AGU Paraiba 2010.2

Embed Size (px)

Text of AGU Paraiba 2010.2

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

SELEO DE ESTAGIRIOS DIREITO 2010.2

CADERNO DE PROVAS

Instrues para prova objetiva:

1. Confira atentamente se o conjunto da prova contm 50 questes objetivas e folha de resposta, bem como se seus dados pessoais conferem com os registrados naquela; 2. Cada questo contm somente uma nica resposta correta, portanto, assinale, com um x, apenas um nico item, por questo, sob pena de no ser considerada a resposta; 3. Em caso de duplicidade de respostas pelo candidato, assim com na hiptese de quesitos sem resposta assinalada pelo candidato, a questo no ser pontuada; 4. Somente sero consideradas as questes assinaladas com caneta, de cor azul ou preta, Em caso de rasura na folha de respostas, a questo no ser considerada para fins de pontuao; 5. No se comunique com outros candidatos, nem se levante sem autorizao do fiscal de sala, sob pena de eliminao da seleo; 6. No permitida a consulta a qualquer material, inclusive livros, cdigos ou apontamentos pessoais; 7. A prova tem durao de 3 horas, includo o tempo para preenchimento do gabarito. 8. Ao terminar a prova, chame o fiscal mais prximo, devolva-lhe a prova e a folha de respostas devidamente preenchida e deixe o local da seleo; 9. A desobedincia a qualquer uma das determinaes constantes em edital, no presente caderno, ou na folha de respostas, poder implicar a anulao de sua prova.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba AGENDA (DATAS PROVVEIS) na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

14/07/2010, aps as 18:00 horas, divulgao do gabarito Provisrio, nos sites da Procuradoria da Unio na Paraba (www.agu.gov.br/pupb) e do Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba (www.agu.gov.br/najpb) e nos quadros de avisos da Procuradorias da Unio no Estado da Paraba e do Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba;

15/07/2010 e 16/07/2010, prazo para interposio de recursos contra o Gabarito Provisrio, horrio das 09:00 s 12:00 e 14:00 s 18:00, na sede da Procuradoria da Unio no Estado da Paraba, sita Av. Maximiano de Figueiredo, n 404, Centro, Joo Pessoa/PB, de acordo com os requisitos dispostos no Edital Conjunto n 06, de 22/06/2010;

20/07/2010, divulgao do resultado do julgamento dos recursos e do resultado final da seleo, no site da Procuradoria da Unio na Paraba (www.agu.gov.br/pupb) e do Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba (www.agu.gov.br/najpb) e nos quadros de avisos da Procuradorias da Unio no Estado da Paraba e do Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba;

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

GRUPO 01 DIREITO CONSTITUCIONAL 01 - De acordo com a Teoria da Recepo: a) Norma infraconstitucional, promulgada antes de um texto constitucional, s ser considerada invlida se no ratificada pelo poder constituinte originrio; b) Uma lei anterior a Constituio continua vlida desde que com ela compatvel; c) Leis consideradas anteriormente inconstitucionais podero ser validadas em face de uma Emenda Constitucional; d) Norma infraconstitucional produzida sob a vigncia de Constituio anterior, compatvel com a nova ordem constitucional, considerada invlida pela Teoria da Recepo.

02 Em relao ao controle de constitucionalidade das leis no direito brasileiro, assinale a opo incorreta. a) cabvel a arguio de descumprimento de preceito fundamental mesmo quando houver outra medida eficaz para sanar a lesividade; b) No recurso extraordinrio o recorrente dever demonstrar a repercusso geral das questes constitucionais discutidas no caso, nos termos da lei, a fim de que o Tribunal examine a admisso do recurso, somente podendo recus-lo pela manifestao de dois teros de seus membros c) O autor de ao declaratria de constitucionalidade deve demonstrar existncia de controvrsia judicial na aplicao da norma pelos tribunais ao questionar a norma perante o Supremo Tribunal Federal; d) Compete ao Advogado-Geral da Unio, em ao direta de inconstitucionalidade, a defesa da norma legal ou do ato normativo impugnado, independentemente de sua natureza federal ou estadual. 03 Com relao aos objetivos fundamentais do Estado Brasileiro, julgue os itens a seguir, assinalando a resposta correta: I Construir uma sociedade livre, justa e solidria; II - Defender os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa; III Garantir o desenvolvimento nacional e internacional; IV - Erradicar a pobreza e a marginalizao e reduzir as desigualdades sociais e regionais. a) b) c) d) Todos os itens esto corretos; Apenas dois itens esto corretos; Todos os itens esto incorretos; Apenas um item est correto.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

