Apresentação Reunião de Segmentos Maio

  • View
    671

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Apresentação Reunião de Segmentos Maio

  • 1. Reunio com osPresidentes dosConselhos EscolaresMaio/2012

2. TemticaFinanciamento da Educao: Um debate necessrio 3. Datas e Locais de realizao da Sesso 24/05 18h Escola Archelau 25/05 8h s 11h30 e 13h s 17h 2 locaisEscola Archelau e Salo Paroquial; 26/06 8h s 11h30 Escola Archelau; 4. PROGRAMAO 24 DE MAIO DE 2012 Local: Escola Municipal Archelau de Almeida Torres 18h s 19h: Apresentao cultural e credenciamento. 19h: Composio da Mesa de Abertura 20h: Palestra de abertura: A Valorizao Profissional do Magistrio Pblico comopoltica de investimento em qualidade de ensino Professor Milton Canuto Vice - Presidente da ConfederaoNacional dos Trabalhadores em Educao. 21h: Debate e proposies. 22h Encerramento. 5. PROGRAMAO - 25 DE MAIO - MANHGrupo de Trabalho 1 Local: Escola Municipal Archelau de Almeida Torres 08h s 09h: Credenciamento 09h: Controle e Fiscalizao dos Recursos do FUNDEB Palestrante: Gumercindo de Andrade de Souza Diretoria deContas Municipais do Tribunal de Contas 10h: O papel dos rgos de controle social dos recursos pblicosem Educao Palestrante: Eduardo de Biaggi Tcnico da Controladoria Geral daUnio 11h s 12h: Debate e proposies 6. PROGRAMAO - 25 DE MAIO - MANH Grupo de Trabalho 2 Local: Salo Paroquial da Igreja Matriz Nossa Senhora dosRemdios 08h s 09h: Credenciamento 09h: Aspectos legais da carreira docente e a valorizao doprofissional do Magistrio Palestrante: Ludimar Rafagnin Advogado e Ms. em Educao 10h: Carreira dos profissionais do Magistrio Pblico e FUNDEB Palestrante: Edlson Aparecida de Paula Secretrio de AssuntosMunicipais APP- Sindicato 11h s 12h: Debate e proposies 7. PROGRAMAO - 25 DE MAIO - TARDEGrupo de Trabalho 3 Local: Escola Municipal Archelau de Almeida Torres 13h s 14h: Credenciamento 14h: Financiamento da Educao e Custo-aluno qualidade inicialCAQi Palestrante: Jos Marcelino de Rezende Pinto Prof Dr USP/RibeiroPreto. 15h: O financiamento da educao brasileira e a poltica de fundos Palestrante: Marcos Bassi Prof Dr UFPR 16h s 17h: Debates e proposies 8. PROGRAMAO - 25 DE MAIO TARDEGrupo de Trabalho 4 Local: Salo Paroquial da Igreja Matriz Nossa Senhora dosRemdios 13h s 14h: Credenciamento 14h Para onde vo os recursos da Educao? Palestrante: Nicholas Davies Prof Dr UFF/RJ 15h Os recursos da educao em Araucria: perspectivas a partirde uma anlise histrica Palestrante: Andria Barbosa Gouveia Prof Dr UFPR 16h s 17h: Debates e proposies 9. PROGRAMAO - 26 DE MAIO MANHLocal: Escola Municipal Archelau de Almeida Torres 08h s 09h: CredenciamentoPLENRIA FINAL - PROPOSIES 10. Fundo de Manuteno eDesenvolvimento da Educao Bsica e de Valorizao dosProfissionais da EducaoLei Federal 11.494/2007 11. Educao BsicaEducao SuperiorResponsabilidade dosResponsabilidade do Municpios Governo FederalEducao Infantil Cursos sequenciais Ensino FundamentalGraduao Ps-graduaoResponsabilidade dosExtensoEstadosEnsino Mdio 12. LDB Lei de Diretrizes e Bases da Educao Nacional (9394/96)Art. 21. A educao escolar compe-se de: I - educao bsica, formada pela educao infantil, ensino fundamental e ensinomdio; II - educao superior.Art. 10. Os Estados incumbir-se-o de: (...)II - definir, com os Municpios, formas de colaborao na oferta do ensinofundamental, as