Apostila de Contabilidade

  • View
    35

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Apostila de Contabilidade

  • 1. BREVE HISTRICO DA CONTABILIDADE

    A histria da Contabilidade to antiga quanto prpria Histria da Civilizao, estando presa s primeiras manifestaes humanas da necessidade social de proteo posse, alm de perpetuao e interpretao dos fatos ocorridos com o objeto material de que o homem sempre disps para alcanar os fins propostos. Essa histria est revestida de fatos que demonstram uma evoluo muito lenta no tempo, prendendo-se em suas manifestaes primeiras, exclusivamente, prpria histria das Contas, ou seja, fazer daquilo que se tem ou daquilo que dever ser entregue a terceiros. Foi o pensamento do futuro que levou o homem aos primeiros registros a fim de que pudesse conhecer as suas reais possibilidades de uso, de consumo, de produo, etc. Com o surgimento das primeiras administraes particulares aparecia a necessidade de controle que no poderia ser feito sem o devido registro, a fim de que se pudesse prestar conta da coisa administrada. medida que o homem comeava a possuir maior quantidade de valores, preocupava-lhe saber quanto poderiam render e qual a forma mais simples de aumentar as suas posses; tais informaes no eram de fcil memorizao quando j em maior volume, requerendo registros.

    1.1. Para que serve a Contabilidade? A Contabilidade surgiu na pr-histria. Provavelmente desde o primeiro momento em que o Homem se tornou proprietrio de alguma coisa, j utilizou algum sistema de controle. O primeiro contador foi um Pithecantrophus Erectus. Comeou no dia em que um pastor da pr-histria ficou na dvida se tinha conseguido trazer de volta todas as suas ovelhas de volta para o curral. Ento, ele teve uma idia. Toda manh quando elas iam saindo, ele ia colocando uma pedrinha num buraquinho. Quando elas iam voltando, ele ia tirando pedrinha. Se sobrasse pedrinha, porque tinha faltado ovelha e ele ento voltava para procurar. Assim, de uma forma bem genrica, podemos dizer que a contabilidade tem por finalidade controlar o patrimnio de algum a fim de auxiliar as tomadas de decises. Isto contabilidade. Comeou na pr-histria, mas no parou por a. Na bblia, no evangelho de So Lucas (14:28-29), se fala de contabilidade como uma forma de bom senso: Pois qual de vs, pretendendo construir uma torre, no se assenta primeiro para calcular a despesa?. muito importante que saibamos que a contabilidade est presente em nosso dia a dia, mesmo entre aqueles que dizem no se utilizar dela. Desde uma pessoa fsica at uma grande empresa, na hora de tomarmos decises que envolvam dinheiro sempre recorremos contabilidade. Por exemplo, sempre calculamos nossos gastos mensais quando planejamos comprar algo. O dono de uma pequena mercearia pode no utilizar a contabilidade formal, ensinada nas escolas, porm certamente ele tambm possui seus controles, mesmo que em um pedao de papel qualquer, ele tem tudo anotado, quanto ele vendeu e quanto recebeu. Assim percebemos que a contabilidade nada mais do que um sistema de informaes que serve para auxiliar a tomada de deciso. A comunicao de qualquer informao segue, necessariamente, o seguinte esquema: EMISSO TRANSMISSO INTERPRETAO necessrio codificar a informao, transmiti-la e interpret-la adequadamente. Se qualquer uma das etapas da comunicao no se realizar, no ter havido comunicao. Por exemplo, se uma carta corretamente escrita, adequadamente transportada e no entendida, no houve a transmisso da informao. O mesmo ocorre se ela no for escrita ou se for extraviada pelo correio. Podemos entender isso em relao contabilidade. Digamos que o emissor seja o contador, o receptor o administrador e que a mensagem so os relatrios contbeis. Se o

    UNIDADE I - INTRODUO

  • contador simplesmente entregar a mensagem para o administrador sem interpret-la, ele provavelmente no poder utiliz-la. Perde-se o sentido gerencial da contabilidade. Como principal conseqncia dessa falta de comunicao entre as partes tem-se a desvalorizao do trabalho do contador, pois medida que o administrador no entende o que o contador diz, ele no consegue ver utilidade em suas informaes. A empresa contrata um contador somente por que a lei manda, porm suas informaes gerenciais so fornecidas por consultores que, s vezes apenas com uma noo de contabilidade, repassam as informaes contbeis j traduzidas. Ao invs de nmeros, de um balano extenso, o contador poderia fazer grficos da situao real da empresa. Um efeito visual bem mais fcil de ser captado. H caractersticas do profissional de contabilidade que devem ser repensadas, caso ele deseje modificar esta situao. Por exemplo, o contador trabalha sempre muito isolado, tendo pouco contato com outras pessoas, s vezes nem conhece o diretor da empresa a que presta servios, fazendo somente a parte burocrtica. Muitas vezes o contador no sabe se comunicar bem, usa uma linguagem de difcil entendimento, criando uma imagem distorcida da contabilidade, de dificuldade e complicao. Alguns contadores se prendem a conceitos antigos, priorizando somente os registros dos fatos contbeis. Fazem uma contabilidade voltada para o passado, como se o nico objetivo desta fosse calcular impostos. Para se ter uma idia do tamanho deste equvoco, observe-se que a utilizao dos relatrios contbeis para clculo do imposto veio a surgir no sculo XX, a partir da dcada de 20 nos Estados Unidos. A empresa fazia a contabilidade para ela, para a prpria empresa utilizar os nmeros para controle, para se gerenciar. E o fisco americano comeou a ver que aquele sistema era interessante e que dava uma boa dica de como calcular qual o imposto mximo que a empresa poderia pagar. E a comeou a usar aqueles relatrios. O contador deve se conscientizar do seu papel na empresa, no se prendendo apenas a registros e relatrios, tendo uma viso ampla, visando o aprimoramento, buscando sempre projetar o que acontecer na empresa em um futuro prximo, a fim de que se possa ter um planejamento eficiente de atividades de acordo com os objetivos da empresa.

