Click here to load reader

Apresentação House

  • View
    153

  • Download
    3

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Apresentação da série House para estudantes do ensino médio.

Text of Apresentação House

  • 1. E ASNARRATIVAS DE FICO CIENTFICARodrigo Belinaso GuimaresInstituto Federal do Rio Grande do Sul

2. As narrativas de ficocientfica imaginam espaosque se recusam, tal como o hospital cenrio de HouseM.D., a se constiturem como meio ambiente estvel. Na fico cientfica, so comunsos personagens hbridos.House constitui suasubjetividade e seu organismoemaranhados com o remdio Vicodim. 3. H uma recusa deliberada de House em reconhecer seus pacientes do ponto de vista humanitrio,desconsiderando seus sentimentos, apreenses eescolhas. House, enquanto soberano, liga-seexclusivamente vida nua (AGAMBEN, 2002), ou seja, despoja os pacientes de qualquer qualidade identitria. 4. House M.D compe uma narrativa que explora os conceitos de corpo e desubjetividade, para assim,interrogar ao pblicosobre as novas dimensesda vida humana, possveispor uma crescente imbricao homem- mquina. 5. House exige uma extremadisposio dos pacientes para osexames e tratamentos mdicos, exemplificada na anulao de suas subjetividades e naaceitao dos suplcios requisitados por suasexperincias diagnsticas. Tudo isso perfaz uma finalidade concreta para a populao humana: a aceitaogeneralizada da hibridizao homem-mquina, pelo medogeneralizado da morte e por elapoder ocorrer a qualquermomento. 6. House aquele que decidesobre o estado de exceo. Ele decide se o caso exige diagnstico diferenciado.Nesse sentido, toda a srie transcorre num estado deexceo efetivo, no qual anormalidade dosdiagnsticos suspensa.Assim, nas aes de House, norma e o ato no so diferenciados. 7. Da disputa de House com sua pernadoente, no mais produtiva, que di sem explicao, nasce, talvez, um House quese liberta de sua dor atravs de um comprimido que o faz mais inteligente e perspicaz. A fico cientfica narra a imortalidade do homem individual, daspopulaes e do Estado-nao ao estaremsempre em disputa contra as ameaas deum corpo que morre, se desfaz ou sedissolve. House um organismo que est sempre se reconstituindo.