Aula 1 citologia - introdução

  • View
    9.855

  • Download
    2

Embed Size (px)

Text of Aula 1 citologia - introdução

  • 1. A clula a menor unidade estruturalbsica do ser vivo. A palavra clula foi usada pela primeira vezem 1667 pelo ingls Robert Hooke. Com um microscpio muito simples, eleobservou pedacinhos de cortia (tecidovegetal morto). Hooke percebeu que acortia era formada por numerososcompartimentos vazios. A esses compartimentos ele deu o nomede clula, palavra diminutiva do latim cellaque significa cavidade.

2. As tcnicas de observao microscpicas avanamem funo de novas tcnicas e aparelhos maispossantes.A tcnica de utilizao de corantes permitiu aidentificao do ncleo celular e dos cromossomos,suportes materiais e do gene. Microscpio pticoMicroscpio eletrnico 3. As Clulas Constituem os Seres Vivos Os seres vivos diferem da matria brutaporque so constitudos de clulas. Os vrus so seres que no possuem clulas,mas so capazes de se reproduzir e sofreralteraes no seu material gentico. Esse um dos motivos pelos quais ainda sediscute se eles so ou no seres vivos. 4. A clula a menor parte dos seres vivos comforma e funes definidas. Por essa razo, afirmamos que a clula aunidade estrutural dos seres vivos. A clula - isolada ou junto com outras clulas -forma todo o ser vivo ou parte dele. Almdisso, ela tem todo o "material" necessriopara realizar as funes de um ser vivo, comonutrio, produo de energia e reproduo. 5. Cada clula do nosso corpo tem uma funoespecfica. Mas todas desempenham uma atividade"comunitria", trabalhando de maneira integradacom as demais clulas do corpo. como se o nosso organismo fosse uma imensasociedade de clulas, que cooperam umas com asoutras, dividindo o trabalho entre si. Juntas, elasgarantem a execuo das inmeras tarefasresponsveis pela manuteno da vida. 6. As clulas que formam o organismo damaioria dos seres vivos apresentam umamembrana envolvendo o seu ncleo, por isso,so chamadas de clulas eucariotas. A clula eucariota constituda de: membrana celular citoplasma ncleo. 7. MembranaNcleo Citoplasma 8. As clulas procariontes se caracterizam pelapobreza de membrana plasmtica. Ao contrrio dos eucariontes, no possuemuma membrana envolvendo os cromossomos,separando-os do citoplasma. Os seres vivos constitudos por estas clulasso denominados procariotas, compreendendoprincipalmente as bactrias, e algumas algas(cianofceas /algas azuis). 9. Por sua simplicidade estrutural erapidez na multiplicao, a clulabactria bacilar intestinal Escherichiacoli a clula procarionte mais bemestudada. Ela tem forma de basto, possuindoumamembranaplasmticasemelhante de clulas eucariontes. Por fora dessa membrana existe uma parede rgida, com 20nm de espessura, constituda por um complexo de protenas e glicosaminoglicanas. (acares) Esta parede tem como funo proteger a bactria das aes mecnicas. 10. Fonte:www.cynara.com.br 11. As clulas procariontes que realizam fotossntese,possui em seu citoplasma, algumas membranas,paralelas entre si, e associadas a clorofila ou a outrospigmentos responsveis pela captao de energialuminosa. Diferente das clulas eucariontes, os procariontes nopossuem um citoesqueleto ou tubos proteicos(responsvel pelo movimento e forma das clulas). A forma simples das clulas procariontes, que emgeral esfrica ou em bastonete , mantida pelaparede extracelular, sintetizada no citoplasma eagregada superfcie externa da membrana celular. 12. Foto retirada do site: http://www.evim.ethz.ch/uebungen/praxis/u1/vorlage_hp/vorlage.html 13. Foto retirada do site: http://www.terravista.pt/ilhadomel/3679/bacteria.html 14. A clula eucaritica possui trs componentesprincipais: O ncleo, que constitui um compartimentolimitado por um envoltrio nuclear. O citoplasma, outro compartimento envolvidopor membrana plasmtica, e a membranaplasmtica e suas diferenciaes. Esses trs componentes possuem vriossubcomponentes ou subcompartimentos. 15. A principal diferena entre clulasprocariontes e eucariontes, que estaltima possui um extenso sistema demembrana que cria, no citoplasma,microrregies que contm molculasdiferentese executam funesespecializadas. 16. Existe grande variabilidade na formadas clulas eucariticas. Geralmente o que determina aforma de uma clula sua funoespecfica. Outros determinantes da forma deumaclula podemser ocitoesqueletopresente em seucitoplasma, a ao mecnicaexercida por clulas adjacentes e arigidez da membrana plasmtica. 17. As clulas eucariontes so usualmente maiores eestruturalmente complexas. As organelas presentes no citoplasma possuempapis especficos definidos por reaes qumicas. A presena ou ausncia de determinadas organelasdefinir se a clula vegetal ou animal. 18. Clulas procariontes Clulas eucariontesEnvoltrio nuclear Ausente Presente DNA Desnudo Combinado com protenas Cromossomas nicosMltiplosNuclolosAusentesPresentes Diviso Fuso binria Mitose e meioseRibossomas 70S* (50S + 30S)80S (60S + 40S) Endomembranas AusentesPresentesMitocndrias AusentesPresentesCloroplastos AusentesPresentes em clulas vegetais Parede celularNo celulsicaCelulsica em clulas vegetais Exocitose e endocitoseAusentesPresentes Citoesqueleto Ausente Presente*S corresponde a unidades Sverdberg de sedimentao, que depende do tamanho molecular.Quadro retirado do livro: DE ROBERTIS - HIB - Bases da Biologia Celular e Molecular, 3 edio, Rio deJaneiro: Guanabara Koogan, 2001. 