Apostila - Lingua Portuguesa

  • View
    165

  • Download
    5

Embed Size (px)

Text of Apostila - Lingua Portuguesa

POSIO DO PRONOME Antes do verbo =>Prclise =>Ele se feriu Depois do verbo =>nclise =>Ele feriu-se No meio do verbo =>Mesclise => Ele ferir-se-

PRCLISESempre certa, desde que o pronome no inicie orao nem venha aps sinal de pontuao.

X Me deu a carta. X Quando chegar, nos avise. X Aqui,se trabalha.

Deu-me. avise-nos. trabalha-se.

ATRAEM PRONOME OBLQUO Expresses negativas Advrbios Pronomes demonstrativos, indefinidos e relativos

EXEMPLOS No lhe disse tudo. Ontem se realizou uma reunio Aquilo se deu em 1978. Muitos se revoltaram. Vi o homem que te ajudou.

Conjunes subordinadasFrases exclamativas, interrogativas e optativas

Fiquei feliz quando me ligaram.Quanto te queixas! Quem me criticou? Deus te ajude!

MESCLISES com verbo no futuro do presente ou no futuro do pretrito. Comemorar-se- a vitria. Convidar-te-ia se possvel. proibida a mesclise se houver palavra exigindo a prclise.X No convidar-te-ia ainda que possvel No te convidaria

NCLISEEm incio de frase ou aps sinal de pontuao. Deu-me a carta. Quando chegar, avise-nos. Aqui trabalha-se A nclise com infinitivo no flexionado est sempre certa. Espero no enganar-me. proibida a nclise no futuro do presente, no futuro do pretrito ou no particpio.

X Enviarei-lhe o carro. X Dariam-se os prmios. X Tenho encontrado-te.

Enviar-lhe-ei Dar-se-iam Tenho-te encontrado./ Tenho te encontrado.

NAS LOCUES VERBAISLocuo verbal = verbo auxiliar + verbo principal (infinitivo, gerndio,ou particpio)Com hfen, depois do verbo => Errado se a prclise for obrigatria Solto entre dois verbos => Sempre certo Depois do verbo principal => Errado s depois de particpio

Infinitivo

Vou ver-te. Vou te ver. Vou ver-te. X Te vou ver No te vou ver. No vou te ver. No vou ver-te. X No vou-te verNo te vou vendo. No vou te vendo. No vou vendo-te. X No vou-te vendo

Gerndio Vou-te vendo. Vou te vendo. Vou vendo-te. X Te vou vendo.

Particpio Tenho-te visto. Tenho te visto X Te tenho visto. X Tenho visto-te.No te tenho visto. No tenho te visto. X No tenho-te visto. X No tenho visto-te.

PRONOMES ENCLTICOS OU MESOCLTICOSFinal em r s z+

o (os), a (as)lo (os), la (as)

desaparecem

ver + o = v-lo direi + o = dir + o + ei = di-lo-ei dizes + o = dize-lo quis + o = qui-lo diz + o = di-lo fiz + o = fi-lo

Final em

m o e

+

o (s), a (s) o (s), a (s)

m o e

+

no (s), na (s)

tem + o = tem-no pe + o = pe-no Outros finais + o (s), a (s) digo + o = digo-o

do + o = do-no sem alterao dou + a = dou-a

Final em

mos

+ +

nos

mo

nos

amamos + nos = amamo-nos vemos + nos = vemo-nos Outros finais + outros pronomes sem alterao queixais + vos = queixais-vos dais + vos = dais-vos damos + lhe = damos-lhe vemos + vos = vemos-vos

EMPREGO DA CRASECrase a fuso de dois ou mais sons voclicos iguais, fato comum na evoluo do latim para o portugus: dolore door dor sedere seer ser Assinala-se a crase com o acento grave (`) sobre o a quando houver fuso da preposio a com:

Artigo feminino a (s): Entreguei a rosa garota. Entreguei a rosa a (preposio)+ a (artigo)= garota.

Com o a de aquele (s), aquela (s), aquilo: Refiro-me queles (a + aqueles) que chegaram. Referi-me quilo (a + aquilo).

CASOS EM QUE A CRASE PODE OCORRER1. Antes de substantivo que exija artigo feminino: Aos poucos adaptei-me turma. Nota: Para confirmar o uso da crase, deve-se fazer a substituio do substantivo turma por outro masculino. Se este aparecer antecedido por ao(s) = preposio a + artigo o (s), deve-se usar crase: Aos poucos adaptei-me aos colegas.

