Apostila_.. Portugues Concurso

  • View
    930

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of Apostila_.. Portugues Concurso

Acordo Ortogrfico

Assinado em Lisboa, em 16 de dezembro de 1990, por Portugal, Brasil, Angola, So Tom e Prncipe, Cabo Verde, Guin-Bissau, Moambique e, posteriormente, por Timor Leste. Ele no elimina todas as diferenas ortogrficas observadas nos pases que tm a lngua portuguesa como idioma oficial, mas um passo em direo pretendida unificao ortogrfica desses pases.

Mudanas no alfabeto

O alfabeto passa a ter 26 letras. Foram reintroduzidas as letras k, w e y. O alfabeto completo passa aser:A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z.As letras k, w e y, so usadas em vrias situaes. a) na escrita de smbolos de unidades de medida: km(quilmetro), kg (quilograma), W (watt); b) na escrita de palavras e nomes estrangeiros (e seus derivados):show, playboy, playground, windsurf, kung fu, yin, yang, William, kaiser, Kafka, kafkiano.

TREMANo se usa mais o trema (), sinal colocado sobre a letra u para indicar que ela deve ser pronunciada nosgrupos gue, gui, que, qui.

COMO ERA COMO FICAagentaraguentarargir arguirbilnge bilnguecinqenta cinquenta

Ateno: o trema permanece apenas nas palavras estrangeiras e em suas derivadas. Exemplos: Mller,mlleriano.

Mudanas nas regras de acentuao1. No se usa mais o acento dos ditongos abertos i e i das palavras paroxtonas (palavras que tm acentotnico na penltima slaba).

COMO ERA COMO FICAalcalide alcaloidealcatia alcateiaandride androideapia (verbo apoiar) apoiaapoio (verbo apoiar) apoioparanico paranoicoplatia plateiatramiatramoia

Ateno: essa regra vlida somente para palavras paroxtonas. Assim, continuam a ser acentuadas aspalavras oxtonas terminadas em is, u, us, i, is. Exemplos: papis, heri, heris trofu, trofus.

2. Nas palavras paroxtonas, no se usa mais o acento no i e no u tnicos quando vierem depois de umditongo.

COMO ERA COMO FICABaica baiucaBocaiva bocaiuvacaula cauilafeira feiura

Ateno: se a palavra for oxtona e o i ou o u estiverem em posio final (ou seguidos de s), o acentopermanece. Exemplos: tuiui, tuiuis, Piau.

3. No se usa mais o acento das palavras terminadas em em e o(s).

COMO ERA COMO FICAAbeno abenooCrem creemDem deemDo dooEnjo enjooLemleem

4. No se usa mais o acento que diferenciava os pares pra/para; pla(s)/ pela(s); plo(s)/pelo(s), plo(s)/polo(s) e pra/pera.

Ateno: Permanece o acento diferencial em pde/pode. Pde a forma do passado do verbopoder (pretrito perfeito do indicativo), na 3 pessoa do singular. Pode a forma dopresente do indicativo, na 3 pessoa do singular.Exemplo: Ontem, ele no pde sair mais cedo, mas hoje ele pode. Permanece o acento diferencial em pr/por. Pr verbo. Por preposio. Exemplo: Vou pr o livrona estante que foi feita por mim. Permanecem os acentos que diferenciam o singular do plural dos verbos ter e vir, assim como de seusderivados (manter, deter, reter, conter, convir, intervir, advir etc.). Exemplos:Ele tem dois carros. / Eles tm dois carros.Ele vem de Sorocaba. / Eles vm de Sorocaba.Ele mantm a palavra. / Eles mantm a palavra.Ele convm aos estudantes. / Eles convm aos estudantes.Ele detm o poder. / Eles detm o poder.Ele intervm em todas as aulas. / Eles intervm em todas as aulas.

