of 44 /44
SANTARÉM AGENDA CULTURAL maio’16 II CICLO DE CRIAÇÃO & LINGUAGEM TEATRO SÁ DA BANDEIRA

Agenda Cultural

Embed Size (px)

DESCRIPTION

maio 2016 Santarém [Portugal]

Text of Agenda Cultural

  • SANTARMAGENDA CULTURAL maio16

    II CICLODE CRIAO& LINGUAGEMTEATRO S DA BANDEIRA

  • LEGENDA DA UTILIZAO DE CORES NOS EVENTOS

    ESPAO ONDE SE REALIZA

    Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire Casa do Brasil Casa de Portugal/

    CIJVS Convento de So Francisco Outros Palcio Landal Patrimnio Arquite-

    tnico e Cultural Paos do Concelho Sala de Leitura Bernardo Santareno Teatro

    S da Bandeira

    Se desejar receber esta agenda no seu e-mail envie o pedido para:[email protected] com referncia a AGENDA CULTURAL.

    Se desejar descarregar a Agenda Cultural digital em PDF,aceda ao Portal da Cmara Municipal de Santarm atravs do endereo:http://www.cm-santarem.pt/Paginas/Default.aspxe clique em PUBLICAES

  • Santarm | maio16 3

    01 MAI. | COMEMORAO

    ESPECIAL DIA DA MEDe mos dadas, me e filho/a vo descobrir que partilham um sentimento nico! Com histrias de-dicadas me e uma oficina de arte onde os dois so artistas, vo ser momentos de grande cumplici-dade que vo ficar para sempre na memria. (Durao) 90 (Classificao) 3 a 12 anos(Preo) 10 (criana + adulto) (Marcao prvia)Horrio: 11h30 s 13h00Local: Livraria Aqui H Gato

    TEMPORADADA PRIMAVERAVETO TEATRO OFICINACRCULO CULTURAL SCALABITANO

    PARA CRIANAS

    01 MAI.

    TU! TU! Um espetculo de manipulao de objetos e msica (sonoridades ao vivo).Um pano que dana. Msica que voa no campo, as borboletas, um flautista num dia de Primavera. Sons do quotidiano que despertam os sentidos e a serenidade. Uma suave brisa do campo que sussurra perto do teu ouvido. Escutas? Agora Teatro | Criao e interpretao: Bruno Cintra(Classificao) 3 meses a 4 anos(Durao) 30 | Limitado a 30 pessoasHorrio: 16h00Local: Teatro Taborda/CCS

  • Agenda Cultural4

    08 MAI.

    A PRINCESA DAS GALOCHASMarta curiosa e quer descobrir o que h na horta onde o av passa tanto tempo. O problema que o av no a deixa ir com ele porque est tudo cheio de lama, h gua por todo o lado e no um stio muito seguro. a av Cu que resolve este proble-ma quando oferece um par de galochas cor-de-rosa neta. Mas no so umas galochas normais, so mgicas e s assim que ela pode entrar na horta.rea de Servio Cartaxo | Direo: Frederico Corado | Intrpretes: Carolina Viana, Sara Margarida, Carlos Ramos, Rosrio Narciso e Mauro Cebolo | Construo cenogrfica: Mrio Jlio Reis | Tcnico Miguel SenaHorrio: 16h00Local: Teatro Taborda/CCS

    15 MAI. | MAGIA PARA CRIANAS

    ABRACADABRA Manuel Barata vai levar as crianas e quem as acompanhar a um mundo de magia e iluso, onde os efeitos mgicos surpreendem tudo e todos.Manuel Barata um mgico nascido em Santarm, sendo scio da Associao Portuguesa de Ilusionis-mo, frequentando os diversos eventos mgicos que se realizam em Portugal.Horrio: 16h00Local: Teatro Taborda/CCS

  • Santarm | maio16 5

    22 MAI.

    UM SONHO COM PINQUIOUm sonho com Pinquio um espetculo que nos traz o mundo da fantasia, desta feita retratando um tempo, o nosso, em que o homem do saco, os cas-tigos, a bruxa m, j no assustam, j no fazem os pequenos coraes andarem mais depressa e foram relegados para o esquecimento, substitudos pelos videojogos.Um sonho com Pinquio a procura do mundo m-gico da nossa infncia fora do mundo dos jogos ele-trnicos para o qual foram relegados.Veto Teatro Oficina | Direo: Angelina Madeira | Interpre-taes: Ana Cludia Rosa, Carolina Chora, Mena Caetano, Antnio Jlio Santos, Mrio Marcos, Francisco Selqueira | Tcnico: Jos Carlos Jordo e Francisco CercasHorrio: 16h00Local: Teatro Taborda/CCS

    29 MAI.

    PALHAOS: BRANQUINHO, PANTUFA E CABEA DE ABBORA

    Um trabalho que atravessa geraes, enchendo de encanto todos os que a ele assistem. Uma obra-prima de ternura e enlevo, onde o riso e a boa dis-posio so uma constanteVeto Teatro Oficina | Interpretaes: Antnio Jlio Santos, Francisco Selqueira e Eliseu Raimundo | Tcnico: Jos Carlos JordoHorrio: 16h00Local: Teatro Taborda/CCS

  • Agenda Cultural6

    PARA M/12

    06, 13 E 27 MAI.

    CHAMEM OS PALHAOS: PANTUFA & C.APantufa sinnimo de Antnio Jlio. Permanecem com ele: Francisco Selqueira, Mrio Marcos e Eliseu Raimundo. Este um espetculo de homenagem que mostra o encanto de uma vida de entrega solidria aos outros e arte superior do teatro. Uma viagem por setenta e trs anos de vida e de poesia, de emoes e de reflexes, de amor e de paixo. Depois do Sarau do Crculo, esta uma verso adaptada a um formato mais teatral. Um trabalho de 2016.Veto Teatro OficinaHorrio: 21h30Local: Teatro Taborda/CCS

    07 MAI.

    RAMBOIAFico ou Realidade? Ramboia dono de um bordel. Homem sem valores nem convices vive de esque-mas sujos aproveitando-se de influncias sociais e polticas. As suas flores-meninas alegram as noi-tes quentes e o corao (ou o ego) das figuras mais prestigiadas da sociedade. Ficam esquecidos o pas real e as mgoas do povo. Porm, a ganncia e a falsidade acabam por ser de-nunciadas. () A stira visa a libertao! Duvidam? Entrem e vejam!Gesto Grupo de Teatro Lisboa | Direo: Paulo Barbosa | Interpretaes: ngelo Ferreira, Isabel Moreira, Ivo Meco, Joana Rasgado, Jorge Carvalheiro, Lus Miguel Pinho, Lur-des Garcia, Maria Vito, Maria d`Oliveira, Nuno Gonalves,

  • Santarm | maio16 7

    Raquel Saraiva, Rodrigo Marques | Desenho de luz: Nuno Samora | Apoio musical: Manuel Brs da Costa | Assistncia encenao: Maria dOliveira | Design grfico: Joana Res-peita Barbosa | Fotografia: Jos Bizarro |Tratamento/Edio imagem: Rui Raposo | Cenografia: Paulo Barbosa Horrio: 21h30Local: Teatro Taborda/CCS

    20 MAI.

    TERTLIA LITERRIA: FERNANDO PESSOA Inscries disponveis na pgina do facebook do Cr-culo Cultural Scalabitano ou atravs do telefone 243 321 150 entre as 14h00 e as 20h00. Inclui jantar.Horrio: 20h00Local: Taberna do Quinzena-Santarm

    21 MAI.

    O RELGIOEspetculo construdo a partir do livro O Relgio (Livros de Ontem), um longo poema de interveno que valeu ao escalabitano Samuel Pimenta o Prmio Jovens Criadores 2012.A Flor na Boca Projectos, companhia experi-mentalista, fundada em 2005, conta j com vrias encenaes de autores como Pirandello ou lvaro Cordeiro, procurando o despojamento de cenografia, adereos ou iluminao e colocando o ator no centro do trabalho.Companhia teatral Flor na Boca Projectos Lisboa | Dire-o: Vicente Morais | Interpretao: Paulo VazHorrio: 21h30Local: Teatro Taborda/CCS

  • Agenda Cultural8

    28 MAI.

    CONCERTO: LA FONTINHAO concerto dos La Fontinha uma viagem musical por universos meldicos da msica tradicional ib-rica e portuguesa, msica de interveno, o fado ou o tango, interpretados por instrumentos tradicionais e por voz feminina.Horrio: 21h30Local: Teatro Taborda/CCS

    Preos, Informaes e Reservas: Crculo Cultural Scalabitanotel. 243 321 150 (14h00 20h00) | [email protected]