04 Acerca dos remdios constitucionais assinale a assertiva correta: a) Conceder-se- mandado de segurana para proteger direito lquido e certo, no amparado por habeas corpus ou habeas datas, quando o responsvel pela ilegalidade ou abuso de poder for autoridade pblica ou agente de pessoa jurdica, independente do estar exercendo as atribuies do Poder Pblico; b) O habeas data s poder ser ajuizado por pessoa fsica ou jurdica brasileira; c) So gratuitas as aes de habeas corpus, habeas data e mandado de segurana, e, na forma da lei, os atos necessrio ao exerccio da cidadania; d) O mandado de injuno somente se refere omisso de norma reguladora de uma previso constitucional. 05 Quanto aquisio da nacionalidade originria, julgue as assertivas abaixo, assinalando a opo correta. I - Os nascidos na Repblica Federativa do Brasil, ainda que de pas estrangeiros, desde que estes estejam a servio de seu pas; II - Os nascidos no estrangeiro de pai brasileiro ou me brasileira, desde que os dois estejam a servio da Repblica Federativa do Brasil; III - Os nascidos no estrangeiro de pai brasileiro ou de me brasileira, desde que sejam registrados em repartio brasileira competente ou venham a residir na Repblica Federativa do Brasil e optem, em qualquer tempo, depois de atingida a maioridade, pela nacionalidade brasileira. a) b) c) d) I e II esto corretas; I, II e III esto corretas; Apenas a III est correta; I e III esto corretas.

06 Nos termos da Constituio Federal de 1988, so bens da Unio: a) As terras devolutas e o mar territorial; b) Os terrenos de marinha e seus acrescidos, e os potncias de energia eltrica; c) As ilhas fluviais e lacustres nas zonas limtrofes com outros pases; as praias martimas; as ilhas ocenicas e as costeiras, includas, nestas, as que contenham a sede de municpios, exceto aquelas reas afetadas ao servio pblico e unidade ambiental federal, e as referidas no art. 26, II; d) Os lagos, rios e quaisquer correntes de gua em terrenos de seu domnio, ou que banhem mais de um Estado, sirvam de limites com outros pases, ou se estendam a territrio estrangeiro ou dele provenham, bem como os terrenos marginais e as praias fluviais.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

07 A administrao pblica direta e indireta de qualquer dos Poderes da Unio, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municpios obedecer aos princpios de legalidade, impessoalidade, moralidade, publicidade e eficincia e, tambm, ao seguinte: Ressalvados os casos especificados na legislao, as obras, servios, compras e a) alienaes sero contratados mediante processo de licitao pblica que assegure igualdade de condies a todos os concorrentes, com clusulas que estabeleam obrigaes de pagamento, mantidas as condies efetivas da proposta, nos termos da lei, o qual somente permitir as exigncias de qualificao tcnica e econmica indispensveis garantia do cumprimento das obrigaes; Os cargos, empregos e funes pblicas so acessveis apenas aos brasileiros e desde b) que preencham aos requisitos estabelecidos em lei; vedada a cumulao remunerada de cargos pblicos, exceto, quando houver c) compatibilidade de horrios, observado em qualquer caso o disposto no inciso XI da Constituio Federal (que trata do teto remuneratrio): a de dois cargos de professor; a de um cargo de professor com outro com outro tcnico ou cientfico; a de dois cargos ou empregos de profissionais de sade, independentemente de regulamentao; Somente por lei especfica poder ser criada autarquia e autorizada a instituio de d) empresa pblica, de sociedade de economia mista e de fundao, cabendo lei ordinria, neste ltimo caso, definir as reas de sua atuao. 08 - Acerca das atribuies do Tribunal de Contas da Unio definidas na Constituio Federal, incorreto afirmar que a ele compete: a) Assinar prazo para que o rgo ou entidade adote as providncias necessrias ao exato cumprimento da lei, se verificada ilegalidade; b) Apreciar as contas prestadas anualmente pelo Presidente da Repblica, mediante parecer prvio que dever ser elaborado em noventa dias a contar de seu recebimento; c) Aplicar aos responsveis, em caso de ilegalidade de despesa ou irregularidade de contas, as sanes previstas em lei, que estabelecer, entre outras cominaes, multa proporcional ao dano causado ao errio; d) Apreciar, para fins de registro, a legalidade dos atos de admisso de pessoal, a qualquer ttulo, na administrao direta e indireta, includas as fundaes institudas e mantidas pelo Poder Pblico, excetuadas as nomeaes para cargo de provimento em comisso, bem como a das concesses de aposentadorias, reformas e penses, ressalvadas as melhorias posteriores que no alterem o fundamento legal do ato concessrio. 09 Com base na Constituio da Repblica Federativa do Brasil, julgue os itens abaixo, assinalando a alternativa correta: I A Advocacia-Geral da Unio a instituio que, diretamente ou atravs de rgo vinculado, representa a Unio, judicial e extrajudicialmente e tem por chefe o Advogado Geral da Unio de

