Click here to load reader

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas - AEMFagrupamentomartimdefreitas.com/downloads/10_11/Projecto_Educativo... · dos encarregados de educação se situa na área das escolas

  • View
    212

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Agrupamento de Escolas Martim de Freitas -...

Projecto Educativo 2010-201

1

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Projecto Educativo 2009/2013

O que verdadeiramente nos interessa educarmos de modo a contribuirmos para uma sociedade aberta e dinmica, mas s

cooperando, conseguiremos ultrapassar obstculos, e perseguir sonhos e utopias.

Agrupamento

de Escolas Martim de Freitas

Projecto Educativo 2010-201

2

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

ndice

Introduo ........................................................................................................................................................................................................... 5

Projecto Educativo: para que serve? ................................................................................................................................................................ 6

Como e quando surgimos .................................................................................................................................................................................. 7

Quem Somos....................................................................................................................................................................................................... 9

Populao Escolar ............................................................................................................................................................................ 9

Pessoal Docente ............................................................................................................................................................................. 10

Pessoal no Docente ...................................................................................................................................................................... 10

Associao de Pais e Encarregados de Educao ......................................................................................................................... 11

Protocolos e Parcerias .................................................................................................................................................................... 12

Anlise de Contexto ......................................................................................................................................................................................... 14

Pontos Fortes .................................................................................................................................................................................. 14

Pontos Fracos ................................................................................................................................................................................. 15

Oportunidades ................................................................................................................................................................................ 16

Constrangimentos ........................................................................................................................................................................... 16

Para Onde Vamos ............................................................................................................................................................................................. 17

Misso, Viso, Princpios e Valores ................................................................................................................................................ 17

Projecto Educativo 2010-201

3

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Prioridades de Aco ....................................................................................................................................................................................... 18

Como l Chegamos .......................................................................................................................................................................................... 18

Prioridade 1 - Organizar para o Sucesso ........................................................................................................................................ 18

Prioridade 2 - Formar para a cidadania ........................................................................................................................................... 20

Prioridade 3 - Envolver e co-responsabilizar .................................................................................................................................. 22

Divulgao ........................................................................................................................................................................................................ 24

Avaliao ........................................................................................................................................................................................................... 24

Reviso .............................................................................................................................................................................................................. 25

Projecto Educativo 2010-201

4

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

O Projecto Educativo deve ser atractivo, benfico e funcional para a comunidade educativa, distinto de qualquer outro,

selectivo em todas as decises, coerente com os princpios que estabelecer, distribuidor de responsabilidades, flexvel no seu

desenvolvimento, rendvel quanto aos recursos, inovador, atento s realidades locais e s aspiraes de cada um, potenciador da

melhoria organizacional e do sucesso escolar e educativo e aberto sociedade.

Alves, J. Matias (1992) Organizao, Gesto e Projecto Educativo das Escolas

Projecto Educativo 2010-201

5

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Introduo

A educao assume, no nosso tempo, uma responsabilidade colectiva e a escola tem de se mobilizar para a formao integral do

indivduo que se quer livre, crtico, interventivo e mobilizado para as grandes questes da contemporaneidade.

Estamos conscientes da importncia e da responsabilidade, dos valores que nos devem orientar, num esforo conjunto para levar

a cabo a tarefa de ensinar e educar, mas s cooperando conseguiremos ultrapassar obstculos e perseguir sonhos e utopias .

Cada um deve liderar o seu propsito, manter-se resoluto e decidido, ser protagonista no mundo em que quer viver. Este Projecto

Educativo consagra as aspiraes de todos ns, que fazemos parte da escola, e lana-nos desafios que queremos e sabemos que

podemos ultrapassar. E isso s possvel se a nossa escola, e todos aqueles que a ela esto ligados, se envolverem neste

projecto e o sentirem como Seu.