facultativo o uso do acento circunflexo para diferenciar as palavras forma/frma. Em alguns casos, ouso do acento deixa a frase mais clara. Veja este exemplo: Qual a forma da frma do bolo?5- No se usa mais o acento agudo no u tnico das formas (tu) arguis, (ele) argui, (eles) arguem, dopresente do indicativo dos verbos arguir e redarguir.6- H uma variao na pronncia dos verbos terminados em guar, quar e quir, como aguar, averiguar,apaziguar, desaguar, enxaguar, obliquar, delinquir etc. Esses verbos admitem duas pronncias em algumasformas do presente do indicativo, do presente do subjuntivo e tambm do imperativo. Veja:a) se forem pronunciadas com a ou i tnicos, essas formas devem ser acentuadas. Exemplos: verbo enxaguar: enxguo, enxguas, enxgua, enxguam; enxgue, enxgues, enxguem. verbo delinquir: delnquo, delnques, delnque, delnquem; delnqua, delnquas, delnquam.b) se forem pronunciadas com u tnico, essas formas deixam de ser acentuadas. Exemplos (a vogalsublinhada tnica, isto , deve ser pronunciada mais fortemente que as outras): verbo enxaguar: enxaguo, enxaguas, enxagua, enxaguam; enxague, enxagues, enxaguem. verbo delinquir: delinquo, delinques, delinque, delinquem; delinqua, delinquas, delinquam.Ateno: no Brasil, a pronncia mais corrente a primeira, aquela com a e i tnicos.

Uso do hfen.

1. Com prefixos, usa-se sempre o hfen diante de palavra iniciada por h. Exemplos:anti-higinico anti-histrico co-herdeiro macro-histria mini-hotel.

Exceo: subumano (nesse caso, a palavra humano perde o h).

2. No se usa o hfen quando o prefixo termina em vogal diferente da vogal com que se inicia o segundo elemento.Exemplos:Aeroespacial; agroindustrial; anteontem; antiareo ;antieducativo;.

Exceo: o prefixo co aglutina-se em geral com o segundo elemento, mesmo quando este se inicia por o:coobrigar, coobrigao, coordenar, cooperar, cooperao, cooptar,

No se usa o hfen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento comea por consoantediferente de r ou s.

Exemplos:anteprojeto/ antipedaggico/ autopea/ autoproteo/ coproduo/

Ateno: com o prefixo vice, usa-se sempre o hfen. Exemplos: vice-rei, vice-almirante No se usa o hfen quando o prefixo termina em vogal e o segundo elemento comea por r ou s. Nessecaso, duplicam-se essas letras. Exemplos:Antirrbico; antirracismo; antirreligioso; antirrugas; antissocial; Biorritmo;.

Quando o prefixo termina por vogal, usa-se o hfen se o segundo elemento comear pelamesma vogal. Exemplos:anti-ibrico anti-imperialista anti-inflacionrio anti-inflamatrio auto-observao

Quando o prefixo termina por consoante, usa-se o hfen se o segundo elemento comear pela mesmaconsoante. Exemplos:hiper-requintado inter-racial inter-regional

Ateno: Nos demais casos no se usa o hfen. Exemplos: hipermercado, intermunicipal, superinteressante, superproteo. Com o prefixo sub, usa-se o hfen tambm diante de palavra iniciada por r: sub-regio, sub-raa etc. Com os prefixos circum e pan, usa-se o hfen diante de palavra iniciada por m, n e vogal: circum-navegao,pan-americano etc.Quando o prefixo termina por consoante, no se usa o hfen se o segundo elemento comear por vogal.Exemplos:Hiperacidez; hiperativo; interescolar; interestadual; interestelar; Com os prefixos ex, sem, alm, aqum, recm, ps, pr, pr, usa-se sempre o hfen.Exemplos:alm-mar; alm-tmulo; aqum-mar; ex-aluno; ex-diretor; ex-hospedeiro;

Deve-se usar o hfen com os sufixos de origem tupi-guarani: au, guau e mirim. Exemplos: amor-guau,anaj-mirim, capim-au.

