Aula 01 - Administra- ¦ção - Aula 01

Embed Size (px)

Text of Aula 01 - Administra- ¦ção - Aula 01

ANALISTA LEGISLATIVO/ESPECIALIDADE: ADMINISTRAO (SENADO FEDERAL) PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO Aula 0 Recrutamento e Seleo; Treinamento e Desenvolvimento

Ol pessoal, tudo certinho? Meu nome Vinicius Ribeiro, sou mineiro de Uberrrlndia (no reparem no sotaque) e com grande prazer que iniciaremos este curso de Administrao para o cargo de Analista Legislativo/Especialidade Administrao do Senado Federal (exerccios comentados). Antes de comearmos, deixo aqui um breve resumo do meu currculo: Graduado em Administrao na Universidade Federal de Uberlndia UFU; MBA em Comrcio Exterior e Negcios Internacionais na Fundao Getlio Vargas FGV; Atualmente, sou Analista Judicirio (rea Administrativa) no Supremo Tribunal Federal, onde atuo na Secretaria de Controle Interno; Ex-servidor do Conselho Nacional de Justia, onde atuava na Seo de Gesto de Contratos; Ex-servidor do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educao (FNDE), onde atuava na Coordenao de Tomada de Contas Especial concurso realizado pela FGV; Classificado no concurso de analista judicirio (administrador) no TJDFT; Aprovado no concurso APO-MPOG (excedente no concurso atual); Desde agosto de 2010, leciono, no stio do Ponto dos Concursos, administrao para concursos, tais como os seguintes cursos: Fiocruz (FGV), MPU, ABIN, INMETRO, PF, STM, TRTs, TRF 1, Infraero, BACEN, BNDE, Transpetro, TCE-RS, FINEP, Petrobrs e TCE-PA.

Prof. Vinicius Ribeiro

www.pontodosconcursos.com.br

1

ANALISTA LEGISLATIVO/ESPECIALIDADE: ADMINISTRAO (SENADO FEDERAL) PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

Sobre o cursoO foco deste curso, ministrado em 5 aulas, capacit-los para resolver a prova de Administrao para o cargo de Analista Legislativo/Especialidade Administrao do Senado Federal (exerccios comentados). Meu objetivo aqui fazer com que vocs acertem as questes desta disciplina e que isso contribua para a aprovao no concurso. Muitos alunos me questionam sobre a necessidade de leituras

complementares. A minha resposta: depende do nvel e da disponibilidade de cada um. O edital ser todo abordado em nossas aulas. A estrutura da aula ser a seguinte: exposio de exerccios de provas realizadas, com explanao de teoria nos comentrios das questes. Ao final da aula, esses mesmos exerccios sero colocados, porm sem os devidos comentrios, para quem queira tentar resolv-los. O nosso foco na realizao de exerccios ser a banca do concurso: FGV. No entanto, para subsidiar a explicao de parte da matria, poderemos utilizar, eventualmente, questes de outras bancas com metodologia semelhante Fundao Getlio Vargas, como a CESGRANRIO. Apenas nesta primeira aula, no utilizarei questes da FGV. A partir da prxima, voltamos todo o foco para a nossa banca, ok? Ao longo do curso, irei colocar questes das matrias j estudadas. Assim, possvel que eu coloque, por exemplo, uma questo da matria vista hoje na aula 4. A ideia no deixar o contedo cair no esquecimento, ok? Com isso, veremos questes da FGV relacionadas s matrias de hoje. Esta aula ser menor que as demais. As prximas aulas sero mais extensas.

Prof. Vinicius Ribeiro

www.pontodosconcursos.com.br

2

ANALISTA LEGISLATIVO/ESPECIALIDADE: ADMINISTRAO (SENADO FEDERAL) PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

CronogramaAbaixo, coloco o cronograma do nosso curso. Antes, uma ressalva: as prximas aulas sero estruturadas, preferencialmente, conforme os tpicos abaixo, sempre com nfase nos contedos tidos como mais importantes para o concurso. No andamento do curso, pode haver alterao na ordem proposta, por questes didticas. Porm, todos os itens descritos sero abordados. Aula 1 (9/1): recrutamento e seleo; treinamento e desenvolvimento; Aula 2 (16/1): administrao de projetos; motivao; comunicao; avaliao de desempenho; gesto da qualidade; reengenharia; planejamento e estratgia; liderana e poder; Aula 3 (23/1): fundamentos e evoluo da administrao; abordagem sistmica; cultura e ambiente organizacional; controle de processos e gesto da qualidade; administrao de operaes e da qualidade; mudana e inovao; clima organizacional; mudana organizacional; Aula 4 (30/1): estrutura e projeto organizacional; processo decisrio; estilos de administrao; estruturas sistemas organizacionais de e departamentalizao; organogramas; informaes

gerenciais; poder; empreendedorismo; Aula 5 (6/2): tica e responsabilidade; funes e habilidades do administrador; anlise organizacional; instrumentos de pesquisa; layout; anlise de processos; distribuio do trabalho; fluxogramas; formulrios; manuais; controle organizacional; planejamento e controle de projetos; projeto, desenvolvimento implantao e documentao de sistemas.