A partir da realidade envolvente, importa catalisar a Escola como um TODO, numa atitude de dilogo permanente, optimizando as

capacidades de cada um, para a partir da definir metas e objectivos exequveis, tendo em vista a prestao de um servio

educativo de qualidade, de modo a responder aos desafios que diariamente se nos colocam.

Projecto Educativo 2010-201

6

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Projecto Educativo: para que serve?

Para guiar a aco:

Projecto Educativo 2010-201

7

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Como e quando surgimos

A Escola Martim de Freitas foi criada em 1973 com a designao Escola Preparatria Martim de Freitas, tendo sido instalada em

pavilhes pr-fabricados, em terrenos localizados junto da Avenida Calouste Gulbenkian. Foi posteriormente deslocada para as

instalaes actuais, umas dezenas de metros afastada do primeiro local. Na rea geogrfica da Escola situam-se o Hospital da

Universidade de Coimbra, o Hospital Peditrico, o Mosteiro de Celas, a Maternidade Bissaya Barreto, a Faculdade de Economia, o

Instituto Superior Miguel Torga, o Centro de Sade de Celas, as Piscinas de Celas, a Casa Municipal da Cultura, a Biblioteca

Municipal, o Instituto Portugus da Juventude, vrias instituies sociais, diversas instituies bancrias, centros comerciais e

outros estabelecimentos de servio pblico.

Desde Julho de 2003, o Agrupamento de Escolas Martim de Freitas constitudo pela E.B.2/3 com o mesmo nome, E.B.1 de

Montes Claros, E.B.1 de Santa Cruz, E.B.1 dos Olivais, E.B.1 da Conchada, E.B.1 de Coselhas, a EB1 do Hospital Peditrico.

A partir do ano lectivo 2008/2009, o Jardim de Infncia dos Olivais e o Jardim de Infncia de Montes Claros passaram a fazer parte

deste Agrupamento.

Morada da escola sede Rua Andr Gouveia, 3030-029 Coimbra

Telefone 239 488090

Fax 239 488099

Endereo do Portal http://www.agrupamentomartimdefreitas.com/0910/

E-Mail [email protected]

mailto:[email protected]

Projecto Educativo 2010-201

8

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Localizao da escola sede do Agrupamento no mapa da cidade

Projecto Educativo 2010-201

9

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Quem Somos

Populao Escolar

A populao escolar do Agrupamento tem-se mantido relativamente estvel, apesar da implementao da escola a tempo inteiro a

partir do ano lectivo 2005/2006. As Escolas do 1 ciclo deixaram de ser frequentadas pelo mesmo nmero de alunos, por falta de

capacidade fsica, pelo que muitos dos discentes que as pretendiam frequentar deixaram de o poder fazer. Tambm na Escola

Sede a populao escolar se tem mantido apesar da transferncia de alunos para a Escola Secundria Jos Falco e, este ano

lectivo, para a Escola Secundria Quinta das Flores, de alunos do Ensino articulado da Msica.

No ltimo trinio, houve um aumento residual do nmero de alunos com ASE, sendo que o maior aumento se verificou na Escola

Sede.

Da nossa populao escolar, cerca de 75% habita na nossa rea de influncia, e 25% vive nos arredores e cuja rea de trabalho

dos encarregados de educao se situa na rea das escolas do agrupamento.

O agrupamento de escolas tem vindo a dar particular ateno aos alunos com necessidades educativas especiais de carcter

prolongado e que constituem cerca de 5% de toda a populao escolar.

A avaliao interna apresenta um sucesso elevado na generalidade das disciplinas e a avaliao externa, quer nas provas de

aferio, quer nos exames nacionais tem sido superior, mdia nacional.

Os nossos alunos, sempre que tm participado em concursos externos, tanto a nvel regional como nacional, tm tido um

desempenho relevante.

Tambm se tem registado um nmero significativo de alunos distinguidos com diplomas de excelncia e valor.

