Apostila Epistemologia

  • Published on
    12-Oct-2015

  • View
    8

  • Download
    0

Embed Size (px)

Transcript

  • por Sergio Navega, Publicaes Digitais Intelliwise

    Epistemologia e F i losofia

    Um filsofo em seu "laboratrio"

  • Epistemologia e Filosofia Publicaes Digitais Intelliwise

    Este documento foi originalmente publicado como material didtico de um dos seminrios quecompe o "Curso de Formao Crtica de Analistas do Conhecimento". Esta verso foiespecialmente formatada para ser distribuda atravs das Publicaes Digitais Intelliwise. Algunsdos tpicos desenvolvidos neste material podem ficar um pouco obscuros, j que foramoriginalmente concebidos como suporte para uma exposio oral de mais de 3 horas. Se tiverqualquer dvida, durante o Perodo de Acesso deste material voc poder fazer quantas perguntasquiser ao instrutor. Para imprimir este material, use papel em formato carta.

    2000, 2002 Sergio Navega, Intelliwise ResearchEdio original de Abril de 2000

    1a. Edio Digital em Agosto de 2002

    Nenhuma parte deste material pode ser copiada, armazenada outransmitida por quaisquer que sejam os meios sem prvia autorizaopor escrito da Intelliwise Research and Training. Voc pode imprimireste material para uso pessoal. Se quiser utilizar partes deste materialpara finalidades didticas, consulte-nos para obter permisso. O autoresforou-se para produzir um material livre de erros e defeitos. Noentanto, nem o autor nem a Intelliwise Research podero serresponsabilizados pelo uso que se fizer das informaes aqui contidas.

    Em caso de dvidas sobre alguns dos pontos deste material, voc pode contatar Sergio Navegaatravs do E-mail: snavega@attglobal.net. No se esquea de citar o ttulo do slide sobre o qualvoc quer explicaes. A home page de Sergio http://www.intelliwise.com/snavega

    Para maiores informaes sobre outrasPublicaes Digitais Intelliwise veja esta pgina

    http://www.intelliwise.com/digital

    Este seminrio pode ser proferido para um grupo fechadoem sua empresa. Acesse a pgina abaixo para mais informaes

    http://www.intelliwise.com/seminars

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 1

    Epistemologia e Fi losofiaContedo

    In t roduoConhec imento, Crenas, Just i f icao

    Alguns F i lsofos da Idade MdiaEmpi r ismo e Rac iona l ismo

    Hume, Locke, Descartes, Kant

    O Raciocn io Indut ivoE lementos Fundamenta isFormatos Tp icosCr t icas e ParadoxosDefendendo a Induo

    Fi losof ia do Sculo XXPeirce, Vygotsky, Sear le, Dennet t

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 2

    EpistemologiaA Fi losof ia do Conhecimento

    Estudo das razes que ex is tem para supor tar ascrenas (bel ie fs) que temos

    Epis temolog ia , em um de seus sent idos, normat iva, preocupa-se em aval iar se f izemos bemou mal a cr iao de nossas crenas

    - Just i f icao e suas estruturas- Conhec imento (crenas justi f icadas verdadeiras)- Aval iao metodolgica (c incia, cet ic ismo)- Or igens

    - Sensao- Memr ia- In t rospeco- Razo

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 3

    Um Fest ival de "ismos"

    AssociacionismoPosit iv ismo LgicoCartesianismoEliminativismo Material istaVital ismoDual ismoBehavior ismoPragmat ismoFuncional ismoObjet iv ismoMonismoInterpretivismoFenomenologismoHumanismoReal ismoEpi fenomenal ismoMaterial ismoFisical ismoOperacional ismoNihi l ismoNatural ismoReducionismoEmergent ismoEstruturalismo, etc, etc, etc

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 4

    Noes Associadas a Conhecimento

    Conhecimento

    Certeza,DvidaCetic ismo,Falibi l ismo

    CrenaModelosMentais

    JustificaoEpistemologia da

    Justi f icao

    Evidncia,Revisabilidade

    Empir ic ismo,Fi los.Cincia

    CausaoModelos

    da Cincia

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 5

    Origens do Conhecimento

    Fontes deConhecimento

    Percepo Memria

    Raciocnio

    Introspeco

    OutrasIntuio, etc

    MtodosFortes

    (Dedutivos)

    MtodosFracos

    (Indutivos)

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 6

    Tipos de Conhecimento

    Tipos deConhecimento

    De Objetos

    De ConceitosDe

    Proposies

    A Priori(inatas)

    EmpiricasPercepo,

    Testemunho

    Inferncia,Abduo

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 7

    Crena Verdadeira Just i f icada(Just i f ied True Bel ief)

    Crena Joo acredita que a neve brancaJos acredita que a neve branca

    A neve branca

    A neve branca

    Maria acredita que a neve azulada

    Crena Verdadeira ou FalsaJoana acredita que todos os polt icos sohonestos

    Crena JustificadaPode-se argumentar (baseado em outrascrenas ou em evidncias factuais) emsuporte (ou seja, acerca da validade) dacrena em questo.