Prof. Vinicius Ribeiro

www.pontodosconcursos.com.br

3

ANALISTA LEGISLATIVO/ESPECIALIDADE: ADMINISTRAO (SENADO FEDERAL) PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO

FrumO frum de dvidas um importante mecanismo de aprendizado. Qualquer questionamento com relao matria pode ser feito por l. medida que as perguntas so realizadas, vou respondendo seguindo a ordem de postagem. Normalmente eu respondo s perguntas com at 2 dias de diferena. s vezes, pode acontecer de demorar um pouco mais, mas todos os questionamentos sero atendidos.

Recrutamento e Seleo1) (CONSULPLAN INB 2006) O recrutamento um conjunto de tcnicas e procedimentos que visa atrair candidatos potencialmente qualificados e capazes para ocupar cargos dentro da organizao. Pode ser interno ou externo. Os itens abaixo so considerados vantagens do recrutamento interno, EXCETO: A) um processo econmico e mais rpido de ser desenvolvido. B) um processo econmico e apresenta maior ndice de validade e de segurana. C) um processo rpido e uma fonte de motivao para os empregados. D) Leva os empregados a se limitarem s polticas e diretrizes da organizao e geram conflitos. E) Fonte poderosa de motivao para os empregados e desenvolve o esprito de competio entre o pessoal. O grande lance do recrutamento, fase anterior seleo de profissionais dentro de uma empresa, entender que essa palavra significa atrao. Sendo assim, Chiavenato conceitua:Prof. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br

4

ANALISTA LEGISLATIVO/ESPECIALIDADE: ADMINISTRAO (SENADO FEDERAL) PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO Recrutamento um conjunto de tcnicas e procedimentos que visa a atrair candidatos potencialmente qualificados e capazes de ocupar cargos dentro da organizao. Vamos pensar o ser humano (no sentido profissional) como um produto. Assim como existe o mercado de automveis, onde pessoas compram e vendem carros, temos o mercado de trabalho (ou mercado de recursos humanos), em que empresas contratam e demitem profissionais. Quando a empresa precisa ir ao mercado (de trabalho) para recrutar profissionais, ela faz uso de um sistema de informao para divulgar e comunicar as suas necessidades, ou seja, que tipo de emprego ela est oferecendo. A entra o recrutamento ou a atrao dos melhores profissionais para ocuparem as vagas desocupadas dentro da organizao. Mas existe um detalhe. Esse mercado de trabalho pode funcionar inclusive dentro da empresa. Como assim? Uma vaga ofertada pode ser preenchida, tambm, por um profissional que j trabalha na prpria empresa. o chamado recrutamento interno. O outro recrutamento, o mais conhecido, chamado, curiosamente, de qu? Certa resposta: recrutamento externo. Vejamos a figura. Recrutamento Externo Mercado de Trabalho Empresa

Recrutamento Interno

Voltando ao recrutamento interno, vejamos como ele funciona. Como j falamos, o pblico alvo so os prprios funcionrios, o que gera uma promoo ou uma simples transferncia de setor ou de localidade. Vamos destacar duasProf. Vinicius Ribeiro www.pontodosconcursos.com.br

5

ANALISTA LEGISLATIVO/ESPECIALIDADE: ADMINISTRAO (SENADO FEDERAL) PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO caractersticas desse procedimento: mais barato e pode gerar conflitos dentro da organizao. Por que mais barato? O recrutamento interno no requer trabalhos externos, como a contratao de uma empresa para recrutar ou o gasto com a divulgao da vaga. Por que pode causar conflitos? A briga por uma vaga pode gerar sequelas. Aqueles que no conquistaram a vaga podem se tornar funcionrios insatisfeitos nas vagas onde ficaram trabalhando. Alm disso, os colaboradores que disputaram a vaga podem criar, entre si, rixas pessoais. Outra caracterstica: tende a ser mais rpido. Por acontecer apenas

internamente, a empresa no precisa aguardar a disponibilidade do candidato externo, no precisa esperar os efeitos da divulgao. lgico que o recrutamento interno tambm no automtico. Mas a empresa, sabendo de suas potencialidades (atravs de um bom mapeamento de competncias), tende a recrutar e selecionar com mais agilidade quando o procedimento interno. Uma pergunta muito comum a seguinte: enquanto o recrutamento externo no setor pblico o edital divulgando o concurso de provas ou de provas e ttulos, existe recrutamento interno na Administrao Pblica? Minha resposta: sim. Mesmo no contexto pblico, as promoes e transferncias tambm ocorrem. Ento, podemos tirar a seguinte concluso: o recrutamento externo bastante diferente nos setores pblico e privado. Por outro lado, o recrutamento interno guarda bastante semelhana nos dois setores. Os dois tipos de recrutamento (externo e interno) possuem diferentes objetivos. No recrutamento externo, buscam-se novas pessoas para que elas tragam novas habilidades e as experincias vividas, ou seja, o foco so

Prof. Vinicius Ribeiro

www.pontodosconcursos.com.br

6

ANALISTA LEGISLATIVO/ESPECIALIDADE: ADMINISTRAO (SENADO FEDERAL) PROFESSOR: VINICIUS OLIVEIRA RIBEIRO conhecimentos no existentes na empresa. Esses novos funcionrios tambm chegam na empresa sem os vcios (problemas) presentes na empresa. O recrutamento interno, por seu turno, objetiva motivar seus funcionrios, por meio do oferecime