Astrofotografia simples campus party 2011

  • Published on
    22-May-2015

  • View
    3.162

  • Download
    25

Embed Size (px)

Transcript

<ul><li> 1. ASTROFOTOGRAFIABOTANDO A MO NA MASSA Jos Carlos Diniz</li></ul><p> 2. Conceito </p> <ul><li>Atravs da Astrofotografia registramos no s a beleza do Cosmos,mas avanamos na compreensode sua criao. </li></ul><ul><li>Com as imagens divulgamos a Astronomia e estimulamos a participao das pessoas neste processo de reflexo e procura do : </li></ul><ul><li>Porque? Como? Para que ? </li></ul><p> 3. Como fotografar o cu ? Qualquer pessoa pode fotografar o firmamento. Precisamos saber apenas alguns princpios , que sero mostrados aqui.As astrofotos podem levar desde milsimo de segundo ( Sol, Lua ) at horas de exposio( Rotao de estrelas e objetos tnues do cu profundo como galxias , nebulosas etc).Venha conosco nessa viagem. 4. Quais as Tcnicas usadas? </p> <ul><li>Cmera fixa </li></ul><ul><li>Piggy-back </li></ul><ul><li>Afocal </li></ul><ul><li>Projeo de ocular ( positiva e negativa ) </li></ul><ul><li>Foco primrio ( com e sem redutor ) </li></ul><p>Complicou ? Vamos explicar: 5. Cmera fixa : A mquina + trip + cabo disparador. Aponte para o cu e...dispare! Piggy-back : Dependurada ou cavalo. A cmera fica presa num dispositivo que se move com a velocidade das estrelas e guiada por ele.Afocal : A sua cmera (com a lente ) fotografar a imagem produzida pela ocular de uma luneta, telescpio ou binculo. Projeo de ocular : A cmera fotogrfica (sem a lente) capta a imagem produzida e amplificada pela ocular da luneta ou telescpio. Foco primrio : Sua luneta ou telescpio passa a ser a teleobjetiva de sua cmera. 6. O movimento aparente das estrelas no firmamento o resultado do movimento de rotao da Terra em torno de seu eixo. Dessa forma as estrelas se deslocam ( giram ) ao redor do Plo no sentido EsteOeste. Por isso, estamos limitados no nosso tempo de exposio, se ultrapassarmos o limite teremos gravado no filme rastros ou trilhas. Para acompanhar esse deslocamento aparente das estrelas precisamos de um perfeito alinhamento polar e um sistema ( motorizado ou no) de acompanhamento.O cu se move 7. Temos ento duas situaes distintas: 1- FotografiaSEMacompanhamento Cmera fixa Afocal Projeo de ocular foco primrio. 2- FotografiaCOMouSEMacompanhamento Afocal Projeo de ocular foco primrio 8. Repare que usando somente a cmera voc pode fazer quase todas as tcnicas de astrofotografia. Voc s ir precisar de telescpio para looongas fotos de cu profundo , mas at l pode-se fazer muitas coisas bonitas com pouco equipamento ! Vamos procurar mostrar aqui tudo que se pode fazer com o mnimo de instrumentos e pouco custo, mas antes, algumas informaes bsicas porque isso aqui cincia e no mgica... 9. Embora esta apresentao seja voltada para os princpios bsicos da astrofotografia,e eles se apliquem a todas as cmeras que usem filme ou as que usam sensores digitais, temos uma apresentao exclusivamente sobre DSLR. Uma outra forma de astrofotografia usando vdeo cmeras e web-cams especfica para Planetas , Sol , Lua e ser apresentada pelo amigo Fabio Carvalho a seguir. Comunicao 10. Comparao filme x digital Filme fotogrfico ou pelcula fotogrfica, constitudo por uma base plstica, geralmente triacetato de celulose, flexvel e transparente, sobre a qual depositada uma emulso fotogrfica. Esta formada por uma fina camada de gelatina que contm cristais de sais de prata sensveis luz que chega a ela atravs da lente da cmera. Os sais de prata, quimicamente chamados de haletos ou halogenetos de prata, podem ser mais ou menos sensveis luz.A essa propriedade d-se o nome de sensibilidade. Necessita exposies mais longas. Os resultados s podem ser vistos a posteriori. Os erros no podem ser avaliados de imediato. A guiagem mais crtica. Para resultados melhores na cpia final necessrio digitalizar os negativos para enviar ao laboratrio. 