Projecto Educativo 2010-201

10

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

No que se refere s ocorrncias disciplinares, constata-se que uma percentagem significativa de alunos nem sempre cumpre os

seus deveres expressos no Regulamento Interno.

Pessoal Docente

O corpo docente ainda se pode considerar estvel, apesar de, no ltimo trinio, se terem aposentado muitos docentes, o que

originou alguma mobilidade.

De referir o empenho e o dinamismo que a maioria dos docentes tem revelado, quer no que diz respeito ao desempenho da sua

funo enquanto orientadores do processo de ensino- aprendizagem, quer como mobilizadores de dinmicas que vo para alm

deste aspecto e que se prendem com a formao integral do aluno concretizando-se no incentivo e participao em concursos

internos e externos, em clubes, projectos e diversas aces formativas.

Importa tambm acrescentar a participao dos docentes em aces de formao de carcter transversal, cuja importncia

significativa para dar uma resposta adequada s necessidades dos nossos alunos.

Pessoal no Docente

O corpo de assistentes tcnicos e assistentes operacionais estvel, estando mais de 95% a trabalhar no Agrupamento h mais

de 3 anos.

Os assistentes tcnicos tm demonstrado interesse em se manterem actualizados e em dar resposta s exigncias crescentes,

quer a nvel administrativo, quer no atendimento comunidade educativa.

No respeitante aos assistentes operacionais, tem-se registado, nos ltimos trs anos, uma maior aproximao aos alunos, que se

traduz numa interveno mais empenhada e eficaz no sentido de os orientar na sua postura e no cumprimento das regras de

Projecto Educativo 2010-201

11

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

convvio social. No entanto, sente-se ainda necessidade de lhes proporcionar formao na rea das relaes interpessoais para

um desempenho mais adequado das suas funes.

Associao de Pais e Encarregados de Educao

O Agrupamento possui Associaes de Pais e Encarregados de Educao, que se tm pautado por uma participao dinmica e

cooperante, tendo dado importantes contributos para a melhoria do funcionamento do Agrupamento.

A participao quer no Conselho Pedaggico, quer na Assembleia de Escola /Conselho Geral, tem sido de uma regularidade e

assiduidade notveis.

Tambm a participao dos pais na vida escolar dos seus educandos tem vindo a aumentar, atravs dos contactos semanais com

os Professores Titulares de Turma, Directores de Turma, bem como nas reunies de final de perodo.

Tm sido realizadas trs reunies por ano entre a Direco e os Representantes dos Encarregados de Educao, sendo debatidos

problemas inerentes Escola, e uma reunio mensal entre a Direco Executiva e a Direco da Associao de Pais e

Encarregados de Educao.

Os Representantes so incentivados a reunir com outros Encarregados de Educao de modo a auscultar opinies e a propor

melhorias.

Projecto Educativo 2010-201

12

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Protocolos e Parcerias

No que se refere a esta dimenso, que afere a integrao do Agrupamento na cidade de Coimbra, temos alguns protocolos e

parcerias que foram estabelecidos h cerca de vinte anos e outros que, por entendermos que os contributos vindos do exterior

podem enriquecer mais a dinmica de cada Escola, so mais recentes.

Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra

Faculdade de Psicologia e Cincias da Educao

Faculdade de Cincias do Desporto

Escola Superior de Educao Instituto Politcnico de Coimbra

Escola superior de Enfermagem

Departamento de Engenharia Mecnica

Centro de Recursos Educacionais da APPACDM

ARCA

CEARTE

Pense Indstria

Centros de Sade de Celas e Eiras

Hospital Peditrico

Fundao da Luta Contra a Sida (CAOJ Coimbra)

Ncleo Regional do Centro da Associao Portuguesa de Paralisia Cerebral

Projecto CROA dos Ministrios da Educao e da Cultura

Associao Portuguesa para as Perturbaes do Desenvolvimento e Autismo de Coimbra

Projecto Educativo 2010-201

13

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Teatro Acadmico Gil Vicente

IBILI (Instituto Biomdico de Investigao da Luz e da Imagem)