    2. CONCEITO, OBJETO E USURIOS DA CONTABILIDADE

    2.1 Conceito

    A palavra contabilidade deriva do latim computare (contar, computar, calcular).

    A Contabilidade...

    l Controla o patrimnio das entidades.

    l Apura o resultado das entidades.

    l Presta informaes sobre o patrimnio.

    a cincia que estuda e pratica as funes de orientao, controle, registro e interpretao relativas administrao econmica.

    Contabilidade cincia social Objeto patrimnio da entidade Objetivo fornecer aos usurios informaes sobre aspectos de natureza econmica, financeira e fsica do patrimnio e suas mutaes, como suporte tomada de decises.

  • Objeto = Assunto do qual Finalidade = Objetivo

    trata a contabilidade

    A Contabilidade o instrumento que fornece o mximo de informaes teis para a tomada de decises dentro e fora da empresa. Ela muito antiga e sempre existiu para auxiliar as pessoas a tomarem decises. Com o passar do tempo o governo comea a utilizar-se dela para arrecadar impostos e a torna obrigatria para a maioria das empresas. Ressaltamos, entretanto que a Contabilidade no deve ser feita visando basicamente a atender s exigncias do governo, mas, em auxiliar a tomada de deciso. Todas as movimentaes possveis de mensurao monetria so registradas pela Contabilidade, que, em seguida, resume os dados registrados em forma de relatrios e os entrega aos interessados em conhecer a situao da empresa. Esses interessados, atravs de relatrios contbeis, recordam os fatos acontecidos, analisam os resultados obtidos, as causas que levaram queles resultados e tomam decises em relao ao futuro. Veja alguns conceitos de Contabilidade: Contabilidade a cincia que estuda e pratica as funes de orientao, de controle e de registro relativas administrao econmica. Conceito oficial formulado no 1 Congresso Brasileiro de Contabilistas, realizado no Rio de Janeiro, de 17 a 27 de agosto de 1924. A Contabilidade , objetivamente, um sistema de informao e avaliao destinado a prover seus usurios com demonstraes e anlises de natureza econmica, financeira, fsica e de produtividade, com relao entidade objeto de contabilizao. Pronunciamento do Instituto Brasileiro de Contadores (IBRACON), aprovado pela Comisso de Valores Mobilirios atravs da Deliberao CVM n 29/86. A contabilidade uma cincia que permite, atravs de suas tcnicas, manter um controle permanente do Patrimnio da empresa. Osni Moura Ribeiro, Livro de Contabilidade Bsica. a cincia (ou tcnica, segundo alguns) que estuda, controla e interpreta os fatos ocorridos no patrimnio das entidades, mediante o registro, a demonstrao expositiva e a revelao desses fatos, com o fim de oferecer informaes sobre a composio do patrimnio, suas variaes e o resultado econmico decorrente da gesto da riqueza patrimonial. Hilrio Franco, Livro de Contabilidade geral.

    CONTABILIDADE (CINCIA)

    OBJETO (MATRIA)

    OBJETIVO (MEIO)

    FINALIDADE (FIM)

    CONTROLAR O PATRIMNIO

    FORNECER INFORMAES

    PATRIMNIO

  • Outras informaes importantes

    Azienda uma palavra italiana que deriva de agenda, e etimologicamente significa coisa a fazer, em geral, negcios, ocupaes, afazeres: complexo de obrigaes, bens materiais e direitos que constituem um patrimnio, representado em valores ou como objeto de apreciao econmica, considerado juntamente com a pessoa natural ou jurdica que sobre ele poderes de administrao e disponibilidade.

    2.2 Objeto, objetivo e finalidade da Contabilidade O objeto da Contabilidade o Patrimnio das entidades econmico-administrativas. O objetivo da Contabilidade permitir o estudo e controle dos fatos, decorrentes da gesto do patrimnio das entidades econmico-administrativas. A principal finalidade da Contabilidade permitir a obteno de informaes econmicas e financeiras acerca da entidade. As infor