11. Digital No lugar da pelcula de acetato, temos um sensor. Trata-se de umchipque pode contar com dezenas de milhes de transdutores fotossensveis ( photosites ), cada um deles capaz de converter a energia luminosa de um ponto da imagem em carga eltrica para ser lida, gravada, processada e amplificada posteriormente na forma de imagem digitalizada em valores numricos. Duas tecnologias competem para a construo de sensores de imagem: aCCD( charge-coupled device ) e a CMOS ( complementary metal-oxide semiconductor ). A tecnologia CCD tem sido mais empregada em cmeras digitais compactas devido menor dimenso do seuphotositeque construdo com poucos componentes, o que permite construir sensores de imagens mais densos ou relativamente menores que os sensores construdos com tecnologia CMOS cujophotositeexige espao maior na superfcie do sensor. CCD X CMOS 12. CMOS tem menor custo, so mais fceis de fabricar, tem maior tamanho , menor rudo mais tambmmenor sensibilidade , seus downloads so mais rpidos e suas imagens so a cores. Sensor CMOS APS-C (22.5 x 15.0mm) com 8.2 megapixel (6.4 x 6.4m). A relao 3:2 deste sensor a mesma do filme convencional da cmera de 35mm.A distncia focal das DSLR equivalem a 60% (1,6x) da do filme de 35mm . 13. Sensor tamanho comparativo 14. O APS oferece trs opes de formato: Hpara "HDTV" (30,2 x 16,7mm; relao 16:9; tamanho tpico de impresso 4 x 7")Cpara "Classic" (25,1 x 16,7mm; relao 3:2; tamanho tpico de impresso 4 x 6") o usado nas DSLR no full-frame.Ppara "Panoramic" (30,2 x 9,5mm; relao 3:1; tamanho tpico de impresso 4 x 12")Formato dos sensores APS 15. Que cmera devo usar com filme? Use uma cmera de qualquer formato ( 35mm, 120mm ou mais), o importante que ela: 1- Seja Reflex 2- Possa trocar as lentes 3- Possua velocidade B ou T Seria bom se pudesse travar o espelho e trocar o visor despolido. No precisa ter fotmetro,autofoco nem ser automtica. 16. Algumas cmeras 35mm recomendadas Nikon F, F2, F3(T) FM2 Olympus OM1,OM1N, OM2000 , OM3TMinolta SRT 101 e 102 Pentax K1000 e LX Miranda Labortec Canon F , Contax S2, Zenit Todas podem ser compradas usadas e a bom preo. 17. Principais filmes usados Preto &amp; Branco Nenhum ! Os fabricantes acabaram com todos Filmes negativos cor. Fuji HQ100 e Konica 400 Slides Ecktachrome Elite Chrome II 100 e 200 Fuji Sensia II 400 e Provia F 400 ( se encontrarem ) 18. Cmeras digitais DSLR-PRO Canon 350D 400D 450D 40D 50D 500D 1000D 5D 7D - ? Nikon 50 70 200D 300D 3000D - ? A cada ano saem novos modelos recheados de sofisticao desnecessria para astrofotografia. O padro ouro hoje em dia a Canon 450DCmeras digitais point-and-shoot Inmeros modelos ! 19. 1-Resultados melhores e mais fceis de serem obtidos Fotografe , veja o resultado na hora, e se no estiver bom, faa de novo !2-Sem falha de reciprocidade Uma das caractersticas do filme a chamada falha de reciprocidade. Esse fenmeno ocorre por que o a sensibilidade do filme decai quanto mais longa a exposio,isso mais percebido quanto maior o tempo de exposio. O sensor CMOS ou CCD usado nas digitais no tem esse problema o que o torna particularmente atraente nas longas exposies em astrofotografia. 3-Tempos menores de exposioPor exemplo: Se para fotografar com filme com ISO 400 a f/2,8 ,precisamos de 10 minutos de exposio, para uma digital com o mesmo ISO e abertura precisaremos de 1 a 2 minutos no mximo para obter o mesmo resultado com o mesmo ISO.4-Processamento digital facilitado. Vantagens da digital em relao ao filme 20. Clculo do campo fotogrfico </p> <ul><li>C = 57,3/ Df . FOnde C o campo fotogrfico, Df a distancia focal e F o tamanho do filme. </li></ul><ul><li>Exemplo: Lente 50mm e filme 35mm : </li></ul><ul><li>C = 57,3/ 50 . 36= 41,256 ~ 41,3 </li></ul><ul><li>C = 57,3/ 50 . 