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

livre nomeao pelo Presidente da Repblica dentre cidados maiores de trinta e cinco anos, de notvel saber jurdico e reputao ilibada; II Na execuo de dvida ativa de natureza tributria, a representao da Unio cabe a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional; III Advocacia-Geral da Unio cabe, nos termos da Lei Complementar que dispuser sobre a sua organizao e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurdico dos poderes da Repblica; IV O ingresso nas classes iniciais das carreiras da Advocacia-Geral da Unio far-se- mediante concurso pblico apenas de provas. a) b) c) d) Apenas um item est correto; Dois itens esto corretos; Trs itens esto corretos; Todos os itens esto corretos;

10 Assinale a alternativa correta: a) b) c) Todas as causas em que a Unio, entidade autrquica ou empresa pblica federal forem interessadas na condio de autoras, rs, assistentes ou oponentes sero julgadas pelos juzes federais; As causas intentadas contra a Unio somente podero ser aforadas na seo judiciria em que for domiciliado o autor ou naquela onde houver ocorrido o ato ou fato que deu origem demanda; Sero processadas e julgadas na justia estadual, no foro do domiclio dos segurados ou beneficirios, as causas em que forem parte instituio de previdncia social e segurado, sempre que a comarca no seja sede de vara do juzo federal, e, se verificada essa condio, a lei poder permitir que outras causas sejam tambm processadas e julgadas pela justia estadual; Processam-se perante os juzes federais as causas entre Estado estrangeiro ou organismo internacional e Municpio ou pessoa no domiciliada ou residente no Pas.

d)

GRUPO 02 DIREITO ADMINISTRATIVO 11. Considere as alternativas abaixo. I A anulao opera efeitos ex nunc, ou seja, retroage poca em que o mesmo fora praticado, invalidando os efeitos passados, presentes ou futuros do ato anulado. II Quando se afirma que os atos nulos podem ser invalidados a qualquer tempo quer-se, na verdade, afirmar que podem ser invalidados desde que no sejam alcanados pela prescrio. III A revogao dos atos administrativos configura-se como instrumento de controle exclusivo da Administrao, dele no podendo se valer o Poder Judicirio.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba So verdadeiras as afirmaes: a) I. b) II. c) III. d) II e III. 12. Assinale a opo correta. a) As hipteses legais de inexigibilidade de licitao so enunciativas; b) A contratao do servio de publicidade exercido por profissional de notria especializao pode ser contratado por inexigibilidade de licitao; c) Nas contrataes diretas de servios tcnico-especializados por profissionais de notria especializao, no esto abrangidos os servios advocatcios; d) O Banco Central do Brasil pode contratar, por dispensa de licitao, profissional para restaurar o seu patrimnio artstico. 13. Assinalar, nas respostas abaixo, a alternativa correta: a) ato administrativo perfeito aquele que completou o ciclo de formao, ou seja, o ato completo e acabado. b) ato administrativo eficaz aquele que apto a produzir efeitos imediatamente. c) o ato nulo pode ser revogado. d) ao Poder Judicirio compete examinar a convenincia e a oportunidade do ato administrativo. 14. Considere as alternativas abaixo. na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

I Diante de um aumento excessivo e imprevisvel na alquota do Imposto de Importao que venha a onerar excessivamente um contrato administrativo firmado anteriormente, correto afirmar que se trata de um tpico Fato da Administrao, autorizador do reequilbrio econmico-financeiro do contrato; II O contrato de concesso possui uma natureza hbrida por conter clusulas de interesse pblico e de interesse privado, sendo estas ltimas imodificveis por qualquer das partes, salvo por mtuo consenso. So verdadeiras as afirmaes:

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba a) I. b) II. c) I e II. d) Nenhuma das alternativas anteriores. 15. Assinale a alternativa correta: a) Segundo entendimento recente do Supremo Tribunal Federal, o prazo do estgio probatrio de dois anos, enquanto a estabilidade s adquirida aps trs anos de efetivo exerccio; b) A reverso do servidor pblico aposentado voluntariamente, desde que efetuada dentro do prazo de cinco anos, forma de provimento dos cargos pblicos; c) O aproveitamento do servidor em disponibilidade ocorrer em qualquer cargo que esteja vago; d) Efetividade no se confunde com estabilidade. 16. Assinale a alternativa correta: a) A concessionria de servio pblico responde objetivamente pelos danos que seus agentes vierem a causar a terceiros, apenas, se a vtima for usuria do seu servio. b) Segundo entendimento dominante do STF o Estado responde por danos decorrentes da omisso legislativa; c) A responsabilidade do estado por danos causados por seus delegados de servio pblico subsidiria; d) A responsabilidade do estado em face de danos decorrentes de sua omisso possui como fundamento a teoria da responsabilidade com culpa. 17. Assinale a opo correta: a) O prazo prescricional para que o Estado possa buscar o ressarcimento dos danos por ele assumidos em uma ao regressiva de cinco anos; b) O prazo prescricional para que o Estado possa buscar o ressarcimento dos danos por ele assumidos em uma ao regressiva de trs anos, segundo o Cdigo Civil; c) No correr a prescrio contra o direito do Estado de buscar o ressarcimento dos danos por ele assumidos em uma ao regressiva; d) Caso a Unio venha a ser responsabilizada civilmente por prejuzos causados por seus servidores, dever o Ministrio Pblico Federal ingressar ao regressiva em face do servidor, apenas, quando este tiver agido com dolo ou culpa. na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