EPIS (Empresrios Pela Incluso Social)

ISA (Intelligent Sensing Anywhere)

Autarquia

Museu Machado de Castro

CPCJ

Centro de Bem-Estar Social Sagrada Famlia

Mosteiro de Santa Clara-a-Velha

Conservatrio de Msica e Conservatrio Regional

Projecto Educativo 2010-201

14

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Anlise de Contexto

Pontos Fortes

Resultados obtidos nas provas de Aferio do 4 e 6anos superiores s mdias nacionais;

Resultados obtidos nas provas de Exame Nacional do 9 ano superiores s mdias nacionais;

Abandono escolar, no Agrupamento inferior a 0,1%, ou inexistente;

Adeso dos alunos s actividades e projectos, sendo uma mais-valia na sua aprendizagem e na sua formao global;

Prmios obtidos em concursos externos (Matemtica, Fsico-Qumica e Desporto Escolar);

Trabalho articulado dos docentes de Educao Especial, Psicloga, Directores de Turma, docentes Titulares de Turma e de

Disciplina no diagnstico, referenciao, avaliao e definio de medidas a aplicar;

Satisfao da maioria do pessoal docente e no docente com o clima global de escola;

Elevado nvel de satisfao da maioria dos Encarregados de Educao com o servio educativo prestado e com a relao

escola-famlia;

Elevado nvel de satisfao dos alunos em relao Escola, que recomendaria a amigos

Estabelecimento de parcerias e protocolos com diversas instituies e entidades com impacto na valorizao das

aprendizagens;

Dinmica da Biblioteca Escolar;

Dinmica cultural e desportiva;

Escola Martim de Freitas sede de um Centro de Formao.

Projecto Educativo 2010-201

15

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Pontos Fracos

Conhecimento insuficiente sobre a organizao e funcionamento das escolas por parte de um nmero significativo de pais e

EE;

Alguma desvalorizao das hierarquias intermdias na resoluo de problemas;

Informao disponvel aos EE no estruturada e nem sempre actualizada junto dos directores de turma;

Algumas dificuldades no controlo das entradas e sadas das escolas;

Dificuldade de cumprimento de normas por parte de alguns alunos;

Articulao Curricular sequencial entre ciclos ainda incipiente

Coordenao e acompanhamento ainda insuficientes das actividades de enriquecimento curricular por parte de

subcoordenadores de departamento e professores titulares de turma e das actividades de C.A.F. pelas Educadoras de

Infncia

Implementao dos critrios comuns de actuao ainda no totalmente conseguida

Insuficiente formao dos assistentes operacionais na rea do desenvolvimento pessoal, social e profissional;

Cumprimento nem sempre uniforme dos critrios de avaliao;

Pouca visibilidade dos bons resultados obtidos por parte dos alunos;

Benchmarking irregular.

Projecto Educativo 2010-201

16

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Oportunidades

Elevadas expectativas dos alunos e das famlias

Elevados nveis de escolaridade da maioria dos EE

Associaes de pais e EE empenhadas e interventivas

Parcerias e protocolos com diversas instituies e entidades com impacto na valorizao das aprendizagens

Localizao das escolas do Agrupamento (envolvente privilegiada)

Constrangimentos

Elevado nmero de elementos que constituem a comunidade escolar, que dificulta uma relao interpessoal mais prxima, a

organizao e o funcionamento do agrupamento

Existncia de outras escolas como opo de escolha

Indefinio das entidades competentes em relao requalificao das escolas EB1

Projecto Educativo 2010-201

17

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Para Onde Vamos

Misso, Viso, Princpios e Valores

Misso

Prestar comunidade um servio educativo de elevada qualidade, dando uma resposta eficaz s diferentes necessidades, tendo

em conta o carcter nico e dinmico da ESCOLA e promovendo uma atitude positiva e cooperante.