24= 27,504 ~ 27,5 </li></ul><p> 21. Campos fotogrficos em graus para filmes de 35mm </p> <ul><li>50mm- 27,50 X 41,2 </li></ul><ul><li>105mm- 13,09 X 19,64 </li></ul><ul><li>135mm- 10,18 X 15,27 </li></ul><ul><li>200mm-6,87 X 10,31 </li></ul><ul><li>300mm-4,58 X 6,87 </li></ul><ul><li>1260mm -1,09 X 1,63 </li></ul><ul><li>2000mm -0,68 X 1,03 </li></ul><p>No se esqueam que para calcular o campo fotogrfico das digitais devemos multiplicar a distancia focal pelo fator de proporcionalidade entre os formatos 35mm e APS-C. 22. Clculo do tempo de exposio para Lua e Planetas </p> <ul><li>I=f/ ( AXB ) I= tempo em segundos </li></ul><ul><li>f= abertura, </li></ul><ul><li>A=ISO do Filme</li></ul><ul><li>B= coeficiente de brilho </li></ul><ul><li>Valores de B: </li></ul><ul><li>Lua crescente fino 10, crescente 20, quarto 40 , gibosa 80 cheia 200. </li></ul><ul><li>Vnus 200. Marte e Mercrio 60 Jpiter 30 Saturno 10 </li></ul><p> 23. Cuidados ao fotografar</p> <ul><li>ANOTE,ANOTE,ANOTE SEMPRE ! </li></ul><ul><li>MTODO X EXPERINCIAS. No existe mgica, o segredo do sucesso 10% de inspirao e 90% de transpirao. </li></ul><ul><li>POLUIO LUMINOSA- Lute contra o desperdcio de energia e do dinheiro pblico; exija o seu direito de ver as estrelas! Para fotografar fuja das luzes da cidade !</li></ul><ul><li>UMIDADE-O excesso de umidade d ao cu um tom claro, suave e sem contraste. </li></ul><ul><li>DIAFRAGMA X VINHETAGEM- Resista !!! No abra todo o diafragma da cmera !!! Feche dois pontos...sempre! As fotos sero muito melhores ! </li></ul><p> 24. Cuidados ao revelar o filme </p> <ul><li>JAMAIS deixe que cortem o negativo. </li></ul><ul><li>Faa cpia contato para anlise crtica dos resultados. </li></ul><ul><li>S use laboratriosprofissionais ou1hora de qualidade . </li></ul><ul><li>Mostre e interesse o laboratrio pelo seu trabalho. </li></ul><p> 25. Cmera fixa Para essa tcnica voc s precisa de um trip, uma cmera manual e um cabo disparador(manual ou eletrnico) . Compre um filme de 400 ISO ou set sua cmera a 400 ISO. Procure um local longe da poluio luminosa. Escolha e componha o assuntoFocalize no infinitoFeche dois pontos o diafragma e...click !!! 26. Cmera e trip Propulsor ou cabo disparador Cmera fixa filme digital 27. O que posso fotografar com a cmera fixa? </p> <ul><li>Trilhas e rotao de plo </li></ul><ul><li>Registro das constelaes </li></ul><ul><li>Eclipses lunares e solares </li></ul><ul><li>Meteoros </li></ul><ul><li>Satlites </li></ul><ul><li>Cometas </li></ul><ul><li>Auroras </li></ul><ul><li>Conjunes </li></ul><ul><li>Criatividade:Plumas e cones de luz </li></ul><p> 28. At onde alcanamos ? 29. Cmera fixaTempo mximo de exposio 30. Tempo de exposio:A prtica rgua do Zeca http://www.astronomos.com.br/zeca 31. Cmera fixa tempo de exposio 5seg 10 seg 40 seg 15 min 32. Cmera fixa rotao de plo Plo Sul Plo Norte 33. Trilhas e Plo 34. 35. Enquanto no filme s precisamos deixar a cmera aberta por horas para registrar belas trilhas , na foto digital temos que fazer mltiplas exposies de 30seg com intervalos de 30seg a 1 min e depois somar os resultados usando softwares especficos como o freeware Startrails por exemplo. O resto das tcnicas ( fechar o diafragma, fugir da poluio luminosa etc) so as mesmas. 36. Satlites e constelaes 37. Satlites artificiais 38. Flare do Iridium 39. Cometas 40. Meteoros 41. Meteoros 42. Auroras 43. 44. Eclipse total do Sol Aruba 26/2/1998J.C.Diniz 45. Dist focalCampo 35mmLuaJpiter Tamanho da imagem 46. Analema 47. Pilar Sun Dog 48. Halo Lunar 49. Composies 50. Composio Vnus sobre Ouro Preto 51. 52. 53. Composies e criatividade 54. Conjunes 55. Luz zodiacal 56. Cometa Linear e ISS @Federico Garcia 57. Piggy-back Precisamos : alinhamento polar e acompanhamento. Teremos : looongo tempo de exposio. 58. 59. 60. 61. 62. 63. Na foto feita com filme o ideal revelar sem copiar, NO cortar o negativo , estudar fotograma por fotograma e selecionar os melhores, usando as anotaes que foram feitas durante a exposio para ento passar para papel fotogrfico. O ideal digitalizar o negativo e trat-lo num software como Adobe Photoshop, para ai sim copi-lo. 64. Para a foto com cmera digital a tcnica a mesma porm devido a sua maior sensibilidade, no recomendado fotos com muito longa exposio,( 10 min ou mais). Por isso fazemos mltiplas exposies que depois so somadas em softwares especficos tais como: ImagesPlus e deep-sky-stacker (freeware). E posteriormente tratadas no AdobePhotoshop. 