18. No constitui motivo para a resciso unilateral do contrato administrativo pela Administrao: a) Razes de interesse pblico, de alta relevncia e amplo conhecimento; b) O cumprimento irregular de clusulas contratuais, especificaes, projetos e prazos; c) Atraso injustificado no incio da obra ou do servio; d) A suspenso, por parte da Administrao, de obras, servios ou compras, acarretando modificao do valor inicial do contrato, alm do limite legal;

19. Segundo entendimento normativo da Advocacia-Geral da Unio (Orientaes Normativas contidas no stio da AGU), assinale a opo correta: a) A vigncia do contrato de locao de imveis, no qual a Administrao Pblica locatria, rege-se pela lei do inquilinato, no estando sujeita ao limite mximo de 60 meses da Lei n 8.666/93; b) O fornecimento de combustveis se enquadra no conceito de servio previsto na Lei n 8.666/93; c) No h clusulas exorbitantes nos contratos administrativos; d) O direito a reajuste dos contratos administrativos se confunde com o direito ao reequilbrio econmico-financeiro desses contratos. 20. Considere as assertivas abaixo: Na modalidade convite no h a necessidade de publicao em Dirio Oficial do instrumento convocatrio; II- No prego a necessidade de publicao do edital ocorrer, tambm, na internet; III- Admite-se a contratao de servios de engenharia simples pelo prego. IAssinale a opo correta: a) I; b) II; c) III; d) todas as assertivas esto corretas. GRUPO 03. DIREITO DO TRABALHO E PROCESSO DO TRABALHO

21 Sempre que uma ou mais Empresas, tendo, embora, cada uma delas, personalidade jurdica prpria, estiverem sob a direo, controle ou administrao de outra,

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

constituindo grupo industrial, comercial ou de qualquer outra atividade econmica, sero, para os efeitos da relao de emprego: a) Subsidiariamente responsveis a empresa principal e cada uma das subordinadas. b) Solidariamente responsveis a empresa principal e cada uma das subordinadas. c) Consideradas empresas individuais, sem qualquer responsabilidade no que diz respeito empresa principal e a cada uma das subordinadas. d) Responsveis, dependendo da conveno coletiva de trabalho da categoria profissional. 22 Assinale a alternativa correta: I- No possvel a resciso do contrato de trabalho quando este se encontrar interrompido ou suspenso. II-A distino entre suspenso e interrupo do contrato de trabalho que, na suspenso, o empregador deve remunerar o empregado no obstante a inocorrncia de prestao de servios, enquanto que na interrupo, ficam o empregador e empregado, desobrigados, transitoriamente, do cumprimento das obrigaes pertinentes ao contrato. III-O afastamento por 1 (um) dia em cada 12 (doze) meses de trabalho, em caso de doao voluntria de sangue devidamente comprovada, caracteriza-se como interrupo. IV-Nos casos de paralisao do contrato de trabalho face ao gozo de auxlio doena acidentrio, concedido pelo rgo previdencirio, persiste a obrigao do empregador de realizar os depsitos fundirios do empregado. a)todas as afirmativas esto corretas. b)apenas as afirmativas I, III e IV esto corretas. c)apenas as afirmativas I, II e IV esto corretas. d)apenas as afirmativas I e IV esto corretas.