    01 A 31 MAI. | ARQUIVO HISTRICO MUNICIPAL - MOSTRA DOCUMENTAL

    FALAM DOCUMENTOS DE OUTRAS ERASCAMINHO-DE-FERRO FUNICULAR DE SANTARM PROJETO

    Assinado por Antnio Jos Al-buquerque do Amaral e Lemos e A. C. Ramos Barbosa e datado de 12 de maio 1891 em Lisboa. Este caminho-de-ferro destina-va-se a facilitar o transporte de pessoas e mercadorias entre a

    Estao de Caminho de Ferro do Norte e a cidade de Santarm. Horrio: segunda a sexta-feira das 09h30 s 18h00Local: Biblioteca Munic. Anselmo Braamcamp Freire

  • Santarm | maio16 9

    01 A 31 MAI. | MOSTRA BIBLIOGRFICA

    VAMOS LER GARCIA DE RESENDE (1470-1536) 480 ANOS DA MORTE

    Nas Comemoraes dos 480 anos da Morte de Gar-cia de Resende, vamos no ms de maio dar desta-que a esta figura multifacetada que trabalhou como moo de cmara de D. Joo II e como secretrio-tesoureiro da embaixada de D. Manuel.Natural de vora foi considerado poeta, cronista, msico e arquiteto. Das suas obras destacamos a obra intitulada O Cancioneiro Geral, uma coletnea de poesia (1516) publicada e coligida por Garcia de Resende que este ano comemora os 500 anos da

    sua publicao.Trata-se de uma compilao de canes do seu tempo, repleta de trovas e po-esias avulsas na sua maioria da classe da nobreza e fidalguia que frequentavam na poca as cortes de D. Joo II e D. Manuel.

    Horrio: segunda a sexta-feira das 09h30 s 18h00Local: Biblioteca Municipal Anselmo Braamcamp Freire

    03 MAI. | CINEMA

    LUX ROAD TRIP TOUR 2016 LUSFO-NA FILMES

    A curta-metragem LUX vai percorrer o pas entre maio e junho no mbito do projeto Lux Road Trip Tour 2016.Uma autocaravana - 4 alunos de cinema - 3 curtas-metragensO Lux Road Trip tem como objetivo dar a conhecer o nosso trabalho como cineastas, por isso, organi-zmos um circuito itinerante por cineteatros, audi-

  • Agenda Cultural10

    trios e cineclubes, onde pretendemos exibir a nossa programao a escolas e ao pblico em geral.Curtas em exibio: Lux (2015) de Bernardo Lopes e Ins Malveiro | A Mquina (2013) de Mafalda Marques | Alda (2014) de Ana Cardoso, Filipe Fonseca, Li-liana Sobreiro e Lus CataloCinema Portugus Passado, Presente e FuturoDesde o incio do sculo que o Cinema tem vindo a sofrer alteraes no que toca sua relao com o espetador. Devido a esse facto, quatro recm-licenciados em cinema querem perceber qual a perceo e opinio do futuro pblico por-tugus sobre o cinema nacional. Atravs do dilogo, procuram partilhar conhe-cimento e receber feedback sobre a forma de se ver cinema com estudantes do ensino bsico e secundrio e com o pblico em geral.

    (Cinema) (Durao) 60 (Classificao) M/12 (Preo) 3 Pblico geral/ 1 estudantesHorrio: 10h30 e 18h30Local: Teatro S da Bandeira

    05 MAI. | APRESENTAO

    ASSOCIAO INTERNACIONAL DE ES-TUDOS SOBRE O PENSAR

    O Auditrio da Casa de Portugal e de Cames re-cebe a apresentao da AIESP: Associao Interna-cional de Estudos Sobre o Pensar. Instituio cujos intentos se relacionam com a construo mental que sustenta a convico de que a teoria emerge diretamente da prtica.Digamos, numa sntese conceptual, que os funda-mentos epistemolgicos desta ideia assentam na arquitetura conceptual dos conceitos de Pr-reco-nhecer, Extensibilidade de Si e Sinapses Sociais

    organizados em funo do que apelidamos de Renomeao de Experincias vividas. Todos eles ligados forma como o homem se relaciona com o Mundo, em funo do corpo que tem, das suas percees, do crebro que possui, da forma como dentro de si se organiza o Eu, da mente que dentro (e em torno de si), se vai construindo e, por extenso, do modo como, afinal, participa do Ser.

  • Santarm | maio16 11

    A apresentao pblica da novel associao, que pretende, assim, refletir sobre o pensar (ou, se quisermos, pensar o pensar), inclui uma mesa redonda em que, para dos respetivos organizadores, conta com o investigador e arquelogo Luz Oosterbeek e o astrnomo Mximo Ferreira.

    Horrio: 18h00Local: Auditrio da Casa de Portugal e de Cames

    05 MAI. | CINEMA

    AXILAS ESTREIA NACIONALLzaro de Jesus o filho adotado de uma senho-ra rica de Lisboa, a quem chama Av. ela que o apresenta ao Padrinho, um grande empresrio que o toma como seu protegido, e a Angelina, a mu-lher com quem a Av pretende que ele se case. Mas Lzaro tem outros interesses ocultos, o mais impor-tante dos quais uma fixao obsessiva pelas axilas femininas. Quando v a violinista Maria Pia a tocar, Lzaro apaixona-se de imediato e passa a viver em funo dela, o que ir precipitar um final absoluta-mente imprevisvel.Ser um conto do absurdo, inslito a tal ponto que vai fazer rir a partir da matria de que so compostos

    acontecimentos pelos quais se chora, embora se saiba que a morte vive dentro de ns desencadeando-se, as mais das vezes, quando por ela no se espera.Assim escreveu Jos Fonseca e Costa na nota de intenes para este filme em fevereiro de 2015. Axilas, escrito livremente a partir de um conto do escritor brasileiro Rubem Fonseca, o derradeiro filme de Jos Fonseca e Costa. A morte surpreendeu-o durante a rodagem e coube a Paulo Milhomens terminar o filme. Ttulo original: Axilas | De: Jos Fonseca e Costa | Com: Pedro Lacerda, Elisa Lisboa, Maria da Rocha, Andr Gomes, Paula Guedes, Rui Morrison | Gnero: Drama | Outros dados: Por, 2016, Cores.

    (Cinema) (Durao) 90 (Classificao) M/12 (Preo) 4 / 2 Scios Cineclube SantarmOrg. Cineclube de Santarm | Mais informaes em: http://cineclubesantarem.wordpress.comHorrio: 21h30Local: Teatro S da Bandeira

  • Agenda Cultural12

    06 MAI. | FANTASIA

    NOITE NO PAS DAS MARAVILHASUma noite muito especial onde os filhos podem tra-zer os pais de mos dadas e assim entrar no nosso Pas das Maravilhas. Esta a noite em que pais e fi-lhos vivem juntos a magia da noite no Aqui h Gato! (Durao) 90 (Classificao) a partir dos 4 anos (Preo) 30 1 criana + 1 adulto / 45 2 crianas + 1 adulto (Marcao prvia) Inscries limitadas E-mail: [email protected] Horrio: 21h30 s 23h00Local: Livraria Aqui H Gato

    07 MAI. | MOSTRA

    SABERES E SABORES DA VELHAVai ter lugar, na Sociedade Recreativa e Filarmnica Pernense Msica Velha, o 1 Mercado Saberes e Sabores da Velha com uma mostra de artesanato, gastronomia e produtos locais.(Entrada Livre)Horrio: das 10h00 s 19h00Local: Pernes

    07 MAI. | WORKSHOP

    CONSTRUIR UM CARRO QUE SEGUE A LUZ OU UM FANTASMINHA COLORIDO?O FabLab Santarm - laboratrio de prototipagem rpida e fabricao digital, convida todos os cientistas a iniciarem-se no mundo da robtica e da eletr-nica. Despertar inventores para o mundo da fsica o objetivo do FabLab San-tarm, que se associou aos The Inventors para 2 workshops inditos e nicos em Santarm.

  • Santarm | maio16 13

    10h30CRIAO DE UM FANTASMINHA COLORIDO(um candeeiro criado com leds, potencimetro e botes)

    14h30CONSTRUO DE UM CARRO QUE SEGUE A LUZ (um robot que no s adora a luz como a segue).(Preo) 25 cada workshop | 40 (valor promocio-nal na inscrio nos dois)(Classificao) cientistas dos 7 aos 77 anos.Quem trouxer um amigo tem ainda um desconto de 15%.Inscries e mais informaes:www.fablabsantarem.com ou 963 254 803Local: FabLab Santarm / Escola Superior de Edu-cao

    07 A 14 MAI.

    II CICLO CRIAO & LINGUAGEMIdealizado por Pedro Barreiro e Rui Lopes, este ciclo pretende ser um encontro de artistas, pensadores e espetadores; uma ocasio para conversar a criao e a linguagem de trabalhos prprios ou de outros, decorrendo destas conversas algumas apresenta-es pblicas.Em cada edio, sero convidadas seis pessoas de vrios campos da arte para virem ao Teatro S da Bandeira. Cada uma destas pessoas convidar uma outra, com a qual dialogar, de forma livre, sobre tpicos comuns inerentes criao artstica e s suas linguagens.