65. Afocal A cmera usadaCOMa objetiva focalizada no infinito. O Telescpio ( ou Luneta, ou binculo) usadoCOMocular.O ajuste da focalizao feito observando-se o objeto atravs da cmera.O telescpio poder ou no estar motorizado. O uso de um trip ajuda muito. 66. Afocal 67. Podemos fazer astrofotos usando as cmeras digitais no DSLR. Devido s caractersticas point and shoote simplicidade delas a tcnica mais recomendada a afocal.Nela a cmera apontada perpendicularmente paraocularde um instrumento ptico (pode ser telescpio, luneta ou mesmo um binculo) . A imagem que o instrumento exibe vista na tela LCD da cmera . Fazemos zoom , pressionamos levemente o boto disparador para focar e em seguida disparamos!Vocs se surpreendero com os resultados !Recomenda-se iniciar com a Lua e depois que se adquirir prtica podemos fazer vdeos de Planetas, Lua e Sol ( sempre com filtro especial) que sero posteriormente tratadas com softwares (freewares) como o Registax. Existem cmeras que aceitam at 60 segundos de exposio.Com elas tambm possvel fazer fotos em foco primrio embora as cores fiquem alteradas !As pequenas digitais 68. A tcnica focal Manual Com uso de adaptador 69. Tcnica afocal usando binculo e trip. A mesma tcnica usando o Sky is on the table 70. Projeo de ocular A cmera estSEMa objetiva. O instrumento estCOMa ocular. A imagem projetada pela ocular diretamente no filme. O foco crtico.Usada para Lua, Sol ( manchas) e Planetas 71. AfocalFilme e digital vdeo 72. Foco Primrio Set-ups 73. Set-ups 74. Foco Primrio 75. 76. 77. 78. Lua 79. 80. 81. Terrar 82. 83. Manchas solares Filme e digital 84. Plataforma equatorial movida a feijo </p> <ul><li>Montagem simples e barata. </li></ul><ul><li>Guiagem manual. </li></ul><ul><li>Porttil, leve e robusta. </li></ul><ul><li>Ideal para ser usada com trip. </li></ul><ul><li>Melhores resultados com objetivas de 50mm ou menores . </li></ul><ul><li>Tempos de exposio curtos com timos resultados. </li></ul><p> 85. Compensado de madeira :18mm de espessura.3 peas medindo 10 X 35 cm.Uma pea de 10 X 13 cm e um tarugo de 3 x 3 x10. Planta baixa 86. Duas peas formam a plataforma e as outras formam o suporte. A dobradia no deve ter movimentos laterais ! As fixaes so feitas com parafusos e cola para dar maior rigidez ao conjunto. 87. Componentes O tarugo serve para dar mais rigidez e evitar a flexo do suporte. A abertura d mais apoio fixao. 4 parafusos de tipo cama, 2 com 1 e 2 com 1,5 de comprimento. 4 arruelas de 3 borboletas de Parafusos cnicos, cola,dobradia Rtula ou ball-head 88. Montagem 11- A dobradia deve ser de boa qualidade, o mais rgida possvel, no permitindo movimentos laterais. Podemos ajusta-la usando um martelo para diminuir suas folgas.2- A distncia entre o eixo da dobradia e o furo por onde passa o eixo motor e aonde se apoiar o mesmo de EXATOS 29,1cm ! Esta medida fundamental para que a plataforma se mova na velocidade sideral. 29,1cm Ball head Eixo motor 89. Montagem 2 Parte articulada Parte rgida Vista lateral da plataforma Vista lateral do conjunto 90. Detalhes e acessrios Lanterna Inclinometro Bssola Nvel de bolha Relgio Elstico Parafuso motor Fixao do parafuso Apoio 91. Alinhamento polar Usando nvel e bssola Usando o inclinometro 92. Alinhamento Polar 93. Uma forma interessante de alinhamento foi proposta pelo Prof. Francisco Prado ( CEAMIG). Nela o cruzeiro a referncia. Olhando-se o mais prximo do eixo da dobradia e fazendo com que as estrelas do cruzeiro coincidam com o desenho a setanos apontar o Plo Sul. Alinhamento polar 2 94. Aspecto final da engenhoca 95. Funcionamento 1-Coloca-se a plataforma sobre um trip, de m...</p>