23. Sobre frias, assinale a alternativa INCORRETA: a)a sua fruio est condicionada assiduidade do trabalhador. b)o perodo de fruio das frias hiptese de interrupo contratual.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

c)o abono pecunirio permitido para qualquer regime de trabalho. d)o empregado estudante, menor de 18 (dezoito) anos, ter direito a fazer coincidir suas frias com o perodo da frias escolares. 24.Segundo grande parte da doutrina, prescrio consiste na perda do direito de ao pelo no exerccio desse direito no prazo determinado por lei. A respeito, assinale a opo correta: a) No caso de ao ajuizada em razo do no recolhimento da contribuio para o FGTS, a prescrio de trinta anos, respeitando o binio posterior ao trmino do contrato de trabalho. b) A prescrio da pretenso relativa s parcelas remuneratrias no alcana o respectivo recolhimento da contribuio para o FGTS. c) Para aes em que se questionem crditos resultantes das relaes empregatcias, prev-se prazo prescricional de dois anos no curso da relao de emprego e de cinco anos aps a extino do contrato de trabalho. d) Para a ao em que se pleiteie apenas anotaes da carteira de trabalho e previdncia social, conta-se o prazo prescricional a partir da extino do contrato de trabalho. 25 Assinale a alternativa correta, de acordo com a jurisprudncia dominante do TST acerca do assunto: a) A contratao irregular de trabalhador, mediante empresa interposta, gera vnculo de emprego com os rgos da administrao pblica direta, indireta ou fundacional, desde que no se trata de cargo de nvel superior; b) A contratao de trabalhadores por empresa interposta ilegal, formando-se o vnculo diretamente com o tomador dos servios, salvo no caso de trabalho temporrio e de empregados domsticos; c) No forma vnculo de emprego com o tomador a contratao de servios de vigilncia (Lei n 7.102, de 20-06-1983), de conservao e limpeza, bem como a de servios especializados ligados atividade-meio do tomador, desde que inexistente a pessoalidade e a subordinao direta; d) O inadimplemento das obrigaes trabalhistas, por parte do empregador, no implica a responsabilidade subsidiria do tomador dos servios, quanto quelas obrigaes, inclusive quanto aos rgos da administrao direta, das autarquias, das fundaes pblicas, das empresas pblicas e das sociedades de economia mista, desde que hajam participado da relao processual e constem tambm do ttulo executivo judicial (art. 71 da Lei n 8.666, de 21.06.1993).

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

26. Um sindicato representante de empregados celetistas procedeu aos atos iniciais para realizao do processo de eleio da diretoria, tendo sido escolhida, em assemblia, a comisso eleitoral, designada a data para a realizao das eleies e definido o perodo de registro das chapas concorrentes. Aps o registro e concedidos os prazos para a regularizao de documentaes, trs chapas se apresentaram para concorrer ao pleito, contudo, a comisso eleitoral deferiu o registro de apenas duas delas. Nessa situao hipottica, caso exista o interesse de representantes da chapa cujo registro foi indeferido pela comisso eleitoral em ingressar com ao judicial para a obteno do direito de participao no pleito eleitoral, eles devem ingressar com a competente ao na justia: a) Comum estadual. b) Do trabalho. c) Comum federal. d) Eleitoral

27. O Recurso de Revista: a) dotado de efeito apenas suspensivo, ser apresentado ao Presidente do Tribunal Superior do Trabalho, que poder receb-lo ou deneg-lo, fundamentando, em qualquer caso, a deciso; b) dotado de duplo efeito, ser apresentado ao Presidente do Tribunal Superior do Trabalho, que poder receb-lo ou deneg-lo, quando o recurso no fundamenta violao constitucional da deciso recorrida; c)Em qualquer rito processual somente ser admitido por contrariedade a smula de jurisprudncia uniforme do Tribunal Superior do Trabalho e violao direta da Constituio da Repblica; d) dotado apenas de efeito devolutivo, ser apresentado ao Presidente do Tribunal recorrido, que poder receb-lo ou deneg-lo, fundamentando, em qualquer caso, a deciso.

28. Sobre o Agravo de Petio, assinale a alternativa INCORRETA: a) O agravo de petio somente ser recebido quando o agravante delimitar, justificadamente, as matrias e os valores impugnados.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

b) Mesmo pendente o julgamento do agravo de petio, permitida a execuo imediata da parte remanescente at o final, nos prprios autos ou por conta da sentena. c) O agravo de instrumento interposto contra o despacho que no receber agravo de petio suspende a execuo da sentena. d) Quando o agravo de petio versar apenas sobre as contribuies sociais, o juiz da execuo determinar a extrao de cpias das peas necessrias, que sero autuadas em apartado e remetidas a instncia superior para apreciao, aps contraminuta.

29.Com base no que dispe a CLT sobre a ao rescisria e a luz do entendimento do TST sobre a matria, assinale a opo correta: a) Por falta de previso legal, a ao rescisria incabvel no mbito da justia do trabalho. b) A ao rescisria cabvel no mbito da justia do trabalho e est sujeita ao depsito prvio de 20% do valor da causa, salvo o caso de miserabilidade jurdica do autor. c) admissvel o reexame de fatos e provas do processo que originou a deciso rescindenda mediante ao rescisria fundamentada em violao de lei. d) dispensvel a prova do trnsito em julgado da deciso rescindenda para o processamento de ao rescisria, mesmo porque admissvel a ao rescisria preventiva.