    O Caso do Fundacionalismo

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 8

    Conhecimento = Crena Verdadeira Just i f icada?

    O Caso GettierEdmund Gett ier (1927 - ), paper de 3 pginas"Is Justif ied True Belief Knowledge?"

    "S sabe que p"1) p verdadeiro2) S acredita que p3) Crena de S em p just i f icada

    A definioposta emcheque

    Isto suf ic iente para CVJ? Segunto Get t ier , no

    O Caso da Ferrari - Prof. Carla acredita que um de seus alunos tem uma Ferrari - Rodrigo vem s aulas todos os dias de Ferrari - Cludia, na realidade, proprietria de uma Ferrari - Rodrigo usa o carro de um amigo - Cludia no gosta de se exibir, vem de Fusca todos os dias

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 9

    Objet iv ismo X Subjet iv ismo

    Objetivismo

    Os pe ixes tem cauda

    Constatao objetiva, a val idade ou falsidade da frase verif icvel independente do gosto, predisposio oucrena individual de quem observa

    Subjetivismo

    Peixe cr del ic ioso

    Subjet ivo, verdade da frase depende de quem faz aassero, seu estado de espr i to no momento, gostopessoal, etc.

    D i ferem no uso de noesInt rapessoais e In terpessoais

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 10

    Rene Descartes(1596 - 1650)

    O pai da Fi losofia Moderna,colocou as questesepistemolgicas no centro dessadisciplina

    Discourse on the Methodof r ight ly conduct ing one's reason and reaching thetruth in the sciences

    (1637)

    Meditat ions on First Philosophy (1641)

    Principles of Philosophy (1644)

    "Cogito Ergo Sum"Je pense, donc je suis

    Penso, logo existo

    - Alertou que os sentidos (viso, audio, etc) sofrequentemente no confiveis. Solidif icou as visesceticistas, segundo a qual frequentemente prudente noconf iar cegamente naquele que nos enganou ao menos 1vez.

    - Alguns chamam-no de 'Ctico Cartesianista'

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 11

    Racional ismo X Empir ismo

    RacionalismoDescar tes, Hobbes, Le ibn iz , Frege

    Enfatiza a importncia da razo, incluindo a intuio,minorando a inf luncia das experincias sensrias(incluindo introspeco e emoes), como fatores deobteno de conhecimento

    EmpirismoLocke, Hume, Berkeley, Stuar t Mi l l

    Enfatiza a importncia das experincias sensriascomo fonte fundamental do conhecimento humanoNada em torno de ns pode ser dito como real a noser que sua existncia possa ser inferida do quecaptamos com nossos sent idos ou em introspecoem nossos estados subjet ivos

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 12

    JohnLocke

    (1632 - 1704)

    An Essay ConcerningHuman Understanding(1690)

    Impor tanteEmpir ic is ta Br i tnico

    A mente ao nascer como uma folha de papelem branco, todas nossas idias so derivadasda experincia (Tabula Rasa)

    Empir icista em relao origem das idias

    Racional ista em relao or igem do conhecimento

    Sem a razo temos somente nossas crenas enenhum conhecimento.

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 13

    DavidHume

    (1711 - 1776)

    ImportanteEmpir icista Bri tnico

    A Treat ise of Human Nature

    An Enqui ry Concern ing HumanUnderstanding

    A forquilha de HumeRelaes Entre IdiasArgumentos demonstrat ivos (dedut ivos) descobertosmeramente pe lo pensamento

    3 x 5 = metade de 30Todos os cangurus so animais

    Raciocnio Emprico Sobre Assuntos factuaisProvavelmente verdadeiros causais, no podem serdemonstrados pelo s imples pensamento pois podem serfalsos

    O Sol va i nascer amanhAlguns homens sol te i ros colecionam f igur inhas

    Fogo e calor esto tradicionalmente relacionados. Calordecorre do fogo o que nos levaria indutivamente a achar quetodo o calor que sentirmos so originrios do fogo

    Importncia da Associao de Idias-> Crit icado por muitos f i lsofos-> Uma das bases dos sistemas conexionistas atuais

  • Publicaes Digitais Intelliwise http://www.intelliwise.com/digital 14

    Immanue lKant

    (1724-1804)

    Cri t ique of Pure Reason (1781)Inf luenciado por Hume, Kant ident i f icaum terce i ro t ipo de conhecimento, o"si