Aula 01 - Administração publica - Aula 01

Embed Size (px)

Text of Aula 01 - Administração publica - Aula 01

  • CURSO ON-LINE ADMINISTRAO PBLICA P/ STN PROFESSOR: RAFAEL ENCINAS

    Prof. Rafael Encinas www.pontodosconcursos.com.br 1

    Aula 01

    Ol, Pessoal!

    Sejam bem-vindos ao curso de Administrao Pblica para a STN. Gostaria de agradecer a confiana que vocs depositaram em nosso trabalho e espero no desapont-los. Temos um edital bem extenso pela frente, por isso preciso se esforar ao mximo. Nessa aula veremos os seguintes itens:

    Aula 01 16/01: 5. O processo de modernizao da Administrao Pblica. 6. Evoluo dos modelos/paradigmas de gesto: a nova gesto pblica. 11. Gesto Pblica empreendedora. 7. Governabilida-de, governana e accountability.

    Na aula demonstrativa vimos a evoluo do Estado e sua crise no final do S-culo XX, com o surgimento do neoliberalismo. Veremos agora a evoluo da administrao pblica, que est muito atrelada evoluo do Estado. Veremos tambm outros itens que tm uma relao bastante prxima com o processo de modernizao da Administrao Pblica.

    Boa Aula!

    Sumrio

    1. MODELOS DE GESTO PBLICA ........................................................................... 2

    1.1. TIPOS PUROS DE DOMINAO LEGTIMA ...................................................................... 4

    1.2. PATRIMONIALISMO ............................................................................................... 6

    1.3. MODELO BUROCRTICO ......................................................................................... 9

    1.4. DISFUNES E CRISE DA BUROCRACIA ..................................................................... 18

    1.5. NOVA GESTO PBLICA ....................................................................................... 26

    1.6. ACCOUNTABILITY ............................................................................................... 39

    1.7. GESTO PBLICA EMPREENDEDORA ......................................................................... 45

    1.8. GOVERNABILIDADE E GOVERNANA .......................................................................... 51

    2. PONTOS IMPORTANTES DA AULA ....................................................................... 63

    3. QUESTES COMENTADAS ................................................................................... 64

    3.1. LISTA DAS QUESTES ........................................................................................ 129

    3.2. GABARITO ...................................................................................................... 154

  • CURSO ON-LINE ADMINISTRAO PBLICA P/ STN PROFESSOR: RAFAEL ENCINAS

    Prof. Rafael Encinas www.pontodosconcursos.com.br 2

    11.. MMooddeellooss ddee GGeessttoo PPbblliiccaa Vamos estudar agora o processo de modernizao da Administrao Pblica e a evoluo dos modelos de gesto. Esta aula bastante importante, traz v-rios itens com grandes chances de carem na prova e eles tm uma grande relao entre si, por isso que decidi trat-los conjuntamente. Normalmente esse contedo visto em trs aulas, mas, como disse na aula demonstrativa, precisamos priorizar o que mais importante.

    O termo patrimonialismo vem de patrimnio, isso porque o governante ad-ministrava o patrimnio pblico como se fosse seu patrimnio privado. Era o modelo caracterstico das monarquias europeias at o Sculo XIX, quando se desenvolve as ideias de legalidade e impessoalidade com o modelo burocrtico.

    Este surge como uma forma de proteger o patrimnio coletivo contra os inte-resses privados, estabelecendo procedimentos a serem seguidos. Contudo, exageraram nas regras, a administrao pblica ficou muito rgida e burocra-cia virou sinnimo de ineficincia.

    Isso se torna um problema srio com a crise fiscal a partir da dcada de 1970, quando ganham fora as ideias de uma administrao gerencial. Esta busca adotar tcnicas de gesto da administrao privada e tem como principal ca-racterstica a mudana na nfase do controle dos processos para os resultados.

    Patrimonialismo Burocrtico Gerencial

    Tem origem nas socie-dades patriarcais, em que a comunidade vivia ao redor do senhor e servia a este em troca de proteo.

    Esteve presente nas monarquias europeias absolutistas.

    O patrimnio pblico confundido com o particu-lar.

    Desenvolve-se com o sur-gimento do capitalismo e da democracia.

    Defende a separao do pblico e do privado, impon-do limites legais a atuao da administrao pblica.

    Entra em crise a partir da dcada de 1970, devido crise fiscal que teve origem nas duas crises do petrleo.

    aplicada inicialmente pelos governos Thatcher no Reino Unido e Reagan nos EUA, no incio dos anos 1980.

    Prega a reduo das ativi-dades estatais e a autono-mia do gestor pblico

    Defende a mudana no foco do controle, do proces-so para o resultado.

