dos fluxos de caixa.