África - Unidade e Diversidade Capítulo 42. África - Mapa físico

  • View
    105

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of África - Unidade e Diversidade Capítulo 42. África - Mapa físico

  • Slide 1
  • frica - Unidade e Diversidade Captulo 42
  • Slide 2
  • frica - Mapa fsico
  • Slide 3
  • Aspectos Fsicos Relevo predominantemente planltico; Presena de dobramento moderno conhecido como Cadeia do Atlas noroeste do continente; As maiores elevaes esto a leste, na regio conhecida como Rift Valley, cuja regio marcada por elevadas montanhas e a presena de lagos; O rio mais importante o Nilo, que atravessa o deserto do Saara no norte do continente; rio Congo e Nger tambm se destacam;
  • Slide 4
  • Aspectos Fsicos H grande variao climtica: clima equatorial e tropical na regio central; tanto ao norte (Saara) quanto ao sul (Nambia e Kalahari), h presena de climas desrticos; A vegetao marcada pela presena desde densas florestas, a vegetao de savanas, estepes e de desertos; DESERTIFICAO: continente alvo de desmatamento nas ltimas dcadas devido extrao de madeira exportada aos mercados asiticos; as prticas agrcolas intensivas tambm contribuem para a expanso dos desertos, j que deixam o solo exposto, aumentando a perda de gua; Isso ocorre principalmente ao sul do deserto do Saara;
  • Slide 5
  • frica - Climas
  • Slide 6
  • Diviso Regional
  • Slide 7
  • FRICA BRANCA OU SETENTRIONAL Predomnio de populao branca; Regio integrada Europa mediterrnea e ao Oriente Mdio; Predomnio absoluto da religio muulmana (islamismo); Essa regio uma espcie de continuao do Oriente Mdio pois apresenta em comum a presena de povos rabes ou povos comuns (israelitas,camitas, turcos etc.) e tambm uma paisagem natural similar com climas desrticos amenizados nas pores litorneas e nos vales dos rios, principalmente o rio Nilo; Principal riqueza: petrleo na Lbia e na Arglia, principalmente; apesar de possurem elevada renda per capita o padro de vida baixo devido m distribuio dessa renda;
  • Slide 8
  • FRICA NEGRA OU SUBSAARIANA Predomnio de populao negra; Grande parte dela desenvolveu-se relativamente mais isolada do resto do mundo devido a presena do deserto e os oceanos Atlntico e ndico (a oeste e a leste); Presena de pases construdos artificialmente (com vrias etnias presentes em um mesmo territrio, cada uma com seu idioma sem haver uma verdadeira nao); mais heterognea em relao a frica Branca; so maiores as diferenas econmicas, culturais, tnicas e naturais; Regio que possui os piores indicadores sociais do mundo alm de ser marcada pelo isolamento tecnolgico.
  • Slide 9
  • Fases de colonizao: 1 fase - mercantilista: Expanso martimo- comercial Sc. XV Domnio de reas litorneas; Troca de mercadorias por escravos, que eram enviados para as plantations americanas.
  • Slide 10
  • 2 fase Imperialista Contexto Histrico: revoluo industrial Atravs da Conferncia de Berlim(1885), a frica foi partilhada entre os colonizadores europeus; A diviso foi feita com base em mapas, cujas fronteiras foram definidas atravs de rios, montanhas e at meridianos e paralelos, resultando em fronteiras retilneas. Ao agrupar tribos rivais ou incentivar a rivalidade entre estes gerando conflitos at hoje.
  • Slide 11
  • Fronteiras artificiais Fronteiras estabelecidas pelo colonizador europeu, segundo seus interesses; Consequncias da colonizao (heranas coloniais) - Economia dependente (exportadores de matria-prima); - Guerras Civis - grande nmero de refugiados; - Instabilidade poltica frequentes golpes de Estado; - Pases com a presena de conflitos e guerras civis; - Pases que possuem diversos povos com idiomas (inclusive o idioma imposto pelo colonizador) e religies diversas, o que gera intolerncia, agravando os conflitos;
  • Slide 12
  • Dados O crescimento econmico variado entre as naes africanas. Exemplo: Enquanto o Marrocos mais que triplicou o seu PIB entre 1960 e 2005, pases como Nger e Zimbbue apresentaram um PIB inferior ao de 1960, ou seja ficaram ainda mais pobres; A demanda dos pases emergentes, como os do BRICS, vem modificando muito as trocas de matrias-primas, manufaturados e at servios; Crescente presena econmica chinesa no continente contribui para ampliao do comrcio. O interesse chins pela imensas reservas de matria-prima, minerais e energticas; cerca de 2/3 das exportaes chinesas tiveram como destino a frica do Sul, Angola e Sudo;
  • Slide 13
  • Para o Brasil a frica tem sido vista como uma possibilidade de ampliao da exportao de servios e de tecnologia em setores como pesquisa em agropecuria e produo de combustvel (ex: agncia da EMBRAPA em Gana, com estudos para produzir biocombustvel a partir da mandioca); Crescimento da populao urbana, devido ao aparecimento de novos negcios sediados nas cidades, atraindo principalmente populao jovem. Tais negcios tm promovido maior acesso a tecnologias de informao e comunicao fortalecendo as relaes entre pases africanos e com outras regies do mundo; As crescentes cidades carecem de infra-estruturas como moradias, para frear o crescimento das favelas (72% da populao urbana africana vive em favelas, apenas 20% tem acesso a eletricidade, 19% a rede de gua e 7% com coleta de esgoto);