    Em Novembro de 2015, na primeira edio deste ciclo, reuniram-se em Santa-rm artistas e pensadores como Manuel Joo Vieira, Fernando Brito, Rui Cata-lo, Joana Sousa, Rui Tavares, Ricardo Arajo Pereira, Celso Martins, Lus Miguel Oliveira, Joo Pedro George e Lusa Costa Gomes, entre outros.

  • Agenda Cultural14

    Nesta segunda edio, que acontecer de 7 a 14 de maio de 2016, estaro presentes, no Teatro S da Bandeira, Snia Baptista, Paula S Nogueira, Carla Oliveira, Andr Letria, Ricardo Henriques, Joo dos Santos Martins, Joo Fia-deiro, Valter Vinagre, Filipe Raposo, Jorge Bruto, Nuno Calado, Maria Sequeira Mendes e Andr Godinho.

    07 MAI. | CONVERSAS

    SNIA BAPTISTA CONVIDA PAULA S NOGUEIRASnia Baptista e Paula S Nogueira falam da linguagem potica como linguagem performativa. A rima m ou recomenda-se? E na interpretao do texto, o que que se faz com as vrgulas? O intrprete deve sempre ter a melhor das intenes mesmo quando o texto mal intencionado? O que faz o corpo com as palavras? Ou o contrrio? E mesmo importante ser mulher, para criar melhor?Snia Baptista, mestre em Coreografia e Performance pela Universidade de Roehampton, em Londres. No conjunto da sua obra, explora e experimenta com as linguagens da Performance, Dana, Msica, Literatura, Teatro e Vdeo. Paula S Nogueira acredita em grupos, fundou e trabalha no Co Solteiro desde 97. Por defeito de famlia est-se nas tintas para as Bios. Respira em Portugal. O trabalho da Snia Baptista desintoxica-a.

    (Conversa) (Durao) 60(Preo mnimo) 1Horrio: 16h00

    CARLA OLIVEIRA CONVIDA

    ANDR LETRIA E RICARDO HENRIQUESLivros para mini leitores - Trio dinmico: editora x ilustrador x escritorCapa, contracapa, lombada, miolo, pgina de rosto e falsa pgina, orelha, fitilho, tipos, cabeas e capitulares, que palavras so estas? Da ideia ao papel, do texto ilustrao ou vice-versa, do desenho sem som histria desenhada, de que falamos quando falamos de livro-criao? E de encadernao?O trio dinmico conta com midos e grados para coser, moer e roer esta con-versa.Pblico-alvo: maiores de 6 anos e famlias.Inaugurao de exposio e sesso de autgrafos no final.Carla Oliveira fundou as edies Orfeu Negro em 2007. Formada em Lnguas e Literaturas Modernas, pela Universidade Nova de Lisboa, iniciou o seu percurso profissional como tradutora e dedicou-se mais tarde produo editorial na

  • Santarm | maio16 15

    Antgona, a par da gesto e produo de espetculos nas reas da msica e da dana. Atualmente est dedicada s edies Orfeu Negro. Andr Letria ilustrador desde 1992 e criou em 2010 o Pato Lgico, animal editorial que faz livros (ilustrados) com pernas para andar e asas para voar. Recebeu j vrios prmios, designadamente o Prmio Gulbenkian, o Prmio Nacional de Ilustrao e outros prmios internacionais. Ricardo Henriques copywriter free lancer e autor. Entre as mltiplas artes a que se dedica, conta-se o design grfico, a ilustrao, a redao publicitria e a escrita para imprensa. Em 2012, lanou, com Andr Letria, o livro Mar, transformado numa exposio para a Feira Internacional do Livro de Bogot 2013 e premiado na Feira Livro Infantil de Bolonha 2014.

    (Conversa) (Durao) 60(Preo mnimo) 1Horrio: 17h30

    07, 08 E 14 MAI. FEIRA DO LIVROFeira do Livro no contexto do II Ciclo Criao e Linguagem com a presena de vrias editoras direcionadas para o pblico infantojuvenil como Kalandraka, Pla-neta Tangerina, Brua, Margarida Botelho, Orfeu Mini e Prodidtico.Estaro tambm disponveis alguns ttulos da Antgona e da coleo de ensaios da Orfeu Negro.

    Horrio: 15h00/19h00 e 20h30/23h00

    07 MAI. | SESSO DE AUTGRAFOS ANDR LETRIA E RICARDO HENRIQUESO ilustrador Andr Letria e o escritor Ricardo Henriques estaro presentes na Feira do Livro do Teatro S da Bandeira para uma sesso de autgrafos dos seus atividrios para crianas Mar e Teatro. Os mais bonitos autgrafos desenhados pela dupla de criadores Andr Letria & Ricardo Henriques.

    (Entrada Livre) Horrio: 19h00Local: Bar-galeria

  • Agenda Cultural16

    07 MAI. | PERFORMANCEIN THE FALL THE FOX,E NA QUEDA RAPOSAR

    Proposta de Snia Baptista e Paula S Nogueira In the fall the fox, E na queda raposar uma Per-formance, de Snia Baptista, em que a dimenso poltica e emocional da representao da identidade de uma pessoa, mulher, bicho, revelada, analisada, procurada atravs de uma narrativa dramatrgica pessoal, ou de uma nota biogrfica que cristalizou um momento autobiogrfico no tempo e o reconta, vulnervel. Narrativa pattica de ambiguidades, en-ganos e desenganos. Tentativa de clarear o que se obscureceu por terceiros ou se toldou com segundas intenes. Primeiro, lmpido se quer o olhar. (Performance) (Classificao) M/12 (Durao) 60 (Preo) 5 / 3 (mediante apresentao de bilhete da conversa associada)Horrio: 21h30

    07 A 14 MAI. | EXPOSIOCACHIMBOS E CARTAS DE AMOR

    Exposio de Catarina SobralProposta de Carla OliveiraEnquanto o Senhor Vazio passa o dia em busca de algo que o preencha, O Meu Av escreve ridculas cartas de amor durante horas a fio. Mas um dia, os pontos decretam Greve. E um deus-nos-acuda. At que algum se lembra de uma palavra muito an-tiga e j esquecida. Achimpa!Numa reflexo subtil sobre a linguagem, o tempo e os afetos, as imagens de Catarina Sobral transpor-tam-nos para um universo muito peculiar, composto por palavras misteriosas e inmeras cartas de amor, disfaradas de ilustraes e endereadas a artistas

  • Santarm | maio16 17

    vrios, como James Joyce, Fernando Pessoa, douard Manet, Jacques Tati e Charlie Chaplin.Catarina Sobral reconhecida como um dos maiores talentos da ilustrao nacional. O seu lbum de estreia, Greve, recebeu uma meno especial do Prmio Nacional de Ilustrao 2011, e Achimpa, o seu segundo livro, foi dis-tinguido, em 2013, pela Sociedade Portuguesa de Autores, como Melhor Livro Infantojuvenil. Em 2014, chegou a vez do reconhecimento internacional. O meu Av, terceiro livro da autora/ilustradora, conquistou o reputado jri da Feira do Livro Infantil de Bolonha, que lhe atribuiu por unanimidade o Prmio Internacional de Ilustrao. Inaugurao dia 07 aps conversa Livros para Mini leitoresBreve visita guiada exposio pela editora Carla Oliveira. Dos livros Greve a Vazio. Manchas, colagens, pincis e materiais riscadores.

    Horrio: De 4. a sbado, das 16h00 s 19h00Local: TSB / Bar-galeria (Entrada Livre)

    07 A 31 MAI. | EXPOSIODESENHOS

    De Jorge Feijo. Proposta de Valter Vinagre.Jorge Feijo, Sarcelles (Frana), 1971. Licenciado em Artes Plsticas na ESAD.CR, docente nesta es-cola entre 2003 e 2006; vive e trabalha nas Caldas da Rainha.Primeira exposio individual em 2004 na Sala do Veado, Museu Nacional de Histria Natural, Lis-boa. Participa regularmente em exposies coleti-vas desde 1991. Prmio Internacional Amadeo de Souza-Cardoso/ Aquisio Taminvest SGPS, 2007.Representado nas seguintes colees: Funda-o Edp; Fundao Ildio Pinho; Fundao PLMJ; AIP (Associao Industrial Portuguesa); Taminvest SGPS; Fundao D. Luis I; Centro Cultural Raiano, CCC das Caldas da Rainha; Coleo Municipal das Caldas da Rainha.Horrio: De 4. a sbado, das 16h00 s 19h00Local: TSB / Bar-galeria (Entrada Livre)

  • Agenda Cultural18

    08 MAI. | CONVERSASJOO DOS SANTOS MARTINS CONVIDA

    JOO FIADEIRONum momento em que se continua a anunciar o fim da arte, a preceito do ps-mundo, do ps-histria, do ps-tcnica, e de outros ps, convido o Joo Fiadeiro, artista cujo trabalho mais se tem focado na convocao de um regime tico para a arte, a conversar sobre o que est por vir, os desafios do discurso coreogrfico, a sustentabilidade da sua produo e prtica, e sobre formas de vida ou desvida, ou no vida, em geral e em particular. JDSMJoo dos Santos Martins nasceu em Santarm em 1989. Estudou dana e co-reografia em vrias instituies europeias entre 2007 e 2011. Trabalha como coregrafo e intrprete desde 2008 distribuindo a sua atividade em diversas colaboraes. Joo Fiadeiro (1965) coregrafo, performer, professor e inves-tigador. Pertence gerao de coregrafos que emergiu no final da dcada de oitenta em Portugal e que deu origem Nova Dana Portuguesa.

