Click here to load reader

Apresentação do · PDF file 2019. 12. 10. · •A Teoria Evo Devo (The Evo Devo) Penas . Coloração de penas •As cores; •Melaninas; ... O processo de muda e plumagens . Intervalo

  • View
    2

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of Apresentação do · PDF file 2019. 12. 10. · •A Teoria Evo Devo...

  • Caio Bezerra de Mattos Brito Mestrando – Zoologia – UFPB

    Filogeografia/Ornitologia www.caiobrito.com

    MORFOLOGIA

  • Apresentação

    • As aves e as novidades:

    - Penas;

    - Ossos pneumáticos;

    - Sacos aéreos;

    - Novidades metabólicas (fisiologia)

  • As Penas

    • Funções secundárias das penas:

    - Natação;

  • As Penas

    • Funções secundárias das penas:

    - Produção de som;

    Exemplo: Calypte anna

  • As Penas

    • Funções secundárias das penas:

    - Produção de som;

    Exemplo 2: Hemitriccus mirandae

  • As Penas

    • Funções secundárias das penas:

    - Transporte de água;

    Pterocle namaqua

  • As Penas

    • Funções secundárias das penas:

    - Sensibilidade tátil: penas modificadas em cerdas

  • As Penas

    • Funções secundárias das penas:

    - Repelência à água

  • As Penas

    • Funções secundárias das penas:

    - Isolamento térmico (Downy feathers)

  • Estrutura das penas

    Penas

  • Estrutura das penas

    Penas

  • Tipos de penas

  • Tipo de penas

  • Rêmiges

    X

    Retrizes

  • Quantidade de primárias e ...

    • Maioria das aves: 10

    • Cegonhas, flamingos e Rhea: 11

    • Struthio camelus: 16

    • Apteryx: 3 ou 4

    • Pássaros canoros: 9

  • Quantidade de secundárias e ...

    • Beija-flores: 6

    • Algumas corujas: 19

    • Albatrozes: 40

  • Retrizes

    • O que são;

    • Formas;

    • Funções;

    Penas

  • Retrizes

    Penas

  • Retrizes

    Relação do tamanho cauda x corpo??

    Penas

  • Retrizes

    Penas

    Vs.

  • Retrizes

    Penas

    Vs.

  • Crescimento das penas

    Penas

  • Crescimento das penas

    Penas

  • Crescimento das penas

    • Inserção das penas e fixação no corpo;

    • “Fright molt” – muda de susto

    Exemplo: Columbina e Hydropsalis

    Penas

  • Evolução das penas

    • Surgimento das penas nos dinossauros;

    Penas

  • Evolução das penas

    Penas

  • Evolução das penas

    • A Teoria Evo Devo (The Evo Devo)

    Penas

  • Coloração de penas

    • As cores;

    • Melaninas;

    • Dieta e coloração;

    • Trogons e beija-flores;

    • Espectro ultra violeta e as aves.

    Penas

  • As cores

    • As cores não aves são formadas de duas maneiras distintas:

    - Pigmentos: Melanina, carotenoides e porfirina;

    - Reflexo de luz causado pela estrutura da pena

    Penas

  • As cores - melanina

    • Preto fosco a marrons avermelhados e amarelos apagados.

    • Por que preto?

    - A queratina associada à melanina torna a asa mais resistente.

    Penas

  • Melanina – Resistência ao vento

    Penas

  • Melanina – Resistência a abrasão

    Penas

  • Melanina – Resistência à bactérias

    Penas

  • As cores - Carotenoides

    • Produzidos por plantas e consumidos por aves;

    • Amarelo brilhante, amarelo alaranjado brilhante, vermelho brilhante;

    • Platalea ajaja, Eudocimus ruber, Sicalis flaveola.

    Penas

  • As cores - Carotenoides

    Penas

  • As cores - Carotenoides

    Penas

  • As cores - Porfirina

    • Apesar de serem diferentes por serem produzidas por diferentes aminoácidos, possuem, uma característica em comum:

    - Ascendem um vermelho brilhante quando expostos à luz ultravioleta, como algumas rochas fazem.

    Penas

  • As cores - Porfirina

    Penas

  • Trogons e beija-flores

    • Trogons e beija-flores (structural colors);

    - Estrutura da pena preenchidas de ar (grânulos de melanina preenchidos de ar)

    Penas

  • Trogons e beija-flores

    Penas

  • Espectro ultra violeta

  • Cuidando das penas

    • Pulviplumas;

    • Glândula uropigiana;

    • Bico;

    • Unhas;

    Penas

  • Cuidando das penas

    Penas

  • Cuidando das penas

    Penas

  • Parasitas

    • 150 espécies conhecidas

    Penas

  • O processo de muda e plumagens

  • O processo de muda e plumagens

  • Intervalo...

  • O Voo

    • O voo é a principal adaptação das aves. Mas as aves não somente voam. Elas são mestres do fluido que é o ar, como os peixes são mestres do fluido que é a água. Aves conseguem pairar em um só lugar, mergulhar em velocidades de tirar o folego, voar de cabeça para baixo e para trás e conseguem planar por dias sem parar. As aves são uma das melhores “experiências” de locomoção da natureza. (Dial, 1994).

  • Aerodinâmica fundamental

    O Voo

  • Aerodinâmica fundamental

    O Voo

  • Aerodinâmica fundamental

    O Voo

  • Aerodinâmica fundamental

    O Voo

  • Tipos de Voo

    O Voo

  • Tipos de Voo

    • Importância de conhecer os tipos de voo;

    • Reconhecendo os tipos de voo em campo;

    • Voo planado; voo batido; voo pairado;

    O Voo

  • Tipos de Voo

    O Voo

  • Tipos de Voo

    O Voo

  • Tipos de Voo

    O Voo

  • Tipos de Voo

    O Voo

  • Tipos de Voo

    • Por que algumas aves migram em formação de ‘V’?

    Vórtices de voo

    O Voo

  • Tipos de Voo

    O Voo

  • Tipos de Voo

    • Voos intercalados para poupar energia

    (pica-paus; arapaçus; outros)

    O Voo

  • Tamanhos e formas de asas

    O Voo

  • Tamanhos e formas de asas

    O Voo

  • O Esqueleto

    O Voo

    • Como uma ave consegue levantar suas asas para a próxima batida de asas?

    • Como um músculo localizado ventralmente pode puxar a asa para cima?

  • O Esqueleto

    O Voo

  • O Esqueleto

    O Voo

  • Músculos de Voo

    O Voo

  • Músculos de Voo

    O Voo

    • Diferentes hábitos = diferentes estruturas musculares.

  • Metabolismo da fibra muscular

    Fibras Vermelhas

    VS.

    Fibras Brancas

    O Voo

  • Aves que não voam

    • Evolução

    O Voo

Search related