2. Antes dos nomes de localidades que aceitam artigo feminino: Viajaremos Colmbia. (A Colmbia um pas. Venho da Colmbia) Viajaremos a Curitiba. Venho de Curitiba. (s preposio, sem o artigo feminino)

Nota: Se os substantivos aparecem modificados, deveremos usar a crase: Vou a Lisboa. (sem crase, pois no h artigo) Vou Lisboa de meus avs. modificador de Lisboa

3. Antes de numeral seguido de palavra hora: Chegava sempre s quinze horas. 4. Antes do substantivo quando se puder subentender as palavras moda, maneira: Aos sbados, vestia-se inglesa. Cabelos Machado de Assis.

5. Nas locues adverbiais, prepositivas ou conjuntivas: Partiu s pressas, com medo da polcia. Estava beira de um colapso. medida que escurecia ia ficando apavorado.

6. Antes do determinado:

vocbulo

casa,

quando

Retornou casa paterna. determinante de casa No tive tempo de ir a casa buscar o livro.

7. Antes da palavra terra, quando determinada: Voltou terra onde nascera. determinante de terra Abandonei o navio e fui a terra. (antnimo de bordo)

8. Quando o artigo feminino estiver desacompanhado do respectivo substantivo: O atleta correu da quadra de tnis de basquete. (Entenda-se: O atleta correu da quadra de tnis quadra...)

NO SE USA CRASE1. Antes de substantivos masculinos: Iremos a cavalo. 2. Antes de artigo indefinido: Foi a uma regio rida. 3. Antes de verbos: Convenceu-me a aceitar.

4. Com pronomes de tratamento. Exceo de senhoras, senhorita e dona: Remetemos a Vossa Senhoria o documento. Refiro-me senhorita Janice de Almeida. Dei o presente dona Maria. Disse senhora diretora que chegaria cedo.

5. Antes de pronomes pessoais, demonstrativos e indefinidos que no admitem o artigo feminino: Entreguei o bilhete a ela. Solicitei ajuda a qualquer pessoa. No compareceu a esta reunio.

6. Depois de preposies: Deps perante a comisso de juzes. artigo 7. Quando houver apenas a preposio, sem o artigo feminino: Nunca fui a gafieiras.

8. Na locuo a distncia, a menos que se determine a distncia: O lder assistia a tudo a distncia. O lder assistia a tudo distncia de cem metros.

Nas locues de palavras repetidas: Cara a cara Face a face Gota a gota

EMPREGO FACULTATIVO1. Antes de intimidade: nomes prprios, indicando

Ofereci este poema /a Teresa. Refiro-me /a Elizabeth Taylor com respeito.

2. Antes de possessivos: Dirigiu as ltimas palavras /a sua secretria que, envergonhada, sorriu. 3. Depois da preposio at:

Andei at a/ praa da igreja matriz.

PARTICULARIDADES DOS SUBSTANTIVOS_Plural dos Compostos 1. Somente varia o ltimo elemento de: a) Compostos sem hfen: aguardente aguardentes clarabia clarabias malmequer malmequeres

b. Compostos com os prefixos gro, gr, bel: gro-mestre gr-cruz bel-pazer gro-mestres gr-cruzes bel-prazeres

c. Compostos de verbo ou palavra invarivel + substantivo ou adjetivo: beija-flor beija-flores vice-reitor vice-reitores sempre-viva sempre-vivas

d. Compostos de palavras repetidas: tique-tique reco-reco tique-tiques reco-recos

2. Somente varia o primeiro elemento: a. Compostos ligados por preposio: copo-de-leite po-de-l boc-de-mola p-de-moleque copos-de-leite pes-de-l bocs-de-mola ps-de-moleque

b. Compostos de dois substantivos com o segundo indicando finalidade ou limitando o significado do primeiro: pombo-correio pombos-correio navio-escola navios-escola

3. Os dois elementos so flexionados em compostos de: a. substantivo + substantivo: couve-flor couves-flores redator-chefe redatores-chefes

b. adjetivo + substantivo: gentil-homem gentis-homens

c. substantivo + adjetivo:amor-perfeito amores-perfeitos

4. So invariveis: a. Compostos de verbo + advrbio:

o fala-pouco os fala-pouco o pisa-mansinho os pisa-mansinho

b. Compostos de verbos antnimos: o leva-e-traz os leva-e-traz o perde-e-ganha os perde-e-ganha

FORMAO DA VOZ PASSIVAA voz passiva mais frequentemente formada:

1. Pelo verbo auxiliar ser seguido do particpio do verbo principal (passiva analtica):O menino conduzido por seus pais. O homem foi sempre atormentado pelas dores. Todos os livros foram lidos pelos alunos. Foi inaugurada a sede da nova prefeitura.