    (Conversa) (Durao) 60(Preo mnimo) 1Horrio: 16h00

    VALTER VINAGRE CONVIDA FILIPE RAPOSO Esta conversa tem como ttulo Quatro sentidos e partir da ideia de transver-salidade nos processos criativos de Valter Vinagre e Filipe Raposo.Valter Vinagre nasceu em 1954, em Avels de Caminho, concelho de Anadia. Estudou fotografia no AR.CO Centro de Arte e Comunicao Visual, (1986 1989) em Lisboa. Iniciou o seu percurso em finais dos anos 1980, realizando exposies individuais e participando em mostras e iniciativas de cariz colecti-vo. Filipe Raposo nasceu em Lisboa 1979. Mestrado em piano jazz performance pelo Royal College of Music Estocolmo. Licenciatura em Composio pela Escola Superior de Msica de Lisboa. Desde 2004 que trabalha como pianista / compositor / orquestrador com muitos nomes da msica e do cinema Por-tugus.

    (Conversa) (Durao) 60(Preo mnimo) 1Horrio: 17h30

  • Santarm | maio16 19

    08 MAI. | CONFERNCIA-PERFORMANCE-EXPOSIO

    Dana da Crise ou talvez ele pudesse pensar primei-ro e danar depois ou como fazer coisas sem dana ou oldschool#40 de e por Joo dos Santos Martins(Conferncia-Performance-Exposio)(Classificao) M/12 (Durao) 60(Preo) 5 / 3 (mediante apresentao de bilhete da conversa associada)Horrio: 21h30

    11 MAI. | CINEMA

    FILMES DE ANDR GODINHOLA CHAMBRE JAUNE (2012) 27Um quarto vazio. Uma atriz. O que preciso para fazer um filme? Um argumentista que escreve. Um filme que passa numa televiso. Boy meets Girl. Um encontro entre dois atores. O que se v de uma ja-nela falsa? Um cenrio num estdio. Um diretor de fotografia. Uma estrela de cinema. Um argumento. Quando que um filme acaba? Um realizador. Uma cmara.

    PONTO MORTO (2014) 33Um jovem casal parte de frias. Na estrada encon-tram uma mulher morta num acidente de carro. O casal no assim to jovem. So atores de um filme.Dois assistentes de produo tentam ir para casa, mas todos os caminhos parecem levar ao mesmo s-tio: O dcor, onde encontram uma mulher morta a andar.

    FIM DA FITA (2014) 24Em Fevereiro de 2014 o Co Solteiro & Andr Go-dinho apresentaram o espetculo de teatro Day for Night onde transformaram o palco da Culturgest

  • Agenda Cultural20

    num estdio de cinema. A ao teatral, interpretada por atores e tcnicos de cinema, consistia na rodagem de um filme: Fim da Fita.O filme foi escrito em funo de uma construo dramatrgica que servia o espetculo, mas foi tambm pensado como um objeto totalmente independente e que no deve ser visto como um complemento pea de teatro. No espetculo assistia-se a um dilogo entre os territrios do cinema e do teatro, sobretudo entre efeito de realidade do primeiro e o artificialismo do segundo.O filme questiona o lado perene do cinema, em contraste com a efemeridade do teatro, atravs da histria de uma atriz que se interroga sobre o filme que est a fazer.

    Apoio divulgao: Cineclube de Santarm(Cinema) (Classificao) M/12 (Durao) 90 (Preo) 2Horrio: 21h30

    14 MAI. | CONVERSAS

    JORGE BRUTO CONVIDA NUNO CALADOJorge Bruto conversa com Nuno Calado sobre RocknRollJorge Bruto uma lenda viva do rock portugus. Vocalista de duas bandas de culto que marcaram o panorama musical portugus nos anos 80 e 90, Emlio e a Tribo do Rum e Capito Fantasma. Nuno Calado locutor e produtor de rdio na Antena 3. Criador do programa Indiegente participou ainda em diversos pro-gramas, como o Rdio Clube ou o MP3.

    (Conversas) (Durao) 60(Preo mnimo) 1Horrio: 16h00

    MARIA SEQUEIRA MENDES CONVIDA ANDR GODINHONesta conversa vamos falar sobre trs filmes de Andr Godinho (La Chambre Jaune, Ponto Morto e Fim da Fita), o que implica pensar em coisas como 1) se o cinema pode ser no narrativo, 2) o que seria um no filme e 3) como se faz um filme dentro de uma pea de teatro e que tipo de objeto esse.Maria Sequeira Mendes desenvolve atividade como docente no curso de Teatro da ESTC (Escola Superior de Teatro e Cinema) e colabora com a companhia Te-atro Co Solteiro. Realizou o mestrado na Universidade de Lisboa, no Programa em Teoria da Literatura. Concluiu o Doutoramento na mesma faculdade, escre-

  • 21Santarm | janeiro16

    vendo sobre Shakespeare, ordlias medievais e modos de tortura.Andr Godinho (1979, Lisboa) estudou na E.S.T.C., onde realizou 6 Minutos que recebeu o prmio Jovem Cineasta no Curtas Vila do Conde02 e fez o Curso de Documentrios Les Ateliers Varan, na F.C. Gulbenkian. Trabalha regularmente com as companhias Teatro Praga e Co Solteiro.

    (Conversas) (Durao) 60(Preo mnimo) 1Horrio: 17h30

    14 MAI. | WORKSHOP

    IRREVERNCIAPor Jorge BrutoO que a irreverncia? Como se aprende? Todos podem ser irreverentes?Sozinho, em palco, Jorge Bruto disserta sobre a ir-reverncia e prope um workshop para ensinar a ser irreverente.(Workshop) (Durao) 60 (Classificao) M/16 (Preo) 5 / 3 (mediante apresentao de bilhete da conversa associada)Horrio: 21h30

    Informaes: TEATRO S DA BANDEIRA243 309 460 | Email: [email protected] a 6. 16h00/19h00 e sab.14h30/19h00Local: Teatro S da Bandeira

    08 MAI. | ENCONTRO

    CLSSICOS DA LIBERDADEEncontro Mensal do Portal dos Clssicos em Santa-rm. Veculos clssicos e antigos, automveis, bici-cletas, motas e furgonetas! Ao 2. domingo do ms.Inf: https://www.facebook.com/EncontroMensalDoPortalDosClassicosSantarem/?fref=tsHorrio: 10h/13h Local: Jardim da Liberdade (PSP)

  • Agenda Cultural22

    11 MAI. A 01 JUN. | EXPOSIO

    DICIONRIO DASNOSSAS PALAVRAS SONHADORAS

    Numa viagem de comboio, Antnio Mota, encontrou inspirao para o Dicionrio das Palavras Sonha-doras, repleto de palavras que fazem voar a ima-ginao. As palavras registadas neste dicionrio so conhecidas da maior parte das crianas, no entanto, deu-lhes aqui novas e livres definies e que Sebas-tio Peixoto enriqueceu com imagens expressivas.Este lbum serviu de inspirao para que as crian-as do 1. ciclo, das escolas que integraram o projeto

    Bas de Leitura no mbito da oferta dos recursos educativos, criassem o seu prprio dicionrio denominando-se Dicionrio das nossas Palavras Sonhadoras.Os dicionrios vo ficar expostos na Sala de Leitura e os mais criativos vo ser premiados.

    Horrio: segunda a sexta-feira das 09h30 s 18h00 e sbados das 09h30 s 12h30Local: Sala de Leitura Bernardo Santareno

    12 MAI. | LXXIV SESSO DA ASSEMBLEIA DE INVESTIGADORES

    DR. JOAQUIM GONALVES ISABELINHA MDICO E FILANTROPOFAZER BEM COMO LEMA DE VIDA!