Viso

Uma escola de referncia pela humanizao, abertura comunidade, inovao e qualidade do servio educativo prestado.

Princpios e Valores

Promover a cidadania responsvel, a solidariedade e o respeito, potenciando as capacidades de cada um;

Fomentar o sucesso escolar e profissional de todos;

Optimizar a reflexo, partilha e co-responsabilizao numa perspectiva pluralista;

Incentivar o rigor, exigncia e valorizao do trabalho realizado.

Estimular a criao de valores de aceitao da diferena, da tolerncia, da solidariedade e entreajuda

Projecto Educativo 2010-201

18

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Prioridades de Aco

Tendo em conta o contexto educativo, entendemos orientar este Projecto para 3 prioridades:

Prioridade 1 Organizar para o sucesso

Prioridade 2 Formar para a cidadania

Prioridade 3 - Envolver e co-responsabilizar

Como l Chegamos Prioridade 1 - Organizar para o Sucesso

Objectivo Operacional Estratgias Indicador Meta

Reconhecer a Escola como referncia pela sua qualidade.

Promover uma aprendizagem assente no rigor, na responsabilidade, no trabalho, na criatividade e na disciplina. Promover o ensino diferenciado assim como a aprendizagem cooperativa e activa. Publicar os resultados dos alunos em termos de sucesso escolar. Publicar as classificaes nos 3 primeiros lugares em concursos.

Pautas de avaliao de final de perodo. Actas de Departamento/grupo com o nmero de alunos que participam em concursos.

Aumentar em 5% o nmero de alunos s com nveis 4 e 5 e com nvel de Satisfaz Bem e Satisfaz Muito Bem no 1 CEB, no trinio 2010/2013. Colocar at 5% do nmero total de alunos em concursos, no trinio 2010/2013.

Valorizar as estruturas pedaggicas intermdias.

Informar a comunidade escolar sobre a obrigatoriedade de respeitar as hierarquias. Incentivar as hierarquias a assumir a responsabilidade na resoluo de

Inqurito online de satisfao anual Melhorar o grau de satisfao dos docentes com cargos para um nvel superior a 70%, no trinio 2010/2013.

Projecto Educativo 2010-201

19

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

problemas no mbito da suas competncias.

Maximizar o sistema de permutas para as aulas de substituio.

Promover o sistema de permutas ou compensaes.

Nmero de permutas mensais registadas nos Servios Administrativos.

Reduzir em 15% as aulas de substituio, no trinio 2010/2013.

Desenvolver projectos no mbito das linhas orientadoras do PE.

Fomentar o desenvolvimento de projectos interdisciplinares.

Nmero de projectos desenvolvidos por perodo/ano.

Desenvolver, anualmente, pelo menos 1 projecto por turma e por ano de escolaridade.

Aumentar os casos de sucesso. Informar os alunos sobre as regras que regulam a atribuio de diplomas de valor e de excelncia.

Nmero de Diplomas de Excelncia atribudos.

Aumentar para 7% o nmero de alunos distinguidos com Diplomas de Excelncia, no trinio 2010/2011.

Minorar a carga burocrtica e agilizar a comunicao da informao.

Criar endereos electrnicos institucionais para todos os professores e educadores. Disponibilizar toda a informao til na plataforma Moodle.

Registo de acessos ao Moodle. Inqurito aos professores e educadores

Conseguir que 100% dos educadores e professores usem plataforma Moodle e/ou correio electrnico institucional, no trinio 2010/2013.

Promover uma cultura de trabalho cooperativo, de reflexo e avaliao sistemtica.

Organizar os horrios dos professores com tempos no lectivos comuns para a planificao, organizao e reflexo sobre trabalho docente. Coordenar e planificar as actividades lectivas em reunies de disciplina.

