Aula 1 concreto armado

  • View
    10.151

  • Download
    11

Embed Size (px)

Text of Aula 1 concreto armado

  • 1. CONCRETOMATERIAIS E TCNICASDE CONSTRUO IVPROF. SUNAO KISHIPROF. EDUARDO DE CARVALHOPEREIRA

2. NOMENCLATURA PASTA=cimento+gua ARGAMASSA=PASTA+agregado mido CONCRETO=ARGAMASSA+agregado grado CONCRETO ARMADO=CONCRETO+armadura passiva CONCRETO PROTENDIDO=CONCRETO+armaduras passiva e ativa 3. CONCRETO - DEFINIO 4. AGREGADO MIDO 5. AGREGADO GRADO 6. RESISTNCIA DO CONCRETOA resistncia do concreto compresso, depende de vrios fatores, entre os mais importantes, podemos citar: tipo do cimento: existem cimentos de vrias categorias, que interferem nosomente na resistncia do concreto, como tambm na velocidade de pega ou de endurecimento, na proteo contra agentes agressivos, etc. relao gua x cimento: fator decisivo na resistncia, quanto maior a relaomaior ser a porosidade da pasta, portanto menor ser a resistncia. resistncia dos agregados. Frma e granulometria dos agregados: os mais arredondados,do maistrabalhabilidade. Aditivos: produtos que adicionados em pequena proporo,modificam aspropriedades do concreto. no que diz respeito resistncia, agem na massade concreto, tambm no sentido de controlar a porosidade. 7. TRABALHABILIDADE DO CONCRETO Est relacionada com o processo executivo.O concreto dever ter uma consistnciaadequada para que quando lanado nasformas, preencha-as completamente. + gua = > trabalhabilidade = < resistncia 8. CONSISTNCIA DO CONCRETO Depende principalmente da quantidade degua. Aumentando a quantidade de gua amistura fresca torna-se mais mole,maisplstica,mais trabalhvel. A consistncia medida pelo mtodo doabatimento do tronco de cone (slump test) 9. CONCRETAGEMENVOLVE: TRANSPORTE; LANAMENTO; ADENSAMENTO e CURATRANSPORTE Diz respeito sua locomoo at a obra e posterior deslocamento atseu local de lanamento,quando o concreto comprado em central. Utilizam-se caminhes betoneira de at 8 metros cbicos. Tempo mximo de transporte de 90 minutos (150 minutos at o fimdo adensamento)Henrique Dinis / Eduardo Deghiara9 10. LANAMENTO Lanar o concreto nas formasPODE SER EFETUADO ATRAVS DE BOMBEAMENTO ATRAVS DE MANGOTES PODE SER EFETUADO POR CARRINHOS E JERICAS 10 11. LANAMENTOCONCRETO BOMBEADO DETALHES 12. ADENSAMENTOAdensamento o procedimento para se eliminar os vazios (resistncia do concreto). Aps o espalhamento do concreto nas formas que feito por meio de ps e enxadas procede-se ao ADENSAMENTO :MANUAL: consiste em socar o concreto com soquetes ou vergalhes.VIBRAO: feito com um equipamento chamado vibrador de imerso ou agulha 13. ADENSAMENTOFaz parte do servio de adensamento, o acabamento da superfcie efetuadosimultaneamente. 14. CURA a operao final da obteno do concreto,que consiste em evitar a retraohidrulica,quando o concreto ainda no desenvolveu resistncia suficiente paraevitar a formao de fissuras. 15. MTODOS DE CURA Molhagem contnua das superfcies expostas . Proteo com tecidos ou papel mantidosmidos. Cobertura com lonas plsticas,podendo seutilizar vapor. Aplicao de emulso que formam pelculasimpermeveis. Perodo de 7 a 14 dias. 16. A boa proporcionalidade dos materiais devegarantir, na obra, a resistncia caractersticafck e as demais qualidades que se deseja parao concreto, como durabilidade, baixadeformabilidade,impermeabilidade,consistncia etc. 17. Trao do Concreto A resistncia do concreto estudada previamente,antes da mistura de seus materiais constituintes, quaissejam, as britas, as areias, o cimento, a gua e osaditivos, cujas propores so estimadas, atravs deprocedimentos (dosagem)para a determinao dotrao do concreto. Aps a mistura ter sido efetuada, retira-se da massa,material para a moldagem de corpos de prova, osquais sero ento submetidos a ensaios de ruptura,averiguando-se as resistncias previstas foram obtidas. 18. ENSAIO DE RESISTNCIA 19. RESISTNCIA CARACTERSTICA DO CONCRETOResistncia caracterstica compresso fck A resistncia caracterstica aquela que ocorre aos 28 diasaps a moldagem do corpo de prova. fck = fc28d Usa como unidade o MPa (megaPascal) 1 MPa = 10 kgf/cm2 20. CLASSES DE RESISTNCIACLASSIFICAO DO CONCRETO PELO Fck C20 significa: fck= 20 MpaConcretos usuais variam de C20 a C50: C20 pequenas estruturas ou residncias, em que as estruturas sejamrevestidas. C25 a C30 - construo predial em geral, em que se requer baixasdeformaes e permeabilidade (se reflete em durabilidade); em concretoaparente, etc. C30 A C40 - concreto protendido e edifcios com sistemas estruturais noconvencionais. C40 a C50 casos especiais em que se deseja esbeltez dos elementosestruturais, como: edifcios altos e cascas. utilizado especialmente empilares de edifcios altos. 21. Influncia da Relao gua/Cimento,na Resistncia do ConcretoA relao gua- cimento, a proporo entre o total de gua adicionada ao concreto, e o cimento, ambos medidos em peso. As quantias de gua podem ser assim subdivididas:AH: gua de hidratao. a quantidade necessria de gua para ahidratao do cimento.AE: gua Excedente. a quantidade de gua lanada na mistura, alm da gua de hidratao, para garantir as condies de trabalhabilidade da massa, durante a moldagem das peas.A relao gua/cimento, expressa pela seguinte relao: AT (peso) Relao A/C = cimento (peso) 22. Relao gua/CimentoEm geral, o valor da relao A/C, para atingir resistncia mxima, est entre 0,35 a 0,40.Em concretos sem o controle tecnolgico, somente a ttulo de curiosidade, a relao A/C ,est em torno de 0,7 a 0,8. 23. Variao da Resistncia do Concreto com aIdade 24. Resistncias Caractersticas do ConcretoA resistncia caracterstica do concreto, equivale tenso de ruptura dos corpos de prova, aos 28 dias.Nesta condio, temos que considerar separadamente, os dois tiposdistintos de solicitaes, a de compresso e a de trao.As resistncias caractersticas, podem ser designadas, como abaixo:fck - resistncia compresso do concreto.ftk - resistncia trao do concreto.Na falta de ensaios, pode-se admitir que a resistncia a trao doconcreto, equivale a 10% da resistncia a compresso. f ckf tk = 10