    O Centro de Investigao Professor Doutor Joaquim Ve-rssimo Serro (CIJVS) realiza a LXXI Sesso da Assem-bleia de Investigadores, no dia 12 de maio, com uma comunicao proferida pelo Investigador, Mestrando Ludgero Antnio de Jesus Mendes.O Dr. Joaquim Gonalves Duarte Isabelinha (5-12-1908 / 24-11-2009) foi uma figura notvel, cuja tra-jetria de vida deve ser justamente exaltada tanto pelo merecimento prprio de um cidado de irrepreensvel rectido e honradez, como pelo propsito de assinalar os excelsos valores humanos, intelectuais e morais que

  • 23Santarm | janeiro16

    constituram a sua memorvel personalidade, expressa no sentimento de quantos tiveram o grato privilgio de partilhar algum do seu convvio, que recordamos com imensa saudade, e na ao filantrpica de ajudar quem carecia de ateno e de apoio e para quem o Dr. Isabelinha tinha sempre uma palavra de conforto e um gesto de colaborao.O Dr. Joaquim Gonalves Isabelinha destacou-se como praticante de futebol, inte-grando o plantel da Briosa Acadmica de Coimbra, aps uma breve passagem pelos Lees de Santarm, e como mdico oftalmologista distinguiu-se, igualmente, pela competncia profissional que sempre evidenciou e tambm pelo esprito de gene-rosidade que tanto o caracterizou, tendo sido, por isso, conhecido como o Mdico dos Pobres.Falar do Dr. Isabelinha definir a essncia de um Homem de bem, generoso e altru-sta, simples e culto, trabalhador inveterado e competente, e sempre atencioso para todos quantos o rodeavam. O Dr. Joaquim Gonalves Isabelinha viveu para servir a causa da benemerncia esforando-se at exausto para poder partilhar o bem, pois s assim a vida lhe fazia sentido. Por isso, se libertou da lei da morte e do esquecimento, porque viver eternamente na nossa memria e no nosso corao.Ludgero Antnio de Jesus Mendes, Natural de Santarm. Depois de Gerente Ban-crio, uma vida dedicada ao Associativismo. Diretor do Festival Celestino Graa. Colaborador de diversos Jornais e estaes de rdio. Licenciado em Antropologia pela FCSH Universidade Nova de Lisboa; Mestrando em Antropologia Cultura Material e Consumos (FCSH-UNL).

    (Entrada Livre)Horrio: 18h30Local: CIJVS Casa de Portugal e Cames

    13 MAI. | COMEMORAO

    LEMBRAR ZECA AFONSOE A SUA CIDADANIA

    Presena de Camilo Mortgua, com apresentao de livros da sua autoria.Iniciativa integrada no Programa das Comemoraes do 42 Aniversrio do 25 de AbrilOrg. AJA Ncleo de Santarm da Associao Jos Afonso | Apoios: Comisso das Comemoraes Populares do 25 de Abril e Centro Cultural Regional de Santarm CCRSHorrio: 21h30Local: CCRS Frum Actor Mrio Viegas

  • Agenda Cultural24

    14 MAI. | VISITA GUIADA

    RVORES NO CENTROVisita guiada a espaos urbanos e jardins do centro histrico de Santarm, tendo por tema central a r-vore, observando e dando a conhecer os exemplares arbreos existentes mais representativos, suas ca-ractersticas e benefcios da rvore no meio urbano. Recomenda-se o uso de calado confortvel.Inscries para a visita: [email protected], telemvel 963 735 589 ou [email protected] .Durao: 150Incio: Jardim da RepblicaFim: Jardim Portas do SolHorrio: 10h00

    14 MAI. | ARTES

    ARTE PARA BEBSPorque desde pequenino que o artista se revela, vamos descobrir cores, tintas, sentimentos, sorri-sos, olhares... onde a criatividade e a alegria cami-nham de mos dadas!(Durao) 60 (Classificao) a partir dos 7 meses at 3 anos inclusive (Preo) 6 (Marcao prvia)Horrio: 10h30Local: Livraria Aqui H Gato

    14 MAI. | PALESTRA

    JOS RELVAS:1. REPBLICA E OS MEIOS AGRRIOSPartindo do percurso poltico e social de Jos Mascarenhas Relvas (1858-1929), pretendemos equacionar a relao dos produtores e dos trabalhadores agrcolas com

  • 25Santarm | janeiro16

    a revoluo republicana de 1910, tendo como ponto de partida investigao biogrfica em curso e a regio do Ribatejo. Em primeiro lugar, propomos a desconstruo do pa-radigma tradicional segundo o qual representamos o militante republicano como algum tipicamente urba-no, profissional liberal ou membro do operariado. Num segundo momento, procuramos compreender o alcance e viabilidade ideolgica desse putativo republicanis-mo agrrio, questionando qual a sua real adeso nos meios rurais. Para isso, analisamos a estrutura social

    da poca, a manuteno de estruturas de poder local, o movimento republicano e associativo nos meios agrrios e as suas manifestaes que antecederam a Repbli-ca. Equacionamos tambm a representao do sector primrio na Constituinte de 1911. Dessa forma, verificaremos que muitos agrrios apoiaram tanto a gnese do novo regime, como, posteriormente, a formulao de uma alternativa liberal e con-servadora aos modelos de governao do Grupo Democrtico do PRP.Em que medida a Repblica teve uma poltica agrcola? De que forma essa polti-ca agrcola se relacionava com o projeto republicano? Por que no existiu como noutros pases europeus um partido agrrio? Sero algumas questes que preten-demos problematizar. Quais os modelos de desenvolvimento agrcola em debate? Palestra e debate com Jos Raimundo Noras.Iniciativa integrada no Programa das Comemoraes do 42 Aniversrio do 25 de AbrilOrg. Comisso das Comemoraes Populares do 25 de Abril com apoio do Centro Cultural Regional de Santarm CCRS

    Horrio: 18h30Local: CCRS Frum Actor Mrio Viegas

    14 E 21 MAI. | OFICINA DE FORMAO

    CONTADORES DE HISTRIAS (ADULTOS)Nesta formao para os mais crescidos, vamos par-tilhar experincias com as histrias infantis. Parti-mos descoberta de formas de transformar a pala-vra escrita em gestos, sons, magia... Uma formao destinada a Professores, Educadores, Animadores e outros interessados.(Durao) 120(Classificao) adultos (Preo) 30 (2 sesses)Horrio: 18h00/20h00Local: Livraria Aqui H Gato

  • Agenda Cultural26

    17 MAI. | CINEMA

    OS OITO ODIADOSWyoming (EUA), alguns anos aps a Guerra Civil Americana (1861-1865). Oito estranhos encontram-se abrigados numa estalagem nas montanhas devi-do a uma terrvel tempestade de neve. Aos poucos, os oito viajantes comeam a descobrir os segredos sangrentos uns dos outros, levando a um confronto inevitvel. Oitava incurso em cinema de Quentin Tarantino (o aclamado realizador de Ces Danados, Jackie Brown, Kill Bill - A Vingana (vol. 1 e 2) , Sa-canas Sem Lei, Django Libertado), um western sangrento protagonizado por Samuel L. Jackson, Kurt Russell, Channing Tatum, Jennifer Jason Leigh, Wal-

    ton Goggins, Demin Bichir, Tim Roth, Michael Madsene e Bruce Dern, que rene temas como a traio e a mentira, recorrentes no trabalho do realizador. Ttulo original: The Hateful Eight | De: Quentin Tarantino | Gnero: Ao, Western | Com: Samuel L. Jackson, Kurt Russell, Jennifer Jason Leigh, Walton Goggins, Demin Bichir, Tim Roth, Michael Madsen, Bruce Dern | Outros dados: EUA, 2015, Cores.Org. Cineclube de Santarm | Mais informaes: http://cineclubesantarem.wordpress.com

    (Cinema) (Durao) 168 (Classificao) M/16 (Preo) 4 / 2 Scios Cineclube SantarmHorrio: 21h30Local: Teatro S da Bandeira

    19 MAI. | PALESTRA

    SADE EMOCIONAL: UMA QUESTO DE ESCOLHA!Muitas vezes quando falamos sobre sade, pensamos inicialmente na sade fsi-ca. Mas a sade emocional o que nos sustenta no dia-a-dia. As nossas atitudes e aes desde as mais simples s mais complexas sero bem realizadas se esti-vermos bem psicologicamente. Nossas emoes vm do pensamento. Se alimentarmos hbitos negativos, ou melhor, pensamentos negativos, eles iro com o tempo se tornar uma realidade,

  • Santarm | maio16 27

    seja atravs de palavras ou de aes. Se voc quer ter uma boa sade mental e emocional evite o pensamento negativo. O que pensamos atua como ponto de partida para o que exteriorizamos. preciso compreender que ns somos fonte de ener-gia, que se no estivermos bem connosco no pode-mos estar bem com as outras pessoas.Ter sade emocional saber ser e estar em harmonia consigo mesmo e com os outros!. Palestrante Norma de Carvalho - Psicloga ClnicaHorrio: 18h00Local: Sala de Leitura Bernardo Santareno