Elaborar os instrumentos de avaliao e materiais didcticos por anos de escolaridade em reunies de disciplina.

Memorandos das reunies. Conseguir que 100 % dos professores do 2 e 3ciclos renam semanalmente /quinzenalmente para planeamento, reflexo, avaliao, partilha de experincias e de materiais didcticos.

Projecto Educativo 2010-201

20

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Prioridade 2 - Formar para a cidadania

Objectivo Operacional Estratgias Indicador Meta

Dinamizar aces, no mbito dos PCT, com vista concretizao do projecto Eco Escolas.

Sensibilizar os alunos para a defesa e conservao do meio ambiente.

Actas do CT onde se verifique o nmero de turmas cujo PCT contemple o projecto. PCT da Educao Pr-Escolar e do 1 CEB.

Envolver, anualmente, todas as turmas do 8 ano. Envolver, anualmente, todas as turmas do 3 ano de escolaridade. Envolver, anualmente, os grupos de crianas de 5 e 6 anos.

Promover o Gabinete de Educao para a Sade e Educao Sexual.

Divulgar o Gabinete de Educao para a Sade e Educao Sexual. Informar/Formar os alunos no mbito da sade e educao sexual. Levar os alunos a assistir a palestras no mbito da Educao Sexual nas aulas de substituio sem plano.

Registo do nmero de alunos que procuram o gabinete.

25% dos alunos da escola sede participam, anualmente, em actividades no Gabinete de Educao Sexual.

Consciencializar para os comportamentos de risco.

Dinamizar aces sobre comportamentos de risco. Garantir e alargar a manuteno do servio de vigilncia electrnica das instalaes escolares, nos espaos exteriores e nos trios dos Blocos E e R da EMF. Continuar a atribuir Diplomas de Mrito e Excelncia aos alunos que se distingam pelas suas qualidades acadmicas e cvicas. Actuar disciplinarmente e de forma coerente contra os actos que

Registo do nmero de Aces desenvolvidas na Escola Sede.

50% das turmas dos 2 e 3 ciclos frequentam, anualmente, Aces na Escola Sede sobre Preveno de comportamentos de risco.

Projecto Educativo 2010-201

21

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

ofendam a integridade fsica e moral de qualquer membro da comunidade escolar, que desrespeitem o direito de ensinar e de aprender, devendo, sempre que possvel, optar-se por medidas correctivas e preventivas.

Promover o acompanhamento dos alunos por funcionrios nos recreios e nos refeitrios.

Melhorar a eficcia do GID.

Incentivar para uma alimentao saudvel

Oferecer iogurtes e fruta e pacotes de leite uma vez por ms.

Registo mensal do consumo de fruta, leite e iogurte.

Aumentar o consumo do leite de uma mdia de 14% para 25%, de iogurte de 1,3% para 4%, e de fruta de 0,1% para 2,5%, no trinio 2010-2013.

Fomentar a importncia da conscincia poltica dos alunos.

Envolver as turmas do 9 ano em projectos no mbito da Cidadania e Poltica.

Actas de Conselho de Turma. Todas as turmas do 9 ano desenvolvem, anualmente, um Projecto no mbito da Cidadania e Politica

Promover a Educao para o Empreendedorismo.

Dinamizar actividades que despertem o interesse dos alunos para o empreendedorismo.

Fomentar o esprito de iniciativa, criatividade e empreendedorismo atravs da organizao e desenvolvimento de projectos /visitas de estudo.

Actas do Conselho de Turma.

Anualmente, todas as turmas do 8 e do 9anos desenvolvem autonomamente uma actividade no mbito do seu PCT.

Envolver os alunos na elaborao do RI, PAA e PEA.

Organizar/Promover reunies com os Delegados e Subdelegados de turma para anlise e apresentao de propostas para o RI, PAA e PEA.

Memorando das reunies com Delegados/subdelegados.