30.Assinale a opo correta acerca do procedimento sumarssimo. a) Tal procedimento aplicvel aos dissdios individuais e coletivos, desde que o valor da causa no exceda quarenta vezes o salrio mnimo vigente na data do seu ajuizamento. b) Esto excludas desse tipo de procedimento as demandas em que seja parte a administrao pblica direta, autrquica, fundacional ou sociedade de economia mista c) A ausncia de pedido certo e determinado impe, alm do pagamento das custas sobre o valor da causa, o arquivamento da reclamao. d) No mbito desse procedimento, no ser possvel a produo de prova tcnica.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba GRUPO 04. PROCESSO CIVIL 31. Assinale a opo correta acerca da jurisdio, da ao e do processo. a) Uma das caractersticas da jurisdio a aptido para a coisa julgada; por conseguinte, somente haver jurisdio se houver coisa julgada material. b) O princpio do juiz natural tem por finalidade garantir a prestao da tutela jurisdicional por juiz independente e imparcial. c) A capacidade de estar em juzo, o interesse de agir e a possibilidade jurdica do pedido so considerados elementos da ao. d) A possibilidade jurdica do pedido no uma das condies da ao. na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

32. Quando o responsvel pelo prejuzo, ao ser demandado em ao de indenizao, alegar que praticou o ato por ordem ou seu cumprimento de instrues de terceiro, haver a chamada: a) denunciao da lide b) chamamento ao processo c) nomeao Autoria d) oposio 33. Determinada ao foi ajuizada por um municpio contra uma empresa de construo, estando o autor, no entanto, representado pelo secretrio de obras, e no, pelo prefeito ou procurador. A ao foi recebida, e a citao do ru, regularmente realizada. Em face dessa situao hipottica, assinale a opo correta. a) Caso o autor, aps lhe ter sido conferida oportunidade para sanar o vcio de representao detectado, omita-se, deixando de tomar qualquer providncia, sero anulados os atos do processo, sendo este extinto, dada a ausncia de pressuposto processual de validade. b) Caber empresa r, se assim o entender, apontar o defeito da representao do autor, visto que, na situao descrita, o juiz no poder atuar de ofcio. c) Comprovada a regular nomeao do secretrio de obras para o cargo que ocupa, o vcio de representao detectado constituir mera irregularidade e, portanto, no acarretar qualquer conseqncia para o processo.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

d) O autor ser excludo do processo caso no regularize a sua representao no prazo concedido pelo juiz para tanto. 34. Com relao declarao de incompetncia, correto afirmar: a) Argi-se, por meio de exceo, a incompetncia absoluta b) A incompetncia, absoluta ou relativa, pode ser declarada do ofcio e argida em qualquer tempo e grau de jurisdio. c) Prorroga-se a competncia, em qualquer caso, se o ru no opuser exceo declinatria do foro ou argir preliminar de contestao. d) Declarada a incompetncia absoluta, somente os atos decisrios sero nulos, remetendo-se os autos ao juiz competente.

35 .No que diz respeito classificao dos prazos processuais correto afirmar que: a) O prazo para interpor recurso peremptrio. b) O prazo para recorrer dilatrio. c) O prazo para recorrer s peremptrio nos recursos especiais. d) A questo de ser o prazo peremptrio ou dilatrio vai depender de fora mandamental do despacho do juiz.

36. Quanto as nulidades processuais, assinale a opo correta. a) O ato processual praticado em desconformidade com a norma que disciplina sua produo invlido, devendo o juiz, de ofcio, decretar sua nulidade e determinar sua repetio, ainda que no cause prejuzo regularidade processual ou s partes. b) Deve ser decretada a nulidade do processo em que se tenha constatado, afinal, a falta de outorga uxria, ainda que se possa decidir o mrito a favor do cnjuge ausente, visto que todas as nulidades processuais so insanveis. c) A nulidade relativa deve ser argida pela parte interessada em sua decretao, na primeira oportunidade em que lhe couber falar nos autos, depois do ato defeituoso, sob pena de precluso, isto , de perda da faculdade processual de promover a anulao.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

d) Anulado um ato processual, mesmo que se trate de um ato complexo, todos os atos subseqentes a ele sero tambm anulados, ainda que sejam independentes entre si e que a nulidade se refira a apenas uma parte do ato.

