of 3/3
Fascículonº 1 25 de Abril de 2010 Segunda Edição Almanaque Imigrantes é uma publicação do Programa de Patrimônio Cultural do Parque Histórico de Carambeí VARIEDADES Festa do Pré-Centenário Lançamento da Pedra Fundamental do Memorial do Imigrante no Parque Histórico de Carambeí. Nos dias 08 e 09 de maio acontecem, em Carambeí-PR, dois eventos que movimentarão toda região: a tradicional Expo Carambeí e a Festa do Pré-Centenário. A Expo Carambeí é promovida pela Batavo Cooperativa Agro- industrial, em conjunto com a Prefeitura Municipal de Carambeí, e tem por objetivo divulgar a genética de um dos plantéis bovinos de leite mais desenvolvidos do país. A Festa do Pré-Centenário ocorre em mesma data, e inicia as comemorações dos 99 anos da imigração holandesa nos Campos Gerais. O ponto alto da Festa será a cerimônia de Lançamento da Pedra Fundamental da Vila Rural, que integra o conjunto de equipamentos culturais do Parque Histórico de Carambeí. Uma programação intensa e diversificada apresentará o Pro- grama das Celebrações do Centenário da Imigração Holandesa no biê- nio 2010- 2011 e as Comemorações dos 85 anos da Cooperativa Agroin- dustial Batavo, em 1º de agosto de 2010, nas festividades do cooperati- vismo. Acompanhe a Agenda de Eventos no site do PARQUE HISTÓRICO DE CARAMBEÍ Painel Andreia Podolan /2003, instalado na plenária da Camâra de Vereadores de Carambeí Cadastre-se no site e receba a capa da sua coleção Almanaque Imigrantes www.parquehistoricodecarambei.com.br NÃO POLUA. COLECIONE. Ao seu final, o leitor terá um panorama sentado um conjunto de elementos com- sobre a presença dos holandeses no ponentes da percepção deste patrimônio Brasil e as comemorações sobre seu cultural e da miscigenação étnica holan- Este Almanaque é parte integrante do centenário. A partir dos Campos Gera- desa na vida sociocultural brasileira. Programa de Patrimônio Cultural do is, no estado do Paraná, os eventos cul- Parque Histórico de Carambeí e aten- turais compõem uma perspectiva ecu- Tenha uma boa leitura, colecione e acom- de a definição da Constituição Brasi- mênica, formativa e cooperada, com panhe a evolução deste belo projeto de leira sobre Patrimônio Cultural: um especial destaque para o ano de 2011: o cultura e sociedade! atributo constitutivo do meio ambi- marco cultural desta etnia. ente (artigo 225). Conselho Editorial O Almanaque Imigrantes inicia o cum- A Coleção é composta por 50 fascícu- primento da meta de desenvolvimento O conteúdo deste Almanaque também los quinzenais colecionáveis que apre- cultural, que é parte da Coleção Biblio- será integrado aos diversos sentarão um conjunto histórico de gráfica aprovada no Ministério da Cul- canais de comunicação em multimídia informações sobre a identidade tura, através da Lei Rouanet de Incen- e redes sociais. holandesa na formação da sociedade tivo à Cultura. Acompanhe pelo site brasileira. Em sua edição de lançamento, é apre- www.parquehistoricodecarambei.com.br Patrocínio Institucional: Apoio Institucional: Apoios: Realização:

Almanaque Imigrantes

  • View
    268

  • Download
    9

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Como parte da Coleção Bibliográfica – Centenário da Imigração Holandesa nos Campos Gerais do Paraná - aprovada pelo Ministério da Cultura, a Associação do Parque Histórico de Carambeí lança seu primeiro produto editorial: o ALMANAQUE IMIGRANTES

Text of Almanaque Imigrantes

  • Fascculon 125 de Abril de 2010

    Segunda Edio

    Almanaque Imigrantes uma publicao do Programa de Patrimnio Cultural do Parque Histrico de Carambe

    VARIEDADESFesta do Pr-CentenrioLanamento da Pedra Fundamental do Memorial do Imigrante no Parque Histrico de Carambe.