19. Nos seres unicelulares, a clula o prprio organismo. Esta clula nica capaz de desenvolver todas asatividades relacionadas sobrevivncia do organismo ereproduzir-se. Ex: Os protozorios e as bactrias. Animais, plantase certos fungosso serespluricelulares. O corpo humano formado por cerca de 75 trilhes declulas e entre elas existe uma ntida diviso de trabalho. 20. A clula vegetal possui parede celular e podeconter cloroplastos, duas estruturas que aclula animal no tem. Por outro lado, a clula vegetal no possuicentrolos e geralmente no possuilisossomos, duas estruturas existentes emuma clula animal. 21. Est presente em todas as clulas eucariontes composta de protenas, Bicamada de fosfolipdio,acares No solida e tem fluidez, tem a funo delimitadora,semipermevel, protenas nadam nesta bicamada lipdica (analogia criana em piscina de bolinha). Quem d essa fluidez o colesterol que participa dabiossntese, composio dos hormnios (esteroides) A funo bsica da membrana plasmtica regular apassagem e a troca de substncias entre a clula e o meioem que ela se encontra. Tambm funo da membrana plasmtica a proteo daclula. 22. A membrana plasmtica uma pelcula muito fina,delicada e elstica, que envolve o contedo da clula.Mais do que um simples envoltrio, essa membranatem participao marcante na vida celular, regulando apassagem e a troca de substancias entre a clula e omeio em que ela se encontra. 23. Muitas substncias entram e saem das clulas deforma passiva. Isso significa que tais substncias se deslocamlivremente, sem que a clula precise gastar energia.Inspirao: O2 em maiorquantidade no Alvolo passa naturalmente para corrente sangunea Expirao: CO2 em grande quantidadeNa corrente sangunea passanaturalmente os alvolos 24. gua Solvente Universal OSMOSE o solvente vai do menos para o mais concentrado. CELULA HIPOTNICA ganhaagua at ficar turge (encorpar turgncia ) e explode CELULA ISOTNICA noacontece nada CELULA EM MEIOHIPERTNICO (hemcia) seo meio mais concentrado aosmose provoca a perda deagua da hemcia crenaro/ plasmlite (murcha) 25. DIFUSO FACILITADA permeases busca o Transporte Ativoequilbrio de substnciasdentro e fora da clula TRANSPORTE ATIVO um EEfluxo que no buscaequilbrio no quer tirardiferena de concentrao.KKNaNa(EX: bomba de sdio epotssio nos neurnios impulso nervoso) Difuso Facilitada 26. Outras substncias entram e saem dasclulas de forma ativa. Nesse caso, aclula gasta energia para promover otransporte delas atravs da membranaplasmtica. Nesse transporte h participao desubstncias especiais, chamadas enzimastransportadoras. Nossas clulas nervosas, por exemplo,absorvem ons de potssio e eliminamons de sdio por transporte ativo. 27. Observe a membranaplasmtica. Ela formadapor duas camadas de lipdiose por protenas de formasdiferentes entre as duascamadas de lipdios. Dizemos, assim, que amembrana plasmtica tempermeabilidade seletiva, isto, capacidade de selecionaras substncias que entramou saem de acordo com asnecessidades da clula. 28. Funes e Caractersticas da Membrana Manuteno da integridade da estrutura da clulas; Permeabilidade seletiva; Receptores reconhecimento de antgenos, clulas estranhas oualteradas; Atuao como interface entre o meio externo e citoplasma; Estabelecimento de sistemas de transporte para molculas especficas; Modelo mosaico-fluido: Fluidez da membrana: facilidade com a qualmolculas lipdicas movem-se no plano da bicamada. Glicoclix: acares ligados protenas e lipdeos da membrana. Funes: proteo da superfcie celular contra leses mecnicas e qumicas; absoro de gua; reconhecimento clula-clula. 29. O citoplasma O citoplasma , geralmente, a maior opo da clula.Compreende o material presente na regio entre amembrana plasmtica e o ncleo. Ele constitudo por um material semifluido, gelatinosochamado hialoplasma. No hialoplasma ficam imersas as organelas celulares,estruturas que desempenham funes vitais diversas,como digesto, respirao, excreo e circulao. Asubstncia mais abundante no hialoplasma a gua. 30. Vamos estudar algumas das maisimportantes organelas encontradas emnossas clulas: Mitocndrias, Ribossomos, Retculo endoplasmtico, Complexo de golgi, Lisossomos e centrolos. 31. Organela formada por duas membranas lipoproticas. Dentro delas serealiza o processo de extrao de energia dos alimentos: Respiraocelular. 32. As mitocndrias e a produo de energia. As mitocndrias so organelas membranosas (envolvidas por membrana) e que tm a forma de basto. So responsveis pela respirao celular, fenmeno que permite clula obter a energia qumica contida nos alimentos absorvidos. A energia assim obtida poder ento ser empregada no desempenho de atividades celulares diversas. 33. A energia utilizada pelas clulas e