ATOS, PRAZOS, DESPESAS

  • View
    46

  • Download
    0

Embed Size (px)

DESCRIPTION

ATOS, PRAZOS, DESPESAS. FLVIA MOREIRA GUIMARES PESSOA. Conceito de atos processuais e Fatos processuais. Atos processuais so atos do processo. A relao jurdica processual que se contm no processo se reflete em atos jurdicos chamados atos processuais. - PowerPoint PPT Presentation

Transcript

  • ATOS, PRAZOS, DESPESASFLVIA MOREIRA GUIMARES PESSOA

  • Conceito de atos processuais e Fatos processuais

    Atos processuais so atos do processo. A relao jurdica processual que se contm no processo se reflete em atos jurdicos chamados atos processuais. Fatos processuais so acontecimentos naturais, no decorrentes da vontade humana, mas que produzem efeitos processuais. Como exemplos temos a morte de uma das partes, a revelia, a perempo e etc.

  • DOS ATOS PROCESSUAIS

    PublicidadeOs atos processuais sero pblicos, salvo quando o contrrio determinar o interesse social, e realizar-se-o nos dias teis das 6 s 20 horasMas o juiz poder restringir a publicidade dos atos processuais.

  • DOS ATOS PROCESSUAIS

    Limites temporaisOs atos processuais sero praticados dentro dos limites temporais impostos por lei, sendo possvel mediante autorizao judicial, praticados fora do limite temporal mencionado (art. 172 do CPC) .A lei 9.800/99, com a finalidade de agilizar a prtica dos atos processuais, permitiu o envio de peties por fax s secretarias das varas e tribunais, desde que as originais sejam encaminhadas no prazo de 05 dias.

  • DOS ATOS PROCESSUAIS

    FormaOs atos processuais devem ser praticados conforme a forma prevista em lei. Art. 771 da CLT Os atos e termos processuais podero ser escritos a tinta, datilografados ou a carimbo.

  • DOS ATOS PROCESSUAIS

    DocumentaoTodos os atos processuais sero documentados e juntados aos autos do processo.No futuro, documentao exclusivamente digital.

  • DEFEITOS DOS ATOS PROCESSUAISIrregularidades- so vcios desprovidos de fora suficiente para invalidar o ato;Inexistncia- nesse caso, o ato processual sequer chega a surgir, em razo de alguma circunstncia que impede seu nascimento;Nulidades- de acordo com a gravidade do vcio processual, haver uma conseqncia processual, classificando-se em nulidades absoluta e relativa.

  • DEFEITOS DOS ATOS PROCESSUAISA nulidade absoluta ser declarada toda vez que o ato processual viciado violar normas de interesse pblico, podendo ser declarada de ofcio pelo magistrado. A nulidade relativa ocorre quando h violao de normas de interesse privado, dependendo sempre de provocao do interessado, no podendo ser declarada de ofcio pelo magistrado.

  • DEFEITOS DOS ATOS PROCESSUAIS

    Princpio da instrumentalidade das formas ou da finalidade a forma, apenas um instrumento para se alcanar a finalidade do processo, no sendo, em regra,essencial para a validade do ato.Princpio do prejuzo ou da transcendncia encontra-se previsto no art. 794 da CLT, ao dispor que nos processos sujeitos apreciao da Justia do Trabalho somente haver nulidade quando resultar dos atos inquinados manifesto prejuzo processual aos litigantes. Princpio da convalidao ou da precluso segundo este princpio, as nulidades no sero declaradas seno mediante provocao das partes. Assim, s aplicvel s nulidades relativas, uma vez que depende de provocao do interessado.Princpio da economia processual por esse princpio, no obedecida a forma prevista na lei, apenas sero anulados os atos que no possam ser aproveitados.Princpio do interesse segundo tal princpio, a nulidade do processual no ser pronunciada quando argida por quem lhe tiver dado causa, no podendo a parte obter vantagem, prevalecendo-se de sua prpria torpeza.Princpio da utilidade este princpio determina que a nulidade no prejudicar os atos posteriores que dele no dependam ou sejam conseqncia.

  • Da comunicao dos atos processuais trabalhistasOs atos processuais so revestidos de publicidade e devem ser conhecidos pelas partes, o que se d atravs da comunicao.Citao: o ato pelo qual se chama a juzo o ru ou o interessado a fim de se defender.Intimao: Ato pelo qual se d cincia a algum dos atos e termos do processo, para que faa ou deixe de fazer alguma coisa.

  • Da comunicao dos atos processuais trabalhistasCitao, notificao e intimao.No processo trabalhista a expresso utilizada a notificao que gnero que abrange tanto a citao quanto a intimao.

  • Da comunicao dos atos processuais trabalhistas

    Como regra geral, a notificao ser enviada pelos correios com aviso de recebimento. Presume-se recebida em 48h se for sem AR.Comunicao ao advogado atravs do Dirio Oficial.No futuro: atravs do processo digital

  • Da comunicao dos atos processuais trabalhistasDa comunicao dos atos processuais por intermdio de cartas precatria, rogatrias e de ordem

    Carta de ordem que pressupe a existncia de vinculao funcional entre o tribunal que a expede e o juiz que a recebe;

    Carta Rogatria, que serve para a cooperao jurisdicional entre autoridades judicirias de pases diferentes

    Carta Precatria, cuja funo est em possibilitar o cumprimento de atos processuais ordenados por um rgo jurisdicional diverso.

    As cartas podem ter por objeto a prtica de atos processuais de comunicao, instruo e constrio.