    Nos dias 08 e 09 de maio acontecem, em Carambe-PR, dois eventos que movimentaro toda regio: a tradicional Expo Carambe e a Festa do Pr-Centenrio.

    A Expo Carambe promovida pela Batavo Cooperativa Agro-industrial, em conjunto com a Prefeitura Municipal de Carambe, e tem por objetivo divulgar a gentica de um dos plantis bovinos de leite mais desenvolvidos do pas.

    A Festa do Pr-Centenrio ocorre em mesma data, e inicia as comemoraes dos 99 anos da imigrao holandesa nos Campos Gerais. O ponto alto da Festa ser a cerimnia de Lanamento da Pedra Fundamental da Vila Rural, que integra o conjunto de equipamentos culturais do Parque Histrico de Carambe.

    Uma programao intensa e diversificada apresentar o Pro-grama das Celebraes do Centenrio da Imigrao Holandesa no bi-nio 2010- 2011 e as Comemoraes dos 85 anos da Cooperativa Agroin-dustial Batavo, em 1 de agosto de 2010, nas festividades do cooperati-vismo.

    Acompanhe a Agenda de Eventos no site do PARQUE HISTRICO DE CARAMBE

    PainelAndreia Podolan /2003, instalado na plenria da Camra de Vereadores de Carambe

    Cadastre-se no sitee receba a capa da sua coleo Almanaque Imigrantes

    www.parquehistoricodecarambei.com.br

    N

    O PO

    LUA

    . CO

    LEC

    ION

    E.

    Ao seu final, o leitor ter um panorama sentado um conjunto de elementos com-sobre a presena dos holandeses no ponentes da percepo deste patrimnio Brasil e as comemoraes sobre seu cultural e da miscigenao tnica holan-

    Este Almanaque parte integrante do centenrio. A partir dos Campos Gera- desa na vida sociocultural brasileira.Programa de Patrimnio Cultural do is, no estado do Paran, os eventos cul-Parque Histrico de Carambe e aten- turais compem uma perspectiva ecu- Tenha uma boa leitura, colecione e acom-de a definio da Constituio Brasi- mnica, formativa e cooperada, com panhe a evoluo deste belo projeto de leira sobre Patrimnio Cultural: um especial destaque para o ano de 2011: o cultura e sociedade!atributo constitutivo do meio ambi- marco cultural desta etnia.ente (artigo 225). Conselho Editorial

    O Almanaque Imigrantes inicia o cum-A Coleo composta por 50 fasccu- primento da meta de desenvolvimento O contedo deste Almanaque tambm los quinzenais colecionveis que apre- cultural, que parte da Coleo Biblio- ser integrado aos diversos sentaro um conjunto histrico de grfica aprovada no Ministrio da Cul- canais de comunicao em multimdia informaes sobre a identidade tura, atravs da Lei Rouanet de Incen- e redes sociais.holandesa na formao da sociedade tivo Cultura. Acompanhe pelo site brasileira.

    Em sua edio de lanamento, apre-www.parquehistoricodecarambei.com.br

    Patrocnio Institucional: Apoio Institucional: Apoios:

    Realizao:

  • N o m e s m o perodo, em No Me Toque, no estado do Rio Grande do Sul; em Holam-bra e Paranapa-nema, no estado de So Paulo, e em Maraca- ju, no estado do Mato Grosso do Sul, os imi-grantes concretizaram comunidades que deixaram sua valiosa marca cultural no territrio brasileiro.

