ATUALIZAÇÃO LEGISLATIVA

Embed Size (px)

Text of ATUALIZAÇÃO LEGISLATIVA

  • PODER JUDICIRIO FEDERAL

    TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4 REGIO

    ATUALIZAO LEGISLATIVAN 1308

    01.12.2013/31.12.2013Publicao de responsabilidade da Vice-Corregedoria, por delegao da Corregedoria

    do Tribunal Regional do Trabalho da 4 Regio(Portaria n 43, de 14 de dezembro de 2011, da Corregedoria Regional)

    Decretos

    1) DECRETO N 8.166, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 24/12/2013). Regulamenta a Lei n 12.382, de 25 de fevereiro de 2011, que dispe sobre o valor do salrio mnimo e a sua poltica de valorizao de longo prazo....................................................................................................................3

    Portarias

    2) PORTARIA N 1.892, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013). Altera o Anexo II do Quadro II da Norma Regulamentadora n 7 .........................................................................................................................3

    3) PORTARIA N 1.893, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013). Altera a Norma Regulamentadora n 12 .........................................................4

    4) PORTARIA N 1.894, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013). Altera a Norma Regulamentadora n 22 .........................................................8

    5) PORTARIA N 1.895, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 12/12/2013). Altera a Norma Regulamentadora n 29 .......................................................11

    6) PORTARIA N 1.896, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013). Altera a Norma Regulamentadora n 31 .......................................................14

    7) PORTARIA N 1.897, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013). Altera a Norma Regulamentadora n 34 .......................................................16

    Resolues

    8) RESOLUO CSJT N 131, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT DE 13/12/2013 CSJT). Reserva vagas para afrodescendentes nos contratos de prestao de servios continuados e terceirizados, no mbito da Justia do Trabalho de 1 e 2 Graus.................................................................................19

  • PODER JUDICIRIO FEDERAL

    TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4 REGIO

    9) RESOLUO CSJT N 133, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT DE 13/12/2013- CSJT). Dispe sobre a carteira de identidade funcional dos servidores da Justia do Trabalho de primeiro e segundo graus......................21

    10) RESOLUO TST N 190, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT DE 13/12/2013 TST). Altera o item X da Instruo Normativa n 3/1993................................................................................................................23

    11) RESOLUO TST N 191, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT de 13/12/2013 TST). Altera a Instruo Normativa n 20, editada pela Resoluo n 112/2002........................................................................................................27

    12) RESOLUO TST N 192, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT de 13/12/2013 TST). Altera a Instruo Normativa n 30/2007...........................31

    13) RESOLUO TST N 193, DE 11 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT 13/12/2013 TST). Edita as Smulas ns 446 e 447, inclui o item II na Smula 288 e altera a redao da Smula n 392.........................................................39

    14) RESOLUO CSJT N 132, DE 6 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT DE 16/12/2013). Regulamenta o Programa de Preparao para a Aposentadoria PPA de magistrados e servidores no mbito da Justia do Trabalho de primeiro e segundo graus................................................................................................43

    15) RESOLUO ENAMAT N 13, DE 13 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT de 17/12/2013). Altera a redao da Resoluo ENAMAT n 09/2011, que trata da Formao Continuada dos Magistrados do Trabalho........................................45

    16) RESOLUO ENAMAT N 14, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT de 18/12/2013). Estabelece os critrios de pontuao ou valorao de atividades formativas de aperfeioamento tcnico para promoo por merecimento e para vitaliciamento dos Magistrados do Trabalho......................................................50

    Editais

    17) EDITAL SAM N 72/2013, DE 29 DE NOVEMBRO DE 2013 (DEJT de 02/11/2013 TRT DA 4 REGIO). A DESEMBARGADORA-CORREGEDORA DO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4 REGIO, no uso de suas atribuies legais e regimentais, FAZ SABER aos Juzes Titulares das Varas do Trabalho da 4 Regio o que segue: I Estar vaga, para fins de remoo, a contar do dia 10 de dezembro de 2013, a titularidade da 2 Vara do Trabalho de Lajeado ...........................................55

    Diversos

  • PODER JUDICIRIO FEDERAL

    TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4 REGIO

    18) PROVIMENTO CONJUNTO N 11, DE 25 DE NOVEMBRO DE 2013 (DEJT de 10/12/2013 TRT DA 4 REGIO). Dispe sobre procedimentos a serem observados nas Varas do Trabalho da 4 Regio da Justia do Trabalho em razo da implantao do Sistema Processo Judicial Eletrnico da Justia do Trabalho Pje-JT .....................................................................................56

    19) ATO CONJUNTO N 4 /GP. CGJT DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT de 10/12/2013 TST). Altera a Recomendao Conjunta n 1/2011 ...........60

    20) ATO N 08/2013/GCGJT, DE 17 DE DEZEMBRO DE 2013 (DEJT de 17/12/2013). Divulga as Tabelas Processuais Unificadas de Movimentos e Complementos para utilizao no mbito da Justia do Trabalho....................62