    20 MAI. | CINEMA

    CITIZENFOUREm Janeiro de 2013, a documentarista Laura Poitras recebe um email encriptado de algum que se de-nomina de Citizenfour. Nessa mensagem, so-lhe oferecidas informaes inditas sobre prticas de es-cutas ilegais da Agncia de Segurana Nacional (NSA) e outros servios secretos norte-americanos. Poitras trabalhava h anos num filme sobre a monitorizao de escutas efetuadas no ps 11 de setembro e uti-lizadas ilegalmente pelos servios de segurana dos

    EUA. Em junho do mesmo ano, ela e o reprter Glenn Greenwald decidem viajar at Hong Kong (China), para o primeiro de muitos encontros com o autor daquela mensagem, que mais tarde se apresenta pelo nome de Edward Snowden. Veio a revelar-se um antigo analista da NSA. Entregou-lhes documentos que retirara ilegalmente dos servidores da maior agncia de servios secretos do planeta. As gravaes das vrias entrevistas que lhe foram feitas deram forma a este filme, que recebeu o scar de Melhor Documentrio.Ttulo original: Citizenfour | De: Laura Poitras | Gnero: Documentrio | Outros dados: EUA/ALE, 2014, Cores. Inserido no II Ciclo de Cinema sobre a Europa. Org. Centro de Informao Europe Direct Santarm e Cineclube de Santarm

    (Cinema) (Classificao) M/12 (Durao) 114Horrio: 18h30 (Entrada Livre)Local: Auditrio / Instituto Politcnico de Santarm

  • Agenda Cultural28

    20 MAI. | EXPOSIO

    FOTOBIOGRAFIA DE MRIO VIEGASApresentao do livro e exposio.Iniciativa integrada no Programa das Comemoraes do 42 Aniversrio do 25 de AbrilOrg. Comisso das Comemoraes Populares do 25 de Abril com apoio do Centro Cultural Regional de Santarm CCRSHorrio: 21h30Local: CCRS - Frum Actor Mrio Viegas

    20 E 21 MAI. | TEATRO

    VICTOR AS CRIANAS AO PODERParis, Rue Lagarde,12 de Setembro de 1909.Na inocncia dos seus seis anos, Ester Magneau oferece ao amigo Victor Paumelle (um metro e oi-tenta e a crescer), uma cruel prenda de aniversrio o saber que o seu pai e a me dela so amantes.O marido da me da menina enforca-se, convencido de que a bandeira francesa.Em consequncia da sova com que a revelao do adultrio castigada (e de acordo com a terceira mola do Unicato), Victor Paumelle morre no preciso momento em que completa nove anos (e atinge dois metros de altura).De: Roger Vitrac | Com: Afonso Brito, Carla Reis, Fernando

    Brito, Hugo Assuno, Joana Pinto, Manuel Brito, Paulo Arruda, Paula Nunes, Pedro Barreiro, Pedro Gouveia, Ricardo Marques, Sara Rio Frio e Silvana Ivaldi.

    (Teatro) (Durao) 60 (Classificao) M/12(Preo) 5Horrio: 21h30Local: Teatro S da Bandeira

  • Santarm | maio16 29

    21 MAI. | HISTRIAS

    HISTRIAS DE MIMAR / PARA BEBSOs bebs vo descobrir que os livros esto cheios de segredos. Os pais vo aprender novas tcnicas para fazer com que os mais pequeninos ganhem o gosto pelas histrias e pelos livros para que, quando crescerem, se tornem grandes leitores.(Durao) 30 (Classificao) dos 0 aos 3 anos in-clusive (Preo) 6 (Marcao prvia)Horrio: 10h30Local: Livraria Aqui H Gato

    21 MAI. | APRESENTAO DO LIVRO

    A MINHA EDUCADORA UM EXTRATERRESTRE

    A autora Clara Cunha apresenta o seu novo livro A minha educadora um extraterrestre seguido de uma sesso de autgrafos.Horrio: 11h30Local: Livraria Aqui H Gato

    21 MAI. | CONVERSAS NO BRASIL

    APRESENTAO DO LIVRO PORTUGALConversas no Brasil:No penses serem pequenas nem vs.Tarefas que desempenhas com naes tuas irms.Regressando a abordagem da poesia as Conversas no Brasil, em maio, propem encontro com o livro Portugal de Isabel Alves de Sousa. Reinterpretan-do a temtica do V Imprio e a autora prope uma ode a Portugal reafirmando a sua sempre reno-vada esperana na capacidade do seu pas se trans-

  • Agenda Cultural30

    figurar e renascer das cinzas. Deste modo, apela-se unio e redescoberta de valores intemporais que tm servido de bssola a Portugal e aos portu-gueses e impulsionado a sua universalidade no contexto civilizacional mundial.Isabel Alves de Sousa tem razes e uma relao prxima com o Douro. Natural de Lisboa a se formou e cursou direito, porm enveredou pelas artes plsticas tendo frequentado o curso de desenho da Ar.Co e o atelier do pintor Paiva Rapo-so. A escrita, na gaveta, foi sempre uma atividade paralela. Portugal, editado em 2014, o seu primeiro livro.

    Horrio: 16h00Local: Casa do Brasil | Casa Pedro lvares Cabral

    21 MAI. | MAIOJOVEM

    I ENCONTRO DE COROSDE JOVENS DE SANTARM

    No prximo dia 21 de maio - Dia Mundial para o Desenvolvimento Cultural, tem lugar o I Encontro de Coros de Jovens de Santarm Maiojovem.O evento conta com a participao de quatro Coros: Coro de Jovens do Conservatrio de Msica de San-tarm, Coro de Jovens do Crculo Cultural Scalabita-

    no, Coro de Jovens Legatto de Mira, Figueira da Foz e Coro Juvenil de Mao, que vo atuar individualmente e, tambm, em conjunto. Este I Encontro de Coros de Jovens organizado pelo Conservatrio de Msica de Santarm. Esta vai ser, decerto, uma tarde maravilhosa, repleta de muita msica e beleza. A no perder! A entrada livre.

    Horrio: 16h30Local: Igreja de Santa Clara

    27 MAI. | APRESENTAO DE LIVROS

    LVARO CUNHAL: RETRATO NTIMO E PESSOAL E OS FILHOS DA CLANDESTINI-DADE: A HISTRIA DA DESAGREGAO DAS FAMLIAS COMUNISTAS NO EXLIO

  • Santarm | maio16 31

    Da autoria de Adelino CunhaAdelino Cunha licenciado em Histria pela Uni-versidade Lusada. editor de Poltica/Nacional do dirio Jornal de Notcias, foi diretor da revista Focus, grande reprter e editor de Poltica do semanrio O Independente, editor-adjunto de Poltica/Nacional do jornal Correio da Manh, colaborador da revista

    Gentleman e editor de Poltica n A Capital. investigador associado do Centro de Histria e Relaes Internacionais (CHRIS) sob coordenao do historiador e mestre Jos Freire Antunes. Autor do livro de investigao histrica A Ascen-so ao Poder de Cavaco Silva, publicado em 2005 pela editora Edeline, e autor de vrios artigos de Histria para a coleo Os Anos de Salazar.

    Horrio: 18h30Local: Sala de Leitura Bernardo Santareno

    27 MAI. | CINEMA

    GUA PRATEADAO cineasta srio Ossama Mohammed vive exilado em Paris desde 2011. Apesar da distncia fsica que o separa do seu pas, no consegue evitar a culpa de quem, apenas porque decidiu partir, est a salvo. contactado por Wiam Simav Bedirxan, uma jovem professora curda que lhe faz uma pergunta funda-mental: Se a sua cmara estivesse aqui, em Homs, o que estaria a filmar?. deste modo que nasce a ideia de criar um documentrio com imagens e

    vdeos em vrios suportes, captadas por ela e por vrias outras pessoas sobre horrores da guerra civil, o sofrimento e as crueldades perpetradas. O resultado uma obra crua, realista e difcil que , acima de tudo, um retrato de medo e dor.Ttulo original: Maa al-Fidda | De: Wiam Bedirxan, Ossama Mohammed | Gnero: Docu-mentrio | Outros dados: 2014, Cores.Inserido no II Ciclo de Cinema sobre a EuropaOrg. Centro de Informao Europe Direct Santarm e Cineclube de Santarm

    (Cinema) (Classificao) M/12 (Durao) 92Horrio: 18h30 (Entrada Livre)Local: Auditrio / Instituto Politcnico de Santarm

  • Agenda Cultural32

    27 MAI. | CESTA DARTES

    GRUPO DE CAVAQUINHOS DO ORFEO DE ALMEIRIM

    Criado no seio do Orfeo de Almei-rim em 2013, realizou a sua primeira apresentao, em palco, ao pblico durante as festas da Cidade de Al-meirim em 2014. Integrado inicial-mente exclusivamente por membros dos grupos corais, alargou-se ento comunidade em geral.