    As etnias que formaram o Brasil esto mente ou por meio de tratados interna- Em 2008 comeou um movimento para alcanando uma idade centenria. cionais entre os monarcas desses pases. organizar as diversas atividades scio-Nosso pas passa por um momento Esse primeiro ciclo de holandeses conti- culturais promovidas pelas comunida-nico de celebraes tnicas: 150 anos nuou por muito tempo de forma decres- des descendentes com a inteno de da imigrao alem, 140 anos da imigra- cente. comemorar a presena holandesa no o italiana, 130 anos da imigrao ra- Brasil, em 2011.Com a Independncia do Brasil, na be, 120 anos da imigrao ucraniana,

    segunda metade do sculo XIX, uma 100 anos da imigrao japonesa e 100 Uma programao cultural intensa e nova onda de holandeses, agora imi-anos da imigrao holandesa so efeitos diversificada est sendo oferecida para grantes, chega ao pas. O primeiro grupo do ativo fluxo de imigrantes experimen- marcar o intercmbio secular destas aportou no Esprito Santo em 1858, esta-tado pelo pas nos sculos XIX e XX, e naes irms.belecendo-se em pequeno nmero.que convergiram para as duas primeiras

    dcadas do sculo XXI.A partir de 1911, os Campos Gerais no Paran recebem um novo ciclo, que aca-No binio 2010 e 2011, a comunidade bou por formar um dos maiores grupos holandesa de imigrantes do Brasil cele-de imigrantes holandeses no Brasil. Ini-bra um conjunto de festividades que ciaram nas terras da Fazenda Caram-tem por objetivo ser o marco sociocultu-behy, hoje municpio de Carambe, e em ral da etnia.Castro e depois Arapoti instalaram-se os

    A presena de holandeses no Brasil acon- novos imigrantes chegados da Holanda, tece desde a histria colonial, quando as estabelecendo uma convivncia coope-disputas entre holandeses, portugueses, rativa. Desde ento, a presena holan-espanhis, ingleses e franceses faziam a desa no pas permaneceu de forma cres-terra brasilis trocar de mos militar- cente at os dias de hoje.

    Patrimnio cultural uma noo muito ampla. Pode-se dizer que tudo o que se relaciona com a cultura, a histria, a memria, a identidade das pessoas ou grupos de pessoas coletividades de natu-reza diversa como grupos familia-res, associaes profissionais, gru-pos tnicos, naes: so os luga-res, as obras de arte, as edifica-es, as paisagens, as festas, as tra-dies, os modos de fazer, os stios arqueolgicos. tudo o que, para determinado conjunto social, inte-ressa proteger por ser considerado como cultura prpria, o que base de sua identidade, o que o faz dis-tinto de outros grupos, incluindo no somente monumentos e outros bens de carter fsico, mas a experincia vivida, que se con-densa na linguagem, nos conheci-mentos, nas tradies, nos modos de usar bens e espaos.

    A regio dos Campos Gerais ocupa um papel preponderante no desenvolvi-mento histrico, econmico e poltico paranaense. Mas o paraso terrestre do Brasil como bem denominou Saint Hilaire h mais de um sculo reserva em si, desde o incio de sua ocupao efetiva, uma riqueza cultural sem igual. As diversas etapas que envolveram a sua formao e os inmeros grupos que participaram desse processo acabaram por tornar a regio um lugar capaz de congregar harmoniosamente as mais diferentes matrizes socioculturais.

    Desta forma, a secular presena holandesa nos Campos Gerais contri-buiu decisivamente tanto para a construo de uma identidade regional como para o enriquecimento do nosso patrimnio material e imaterial.

    no encontro e na coexistncia dos batavos com os demais grupos existen-tes na regio que fortalecemos a nossa dimenso de pertencimento e que constitumos tal riqueza patrimonial.

    Se at pouco tempo compreendia-se patrimnio apenas como os bens materiais forjados pelos homens, de algumas dcadas para c esse conceito tornou-se mais amplo, passando a valorizar, sobretudo, as produes imateriais humanas: rituais, celebra-es, linguagens, enfim, prticas culturais diversas.

