ARMADILHAS PARA OS SENTIDOS:

  • View
    218

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of ARMADILHAS PARA OS SENTIDOS:

  • ARMADILHAS PARA OS SENTIDOS:UMA EXPERINCIA NO ESPAO-TEMPO DA ARTE

    TESE DE DOUTORADO EM ARTESORIENTADORA: PROFA. DRA. REGINA SILVEIRA

    DEPARTAMENTO DE ARTES PLSTICASESCOLA DE COMUNICAES E ARTES

    UNIVERSIDADE DE SO PAULOANO 2000

    ANA MARIA TAVARES

  • BANCA EXAMINADORA

    So Paulo, 2000

  • RESUMO

    Esta tese compreende a criao de um conjunto de obrasque propiciam uma experincia de deslocamento espao-temporal no contexto da arte, a fim de aludir criticamente experincia de passagem observada no contexto do espaourbano contemporneo. Essas obras, realizadas em diversosmeios e materiais, foram apresentadas no perodo de 1995 a2000 e visam constituir-se como elemento perturbador paradesestabilizar as noes que tradicionalmente definiriam aescultura, a relao entre espectador e obra, e a prpriaarquitetura que lhe serve de suporte.

    Na reflexo sobre essas questes vrios temas emergem. Oprimeiro a relao entre a arteartearteartearte e o designdesigndesigndesigndesign, que na obra tensa e conduz a uma experincia que na tese se denominao conflito do sujeitoo conflito do sujeitoo conflito do sujeitoo conflito do sujeitoo conflito do sujeito. O segundo o da amplificao dossentidos atravs de uma experincia sinestsica que produzmodificaes na paisagem do mundo (da arte) e na percepoque o sujeito tem de si mesmo quando submetido ao espao-tempo da obra. O terceiro tema consiste na contextualizaoda discusso do site-specificsite-specificsite-specificsite-specificsite-specific a partir do entendimento decomo se organiza o espao na vida contempornea,conduzindo a uma nova abordagem do sitesitesitesitesite que seespecializa em arte o cubo-brancocubo-brancocubo-brancocubo-brancocubo-branco, ao qual minhaproduo responde atravs da conceituao do site-specificsite-specificsite-specificsite-specificsite-specificdeslocadodeslocadodeslocadodeslocadodeslocado. Finalmente, ao tratar de uma obra de carterficcional um projeto de criao de um ambientedesviante no espao pblico, a tese prope a discussoda experincia do sujeito como navegador, baseada naanlise crtica da experincia de navegao na internet, umanova fronteira da experincia espao-temporal que seconstitui em analogia com o espao do mundo, tal como opercebemos.

  • ABSTRACT

    This thesis comprehends the creation of a set of works of artthat allow an experience of spatio-temporal dislocation withinthe art context, in order to allude critically to the experienceof passage observed within the context of contemporaryurban space. These works, produced with different meansand materials, were presented in the period spanning from1995 to 2000 and aim at constituting themselves as disturbingelements to destabilize the notions which have traditionallydefined sculpture, the relation between the work of art andthe spectator and even the architecture that serves as itssupport.

    While considering these questions many themes haveemerged. The first is the relation between art and design,which is tense in the works involved, and leads to anexperience which is defined in the thesis as the subjectiveconflict. The second is the theme of the amplification of thesenses through a sinaesthetic experience which generateschanges in the landscapes of the (art) world, and in thesubjects perception of himself/herself when submitted to theworks space-time. The third theme consists of thecontextualization of the discussion about the site-specificthrough the understanding of how the space of contemporarylife is organized; this leads to a new approach of the site thatspecializes itself in art the white cube, to which mywork responds through de concept of the dislocated site-specific. Finally, while dealing with a work of fictional naturea project for the creation of a deviant environment inpublic space, this thesis brings forth a discussion of theexperience of the subject as a navigator, based on a criticalanalysis of the experience of navigating within the internet,a new frontier for the experience of space-time, whichconstitutes itself as an analogue to the actual space as weperceive it.

  • Para Joo, Gaspar e Ina. Para Daniela, Murilo, Pompia, Laura,Paulo, David e Joo Pedro. Para Maria. Para Joo Fjeld. ParaLucca, Yunos, Isabella, Mateo e Rafaela. Aqueles que poderover mais do que eu.

  • AGRADECIMENTOS

    minha famlia, em especial a David e Pompia, a Marcelo eGlucia, ao Cssio, ao Fred e Francis ao Bernardo e Heloisapelas dicas, pela ajuda e pela confiana. Ao Martin agradeopelo entusiasmo com o trabalho, pelas crticas e desafios oportunidade rara.

    Agradeo ao LSI, Laboratrio de Sistemas Integrveis da POLIUSP, em especial a Carlos Eduardo Nogueira e Ruggero AndreaRuschioni pelo desenvolvimento de Estao II, e tambm aPedro Perez Machado, que, no NICAECA, deu incio a esseprojeto; ao Studio Turtle Skull, em especial a Eduardo Tibira,pela produo do udio; Radio Eldorado e ao reprter areoJair Rafael que cederam suas gravaes; Luciana Martins eGerson de Oliveira, designers e ao Ricardo Heder, da LuminriasReca. A produo das obras no poderia ter sido realizada semo apoio de vrias empresas. Assim agradeo Acesita AosEspeciais, Metalrgica COMISA (Belo Horizonte), CondutronCadeiras Motorizadas, Divinal, O Estado de So Paulo e SimoneBorgas Arquitetura e Design. Agradecimentos especiais LucianaBrito e Fbio Cimino.