Na passiva analtica o verbo pode vir acompanhado de agente da passiva, podendo ocorrer tambm outros verbos como auxiliares: A cidade estava sitiada pelos inimigos. O livro est sendo lido pelo garoto. Raquel ficou arrasada com as palavras do namorado.

2. Por meio de um pronome apassivador (voz passiva pronominal ou sinttica): Viam-se pessoas por toda a parte. Vendem-se apartamentos. Organizou-se uma excurso ao Vale do Paraba.

TRANSFORMAO DA VOZ ATIVA NA PASSIVAPode-se mudar a voz ativa para a passiva sem modificar o sentido da orao: A imobiliria vendeu todos os apartamentos. Todos os apartamentos foram vendidos pela imobiliria.

Nota: O objeto direto passa a sujeito da passiva; o sujeito da ativa torna-se agente da passiva e o verbo ativo assume a forma passiva: Os alunos estudam as lies. (ativa) As lies so estudadas pelos alunos. (passiva)

Eu o vi ontem. (ativa) Ele foi visto por mim ontem. (passiva)Todos te amaram. (ativa) Tu foste amado por todos. (passiva)

REGNCIAS Regncia VerbalA regncia verbal estuda as relaes dos verbos com seus complementos, que podem vir diretamente ligados a eles, ou, indiretamente, por meio de preposies. No se pode falar em regncia verbal sem discutir os tipos de verbos.

INTRANSITIVO o verbo que no precisa de nenhum complemento, pois sua significao apresenta-se completa: A menina chorava. O verbo chorar tem sentido completo. Se eu quiser, poderei acrescentar outras informaes ou circunstncias, que enriquecem minha afirmao, mas no so necessrias para seu sentido:

A menina chorava, ontem, muito triste, por causa da nova paixo que sentia. Choveu. (sentido completo) Choveu muito, ontem, noite, em So Paulo. Acrescentamos vrias circunstncias ideia de choveu: intensidade, tempo e lugar.

Veja-se: Escrevi uma carta namorada. Escrevi precisa dos complementos que lhe seguem para que tenha sentido completo. Temos, ento, o verbo transitivo: TRANSITIVO aquele que precisa de um termo que lhe complete o significado.

Esse termo se chama objeto direto (sem preposio) e objeto indireto (com preposio): A professora deu um presente (objeto direto sem prepos.) ao menino inteligente (objeto indireto com prepos.: a + o = ao).

TRANSITIVO DIRETO o verbo que se liga a seu complemento sem a presena de preposio. A relao verbo/complemento estabelece-se de forma direta. Temos o objeto direto: (ncleo) Na fazenda, vimos (V.T.D.) as mais diversas espcies de animais.(O.D) Havia (V.T.D) uma casa (ncleo) muito antiga (O.D) bem no centro da fazenda.

TRANSITIVO INDIRETO Tem o sentido completado por um termo que se liga a ele por meio de preposies. A relao verbo/complemento indireta. A esse complemento d-se o nome de objeto indireto.

A maior parte das decises de nossa vida dependem de ns. (objeto indireto com preposio de) Os homens gostam de boa tranquilidade.(objeto indireto com preposio de) Fanticos torcedores assistiram a todos os jogos da copa. (objeto indireto com preposio a)

Nota: Se o objeto for um pronome oblquo tono, a preposio no aparecer: Perguntaram-lhe a idade. (Perguntaram a ele a idade). Ofereceram-me presentes. (Ofereceram a mim presentes).

TRANSITIVO DIRETO E INDIRETO Tem o sentido completado por dois termos, ao mesmo tempo; um diretamente, sem preposio, e outro por meio de preposies (indiretamente), apresentando um objeto direto e um indireto: Oferecemos (V.T.D.I.) belos prmios (O.D) aos participantes da solenidade (O.I). Ela queria dar (V.T.D.I) uma festa (O.D) aos heris(O.I) da cidade.

VERBO DE LIGAO Os verbos transitivos e intransitivos trazem sentido por si mesmos, enquanto o verbo de ligao serve apenas como elemento de unio entre o sujeito e seu predicativo. So os principais verbos de ligao: ser, estar, parecer, continuar, tornar-se, ficar, permanecer, etc.