Realizar 6 encontros de reflexo anuais com o 2 e 3ciclos.

Projecto Educativo 2010-201

22

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Prioridade 3 - Envolver e co-responsabilizar

Objectivo Operacional Estratgias Indicador Meta

Desenvolver prticas de articulao inter-ciclos e inter-departamentos.

Criar grupos de trabalho para fazer uma articulao curricular entre o 1 e o2 ciclos e entre o 2 e o 3ciclos a nvel da Lngua Portuguesa, Matemtica.

Realizar reunies de Coordenadores dos Departamentos para articulao de procedimentos e elaborao de documentos de apoio.

Actas de reunies em que so elencadas prticas de articulao. Memorandos das reunies inter-departamentos.

Articular, anualmente, os contedos das disciplinas de Lngua Portuguesa e de Matemtica entre a educao pr-escolar e o 1CEB, entre o 1 CEB e o 2CEB e entre este e o 3 CEB. - Planear para coordenao pedaggica e optimizar as reunies do Conselho Pedaggico.

Promover a co-responsabilizao dos assistentes operacionais no processo educativo.

Atribuir aos assistentes

operacionais o apoio directo a 2

turmas do 2 ciclo durante os

intervalos.

Memorandos de reunies entre os rgos de gesto e assistentes operacionais.

Nmero de ocorrncias registadas nos recreios pelos assistentes operacionais.

Uma aco de formao, por perodo, na rea da formao pessoal e social. Diminuir por ms o nmero de ocorrncias nos recreios.

Reforar o envolvimento e a participao dos pais no processo educativo, no que se refere ao aproveitamento, comportamento, pontualidade e assiduidade.

Estabelecer o horrio de atendimento ao EE para o incio da manh ou para o final da tarde a fim de facilitar a sua vinda escola.

Os DT disponibilizam informao peridica aos EE

Registo do nmero de EE que vieram escola por iniciativa prpria ou por solicitao.

Conseguir que 50% dos pais e EE contactem as educadoras de infncia, os professores titulares de turma e os DT, pelo menos uma vez por perodo lectivo.

Reforar a participao dos pais nos projectos e actividades da escola.

Incentivar a participao dos EE em projectos desenvolvidos na escola.

Convidar EE para a dinamizao de Aces da sua competncia e de interesse para a formao acadmica e pessoal dos alunos.

Nmero de actividades ou projectos em que os pais colaboram por iniciativa prpria ou por solicitao.

Desenvolver pelo menos uma actividade, por perodo, em que os pais sejam participantes activos.

Projecto Educativo 2010-201

23

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Incentivar realizao de Assembleias de Turma, de modo a promover uma reflexo conjunta sobre cidadania responsvel.

Dinamizar em todas as turmas 1 Assembleia por perodo para discutir temas relacionados com civismo e cidadania.

Actas de Assembleias de Turma onde foram tratados os temas que fazem parte do programa da Formao Cvica, por perodo.

Diminuir em 5% o nmero de participaes ao Gabinete de Interveno Disciplinar/Aos Professores Titulares de Turma e Coordenadores de Estabelecimento, no trinio 2010/2013.

Dinamizar uma cultura de reflexo/avaliao.

Aplicar anualmente inquritos de satisfao.

Relatrios dos planos de melhoria. Conseguir que, pelo menos 80% da comunidade educativa manifeste um grau de satisfao elevada, no trinio 2010/2013.

Promover aces de sensibilizao especficas para pessoal docente e no docente.

Dinamizar aces sobre assuntos da actualidade e de interesse.

Registo de presenas dos participantes.

Conseguir que, anualmente, 50% do pessoal docente e no docente frequentem as aces de sensibilizao dinamizadas.

Projectar a imagem da escola/AGRUPAMENTO.

Publicar os resultados dos alunos em termos de sucesso escolar. Publicar as classificaes nos 3 primeiros lugares em concursos.