  • CARTAS PRECATRIASCPI INQUIRITRIA Consolidao dos Provimentos da Corregedoria-Geral da Justia do Trabalho, art. 49 e 50.Art. 49. As cartas precatrias destinadas inquirio de testemunhas sero preferencialmente expedidas aps o interrogatrio das partes, de ofcio, e desde que persista controvrsia sobre fatos relevantes para o equacionamento da lide.Art. 50. Em todo caso, as cartas precatrias inquiritrias far-se-o acompanhar dos quesitos do juzo deprecante e, facultativamente, dos quesitos das partes.Pargrafo nico. O desatendimento da exigncia dos quesitos do juzo deprecante autoriza o Juiz deprecado a recusar-se ao cumprimento, por impreciso do objeto (CPC, art. 202).

  • CPN NOTIFICATRIA SEMPRE POR OFICIAL DE JUSTIACPE CARTA PRECATRIA EXECUTRIA ATOS DO OFICIAL DE JUSTIA PARA CITAO E PENHORACARTA PRECATRIA DE VENIA NA VERDADE UM OFICIO PENHORA NO ROSTO DOS AUTOS

  • Termo processual

    Termo a documentao de um ato. O escrivo lavra um termo, ou toma por termo, a fim de documentar uma atividade, um ato processual. O Juiz manda reduzir a termo o depoimento da testemunha.Os termos processuais devem ser redigidos em lngua portuguesa.

  • PRAZOSart. 774 da CLT: salvo disposio em contrrio, os prazos comeam a fluir a partir da data do recebimento da notificao, daquela em que for publicado edital no jornal oficial ou no que publicar o expediente da Justia do Trabalho, ou ainda, daquela em que for afixado o edital na sede da Vara ou do Tribunal

  • CONTAGEM DE PRAZOEXCLUSO DO DIA DE INCIOINCLUSO DO FIM

    PUBLICAO NA SEXTA-FEIRA, OU VSPERA DE FERIADO COMEA A CONTAR NO PRIMEIRO DIA TIL SUBSEQUENTE.

  • PRAZOSPrincipais prazos existentes no processo do trabalho: art. 850 da CLT: dez minutos para razes finais;art. 846 da CLT: o prazo para a apresentao de defesa oral ser de 20 minutos; Art. 841 da CLT: prazo de no mnimo cinco dias para contestar a ao em audincia; arts. 895, 896 e 897 da CLT: 08 dias para recursos ordinrios, de revista e agravo; art. 536 do CPC: 05 dias para embargos de declarao;

  • Das despesas processuais no processo do trabalho

    Despesas processuais so todos os gastos que as partes realizem dentro ou fora do processo, para prover-lhe o andamento ou atender com mais diligncia a seus interesses na demanda.

  • Das despesas processuais no processo do trabalho

    Abrange todos os gastos com o processo, como locomoo, pagamento de honorrios com assistentes tcnicos, honorrios advocatcios, despesas com locomoo de testemunhas, custas processuais, edital, emolumentos e etc.

  • Das despesas processuais no processo do trabalho

    Custas Processuais: So as despesas relativas ao expediente e movimentao das causas.Emolumentos: o ressarcimento das despesas provocadas ao rgo jurisdicional para a obteno de traslados, certides, etc..., do interesse do requerente.

  • Das despesas processuais no processo do trabalho

    Dispe o art. 789, da CLT:Nos dissdio individuais e nos dissdios coletivos do trabalho, nas aes e procedimentos de competncia da justia do trabalho, bem como nas demandas propostas perante a justia estadual, no exerccio da jurisdio trabalhista, as custas relativas ao processo de conhecimento incidiro base de 2%, observado o mnimo de R$ 10,64.

    No processo do trabalho, as custas so sempre pagas ao final de cada processo e incidiro no percentual de 2% sobre o valor da condenao, em caso de procedncia ou procedncia em parte do pedido, e sobre o valor do acordo em caso de conciliao. Em caso de improcedncia, arquivamento ou desistncia, o valor ser de 2% calculados sobre o valor atribudo causa.

  • CUSTAS NA EXECUOArt. 789-A. No processo de execuo so devidas custas, sempre de responsabilidade do executado e pagas ao final, de conformidade com a seguinte tabela: I - autos de arrematao, de adjudicao e de remio: 5% (cinco por cento) sobre o respectivo valor, at o mximo de R$ 1.915,38 (um mil, novecentos e quinze reais e trinta e oito centavos);II - atos dos oficiais de justia, por diligncia certificada:a) em zona urbana: R$ 11,06 (onze reais e seis centavos);b) em zona rural: R$ 22,13 (vinte e dois reais e treze centavos);III - agravo de instrumento: R$ 44,26 (quarenta e quatro reais e vinte e seis centavos);IV - agravo de petio: R$ 44,26 (quarenta e quatro reais e vinte e seis centavos);V - embargos execuo, embargos de terceiro e embargos arrematao: R$ 44,26 (quarenta e quatro reais e vinte e seis centavos);VI - recurso de revista: R$ 55,35 (cinqenta e cinco reais e trinta e cinco centavos);VII - impugnao sentena de liquidao: R$ 55,35 (cinqenta e cinco reais e trinta e cinco centavos);VIII - despesa de armazenagem em depsito judicial - por dia: 0,1% (um dcimo por cento) do valor da avaliao;IX - clculos de liquidao realizados pelo contador do juzo - sobre o valor liquidado: 0,5% (cinco dcimos por cento) at o limite de R$