    O gosto pela msica tradicional Portuguesa e a vontade em aprender a tocar um instrumento musical foram os elementos chave que motivaram o grupo que tem mostrado grande evoluo durante o primeiro ano de trabalho.Dirigido pelo maestro Ablio de Almeida Figueiredo, est reunido um grupo de instrumentistas empenhados em dar vida a este projeto estando o grupo aberto a novos elementos.Org. CCRS Centro Cultural Regional de Santarm e Teatrinho de Santarm

    (Preo) 3 Horrio: 21h30Local: CCRS - Frum Actor Mrio Viegas

    27 E 28 MAI. | TEATRO

    PROVISRIOProvisrio um solo criado enquanto o tempo parou. Um ator, no palco de um teatro vazio e abandonado, interpreta um poema indito sabendo que morrer no final. Por outras palavras,Os tempos da influncia divina acabaram.Os deuses entregaram o mundo aos homens e este o resultado.Parece que todos os acontecimentos se tornaram ile-gveis.Levamos a vida no mundo procura do mundo.

  • Santarm | maio16 33

    No me parece que existam sentidos melhores que outros e nem sequer o assas-snio me parece inapropriado.Ficha tcnica/artstica | criao Pedro Barreiro e Silvana Ivaldi | Interpretao Pedro Barreiro | Luz e Som Tiago Correia | Produo Teatro S da Bandeira

    (Teatro) (Durao) 60 (Classificao) M/12(Preo) 5Horrio: 21h30Local: Teatro S da Bandeira

    28 MAI. | PASSEIO COM HISTRIA

    VISITA CULTURAL AO MUSEUNACIONAL MACHADO DE CASTRO

    As colees do museu de Coimbra espelham a riqueza da Igreja e a im-portncia do mecenato rgio s quais se devem muitas das suas obras de arte e alfaias religiosas de maior valia. A escultura monocromtica ou policroma, em madeira e pedra, ocupa lugar cimeiro, ilustrando com numerosas obras-primas o trabalho das melhores oficinas flamengas e tambm a evoluo das escolas por-

    tuguesas da Idade Mdia ao sculo XVIII. Ainda assim, os ncleos de pintura, ourivesaria, cermica e txteis, impem-se com igual importncia e represen-tatividade para a arte importada e a produo nacional. Distinguem-se ainda as colees arqueolgicas provenientes da cidade e as de arte oriental.Sada de Santarm s 08h30, junto Rodoviria e chegada prevista 19h00. Almoo livre. Org. CCRS Centro Cultural Regional de Santarm

    Informaes e inscrio:939 286 286 e 963 002 394.Horrio: 08h30/19h00Local: CCRS - Frum Actor Mrio Viegas

  • Agenda Cultural34

    28 MAI. | VISITA GUIADA

    CAMINHO COM PALAVRASPartindo da Porta do Sol, passando pela de Santiago e seguindo pelo caminho que nos conduz at Alfan-ge, vamos contemplar o rio e a paisagem, e deixar as palavras seguirem com o vento, lendo ou relen-do textos que nos revelam uma outra cidade de Santarm.Recomenda-se o uso de calado confortvel.Inscries para a visita: [email protected], telemvel 963 735 589 ou [email protected] .Horrio: 10h00Durao: 150Incio: Jardim Portas do SolFim: --

    28 MAI. | TEATRO

    TEATRO DE FANTOCHESUma histria que vai encantar crianas e adultos! Formas animadas que nos trazem a beleza da conju-gao das artes plsticas com o teatro e a literatura para a infncia. (Durao) 30 (Classificao) para todos(Entrada Livre)Horrio: 11h30Local: Livraria Aqui H Gato

  • Santarm | maio16 35

    28 MAI. | COMEMORAO

    SESSO SOLENE - IV ANIVERSRIO DO CIJVS LXXV ASSEMBLEIA DE INVESTIGADORES

    O Centro de Investigao Professor Doutor Joaquim Verssimo Serro (CIJVS) comemora o seu IV Ani-versrio na realizao da LXXV Assembleia de In-vestigadores.

    ProgramaMomento Musical Conservatrio de Msica de Santarm

    Abertura Professor Doutor Martinho Vicente RodriguesApresentao do n. 5 da Revista Mtria XXI

    Entrega dos Prmios do CIJVS:Dr. Joaquim Isabelinha e Empresrio Jlio Rafael;Entrega da Medalha do CIJVSao Conservatrio de Msica de Santarm

    Comunicao: Santarm, nas batalhas do Tejo,abrindo a rota do desconhecidoSenhor Professor Doutor Fernando Carvalho Rodrigues;

    EncerramentoSenhor Presidente da Cmara Municipal de Santarm,Dr. Ricardo Gonalves

    Momento Musical Conservatrio de Msica de Santarm

    Abafado de honra

    Fernando Carvalho Rodrigues, Professor Emrito do IADE-U (Instituto de Arte, Design e Empresa - Universitrio); Professor Catedrtico do IADE; Coordenador da rea Cientfica das Tec-nologias do IADE. Foi galardoado com vrios prmios, entre os quais o Prmio Pfizer, o Prmio Gulbenkian de Cincia e Tecnologia e o Prmio Albert J. Myer. Em 1998 recebe o Diploma de Mrito da Associao Nacional dos pticos (ANO). Pela sua atividade de Conselheiro Cientifico entre 1999 e 2012 recebeu a medalha Lavoisier do Comissariado de Energia Atmica de Frana e os agradecimentos dos Secretario Geral da NATO e do Embaixador da Federao Russa.Projetou e desenvolveu a engenharia de vrios produtos atualmente, em produo industrial sen-do alguns exportados. o pai do primeiro satlite portugus, o PoSAT-1, em rbita desde Setembro de 2003.

    Horrio: 16h00Local: Salo Nobre / Cmara Municipal de Santarm

  • Agenda Cultural36

    28 MAI. | TEATROTEATRO DE BOLSO IIIVIAGEM AO CENTRO DA TERRA

    No ltimo sbado de cada ms, o Aqui H Gato abre as suas portas para o Teatro de Luz Negra com uma Nova Aventura Viagem ao Centro da Terra! Faremos da nossa casa uma verdadeira Sala de Te-atro! Um Teatro de Bolso onde tudo poder acon-tecer! (Durao) 30 (Classificao) para todos(Preo) 3 (gratuito at aos 12 meses)Horrio: 17h00Local: Livraria Aqui H Gato

    28 MAI. A 18 JUN. | EXPOSIO

    EU EFMEROEsta exposio, de Joo Maria Ferreira, um reflexo do percurso artstico de Joo Maria, que optou por juntar de uma forma cronolgica as vrias fases bem como as vrias formas de trabalhar a arte que tem vindo a desenvolver. No Frum Mrio Viegas esta-ro trabalhos mais formais, de cariz mais clssico e tradicional, neste espao estar sobretudo pintura a leo. J no Palcio Landal a opo foi por colocar o trabalho que o artista tem vindo a desenvolver mais

    recentemente, recorrendo a materiais diferentes, como o arame na escultura, ou o vdeo e a banda desenhada, sem nunca esquecer a pintura que , sem dvida, o fio condutor e a estrutura que suporta todo o trabalho do Joo Maria.Esta exposio sobretudo uma reflexo sobre a condio humana na socie-dade, a figura do chimpanz, do primata, ganha, nesse sentido, uma fora tre-menda no trabalho do autor. Mas tambm a efemeridade que qualquer artista sente no s quando termina uma obra, mas sobretudo quando se apercebe que no existe s um caminho, e que muitas vezes so as opes que possibilitam a verdadeira procura do que faz realmente sentido na arte. A mesma efemerida-

  • Santarm | maio16 37

    de que qualquer pessoa sente, no seu dia-a-dia, em questes pertinentes, em questes banais, mas que fazem de ns aquilo que somos, seres efmeros e inconstantes, sempre em busca daquilo que ainda no encontrmos.Inaugurao dia 28 de maio s 17h00 no Frum Actor Mrio Viegas.Org. Cmara Municipal de Santarm | Centro Cultural Regional de SantarmHorrios:Palcio Landal: segunda a sexta-feira das 10h00 s 12h30 e das 14h00 s 17h00e sbado das 10h00 s 13h00Frum Actor Mrio Viegas: segunda a sexta-feira das 15h00 s 18h30e sbado das 10h00 s 13h00

    Locais: Palcio Landal e Frum Actor Mrio Viegas

    A DECORRER

    TODOS OS SBADOS | HISTRIASHORA DO CONTO

    As histrias ocupam o lugar principal na nossa Hora do Conto aos sbados.(Durao) 30 (Classificao) dos 0 aos 80!(Entrada Livre)Horrio: 11h30 e 16h00Local: Livraria Aqui H Gato

