AULA 04 Movimentação e Armazenagem de Ma 6 - ESTOQUES novo.pdf · Quantidade para fornecimento =

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of AULA 04 Movimentação e Armazenagem de Ma 6 - ESTOQUES novo.pdf · Quantidade para fornecimento =

  • AULA 04

    Movimentao e Armazenagem de MateriaisProf. Dr. Daniel Bertoli Gonalves

  • PORQUE EXISTE ESTOQUE ?

    se o fornecimento ocorresse exatamente quando fosse demandado, um item nunca seria estocado.

    2

  • DEFINIO DE ESTOQUE

    Entende-se por estoque quaisquer quantidades de bens

    fsicos que sejam conservados, de forma improdutiva, por

    algum intervalo de tempo.

    Daniel Moreira: Administrao da Produo e Operaes

    Estoques so acmulos de materiais entre fases dos

    processos de transformao, que proporcionam um grau de

    independncia entre as fases Henrique L.Correa: Administrao da Produo e Operaes

    3

  • fornecedores

    consumidores

    ESTOQUES

    4

  • RAZES DA EXISTNCIA DE ESTOQUES

    COMPRAS OU PRODUO DE FORMA MAIS ECONMICA

    REDUO DE FRETES

    PREVENIR INCERTEZAS (DESABASTECIMENTOS)

    REDUZIR EFEITOS DE SAZONALIDADES

    DIFERENTES RITMOS DE PRODUO ENTRE FASES

    REDUZIR CUSTOS DE OCIOSIDADES

    MELHOR ATENDIMENTO A CONSUMIDORES

    5

  • Proporcionar proteo contra faltas

    Atender demanda prevista

    Desacoplar as operaes da produo-distribuio

    Tornar as necessidades de produo mais regulares

    6

  • Prevenir-se contra perdas, danos, extravios ou mau uso;

    Manter as quantidades em relao s necessidades e aos registros;

    Fornecer bases concretas para a elaborao de dados ao planejamento

    Manter os custos nos nveis mais baixos possveis, levando-se em conta os volumes de vendas, prazos, recursos e seu efeito sobre o custo de venda do produto.

    7

  • No fluxo da produo (manufatura)

    No fluxo de Vendas (comrcio)

    Minimizam os erros de planejamento

    Servem como amortecedores para oscilaes inesperadas

    Administrar bem os estoques, torna-se uma vantagem competitiva com relao concorrncia.

    8

  • Fundamentais na gesto dos estoques em

    situaes econmicas adversas

    Exigem uma correta implantao, para que no

    engesse a capacidade de resposta da

    empresa s circunstncias de mercado

    Importncia vital em perodos inflacionrios,

    pois demanda tende a cair e custos aumentam

    constantemente

  • Algumas diretrizes das polticas de estoques:

    a) metas quanto ao tempo de entrega dos produtos aos clientes

    b) definio do nmero de depsitos e/ou de almoxarifados e da

    lista de materiais a serem estocados neles

    c) at que nvel devero flutuar os estoques para atender a uma

    alta ou baixa das vendas ou a uma alterao de consumo

    d) limites na especulao com estoques, em compras antecipadas

    com preos mais baixos ou ao se comprar quantidades

    maiores para obteno de desconto

    e) definio da rotatividade dos estoques

  • Grau de Atendimento

    Indica a quantidade, em percentagem sobre a

    previso de vendas, que dever ser fornecida de

    matria-prima ou produto acabado pelo

    almoxarifado

    Exemplo: Grau de atendimento: 95%

    Previso de vendas mensais: 600 unid

    Quantidade para fornecimento = 0,95 x 600 = 570 unid

  • Assegurar o suprimento adequado de matria-prima, materiais

    auxiliares, peas e insumos ao processo de fabricao;

    Manter o estoque o mais baixo possvel para atendimento

    compatvel s necessidades vendidas;

    Identificar os itens obsoletos e defeituosos em estoques para

    elimin-los;

    No permitir condies de falta ou excesso em relao

    demanda de vendas;

    Prevenir-se contra perdas, danos, extravios ou mau uso;

    12

  • Funes Principais:

    a) determinar o que deve permanecer em estoque: nmero de itens

    b) determinar quando se devem reabastecer os estoques: periodicidade

    c) determinar quanto de estoque ser necessrio para um perodo predeterminado:

    quantidade de compra

    d) acionar o departamento de compras para executar aquisio de estoque:

    solicitao de compras

    e) receber, armazenar e guardar os materiais estocados de acordo com as

    necessidades;

    f) controlar os estoques em termos de quantidade e valor; fornecer informaes

    sobre a posio do estoque

    g) manter inventrios peridicos para avaliao das quantidades e estados dos

    materiais estocados

    h) identificar e retirar do estoque os itens obsoletos e danificados

  • Tipos de Materiais em Estoque

    Matrias-primas

    Produtos em processo

    Produtos acabados

    Materiais auxiliares e de manuteno

  • Matrias-Primas

    Todos os materiais agregados aos produtos acabados

    Consumo proporcional ao volume de produo

    Nvel dos estoques dependente de:

    Tempo de reposio

    Consumo

    Custo

    Caractersticas fsicas

  • Produtos em Processo

    Produtos em estgio intermedirio de produo

    Nvel dos estoques dependente de:

    Extenso do processo produtivo

    Complexidade do processo produtivo

  • Produtos Acabados

    Produtos finais do processo produtivo que aguardam a venda

    Produo por encomenda: baixos nveis de estoques de

    produtos acabados, visto que as vendas so negociadas antes

    da produo

    Produo para estoque: altos nveis de estoques, pois a venda

    ocorre aps a produo. Volume de produo determinado pela

    previso de vendas e custos de fabricao

  • Materiais Auxiliares e de Manuteno

    Materiais que no so usados diretamente nos produtos, como

    ferramentas de manuteno, equipamentos de proteo, entre

    outros

    To importantes quanto os anteriores, visto que podem causar

    interrupo da produo

  • Ilustrao dos tipos de materiais no processo produtivo

    Matrias-primas Produtos em proces Produtos acabados

    mat. aux e de manut

    processo de produo

  • Dimensionar estoque significa estabelecer os nveis de estoques adequados ao abastecimento da produo sem atingir os dois extremos do excesso de estoque ou de estoque insuficiente.

    21

  • Definir quais os materiais que devem permanecer em estoque, isto , quais os itens de estoque?

    Quanto de estoque ser necessrio para determinado perodo. Qual o nvel de estoque para cada item?

    Quando os estoques devem ser reabastecidos, isto , qual a periodicidade das compras e o giro dos estoques?

    22

  • Principais custos relacionados aos estoques

    Custos de capital: juros e depreciao

    Custos com pessoal: salrios e encargos sociais

    Custos com edificao: aluguis, impostos, luz e conservao

    Custos de manuteno: deteriorao, obsolescncia e

    equipamento

  • Custos de Armazenagem

    Calculados com base no estoque mdio

    Indicados como percentagem do valor em estoque

    Proporcionais quantidade em estoque e ao tempo de

    permanncia em estoque

    Determinados por meio de frmulas e modelos matemticos

  • Custos de Pedido

    Principais despesas associadas ao custo de pedido:

    Mo-de-obra

    Materiais utilizados na confeco dos pedidos

    Custos indiretos telefone, energia, custos do departamento

  • Custos de Pedido

    Custo Total dos Pedidos (CTP) = n x B , onde

    n = nmero de pedidos no perodo

    B = custo unitrio do pedido

    Apurando-se o CTP ao longo de 1 ano, por exemplo, podemos

    chegar ao custo unitrio do pedido facilmente:

    B = CTP / n

  • Custo Total

    Custo Total (CT) = Custo Total de Armazenagem + Custo Total de

    Pedido

    Objetivo da Adm. de Estoque: Determinar o Q

    (quantidade do lote de compra) que minimiza o Custo

    Total

  • Modelo da Curva Dente de Serra

    Premissas:

    no existir alterao de consumo durante o tempo T

    no ocorrerem falhas administrativas que provoquem um atraso ao solicitar compra

    o fornecedor da pea nunca atrasar sua entrega

    nenhuma entrega do fornecedor for rejeitada pelo controle de qualidade

  • Modelo da curva dente de serra - grfico

  • Modelo da Curva Dente de Serra

    As premissas citadas anteriormente, na prtica, so muitas

    vezes quebradas, o que gera um risco considervel de falta de

    estoque

    A gesto de estoque deve minimizar esse risco utilizando

    mtodos eficazes e que no incorram em aumentos

    substanciais nos nveis de estoque

  • Estoque Mnimo

    Uma das alternativas de reduo do risco de falta de estoque

    a adoo de um estoque mnimo

    O estoque de determinado item deve ser reabastecido ao

    atingir o nvel mnimo

    Essa quantidade ser til na ocorrncia de imprevistos que

    atrasem a reposio, suprindo o consumo at a efetiva

    reposio

  • Estoque Mnimo -Dimensionamento

    Conflito de dimensionamento do estoque mnimo

    estoque mnimo pequeno

    estoque mnimo grande

    Baixos custos, mas alto risco de falta

    Pequeno risco de falta com altos custos

  • Estoque Mnimo - grfico

  • Ponto de Pedido

    Nvel de estoque que funciona como gatilho do pedido

    Leva em considerao o tempo de reposio, que o tempo

    gasto desde o incio do processo de pedido at que o material

    esteja disponvel para consumo

    Etapas do tempo de reposio:

    Emisso do pedido: emisso do pedido;recebimento pelo

    fornecedor

    Preparao do pedido: tempo para fabricao, separao,

    faturamento e despacho

    Transporte: sada do material do fornecedor at o recebimento

    do mesmo para consumo

  • Ponto de Pedido - grfico

  • Estoque Disponvel ou Virtual

    No acompanhamento do ponto de pedido, deve-se considerar o

    estoque disponvel, que composto por