37. Ajuizada ao de indenizao por danos morais, o autor foi devidamente intimado para apresentar emenda inicial, haja vista no estarem presentes os requisitos exigidos nos arts.282 e 283 do CPC. O autor, contudo, no apresentou a devida emenda, tendo sido indeferida a petio inicial. Nessa situao, caso entenda que sua petio inicial preenche os requisitos, o autor poder interpor a)agravo retido, com a determinao de citao do ru, sendo possvel a retratao pelo juiz. b)apelao, processada independentemente da citao do ru, sendo possvel a retratao da deciso pelo juiz. c)agravo de instrumento, independentemente da citao do ru, sendo possvel a retratao pelo juiz d)apelao, processada com a determinao de citao do ru e sem a possibilidade de retratao pelo juiz.

38. Acerca dos efeitos da decadncia, prescrio, citao e revelia, assinale a opo correta: a) O ru pode ser revel, sem que venha a sofrer os efeitos da revelia. b) A dispensa de intimao do ru revel sem patrono constitudo nos autos tipifica efeito material da revelia. c) Reconhecida a decadncia ou a prescrio, a petio inicial ser indeferida e o processo, extinto, sem julgamento do mrito. d) A preveno do juzo tipifica efeito material da citao.

39. A respeito da sentena e da coisa julgada no Processo Civil, assinale a opo correta:

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

a) A fundamentao da sentena fica coberta pela coisa julgada material. b) A apreciao e resoluo de questo prejudicial decididas inicialmente no processo no faz coisa julgada material, ainda que a parte expressamente o requeira. c) Com o trnsito em julgado da sentena que encerra a relao processual, sem resoluo do mrito, ocorre a cosa julgada formal, o que torna imutveis, porque indiscutveis, as questes decididas na sentena. d) Aps o trnsito em julgado da sentena, consideram-se deduzidas e repelidas as alegaes que o autor tenha deixado de apresentar para o acolhimento de seu pedido.

40 Assinale a opo correta: a) Todos os prazos processuais que favoream a Fazenda Pblica so contados em dobro; b) Contam-se em dobro para recorrer e em qudruplo para contestar os prazos processuais da Fazenda Pblica; c) Conta-se em dobro o prazo para a Fazenda Pblica contestar ao em que for R; d) O prazo para a Fazenda Pblica apresentar Contrarrazes a recurso conta-se em dobro.

GRUPO 05 LEGISLAO APLICADA ADVOCACIA-GERAL DA UNIO 41. Acerca da Advocacia-Geral da Unio, julgue os itens a seguir e depois assinale a opo correta: I - A Advocacia-Geral da Unio a instituio que, diretamente, representa a Unio, judicial e extrajudicialmente, II- Cabe Advocacia-Geral da Unio, nos termos da Lei Ordinria que dispuser sobre sua organizao e funcionamento, as atividades de consultoria e assessoramento jurdico do Poder Executivo. III A Advocacia-Geral da Unio tratada pela Constituio Federal de 1988 como funo essencial justia. Esto corretos os itens:

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba a) I e II; b) II e III; c) Somente I; d) Somente III na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

42. Assinale a opo que no faz referncia a rgo da AGU: a) o Advogado-Geral da Unio; b) Consultoria-Geral da Unio; c) Corregedoria-Geral da Unio; d) Conselho Superior da Advocacia-Geral da Unio 43. O Advogado-Geral da Unio: a) de livre nomeao pelo Presidente da Repblica, a partir de listra trplice elaborada pelos membros da AGU; b) de livre nomeao pelo Presidente da Repblica dentre cidados maiores de trinta anos, de notvel saber jurdico e reputao ilibada; c) livre nomeao pelo Presidente da Repblica, dentre cidados maiores de trinta e cinco anos, de notvel saber jurdico e reputao ilibada, a partir de lista trplice encaminhada pelo Supremo Tribunal Federal; d) de livre nomeao pelo Presidente da Repblica, dentre cidados maiores de trinta e cinco anos, de notvel saber jurdico e reputao ilibada

44. Ainda sobre o Advogado-Geral da Unio, assinale a opo incorreta: a) O Advogado-Geral da Unio o mais elevado rgo de assessoramento jurdico do Poder Executivo, submetido direta, pessoal e imediata superviso do Presidente da Repblica; b) O Advogado-Geral da Unio no poder ratificar parecer que contrarie interesses polticos do Presidente da Repblica; c) O Advogado-Geral da Unio ter substituto eventual nomeado pelo Presidente da Repblica, atendidas as condies da Lei Orgnica da AGU; d) O Advogado-Geral da Unio no pode defender o Presidente da Repblica, em ao judicial que trate de assunto no relacionado com o exerccio de suas funes.