    TODOS OS SBADOS | OFICINAS DE EXPRESSO PLSTICAOFICINAS DE ARTE - PLSTICO

    Este ms o material eleito o Plstico, um material de desperdcio poluente que, afinal, pode ser rea-proveitado e usado em diversas aplicaes. Vamos ver o que podemos descobrir!O artista que recebemos no dia 7 de maio a Patr-cia Martins (Designer)!Ver programa especfico em www.aquihagato.org(Durao) 60 (Classificao) M/4 (Preo) 6Horrio: 12h00 e 16h30Local: Livraria Aqui H Gato

  • Agenda Cultural38

    PATENTE AT 07 MAI. | EXPOSIOMARATONA DA PALAVRA

    Exposio de fotos e ilustraes do trabalho Ma-ratona da Palavra - Atividade colaborativa das Bi-bliotecas Escolares do Concelho de Santarm que envolveram as seguintes escolas: EB Alexandre Herculano; EB S. Domingos; EB D. Joo II; EB Mem Ramires; EB D. Manuel I Pernes; EB de Alcanede; ES Dr. Ginestal Machado; Colgio Infante Santo; ES S da Bandeira; Centro Escolar Salgueiro Maia.Horrio: segunda a sexta-feira das 09h30 s 18h00 e sbados das 09h30 s 12h30Local: Sala de Leitura Bernardo Santareno

    PATENTE AT 30 JUN. | EXPOSIOXXIV DESTAQUE DA COLEO DE ARTE CONTEMPORNEAMANUELA DE AZEVEDO

    Na Casa-Museu Anselmo Braamcamp Freire en-contra-se em exposio parte do esplio artstico de Manuela Ferreira de Azevedo, doado Cmara Municipal de Santarm no final da dcada de 80, esplio esse que contempla reconhecidos artistas nacionais e internacionais. At ao final de junho est em destaque trimestral uma obra da autoria de Emlia Nadal: Embalagens, serigrafia a cores s/ papel, datada de 1977.Horrio: 2. a 6. 09h30/12h30 e 14h00/17h30Local: Biblioteca Munic. Anselmo Braamcamp Freire

    AT JUL. 2016CURSO DE PINTURA

    Por Massimo Esposito. Tcnicas de desenho e pin-tura a leo, acrlico, aquarela, pastel emuito mais.Informaes e inscries: Telm.: 916 080 670Tel.: 243 309 460 | [email protected]: teras-feiras das 16h00 s 20h00Local: Teatro S da Bandeira

  • Santarm | maio16 39

    AT JUL. 2016CURSO DE FORMAO TEATRAL

    Por Paula NunesInformaes e inscries: 243 309 [email protected]: quintas-feiras das 18h30 s 20h30Local: Teatro S da Bandeira

    AT JUL. 2016LABORATRIO DE CRIAO TEATRAL

    Por Rui LopesInformaes e inscries: 243 309 [email protected]: sbados das 10h30 s 13h00Local: Teatro S da Bandeira

    01 A 31 MAI.PROJETO CRESCER NA BIBLIOTECA

    Projeto de promoo da leitura e conhecimento do espao da Sala de Leitura Bernardo Santareno, destinado s crianas do pr-escolar e 1. ciclo. Numerosos estudos nacionais e internacionais tm sido realizados em torno da importncia da leitura, revelando-se as suas vantagens logo nos primei-ros anos de vida do ser humano, mesmo quando a criana ainda no sabe ler mas escuta a voz do adul-to que lhe conta histrias e lhe proporciona, deste modo, o primeiro contacto com os livros. Com este projeto a biblioteca pretende ir ao encontro dessa necessidade.Inscries reservadas Oferta de Recursos Educati-vos. Contatos: tel. 243 304 649 | E-mail: [email protected] Local: Sala de Leitura Bernardo Santareno

  • Agenda Cultural40

    01 A 31 MAI. | PROJETOLIVROS VIAJANTES

    Viajar surpreendente e maravilhosomaslivros que viajam ainda mais inesperado e autntico A Biblioteca Municipal vai fora de portas, levar os seus livros numa viagem inesquecvel, s crianas do Servio de Psiquiatria da Infncia e da Adoles-cncia do Hospital Distrital de Santarm. Atravs de aes de animao da leitura pretende-se contri-buir para a melhoria da capacidade de comunicao, promover a autoestima e autonomia de cada criana e aprender a enriquecer com a diferena. O projeto Livros Viajantes faz uma visita uma vez por ms ao Hospital e a ao articulada com os profissionais de sade.Informaes: tel. 243 304 649 e 914 416 330E-mail: [email protected]: Hospital de Santarm, EPE - Servio de Psi-quiatria da Infncia e da Adolescncia

    01 A 31 MAI. | PROJETOMALA DE ESTRIAS

    Anciania Centros de Dia e ERPI (Estrutura Resi-dencial para Pessoas Idosas)O projeto Mala de Estrias continua nas instituies de terceira idade com a animao e promoo do li-vro e da leitura. Estas aes tm como objetivo ir ao encontro do pblico ancio institucionalizado e es-timular nele a funo intelectual, desenvolver e po-tenciar o seu desenvolvimento pessoal e fomentar a partilha de vivncias. Os livros vo ao seu encontro numa mala que viaja de c para l e de l para c Em cada viagem, o contedo da mala atualizado segundo as preferncias e os pedidos dos utentes, tcnicos e familiares.Informaes: tel. 243 304 649 e 914 416 330 | E-mail: [email protected]: Instituies de Terceira Idade

  • Santarm | maio16 41

    EM PERMANNCIA

    NCLEO MUSEOLGICO DO TEMPO - TORRE DAS CABAASDestaque: RELGIO SOLAR DA TORRE

    A inveno do relgio mecnico, no terceiro quartel do sculo XIII (c. 1271), exerceu um papel essencial na transformao da conscincia do tempo e das mentalidades medievais, sobretudo a partir dos scu-los XIV e XV. O novo invento teve por base o escape e um motor regular, tendo sido posteriormente associa-do ao toque de sinos. A sua utilizao difundiu-se nas urbes da Baixa Idade mdia, como em Lisboa, com o relgio da S, ou Santarm, onde o Cabaceiro fez a sua apario ainda em Quatrocentos. No sculo XVI, em pleno Renascimento, inventa-se o relgio de molas, mais eficaz, a que nobres, bispos e reis vo ter acesso atravs dos contributos dados por ferreiros, serralheiros, astrnomos e matemticos. Porm os relgios de base astronmica no desapa-receram, como o atesta o quadrante solar da Torre das Cabaas, datado de 1596. A sua existncia era funda-mental em face da relativa preciso das engrenagens, onde as discrepncias temporais eram frequentes.O relgio solar da Torre um objeto horizontal, se-miesfrico, de periferia gomeada e sem estilete. O mostrador mostra trs crculos concntricos: os dois primeiros delimitam os traos das meias horas e o ltimo regista os algarismos das horas.A tipologia deste quadrante encontra paralelos em Portugal, como no caso da pedra de horas da Quin-ta da Torre de S. Joo de Ver, em Santa Maria da Fei-ra. A sua funo era acertar os mecanismos horrios mais complexos, de base mecnica, os pioneiros da horologia de engrenagens.Horrio: quarta-feira a domingo das 09h00 s 12h30 e das 14h00 s 17h30 (sob marcao atra-vs do tel. 243 377 290 ou 912 578 970)Local: Ncleo Museolgico do Tempo - Torre das Cabaas

  • Agenda Cultural42

    CENTRO DE INTERPRETAO URBI SCALLABIS (USCI)

    Instalado no Jardim Portas do Sol, o Centro de In-terpretao Urbi Scalabis concilia, de forma harmo-niosa, a dimenso turstica e a vertente cientfica, fruto de um aprofundado trabalho de estudo e in-vestigao. A rea expositiva oferece uma fcil abordagem no domnio inovador da interatividade, que lhe permi-tir, distncia de um toque digital, identificar e localizar o valor do patrimnio arquitetnico, a ri-queza da tumulria, a abundncia da herldica e a qualidade da azulejaria que a cidade ostenta e que, muitas vezes, os escalabitanos e os turistas des-conhecem.Tel. 243 357 288Horrio: quarta-feira a domingo das 09h00 s 12h30 e das 14h00 s 17h30Local: Jardim Portas do Sol

  • Santarm | maio16 43

  • FICHA TCNICA

    PropriedadeCmara Municipal de Santarm (CMS 2016)

    Coordenao, Redao e Design Grfico:GAP-Relaes Pblicas e Comunicao daCmara Municipal de Santarm e Parceiros

    ImagensCmara Municipal de Santarm e Parceiros

    Cmara Municipal de SantarmPraa do Municpio2005-245 Santarm - PortugalTelf.: 243 304 200243 304 412fax: 243 304 [email protected]