ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE ECONOMICA, SOCIAL E .uma alternativa à agricultura tradicional com

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of ANÁLISE DA SUSTENTABILIDADE ECONOMICA, SOCIAL E .uma alternativa à agricultura tradicional com

XLV CONGRESSO DA SOBER "Conhecimentos para Agricultura do Futuro"

Londrina, 22 a 25 de julho de 2007,

Sociedade Brasileira de Economia, Administrao e Sociologia Rural

1

ANLISE DA SUSTENTABILIDADE ECONOMICA, SOCIAL E AMB IENTAL DO CULTIVO ORGNICO DE HORTALIAS: ESTUDO DE CASO. JOO BENIGNO DE MESQUITA FILHO (1) ; RICARDO CANDA S BARRETO (2) . 1.UFC, FORTALEZA, CE, BRASIL; 2.UFV, VIOSA, MG, BR ASIL. rcsb@vicosa.ufv.br POSTER AGRICULTURA, MEIO AMBIENTE E DESENVOLVIMENTO SUSTEN TVEL ANLISE DA SUSTENTABILIDADE ECONOMICA, SOCIAL E AMB IENTAL DO

CULTIVO ORGNICO DE HORTALIAS: ESTUDO DE CASO. Grupo de Pesquisa 6: Agricultura, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentvel Resumo Este trabalho analisa a experincia da produo de hortalias orgnicas no municpio de Guaraciaba do Norte-CE, projeto realizado pela Associao para o Desenvolvimento da Agropecuria Orgnica ADAO, como alternativa ao cultivo convencional. O objetivo do trabalho analisar a sustentabilidade econmica, social e ambiental dos agricultores que produzem no sistema orgnico. Para que isso fosse possvel, foi usado um ndice de desenvolvimento sustentvel (IDS), composto por trs outros indicadores de desempenho, um indicador de Desempenho Econmico (IDE), um Indicador de Desempenho Social (IDHA), e um Indicador de Desempenho Ambiental (IDA). Tais mostraram que o cultivo orgnico est mais bem inserido nos aspectos da sustentabilidade. O IDS obteve uma mdia de 0,600. O desvio-padro de 0,265, o que indica a existncia de agricultores neste tipo de cultivo inseridos em um nvel de alto desenvolvimento. O ndice de desenvolvimento ambiental em virtude da utilizao dos princpios agroecolgicos na atividade apresentou uma mdia de 0,800 com desvio padro de 0,447 e o desempenho social representado pelo IDHA, mostrou um desempenho mdio de 0,524, com desvio-padro de 0,381. O indicador de desempenho econmico obteve o desempenho mdio mais baixo dos trs indicadores com 0,447 de mdia e desvio-padro alto de 0,476. O trabalho conclui, ento, que o cultivo orgnico vantajoso porque acarreta melhor qualidade de vida aos que exercem essa atividade. Palavras-chaves: Agroecologia, Agricultura Sustentvel e Desenvolvimento Sustentvel. Abstract

XLV CONGRESSO DA SOBER "Conhecimentos para Agricultura do Futuro"

Londrina, 22 a 25 de julho de 2007,

Sociedade Brasileira de Economia, Administrao e Sociologia Rural

2

This research analyzes the experience of the production of organic hortalics in the city of Guaraciaba do Norte-CE, project carried through for the Association for the Farming Development of Organic - the ADAO, as alternative to the conventional culture. The objective of the work is to analyze the economic, social and ambient sustentabilidade of the agriculturists who produce in the organic system. So that this was possible, an index of sustainable development was used (IDS) that he is composed for three other pointers, a pointer of Economic Performance (IDE), a Pointer of Desempenho Social (IDHA), and a Pointer of Ambient Performance (IDA). These pointers had shown that the organic culture is better inserted in the aspects of the sustentabilidade. The IDS got a average of 0,600. The shunting line standard is of 0,265 what it indicates that agriculturists in this type of culture inserted in a level of high development exist. The index of ambient development which had the use of the agroecolgycs principles in the activity, presented a average of 0,800 with shunting line standard of 0,447. The social performance represented by the IDHA, presented an average performance of 0,524 with shunting line standard of 0,381. The index of economic performance got the lower average performance of the three pointers with 0,447 of average and shunting line high standard of 0,476. The work concludes then that the organic culture is advantageous for causing one better quality of life to that they exert this activity. Key Words: Agroecology, Sustainable Agriculture and Sustainable Development.

1. INTRODUO O modelo convencional de agricultura, entendido aqui como a agricultura

praticada com o uso intensivo de mquinas e produtos qumicos, foi responsvel pelo grande aumento produtivo bem como pela reduo dos preos dos gneros alimentcios e, conseqentemente um crescimento maior da taxa de excedente produtivo do que o crescimento populacional (GLIESSMAN, 2000). Como contrapartida houve como implicaes uma srie de prejuzos ambientais e sociais no campo. De acordo com Gurgel (2001) dentre os principais prejuzos causados, podem ser mencionados: aumento da concentrao fundiria, marginalizao da agricultura familiar, excluso social, xodo rural, desconfiana da salubridade dos alimentos e depredao ambiental no plano global.

