aprendendo lingtca.doc

  • View
    3

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of aprendendo lingtca.doc

APRENDENDO LINGUSTICA

Projeto Redigir FALE/UFMG

Atividade proposta por

Carla Coscarelli e Daiane Evelyn

APRENDENDO com a LINGUSTICA

(Material do aluno)

1) Voc sabe o que um linguista?

2) O que faz um linguista?

3) Como o linguista v os fenmenos lingusticos?

Agora, assista a uma entrevista do linguista Srio Possenti para Juca Kfouri.

http://www.youtube.com/watch?v=L4hbZYndovM Parte 1

Aps assistir entrevista e com base em seus conhecimentos, tente responder novamente as seguintes perguntas:

1) Voc sabe o que um linguista?

2) O que faz um linguista?

3) Como o linguista v os fenmenos lingusticos?

4) Qual a noo de certo e errado para os linguistas?

5) Por que Possenti, na entrevista, compara a lngua s plantas? O que ele quis dizer com essa comparao?

6) Existem alguns usos da lngua muito criticados pelos gramticos tradicionais e pela mdia, como por exemplo: o uso do ONDE, o pleonasmo, o gerundismo, os estrangeirismos, os erros ortogrficos, entre outros. Coloque-se no lugar de um linguista e analise um deles. Como voc explicaria esses usos?

7) Ainda no papel de um linguista, veja abaixo algumas placas e faixas muito comuns de se ver por todo o Brasil. Tente analis-las como um linguista (A informao/mensagem est clara? Houve eficcia na comunicao?). Comente os elementos que no seguem as regras da norma culta e tente explicar qual a lgica desses usos da lngua.

APRENDENDO com a LINGUSTICA

(Material do professor)

1) Voc sabe o que um lingista?

2) O que faz um linguista?

3) Como o linguista v os fenmenos lingusticos?

4) Qual a noo de certo e errado para os linguistas?

Para responder essas primeiras perguntas o professor pode se basear nas seguintes idias: Lingustica a cincia que estuda a linguagem verbal humana. Como toda cincia, ela baseia-se em observaes conduzidas atravs de mtodos, com fundamentao em uma teoria.

Portanto, a funo de um linguista estudartoda e qualquer manifestaolingustica como um fato merecedor de descrio e explicao dentro de um quadro cientfico adequado.

Para um lingista, as variaes lingusticas e seus motivos scio-culturais so, cientificamente, muito mais relevantes do que a norma padro da lngua, isto , o jeito correto de falar.

O linguista quer descobrir como a lngua funciona, estudando vrias dessas lnguas, de forma emprica (atravs de dados baseados na experincia), dando preferncia s variaes populares faladas em diversas comunidades.

5) Por que Possenti, na entrevista, compara a lngua s plantas? O que ele quis dizer com essa comparao?

Possenti faz esse tipo de comparao para mostrar que a lngua no to exata como muitos pensam que . Em se tratando de linguagem, no to fcil assim taxar algo como certo ou como errado. No h a forma mais correta de se utilizar uma lngua, conforme prope a gramtica tradicional, o que h so variaes lingusticas, isto , os diversos usos da lngua esto pautados nos diversos contextos de comunicao.

6) Existem alguns usos da lngua muito criticados pelos gramticos tradicionais e pela mdia, como por exemplo: o uso do ONDE, o pleonasmo, o gerundismo, os estrangeirismos, os erros ortogrficos, entre outros. Coloque-se no lugar de um linguista e analise um deles. Como voc explicaria esses usos?

Para essa questo o professor pode pedir aos alunos que faam suas explicaes oralmente. Os alunos podem ser divididos em grupos e cada grupo se responsabilizaria por um desses usos que so muito criticados pela mdia. Os alunos podem procurar esses usos em jornais, revistas, internet, reportagens, gramticas e at mesmo encontrar exemplos em textos produzidos na sala de aula.

7) Ainda no papel de um linguista, veja abaixo algumas placas e faixas muito comuns de se ver por todo o Brasil. Tente analis-las como um linguista (A informao/mensagem est clara? Houve eficcia na comunicao? Por que, ento, considerar como erro?).

Nessa questo o professor deve explorar a questo da comunicao. Em nenhuma das placas abaixo, por exemplo, apesar dos erros, houve falha na comunicao. Pelo contrrio, a informao/mensagem que se pretendia passar em cada uma delas foi efetivamente concretizada. Atingiu-se o pblico-alvo mesmo que houvesse erros gritantes em muitas dessas placas. Portanto, em se tratando de comunicao, quando h eficincia na mensagem/informao que se pretende passar, no h erro que prejudique o entendimento do leitor. Nem sempre o fato de se usar a lngua diferentemente do que manda a gramtica implicar problemas na comunicao.

Uma discusso que pode ser feita com os alunos sobre o que deve ou no ser considerado um erro.