    Um dos objetivos centrais do projeto IMIGRANTES/IMMIGRANTEN justamente recuperar e preservar a contribuio dos holandeses para a formao do rico patrimnio cultural dos Campos Gerais do Paran.

    Municpios brasileiros de marcante presena holandesa:

    CARAMBE - PRCASTRO - PR (CASTROLANDA)ARAPOTI - PRNO ME TOQUE - RSHOLAMBRA - SPPARANAPANEMA (CAMPOS DE HOLAMBRA) - SPMARACAJU - MSSANTA LEOPOLDINA - ES

    Partida de Maurcio de Nassau para o Brasil - Extrado do livro "O Exrcito na Histria do Brasil (Colnia). Biblioteca do Exrcito. Ed. Salvador, BA. Odebrecht, 1998"

    O prefeito do municpio de Carambe, Osmar Rickli, concedeu entrevista ao Almanaque sobre a imigrao holandesa e os projetos do municpio para as come-moraes do Centenrio.

    Na sua opinio, quais os principais legados decorrentes da imigrao holandesa em Carambe?

    Acredito que principal-mente no que est fundamentada a col-nia de Carambe, a imigrao holandesa de Carambe, o trip: a educao, a igreja e o esprito de cooperativismo, um exemplo que trouxeram para o Brasil e pautado em cima desses valores que a colnia cresceu. Buscando a Deus em pri-meiro lugar, valorizando a educao como base da famlia, e principalmente o esprito de cooperativismo, sendo a Bata-vo a primeira cooperativa de produo do Brasil, contriburam muito com o desen-volvimento da regio, sendo um exemplo tambm para o pas.

    Osmar Rickli -

    Como o Parque Histrico de Carambe contribuir para o desenvolvimento do munic-pio e da regio?

    um marco histrico, o Parque vai registrar a histria da colo-nizao em Carambe. um momento de reflexo, para avaliar todos os acertos e tambm os erros cometidos, onde que nos podemos voltar ao princpio, em tudo aquilo que deu certo, e valorizar mais, principalmente a questo do cooperati

    Osmar Rickli

    ENTREVISTAvismo. Ele vai proporcionar a divulgao da histria e da cultura dos imigrantes, tudo aquilo que eles enfrentaram, divul-gando toda tecnologia e o desenvolvi-mento que eles trouxeram para a nossa regio. Ser tambm uma ferramenta para desenvolver o turismo cultural.

    Em 2011 Carambe comemora o Centenrio da Imigrao Holan-

    desa. O que a Prefeitura tem planejado em infra-

    estrutura urbana? Estamos

    com os projetos prontos, preocupados principal-mente com os acessos vi-rios. A prefeitura vai cons-truir os contornos norte e sul e revitalizar a Avenida dos Pioneiros. Nossa preo-cupao facilitar o acesso do turista em Carambe.

    Osmar Rickli

    COM OSMAR RICKLI

    PATROCNIO

    Valor do Marketing Cultural na busca por resultados sustentveis

    As instituies pblicas e privadas tm desenvolvido, cada vez mais, projetos de responsabilidade social, sustent-veis e, numa prtica crescente, incenti-vados.

    O Marketing Cultural uma das prti-cas que auxiliam a realizao destes projetos.

    Pode-se definir Marketing Cultural como um conjunto de ferramentas de promoo de uma ideia, produto ou ins-tituio cultural, para a sua valorizao e o seu reconhecimento na sociedade.

    Nos dias atuais, a demanda por cultura a construo coletiva da realidade, atravs da integrao entre diversida-de social e mercado. Deve ser criativa, transversal, simblica e economica-mente vivel, inserida no que atual-mente se chama Economia da Cultura.

    Uma estratgia de Marketing Cultural, como planejamento de investimento com vistas a resultados objetivos, comea a integrar as aes de organi

    zaes sintonizadas com as demandas de relacionamento humano contem-porneas, a responsabilidade social e o desenvolvimento sustentvel.