Deve-se usar o hfen para ligar duas ou mais palavras que ocasionalmente se combinam, formandono propriamente vocbulos, mas encadeamentos vocabulares. Exemplos: ponte Rio-Niteri, eixo Rio-SoPaulo.

No se deve usar o hfen em certas palavras que perderam a noo de composio. Exemplos:a. Girassol; madressilva; mandachuva ;paraquedas; paraquedista ;pontap.

ORTOGRAFIA; FONTICA E FONOLOGIAFontica, Fala e Lngua.Fontica o estudo dos sons falados.Som e FonemaO som um fenmeno fsico, com certo nmero de caractersticas distintivas. Fonemas so unidades sonoras mnimas capazes de estabelecer diferenas no significado das palavras.Observe alguns pares de palavras:Fora/forca babe/beba coca/cola/cloacaRua/Lua/Tua torta/morta/portaCada uma dessas palavras guarda um significado:babe - do verbo babar, significa cuspir o lquido pela boca.beba - do verbo beber, significa ingerir o lquido pela boca.Como se v, a mudana de um fonema acarreta uma nova palavra. As letras so as representaes grficas dos fonemas. Letra e fonema no so a mesma coisa!s vezes, pode haver uma coincidncia, como nos pares de palavras acima. Outras vezes no.Examine os exemplos:Beba 4 letras ( b-e-b-a) e 4 fonemas ( pronunciamos 4 sons)Vez 3 letras (v-e-z) e 3 fonemas ( pronunciamos 3 sons)Amanh 6 letras (a-m-a-n-h-) e 5 fonemas (a-m-a-nh-)Carro 5 letras (c-a-r-r-o) e 4 fonemas (c-a-rr-o)Examine os seguintes casos:a- Uma letra representando fonemas diferentes: casa, sacola/ enxame, exame, prximo, txi, etc.b- Letras diferentes representando o mesmo fonema: espao, prximo, sapo/ casa, exame, etc.c- Uma letra representando mais de um fonema: oxignio, oxtona, etc.d- Duas ou mais letras representando um fonema: inchado, carro, guerra, etc.e- Uma letra no representa som algum: humilde, hora, etc.CLASSIFICAO DOS FONEMASOs fonemas da lngua portuguesa classificam-se em vogais, semivogais e consoantes.VogaisSo fonemas sonoros produzidos por corrente de ar vibrante, com passagem livre pela boca. A vogalconstitui o fonema central de toda slaba. No h slaba sem vogal.Classificao das vogaisTemos apenas cinco letras vogais: a, e, i, o, u. Mas podemos citar 12 fonemas vogais na lnguaportuguesa.- Vogais orais: a, , , i, ,,u gado, mel, medo, girar, jil, lobo, lupa- Vogais nasais: , e, i, , u amanh, lento, lindo, monstro, mundo.- Vogais abertas: a, , massa, caf, cip.- Vogais fechadas: , , , u fama, medo, cedo, porto, nu.SemivogaisSo os fonemas / i / e / u / quando aparecem apoiados em uma vogal, formando uma s slaba.Ex: histria, vcuo, srie, lousa, purpreo, ndoa ( /i/ e /u/ semivogais)ConsoantesSo os fonemas que encontram obstculo na passagem pelo aparelho fonador.==============================================================ENCONTROS CONSONANTAIS E DGRAFOSEncontro consonantal a juno de duas ou mais consoantes na mesma palavra. O encontro deconsoantes pode dar-se:- Na mesma slaba ( pre- to)- Em slabas consecutivas ( par-te)Os encontros consonantais ainda podem ser:- Perfeitos agrupam-se na mesma slaba e so inseparveis:A- tlas, bri-as, pre-ga- Imperfeitos - aparecem em slabas distintas e so separveis:Cac-to, ad-vo-ga-do, arit-m-ti-ca- Mistos agrupamentos consonantais que mi