Ante tal cenrio, crescente a busca de um modelo de explorao agrcola que venha a reduzir os prejuzos ao meio ambiente e aos seres humanos, sendo discutida cada vez mais essa possibilidade tanto no meio acadmico como na sociedade em geral, dado que a falta de eqidade social e a degradao ambiental tornam-se mais intensos. Assim, a agricultura sustentvel surge nesse contexto como uma alternativa vivel ao modelo de explorao agrcola convencional.

Segundo Ehlers (1996), h uma srie de definies de agricultura sustentvel que em comum incorporam os seguintes aspectos: manuteno a longo prazo dos recursos naturais e da produtividade agrcola; o mnimo de impactos adversos ao ambiente; retorno adequado aos produtores;otimizao da produo das culturas com o mnimo de insumos qumicos; satisfao das necessidades humanas de alimentos e de renda e o atendimento das necessidades sociais das famlias e das comunidades. Existem as diversas correntes de agricultura sustentvel, e, dentre elas, a que se destaca em termos comerciais a agricultura orgnica.

XLV CONGRESSO DA SOBER "Conhecimentos para Agricultura do Futuro"

Londrina, 22 a 25 de julho de 2007,

Sociedade Brasileira de Economia, Administrao e Sociologia Rural

3

A agricultura orgnica em articulao com a agricultura familiar1 mostra se como uma alternativa agricultura tradicional com todos os seus malefcios. Alm disso, apresenta alguns aspectos que a tornam bastante adequada agricultura familiar. Para Medaets (2003), vrios indcios podem ser relacionados em favor desta parceria, conforme na seqncia delineados.

No aspecto econmico, por ser uma atividade intensiva no uso de mo-de-obra, produz economicidade em pequenas unidades produtivas, caracterstica da agricultura familiar, alm do fato de a agricultura orgnica ter como fundamento a reduo dos insumos externos, que demandam capital geralmente escasso nesse tipo de agricultura. O aumento da renda dos produtores orgnicos verifica-se ao longo dos anos, em virtude do diferencial de preo destes produtos que se mostram positivos. Indiretamente, a produo orgnica exige que haja um padro gerencial mais elevado, induzindo um melhor desempenho de produo.

Em relao ao aspecto ambiental, a baixa entropia e o favorecimento da biodiversidade biolgica influenciam diretamente no padro alimentar e, conseqentemente, no padro de vida do produtor e sua famlia.

O aspecto social incentivado pelo reconhecimento da importncia do saber local, da valorizao das tcnicas e da tradio da regio. Este fato considerado como responsvel pela intensa recuperao da auto-estima dos pequenos produtores. A transformao destas prticas tradicionais em tecnologia, mediante de polticas que fortalecem a organizao local, podem contribuir como uma nova forma de empoderamento.

Finalmente, o aspecto da sade adequado, pois pode evitar perdas de renda ocasionados pelos efeitos nocivos dos produtos qumicos. A contaminao do agricultor e dos recursos hdricos, por agrotxicos, um dos malefcios mais conhecidos da agricultura convencional.

Pelo exposto percebe-se que a agricultura sustentvel poder originar vrios benefcios para a populao em geral e para os agricultores e o meio ambiente. Alguns autores,no entanto, contra argumentam, dizendo que esse tipo de agricultura tambm insustentvel do ponto de vista econmico em particular, se comparado com o modelo convencional de explorao agrcola, pois os preos dos produtos no se mantero favorveis aos produtores no longo prazo.

Assim, partindo dessa discusso, essa dissertao analisa a experincia do cultivo orgnico de hortalias no Municpio de Guaraciaba do Norte. A produo ecolgica por parte de pequenos produtores que utilizam os princpios da agricultura orgnica, situa-seno mbito agroecolgico como uma ferramenta que viabiliza este paradigma e que est dentro de sua filosofia e princpios. O presente trabalho analisou sustentabilidade em seus aspectos econmicos, ambientais e sociais do cultivo de hortalias orgnicas.

Dessa forma, foi verificado se a agricultura orgnica atende a trs condies bsicas do desenvolvimento sustentvel: ser ambientalmente sustentvel, ser socialmente justo e economicamente vivel. Assim, o problema da pesquisa consistiu em verificar se o cultivo orgnico em relao ao convencional uma alternativa vivel para a melhoria da qualidade de vida do pequeno produtor rural. Busca-se mediante os objetivos, confrontar a hiptese de que esta forma alternativa de cultivo atende melhor aos aspectos da sustentabilidade em relao ao modo convencional.

1 Entenda-se como agricultura familiar unidades nos quais a gesto. o trabalho e a propriedade dos principais meios de produo pertencem ao prprio, com trabalho familiar superior ao contratado (KSTER, 2004).

XLV CONGRESSO DA SOBER "Conhecimentos para Agricultura do Futuro"

Londrina, 22 a 25 de julho de 2007,

Sociedade Brasileira de Economia, Administrao e Sociologia Rural

4

Este estudo foi desenvolvido no Municpio de Guaraciaba do Norte, escolhid