    Nesta linha, um projeto de cultura hoje precisa ser sustentvel e interagir intensamente com a comunidade em que se pretende atuar; tem que gerar valor e promover o desenvolvimento humano. Pode ser voltado msica, ao teatro, dana, literatura, ao audio-visual, s artes plsticas ou ao patri-mnio cultural. Podem ser as infraes-truturas onde estas atividades se desenvolvem: um teatro, um cinema, um museu, ou mesmo a praa pblica.

    O Parque Histrico de Carambe uma iniciativa desta natureza: trata-se de um projeto de cultura para a sociedade em geral, sustentado na diversidade tnica que comps a raiz da nao bra-sileira.

    Uma lembrana da importante pre-sena holandesa nesta regio e a pr-pria regio.

    O Parque um espao de memria do desenvolvimento da agroindstria atravs do cooperativismo e da riqueza atual.

    Para ter continuidade, desenvolve-se por meio de um Programa de Patrim-nio Cultural, aprovado no Ministrio da Cultura, no Programa Nacional de Cultura PRONAC, composto de seis projetos coligados:

    1)Plano Anual de Atividades2)Qualificao do Espao Museal da

    Casa da Memria de Carambe3)Catalogao e Disponibilizao do

    Acervo da Casa da Memria de Carambe

    4)Eventos de Celebrao do Centen-rio da Colonizao Holandesa nos Campos Gerais

    5)Coleo Bibliogrfica Centenrio da Colonizao Holandesa nos Cam-pos Gerais

    6)Patrimnio Vivo - Centenrio da Colonizao Holandesa nos Cam-pos Gerais

    Este conjunto de projetos est apto ao recebimento de incentivos fiscais, na qualidade de patrocnio e doao, por pessoas fsicas e jurdicas que preten-dam associar sua imagem ou atividades aos resultados deste empreendimento sustentvel, permanecendo os investi-mentos como riqueza na regio.

    Informaes:

    fone [email protected]

    Realizao: Patrocnio Institucional: Apoio Institucional: Apoios:

    ICOMOS - Conselho Internacional de Monumentos e Stios

  • N

    O PO

    LUA

    . CO

    LEC

    ION

    E.

    Patrocine este projeto!

    Informaes:

    fone [email protected]

    Parque Histrico de Carambe

    O Parque Histrico de Carambe foi con-cebido para ser um Museu. Sua pro-posta a de um centro cultural de mlti-plas utilidades, que oferece um conte-do diversificado para manter viva a memria cultural da regio, resgatando a identidade das comunidades e desen-volvendo programas educativos para o desenvolvimento sustentvel.

    Museu um local de fazeres sustentveis

    Desde 1970, a evoluo da ideia de Museu como espao ultrapassou o tra-dicional conceito de local de guarda de acervo, passando a ser visto como um espao de criao de identidades socia-is. Em 1984, esta nova viso foi institu-da pela Declarao de Quebec, que defi-niu a inteno da Nova Museologia:

    A Museologia deve procurar, num mundo contemporneo que tenta integrar todos os meios de desenvolvimento, estender suas atri-buies e funes tradicionais de iden-tificao, de conservao e de educa-o, a prticas mais vastas que estes objetivos, para melhor inserir sua ao naquelas ligadas ao meio huma-no e fsico.

    Conhea o Parque acessando o endereo eletrnico www.parquehistoricodecarambei.com.br

    Jacob Voorsluijs Nasceu: 1882, Nieuw-Lekkerland, Zuid-Holland (Nederland)Faleceu: 1961, Carambe, Paran (Brasil)

    Estes valores esto nos objetivos do projeto do Parque Histrico de Carambe, uma infraestrutura cultural multiuso de carter museal aberto, em forma de parque, desenvolvido como resultado de uma parceria pblico-privada para ser um indutor de arranjo produtivo local turstico-cultural e educacional, ou seja, um local de turismo e de produo de cultura.