    D E C R E T O S

    1) DECRETO N 8.166, DE 23 DE DEZEMBRO DE 2013. Regulamenta a Lei n 12.382, de 25 de fevereiro de 2011, que dispe sobre o valor do salrio mnimo e a sua poltica de valorizao de longo prazo.A PRESIDENTA DA REPBLICA, no uso da atribuio que lhe confere o art. 84, caput, inciso IV, da Constituio, e tendo em vista o disposto no art. 3 da Lei n 12.382, de 25 de fevereiro de 2011,D E C R E T A:Art. 1 A partir de 1 de janeiro de 2014, o salrio mnimo ser de R$ 724,00 (setecentos e vinte e quatro reais).Pargrafo nico. Em virtude do disposto no caput, o valor dirio do salrio mnimo corresponder a R$ 24,13 (vinte e quatro reais e treze centavos) e o valor horrio, a R$ 3,29 (trs reais e vinte e nove centavos).Art. 2 Este Decreto entra em vigor em 1 de janeiro de 2014.Braslia, 23 de dezembro de 2013; 192 da Independncia e 125 da Repblica.DILMA ROUSSEFFGuido MantegaManoel DiasEva Maria Cella Dal ChiavonGaribaldi Alves Filho

    P O R T A R I A S

    2) PORTARIA N 1.892, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013). Altera o Anexo II do Quadro II da Norma Regulamentadora n 7.O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuies que lhe conferem o inciso II do pargrafo nico do art. 87 da Constituio Federal e os arts. 155 e 200 da Consolidao das Leis do

  • PODER JUDICIRIO FEDERAL

    TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4 REGIO

    Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto n. 5.452, de 1 de maio de 1943, resolve:Art. 1 Acrescentar o subitem 4.1 no Anexo II do Quadro II - DIRETRIZES E CONDIES MNIMAS PARA REALIZAO E INTERPRETAO DE RADIOGRAFIAS DE TRAX - da NR-7, Programa de Controle Mdico de Sade Ocupacional, aprovada pela Portaria MTb n 3.214, de 8 de junho de 1978, com a seguinte redao:4.1 No caso de utilizao de Equipamentos Transportveis para Radiografias de Trax devero ser cumpridas, alm do exigido no item 3 deste anexo, as seguintes exigncias:a) Alvar especfico para funcionamento da unidade transportvel de Raios Xb) ser realizado por profissional legalmente habilitado e sob a superviso de responsvel tcnico nos termos da Portaria SVS/MS n 453, de 1 de junho de 98.c) Laudo Tcnico emitido por profissional legalmente habilitado, comprovando que os equipamentos utilizados atendem ao exigido no item 5 deste anexo.Art. 2 Alterar o item 9 do Anexo II do Quadro II DIRETRIZES E CONDIES MNIMAS PARA REALIZAO E INTERPRETAO DE RADIOGRAFIAS DE TRAX - da NR-7, Programa de Controle Mdico de Sade Ocupacional, aprovada pela Portaria MTb n 3.214, de 8 de junho de 1978, que passa a vigorar com as seguintes alteraes:"...................................................................9. Leitura Radiolgica de acordo com os critrios da Organizao Internacional do Trabalho - OIT.9.1 A leitura radiolgica descritiva....................................................................9.3. O laudo do exame deve ser assinado por um (ou mais de um, em caso de mltiplas leituras) dos seguintes profissionais: a) Mdico Radiologista com Titulo de Especialista ou registro de especialidade no Conselho Regional de Medicina e com qualificao e/ou certificao na Classificao Radiolgica da OIT;b) Mdicos de outras especialidades, que possuam ttulo ou registro de especialidade no Conselho Regional de Medicina em Pneumologia, Medicina do Trabalho ou Clnica Mdica (ou uma das suas subespecialidades) e que possuam qualificao e/ou certificao na Classificao Radiolgica da OIT................................................................9.3.1 A denominao "Qualificado" se refere ao Mdico que realizou o treinamento em Leitura Radiolgica por meio de curso/mdulo especfico.............................................................Art. 3 Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicao.MANOEL DIAS

    3) PORTARIA N 1.893, DE 9 DE DEZEMBRO DE 2013 (DOU de 11/12/2013).Altera a Norma Regulamentadora n 12.

  • PODER JUDICIRIO FEDERAL

    TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 4 REGIO

    O MINISTRO DE ESTADO DO TRABALHO E EMPREGO, no uso das atribuies que lhe conferem o inciso II do pargrafo nico do art. 87 da Constituio Federal e os arts. 155 e 200 da Consolidao das Leis do Trabalho - CLT, aprovada pelo Decreto n. 5.452, de 1 de maio de 1943, resolve:Art. 1 A Norma Regulamentadora n. 12, aprovada pela Portaria MTb