Nmero de visitas ao site do agrupamento.

Publicao das actividades das escolas do agrupamento nos rgos de comunicao social.

Publicao por perodo lectivo dos nveis de sucesso e insucesso na pgina da escola (Provas de aferio; Exames Nacionais, Resultados finais).

Publicar pelo menos 5 notcias na imprensa relativas a actividades da Escola por ano lectivo.

Fomentar a comunicao entre Associao de Pais e representantes dos EE.

Convidar os Representantes dos EE para reunies regulares entre as APEE e os Representantes dos EE.

Nmero de reunies 3 reunies ao ano (1 por perodo).

Potenciar os protocolos e parcerias de modo a alargar e intensificar a abertura da Escola comunidade envolvente.

Direccionar a aco das escolas do Agrupamento recorrendo aos protocolos e parcerias estabelecidas

Nmero de entidades envolvidas em projectos e actividades da Escola, atravs de protocolos.

Realizar, anualmente, pelo menos duas actividades/projectos com a colaborao das entidades exteriores Escola.

Projecto Educativo 2010-201

24

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Divulgao

O Projecto Educativo o documento estratgico da poltica educativa do Agrupamento, devendo constituir o referencial orientador de

coerncia e unidade educativas, implicando na sua consecuo toda a comunidade educativa devendo por isso, depois de aprovado, ser

divulgado por toda a comunidade educativa, na pgina electrnica do Agrupamento, ser dado a conhecer aos Encarregados de Educao na

1 Reunio e os seus objectivos serem tratados com os alunos nas aulas de Formao Civica.

Este documento estar igualmente disponvel em suporte de papel na escola sede do Agrupamento e em cada estabelecimento de educao

e ensino, a fim de poder ser consultado por todos os elementos da comunidade.

Aprovao em reunio de Conselho Geral em 2010

Avaliao

Para que a avaliao sirva de orientao para a poltica do Agrupamento dever ser objecto de anlise, debate, reflexo e registo.

Eficcia

Relatrio de avaliao no final de 2010/2011

Relatrio de avaliao no final de 2011/2012

Relatrio de avaliao no final de 2012/2013

Para se apurar a eficincia do projecto prev-se a avaliao a dois nveis:

Avaliao quantitativa baseada na anlise dos dados estatsticos.

Ficha de Avaliao sobre o desenvolvimento das crianas da educao pr-escolar.

Resultados escolares por ciclo e ano de escolaridade (1 CEB avaliao qualitativa)

Resultados escolares do 2 e 3 ciclo, por disciplina e ano de escolaridade.

Evoluo do sucesso escolar por disciplina

Resultados escolares, por ciclo, dos alunos com NEE.

Projecto Educativo 2010-201

25

Agrupamento de Escolas Martim de Freitas

Resultados da avaliao externa.

Taxa de abandono escolar.

Taxa de ocorrncias disciplinares.

Nvel de participao dos EE no processo educativo.

Nvel de participao em projectos/actividades.

Nmero de aces de formao dinamizadas pela escola.

Inquritos de satisfao

Avaliao qualitativa baseada na anlise e reflexo quanto eficcia das estratgias adoptadas para a consecuo dos objectivos

bem como nos constrangimentos encontrados.

- Relatrios trimestrais das estruturas intermdias.

- Relatrio trimestral e final do Plano Anual de Actividades.

- Actas de Departamento/Disciplina/Ano/Conselho de Turma.

- Actas de reunies com encarregados de educao.

- Actas do Conselho Pedaggico.

- Inquritos anuais de satisfao.

- Relatrios de auto-avaliao.

A avaliao do presente projecto ser acompanhada por uma equipa constituda no mbito do Conselho Pedaggico e Conselho

Geral.

Reviso O Projecto Educativo ser actualizado anualmente relativamente aos recursos humanos do Agrupamento e, eventualmente, ao seu Plano de

Aco.