quais devem assegurar a distribuio proporcional dasresponsabilidades, de acordo com a populao a ser atendida e os recursosfinanceiros disponveis em cada uma dessas esferas do Poder Pblico;Art. 11. Os Municpios incumbir-se-o de(...)V - oferecer a educao infantil em creches e pr-escolas, e, com prioridade, oensino fundamental, permitida a atuao em outros nveis de ensino somentequando estiverem atendidas plenamente as necessidades de sua rea decompetncia e com recursos acima dos percentuais mnimos vinculados pelaConstituio Federal manuteno e desenvolvimento do ensino. 13. FUNDEB um fundo de financiamento especial daeducao bsica pblica, de natureza contbil ede mbito estadual (um fundo por estado eDistrito Federal, num total de vinte e setefundos), composto de recursos dos prpriosestados e municpios, complementados pelaUnio, quando for o caso. 14. A Emenda Constitucional n 53, de 19/12/2006,que criou o FUNDEB, estabeleceu o prazo de14 anos, a partir de sua promulgao, parasua vigncia. Ou seja no perodo 2007-2020; 15. FPM - Fundo de participao dos Municpios FPE - Fundo de Participao dos Estados ICMS - Imposto sobre Circulao de Mercadorias ePrestao de Servios / Lei Kandir IPI-Exp Imposto sobre Produtos IndustrializadosExportados IPVA Imposto sobre Propriedade de Veculo Automotor IRRF Imposto de Renda Retido na Fonte ISS Imposto Sobre Servios de qualquer natureza ITR Imposto Territorial Rural ITCMD Imposto sobre Transmisso Causa Mortis eDoaes de quaisquer bens ou direitos. 16. ANO TOTALDEDUORECEITAPERDAFUNDEB FUNDEB FUNDEB R$ 244.934.132,88R$ 40.307.734,33 R$ 23.906.716,88 (R$ 16.401.017,45) 2007 R$ 289.887.071,R$ 52.631.931,61 R$ 29.963.626,39 R$ 22.668.305,22 2008 R$ 290.026.299,81R$ 57.781.270,17 R$ 32.567.249,84 R$ 25.214.020,33) 2009 R$ 309.558.286,46R$ 61.674.231,54 R$ 37.485.288,41 (R$ 24.188.943,13) 2010 2011Fonte: SEMINRIO DE FINANCIAMENTO - GRUPO DE FINANCIAMENTO SISMMAR NOVEMBRODE 2011 17. O FUNDEBtempor objetivo ofinanciamento de todas as etapas daEducao Bsica: Abrange a Educao Infantil, creches e pr-escola, Ensinos Fundamental e Mdio,incluindo as modalidades especiais daeducao: Educao do Campo, Indgena,Quilombola, Especial, e Educao deJovens e Adultos. 18. Alm dos recursos originrios dos entesestaduais e municipais, verbas federaistambm integram a composio doFUNDEB, a ttulo de complementaofinanceira, quando o valor mnimo nacionalpor aluno/ano a cada estado, ou ao DistritoFederal, em que este limite mnimo no foralcanado com recursos dos prpriosgovernos. 19. O valor aluno/ano mnimo nacional constitui-se emvalor de referncia relativo s sries iniciais do ensinofundamental urbano. PORTARIA INTERMINISTERIAL N 1.809, DE 28 DEDEZEMBRO DE 2011Art. 2. O valor anual mnimo nacional por aluno, naforma prevista no art. 4, 1 e 2, e no art. 15, IV,da Lei n 11.494/2007, fica definido em R$ 2.096,68(Dois mil e noventa e seis reais e sessenta e oitocentavos), previsto para o exerccio de 2012. 20. As regras bsicas, referindo-se utilizao dos recursos do FUNDEB,esto expostas nos artigos 21 e 23 daLei N 11.494/2007 que indicam osartigos 70 e 71 da Lei N 9.394.