O menino (s.) alegre (p.s.). O menino (s.) est alegre (p.s.). O menino (s.) parece alegre (p.s.). O menino (s.) continua alegre (p.s.). O menino (s.) fica alegre (p.s.). O menino (s.) tornou-se alegre (p.s.).

NOTA: Os verbos ficar, estar, permanecer podem ser usados como verbo de ligao ou como intransitivos. Como intransitivos exigem para completar o sentido termos que indiquem circunstncias de lugar. Os alunos ficaram cansados (p.s.) Os alunos ficaram em casa (adj. adverbial de lugar)

Ela permanecia triste (p.s.) Ela permanecia no hospital (adj. adverbial de lugar)

O professor estava preocupado (p.s.) O professor estava no jardim (adj. adverbial de lugar)

ALGUMAS PARTICULARIDADES EM REGNCIA: 1. H verbos intransitivos que, em determinados contextos, exigem um complemento que indica circunstncia de lugar: Os homens saam de casa, muito cedo. Ns entramos no escritrio exatamente s oito horas.

2. Alguns verbos transitivos empregados como intransitivos: _ Voc ama (V.T.D.) seu marido? Quem ama (V.I.) no mata (V.I.)

podem

ser

Ns ouvimos (V.T.D.) uma belssima sinfonia. Oua (V.I.) com bastante ateno.

3. Existem verbos intransitivos que podem ser usados transitivamente: Viver (V.I.) bem uma arte. Ele vive (V.T.D.) uma vida de rei. A garota chorava (V.I.) demais. A menina chorou (V.T.D.) demais a morte do coelhinho.

4. S os verbos transitivos diretos admitem voz passiva: A padaria vendia todo tipo de mercadoria. Todo tipo de mercadoria era vendido pela padaria. Vimos muitos assaltos na cidade. Muitos assaltos foram vistos (por ns)na cidade.

NOTA: Existem gramticos que aceitam a voz passiva de alguns transitivos indiretos, tais como: pagar, obedecer, desobedecer, perdoar, etc., alegando uso de linguagem coloquial. Todos devem obedecer lei. A lei obedecida por todos. Perdoamos aos nossos inimigos. Os nossos inimigos so perdoados

ALGUNS VERBOS E SUAS REGNCIAS 1. Aspirar a) sorver, respirar (t.d.) Teresa gostava de aspirar o perfume das flores.

b) desejar, pretender (t.i.). Preposies a ou por: Ricardo sempre aspirou presidncia da firma. Todos aspiram a melhores condies de vida.

Observao: Nesta acepo no se admite a forma lhe(s), que substituda por a ele(s), a ela(s). Ele aspirava chefia do setor. Ele aspirava a ela.

2. Assistir: a) presenciar, ver (t.i.). Preposio a: Vou assistir hoje ao jogo decicivo. O filme a que assisti foi muito bom. Observao: Esse verbo nessa acepo no admite a forma lhe(s), que substituda por a ele(s), a ela(s).

b) socorrer, ajudar, prestar assistncia (t.d) A irm assistia carinhosamente o doente. Observao: Ocorre comumente tambm a regncia como transitivo indireto: O mdico assistia ao doente objeto indireto

c) morar, residir, habitar (intransitivo com a preposio em): O presidente assistia, na poca, em Braslia. d) ser de direito de, caber (t.i.). Admite a forma pronominal lhe(s): Voc julga que lhe assiste o direito de perseguir seu semelhante? Assiste-lhe o direito de defender-se.

3. Chamar: a) convocar, fazer, vir (t.d.) O amigo chamou-o e lhe disse tudo. Eu sei que de noite, quando ele me chamar, irei.(Clarice Lispector). NOTA: Pode ser intransitivo: Chamei vrias vezes, mas ningum atendeu.

b) apelidar, dar nome, qualificar. Admite vrias construes: b.1)Com objeto direto + predicativo do objeto: Pedro chamou-o desonesto. b.2) Com objeto direto + predicativo do objeto precedido da preposio de: Pedro chamou-o de desonesto.

b.3) com objeto indireto + predicativo do objeto indireto: Pedro chamou-lhe desonesto. b.4) com objeto indireto + preposio de + predicativo do objeto indireto: Pedro chamou-lhe de desonesto. Preferncia:Chamei-o desonesto.(objeto direto + predicativo do objeto direto)

4. Custar

a) ser difcil: deve-se usar apenas na 3 pessoa do singular: Custa-me pouco concordar com sua opinio. Custa-me muito acreditar em voc agora.b) causar, provocar (t.d.i.) O sacrifcio custou-lhe duras penas, mas resistiu at o fim.