    At 1850 1850-1980 Depois de 1980

    So trs modelos que se sucederam ao longo do tempo, tendo cada um preva-lecido em pocas diferentes, mas isso no significa que foram deixando de existir medida que outro surgia. Tanto o patrimonialismo quanto a burocracia ainda esto presentes, apesar de prevalecer o gerencialismo. Aqui j temos um ponto, com o qual devemos tomar cuidado. Vamos ver uma questo:

  • CURSO ON-LINE ADMINISTRAO PBLICA P/ STN PROFESSOR: RAFAEL ENCINAS

    Prof. Rafael Encinas www.pontodosconcursos.com.br 3

    1. (ESAF/AFRFB/2009) Considerando os modelos tericos de Administrao Pblica

    em nosso pas, o maior trunfo do gerencialismo foi fazer com que o modelo burocrti-

    co incorporasse valores de eficincia, eficcia e competitividade.

    A questo errada. O erro NO est em dizer que o gerencialismo valoriza princpios como eficincia, eficcia e competitividade, isto est certo. J vi alu-nos acharem que o erro est em falar em competitividade ao invs de efetivi-dade, j que esta ltima seria a terceira dimenso do desempenho, junto com a eficincia e a eficcia. Porm, o gerencialismo fala muito em competitividade.

    O erro est em dizer que esses valores so incorporados ao modelo burocrti-co, quando,na realidade, este substitudo pelo gerencial. No podemos dizer que o modelo burocrtico foi melhorado ou aperfeioado pelo gerencial, pois h uma quebra de paradigma, em que um modelo substitudo pelo outro. TO-DAVIA, apesar desta quebra de paradigma, no so abandonados todos os princpios do modelo burocrtico, muitos so mantidos. Isso muito cobrado:

    2. (CESPE/TCU/2008) Na administrao pblica gerencial, ao contrrio do que ocorre

    na administrao pblica burocrtica, a flexibilizao de procedimentos e a alterao

    da forma de controle implicam reduo da importncia e, em alguns casos, o prprio

    abandono de princpios tradicionais, tais como a admisso segundo critrios de mrito,

    a existncia de organizao em carreira e sistemas estruturados de remunerao.

    A questo errada, foi copiada do Plano Diretor, segundo o qual:

    A administrao pblica gerencial constitui um avano e at um certo ponto um rompimento com a administrao pblica burocrtica. Isto no significa, entretanto, que negue todos os seus princpios. Pelo contrrio, a administrao pblica gerencial est apoiada na anterior, da qual conserva, embora flexibilizando, alguns dos seus princpios fundamentais, como a admisso segundo rgidos critrios de mrito, a existncia de um sistema estruturado e universal de remu-nerao, as carreiras, a avaliao constante de desempenho, o treinamento sistemtico. A dife-rena fundamental est na forma de controle, que deixa de basear-se nos processos para con-centrar-se nos resultados, e no na rigorosa pro-fissionalizao da administrao pblica, que continua um princpio fundamental.

    Plano diretor da Reforma do Aparelho do Estado:

    um documento do Gover-no FHC, lanado em 1995, e que trazia a base da reforma gerencial que seria promovida. Veremo-lo na Aula 03, mas ele tambm importante porque traz um histrico da administrao pblica no mundo e no Brasil, e as bancas copiam muitas questes de seu texto. praticamente de leitura obrigatria. Est disponvel no site:

    http://www.bresserpereira.org.br/Documents/MARE/PlanoDiretor/planodiretor.pdf

  • CURSO ON-LINE ADMINISTRAO PBLICA P/ STN PROFESSOR: RAFAEL ENCINAS

    Prof. Rafael Encinas www.pontodosconcursos.com.br 4

    Vamos ver mais algumas questes sobre a relao entre os modelos:

    3. (ESAF/EPPGG-MPOG/2009) A administrao gerencial nega todos os princpios da

    administrao pblica patrimonialista e da administrao pblica burocrtica.

    4. (ESAF/SUSEP/2010) De certa forma, patrimonialismo, burocracia e gerencialismo

    convivem em nossa administrao contempornea.

    5. (ESAF/APO-MPOG/2010) Com o gerencialismo, a ordem administrativa se reestru-

    tura, porm sem abolir o patrimonialismo e a burocracia que, a seu modo e com nova

    roupagem, continuam existindo.

    6. (ESAF/ISS-RJ/2010) No Brasil, o modelo de administrao burocrtica foi comple-

    tamente substitudo pelo modelo gerencial implantado ao final do sculo XX.

    Gabarito: E, C, C, E.

    11..11.. TTiippooss PPuurrooss ddee DDoommiinnaaoo LLeeggttiimmaa

    Antes de entrarmos em cada um desses modelos, preciso que seja visto o que Max Weber chamou de tipos puros de dominao legtima, que constituem a base de cada um deles. Max Weber muito importante porque toda a base do estudo do modelo burocrtico est em seus escritos. No foi ele que criou esse modelo, mas foi um dos primeiros a analis-lo, no incio do Sculo XX, e seu trabalho teve grande repercusso. Segundo o autor:

    Dominao a probabilidade de encontrar obedincia a uma ordem de determinado contedo, entre determinadas pessoas indicveis.

    Weber fala em encontrar obedincia, ou seja, preciso que a pessoa aceite a ordem do outro, que ela adote determinada conduta sem resistncia. A domi-nao precisa da obedincia,