(LDB) 21. LDB ARTIGO 70 Art. 70. Considerar-se-o como de manuteno edesenvolvimento do ensino as despesas realizadascom vistas consecuo dos objetivos bsicos dasinstituies educacionais de todos os nveis,compreendendo as que se destinam a:I remunerao e aperfeioamento do pessoaldocente e demais profissionais da educao; II aquisio, manuteno, construo econservao de instalaes e equipamentosnecessrios ao ensino; III uso e manuteno de bens e serviosvinculados ao ensino; 22. LDB ART 70IV levantamentos estatsticos, estudos e pesquisasvisando precipuamente ao aprimoramento daqualidade e expanso do ensino; V realizao de atividades-meio necessrias aofuncionamento dos sistemas de ensino; VI concesso de bolsas de estudo a alunos deescolas pblicas e privadas; VII amortizao e custeio de operaes de crditodestinadas a atender ao disposto nos incisos desteartigo; VIII aquisio de material didtico-escolar emanuteno de programas de transporte escolar. 23. LDB ARTIGO 71Art. 71. No constituiro despesas de manuteno e desenvolvimento do ensino aquelas realizadas com:I - pesquisa, quando no vinculada s instituies de ensino, ou, quando efetivada fora dos sistemas de ensino, que no vise, precipuamente, ao aprimoramento de sua qualidade ou sua expanso;II - subveno a instituies pblicas ou privadas de carter assistencial, desportivo ou cultural;III - formao de quadros especiais para a administrao pblica, sejam militares ou civis, inclusive diplomticos; 24. LDB ART 71IV - programas suplementares de alimentao,assistncia mdico-odontolgica, farmacutica epsicolgica, e outras formas de assistncia social;V - obras de infra-estrutura, ainda que realizadaspara beneficiar direta ou indiretamente a redeescolar;VI - pessoal docente e demais trabalhadores daeducao, quando em desvio de funo ou ematividade alheia manuteno e desenvolvimentodo ensino. 25. O RECURSO DO FUNDEB DESTINA-SE A: Pagamento dos profissionais do magistrio emefetivo exerccio (professores, diretores deescolas e profissionais que exercem cargo/funode planejamento, inspeo, superviso,orientao educacional ecoordenaopedaggica), utilizando-se, anualmente, pelomenos 60% dos recursos do fundo;Despesas de manuteno e desenvolvimento daeducao bsica, utilizando-se 40% dos recursosdo fundo. 26. A distribuio proporcional ao nmero dematrculas na educao bsica dasrespectivas redes do ensino pblico, combase em dados do censo escolar do anoanterior. 27. O valor aluno/ano correspondeao resultado da diviso de umdeterminado montante de recursospelo nmero de alunos atendidosou a atender, no tempo de um anoletivo, observadas no clculo asregras e as limitaes pertinentes. 28. N. de alunos 2000200120022003200420052006200720082009 2010Ensino 15333 15300 15763 15980 16715 16625 16510 17629 18097 18007 Fundamental 18186 Educao 2406 307432743405380838063739193929672844Infantil 2909 Educao 405449 468 492595645 636 1080331 348 Especial 361TOTAL18147 18823 19505 19877 21118 21076 20885 20648 21395 21199 21456Fonte: SEMINRIO DE FINANCIAMENTO - GRUPO DE FINANCIAMENTO SISMMAR NOVEMBRODE 2011 29. ANO TOTAL DE DESPESAS NUMERO DE VALOR PORCOM EDUCAO ALUNOS ALUNO/ANO 200024.278.317,73 181471337,00 200126.493.416,07 188231407,00 200236.856.953,72 195051889,00 200350.446.752,43 198772537,00 200454.038.514,78 211182558,00 200557.999.573,11 210762751,00 200662115.203,90208852974,00 200771.266.633,36 206483451,00 200880.544.144,50 213953764,00 200990.871.958,54 211994286,00 2010 116.431.218,03 214565426,00Fonte: SEMINRIO DE FINANCIAMENTO - GRUPO DE FINANCIAMENTO SISMMAR NOVEMBRODE 2011 30. Para efeito de anlise das despesas commanuteno e desenvolvimento do en