    A documentao de toda a produo foi feita pelos excelentesfotgrafos que deixam a memria da obra, agradeo tambm atodos. So eles: Eduardo Rocha, Eduardo Brando, Mauro Restiffe,Rmulo Fialdini e Rubens Mano.

    Agradeo ao Aro, assistente de todas as horas, pela dedicaoe competncia.

    Finalmente, um agradecimento mais do que especial e umahomenagem Regina Silveira, que para vrias geraes umexemplo mpar. Com maestria, desde que iniciou sua carreira,desbrava o cenrio cultural brasileiro, lutando incansavelmen-te para constituir um contexto profissional para a produo ar-tstica. Sua contribuio para o fortalecimento das instituiesde arte tem sido exemplar. Orientou e orienta formal e infor-malmente muitos artistas. Regina, minha sincera gratido poruma orientao sempre precisa, de vida inteira. De voc ouvi:para ser artista, mulher, no Brasil, voc precisar levantar duasbandeiras todos os dias de sua vida (frase dita no atelier dexilo da Faap, em 1980, quando nos conhecemos).

  • ARMADILHAS PARA OS SENTIDOS:UMA EXPERINCIA NO ESPAO-TEMPO DA ARTE

  • A arte como pura auto-expresso no me interessa muito.Inevitavelmente a auto-expresso se embrenha na arte maseu preferiria que ela se infiltrasse por alguma porta dos fundos.Para mim, a arte torna-se viva somente quando ela oferece umaestrutura terica para questionamentos. A cincia oferece essaestrutura terica tambm, mas para mim a boa cincia pordemais restr i t iva. Eu preferir ia fazer perguntas que seendereassem simultaneamente a mltiplos mundos dosorganismos vivos at a cultura, a ferrugem e o caos. Somente aarte pode me dar essa generalidade.

    Norman T. White

  • NDICE

    1 APRESENTAO 01

    2 PERCURSO PARA A CONCEITUAO DA PESQUISA 042.1 DOS DESENHOS MURAIS AOS APARELHOS E ESTRUTURAS: CONCEITOS, TCNICAS E

    MATERIAIS 05

    3 REFERNCIAS PONTUAIS NA PRODUO QUE ANTECEDE PESQUISA 123.1 A OBRA COMO EXPERINCIA DE PASSAGEM: DUAS NOITES DE SOL, 1987 13

    3.2 O LUGAR DA OBRA E O LUGAR DO OBSERVADOR: BICO DE DIAMANTE, 1990 19

    3.3 A ESCULTURA COMO APARELHO PARA O CAMPO DO CORPO E ARMADILHA PARA OOLHAR: ALGUNS PSSAROS (THOSE IN FLIGHT), 1991 22

    4 ARMADILHAS PARA OS SENTIDOS: A EXPERINCIA NO ESPAO-TEMPODA ARTE. ESTRUTURAS, APARELHOS E O SITE-SPECIFIC DESLOCADO 24

    4.1 A ESCULTURA COMO ESTRUTURA DE SUPORTE PARA UM CORPO EM TRNSITO:O CONFLITO DO SUJEITO SERPENTINATA, BELMONT STATION E ROTATRIAS 26

    4.2 A ESCULTURA COMO APARELHO PARA O CAMPO DO CORPO ALGUNS PSSAROS (THOSE IN FLIGHT), GUARDA-CORPO, VISITA GUIADACOM AMIGO J9. PARA EDEMAR E EXIT 37

    4.3 O SITE, O SITE-SPECIFIC E O SITE-SPECIFIC DESLOCADO: O CONFLITO EXPANDIDO GAMBLING, PORTO PAMPULHA E RELAXOVISIONS 484.3.1 A EXPERINCIA DO ESPAO 484.3.2 A EXPERINCIA DO ESPELHAMENTO 534.3.3 A EXPERINCIA DO NO-LUGAR 734.3.4 A EXPERINCIA DO SITE AO SITE-SPECIFIC DESLOCADO 79

    4.4 A OBRA COMO UM LUGAR DE PASSAGEM NO ESPAO PBLICO: O SUJEITO COMONAVEGADOR ESTAO PANAMERICANA E ESTAO II 100

    5 BIBLIOGRAFIA 109

    6 APNDICE: FICHA TCNICA DAS OBRAS 1136.1 PRODUO QUE ANTECEDE A PESQUISA (1985-1994) 114

    6.2 PRODUO DA PESQUISA (1995-2000) 120

  • 1ANA MARIA TAVARES 1

    APRESENTAO

    1

  • 2

    ANA MARIA TAVARES APRESENTAO

    E sta pesquisa de doutorado teve sua origem nas reflexes contidas na obraAlguns Pssaros (Those in Flight) realizada em 1991. As direes toma

    das por este trabalho constam em um depoimento, onde o projeto de estudos j

    se definira como:

    ... o projeto pretende que as esculturas tenham como princpio a idia de aparelhoscom a funo especfica de relocar o espectador. Pretende expandir os vriossignificados da obra para seu exterior, para o confronto com seu entorno, a fim deque funcionem como aparelhos para o campo do corpo e armadilhas para o olhar1

    Desde ento o trabalho artstico se expandiu, buscando aprofundar os conceitos

    inerentes quela proposta inicial, bem como incluir aqueles advindos de outras

    reas do conhecimento. Consequentemente, expandiu-se o escopo de todo o

    trabalho, inclusive no que diz respeito reflexo terica e aos objetivos

    estticos implicados em sua produo.

    Contudo, esta ampliao s foi possvel na medida em que se passou a observar,

    no contexto da vida contempornea, situaes anlogas quelas que estavam

    sendo propostas nas obras realizadas at ento. Entre elas, as mais relevantes

    pesquisa se referem condio de passagem do indivduo contemporneo e

    ao trnsito que caracteriza o s