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

45. Dentre as atribuies da Corregedoria-Geral da Unio, no se inclui: a) propor, organizar e dirigir os concursos de ingresso nas Carreiras da Advocacia-Geral da Unio; b) fiscalizar as atividades funcionais dos Membros da Advocacia-Geral da Unio; c) coordenar o estgio confirmatrio dos integrantes das Carreiras da Advocacia-Geral da Unio; d) instaurar, de ofcio ou por determinao superior, sindicncias e processos administrativos contra os Membros da Advocacia-Geral da Unio. 46. atribuio do Conselho Superior da Advocacia-Geral da Unio: a) unificar a jurisprudncia administrativa, garantir a correta aplicao das leis, prevenir e dirimir as controvrsias entre os rgos jurdicos da Administrao Federal; b) organizar as listas de promoo e de remoo, julgar reclamaes e recursos contra a incluso, excluso e classificao em tais listas, e encaminh-las ao Advogado-Geral da Unio; c) promover a lotao e a distribuio dos Membros e servidores, no mbito da AdvocaciaGeral da Unio; d) promover correio nos rgos jurdicos da Advocacia-Geral da Unio, visando verificao da regularidade e eficcia dos servios, e proposio de medidas, bem como sugesto de providncias necessrias ao seu aprimoramento. 47. defeso aos membros efetivos da Advocacia-Geral da Unio exercer suas funes em processo judicial ou administrativo, exceto: a) em que sejam parte; b) em que seja interessado parente consangneo ou afim, em linha reta ou colateral, at o segundo grau, bem como cnjuge ou companheiro; c) elaborando recurso quando j tiver atuado na 1 instncia; d) em que hajam atuado como advogado de qualquer das partes

48. Sobre os pareceres e smulas da AGU, marque a opo incorreta:

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

a) privativo do Presidente da Repblica submeter assuntos ao exame do Advogado-Geral da Unio, inclusive para seu parecer; b) Os pareceres do Advogado-Geral da Unio so por este submetidos aprovao do Presidente da Repblica; c) A Smula da Advocacia-Geral da Unio tem carter obrigatrio quanto a todos os rgos jurdicos enumerados nos arts. 2 e 17 da Lei Orgnica da AGU; d) O enunciado da Smula editado pelo Advogado-Geral da Unio h de ser publicado no Dirio Oficial da Unio, por quinze dias consecutivos. 49. Sobre a Lei n 9.469/97, assinale a opo correta: a) O Advogado-Geral da Unio, diretamente ou mediante delegao, e os dirigentes mximos das empresas pblicas federais podero autorizar a realizao de acordos ou transaes, em juzo, para terminar o litgio, nas causas de valor at R$ 500.000,00 (quinhentos mil reais); b) O Advogado-Geral da Unio poder dispensar a inscrio de crdito, autorizar o no ajuizamento de aes e a no-interposio de recursos, assim como o requerimento de extino das aes em curso ou de desistncia dos respectivos recursos judiciais, para cobrana de crditos da Unio e das autarquias e fundaes pblicas federais, observados os critrios de custos de administrao e cobrana, e desde que tal valor no ultrapasse R$ 5.000,00 (cinco mil reais); c) Os dirigentes mximos das empresas pblicas federais podero autorizar a no-propositura de aes e a no-interposico de recursos, assim como o requerimento de extino das aes em curso ou de desistncia dos respectivos recursos judiciais, para cobrana de crditos, atualizados, de valor igual ou inferior a R$ 100.000,00 (cem mil reais), em que interessadas essas entidades na qualidade de autoras, rs, assistentes ou opoentes, nas condies aqui estabelecidas; d) Se no houver Smula da Advocacia-Geral da Unio (arts. 4, inciso XII, e 43, da Lei Complementar n 73, de 1993), o Advogado-Geral da Unio no poder dispensar a propositura de aes ou a interposio de recursos judiciais quando a controvrsia jurdica estiver sendo iterativamente decidida pelo Supremo Tribunal Federal ou pelos Tribunais Superiores.

50. Sobre a Lei n 9.028/98, assinale a alternativa incorreta:

ADVOCACIA-GERAL DA UNIO Procuradoria da Unio Ncleo de Assessoramento Jurdico na Paraba na Paraba Procuradoria Federal na Paraba

a) As requisies aos rgos ou entidades da Administrao Federal fornecero os elementos de fato, de direito e outros necessrios atuao dos membros da AGU devero ser atendidas no prazo nela assinalado; b) Na defesa dos direitos ou interesses da Unio, os rgos ou entidades da Administrao Federal fornecero os elementos de fato, de direito e outros necessrios atuao dos membros da AGU, inclusive nas hipteses de mandado de segurana, habeas data e habeas corpus impetrados contra ato ou omisso de autoridade federal; c) A intimao de membro da Advocacia-Geral da Unio, em qualquer caso, ser feita pessoalmente d) As Procuradorias da Unio tm sede nas capitais dos Estados e as Procuradorias Seccionais da Unio, nas cidades onde estejam instaladas varas da Justia Federal, ou em cidades com populao superior a 500.00 (quinhentos mil habitantes).