5. Esquecer, lembrar Admite trs regncias: a) Esqueci os livros. (sujeito: eu; objeto direto: os livros). b) Esqueci-me dos livros. (sujeito: eu; objeto indireto: dos livros).

c) Esqueceram-me os livros. (sujeito: os livros; objeto indireto: me) Nota: A mesma regncia vale para lembrarse, lembrar a) Lembrei o fato -> objeto direto b) lembrei-me do fato-> objeto indireto c) Lembrou-me o fato-> sujeito

6. Informar

a) dar informao, avisar; o. direto (pessoa); o. indireto (coisa): Se tivesse sabido disso teria informado os amigos do fato.b) pode ocorrer o. direto (coisa) e o. indireto (pessoa): J tive muitas oportunidades de lhe informar que j desisti dessa briga.

c) dar informe ou parecer (t.d.) desgastante ter que estar informando processos ridos.

sempre

Nota: Seguem a mesma regncia: avisar, comunicar, noticiar, cientificar, notificar, certificar.

7. Namorar (t.d.) Nota: No admite regncia com. Assim, jamais poderemos afirmar: Errado: Pedro namora com aquela bela garota. Correto: Pedro namora aquela bela garota.

8. Necessitar (t.i. ou t.d.) Necessitava de auxiliares para o trabalho.

Necessitava

muito

tempo

e

pacincia.

9. Obedecer e Desobedecer (t.i.) Eu sempre lhe obedeci. Obedecendo a um velho hbito, abri a gaveta. (G. Ramos) Os bons filhos no so acostumados a desobedecer aos pais. Desobedecer aos preceitos sociais uma atitude de rebeldia do jovem.

10. Pagar a) pede objeto direto da coisa e objeto indireto da pessoa: O garoto pagou-lhe o prejuzo. b) expiar (t.d.) Ele foi condenado a pagar o crime.

11. Pedir (t.d. i. com preposio a) O menino pediu a ela dinheiro emprestado. O rapaz queria pedir-lhe a mo, em casamento. Deveria a todos indenizao moral pelo vexame.

12. Perdoar Pede objeto direto da coisa e objeto indireto da pessoa: Devemos perdoar-lhe anteriores. todas as ofensas

13. Precisar Aceita, indiferentemente, objeto direto ou objeto indireto: Preciso de um voluntrio para a misso. Preciso um voluntrio para a misso. Nota: No sentido de determinar com preciso transitivo direto: Precisei com ateno o alvo.

14. Preferir transitivo direto e indireto: Preferir alguma coisa a outra. Ele preferia o estudo ao divertimento. Nota: Pode ser transitivo direto no sentido de dar primazia, escolher: No podendo lutar, preferiu a morte. (Machado de Assis)

15. Querer a) desejar, ter vontade (t.d.) Eu s quero as trs mulheres do sabonete Arax. (Manuel Bandeira) Ele queria a mais linda de todas as mulheres da cidade: Letcia Miranda.

b) ter amizade, amar (t.i.) Confessou que queria muito ao filho. (Anbal Machado)

16. Simpatizar e Antipatizar (transitivos indiretos + prepos. com) Ela jamais conseguiu simpatizar com homem algum em toda a vida. Antipatizar com algum uma coisa que no depende de ns.

17. Visar a) apontar arma, dar o visto em, rubricar (t.d.) O comandante visou o alvo e atirou. Visou todos os passaportes e entregou-os ao rapaz.

b) ter finalidade, desejar, pretender (t.i.) Pedro Amrico visava ao bem comum. O ministro visava a uma melhor distribuio rendas.

de

REGNCIA NOMINALExistem substantivos, adjetivos e advrbios que aparecem acompanhados de preposies e, muitas vezes, admitem at mais de um tipo de regncia o que acaba complicando um pouco. O ideal, nesses casos, consultar um bom dicionrio de regimes e regncia.

1. Acostumado a, com O homem se acostuma a obstculos durante a vida toda. lutar contra

As pessoas nunca se acostumam com aquilo que as desagrada.

2. Afvel a, com, para com Marina era sempre muito afvel com toda a vizinhana. Era a primeira aluna, afvel para com todos que dela se aproximavam. O jri mostro-se afvel s atitudes de humildade do ru.