aula precipitação e pluviometria.pdf

  • View
    10

  • Download
    1

Embed Size (px)

Text of aula precipitação e pluviometria.pdf

  • Precipitao: toda gua proveniente do meio atmosfrico e que atinge a superfcie terrestre;

    Mecanismos de formao: Asceno das massas de ar

    Conveco trmica; Relevo;

    Ao frontal de massas; Vapor de gua contido na atmosfera; Crescimento de gotculas das nuvens;

    1. Precipita1. Precipitaeses

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Precipitao:Ar quente sobe adiabaticamente se

    expande abaixa temperatura at o ponto de saturao do estado gasoso para o lquido microgotculas se agregam a outras substncias (poeira, gelo, sal, cristais de gelo) atingem volume e peso suficiente para vencer as foras de sustentao e ocorrer a precipitao;

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    A precipitao depende:Tipo de precipitao;Da intensidade da chuva;Da durao da chuva;Da distribuio da chuva sobre a

    bacia;Da direo do deslocamento do

    temporal;

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    As nuvens que do origem s precipitaes so as do tipoestratos e cmulos (formato).

    Estratos

    que se estendem como se fossem camadas ou lenis, cobrindo grandes reas;

    formam-se quando grandes camadas de ar so foradas a subir gradualmente, ao arrefecerem a condensao ocorre sobre uma grande rea

    Cmuloserguem-se em altitude, como se fossem montanhas ou

    castelos;

    formam-se quando bolhas de ar ascendente muito quentes vo subindo em altitude, condensando-se.

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    As precipitaes acontecem no momento em que o vapor de gua que se encontra nas nuvens se congela devido altitude, a partir dessa condensao desloca-se em direo superfcie terrestre em estado lquido ou slido.

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Tipos e formas de precipitaes que existem:

    Granizo pedras de gelo, tem origem no alto das nuvens do tipo cmulos, lugar onde a temperatura muito reduzida;

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Neve: esse tipo de precipitao ocorre atravs da baixa temperatura das nuvens (0C) e promove congelamento do vapor de gua produzindo, dessa forma, pequenos cristais de gelo. Ocorre com maior freqncia em climas temperados e polares;

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Chuva: pode ocorrer durante o processo de evaporao da gua nas zonas intertropicais do planeta, tal processo causa chuvas abundantes, pode tambm se desenvolver a partir do encontro de duas massas de ar, sendo uma quente e outra fria.

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    As chuvas teem diversas origens e caractersticas distintas:

    Orogrficas: ocorre no momento em que as massas de ar midas so impedidas de seguir seu trajeto pelos elementos do relevo, como uma montanha, ento as nuvens ganham altitude e se agrupam provocando a precipitao.

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Orogrficas longa durao e baixa intensidade, abrangendo grandes reas por vrias horas continuamente e sem descargas eltricas.

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Orogrficas

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Convectivas: chuvas de vero ar quente sobe durante o dia e chove noite

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Frontais: esse tipo de chuva tem sua origem a partir do encontro entre uma massa de ar fria e uma quente. So mais fortes que as orogrficas abrangendo, porm, como aquelas, grandes reas, precipitando-se intermitentemente com breves intervalos de estiagem e com presena de violentas descargas eltricas

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Frontais

  • 2. Pluviometria2. Pluviometria

    MEDIES:Dois aparelhos so comumente empregados

    nas medies das chuvas. So eles opluvimetro e o pluvigrafo;

    O pluvimetro mais utilizado devido a simplicidade de suas instalaes e operao, sendo facilmente encontrados, principalmente nas sedes municipais;

  • Pluvimetro

  • No pluvimetro lido a altura total de gua precipitada, ou seja, a lmina acumulada durante a precipitao, sendo que seus registros so sempre fornecidos em milmetros por dia ou em milmetros por chuva, com anotao da mesma dependendo da capacidade e do capricho do operador;

  • 1. Pluviometria1. Pluviometria

    O pluvigrafo mais encontrado nas estaes meteorolgicas propriamente ditas e registra a intensidade de precipitao, ou seja, a variao da altura de chuva com o tempo;

    Este aparelho registra em uma fita de papel em modelo apropriado, simultaneamente, a quantidade e a durao da precipitao;

  • 1. Precipita1. PrecipitaesesPluvigrafo

  • 1. Precipita1. PrecipitaesesPluvigrafo Hellmann-Fuess

  • 1. Precipita1. PrecipitaesesPluvigrafo Hellmann-Fuess

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Preenchimento de falhas:Pode haver dias sem observao ou mesmo intervalo de tempo maiores, por impedimento do observador ou o por estar o aparelho danificado.

    Nestes casos, os dados falhos, so preenchidos com os dados de 3 postos vizinhos, localizados o mais prximo possvel, da seguinte forma:

    N a precipitao normal anual

  • 1. Precipita1. Precipitaeses Precipitaes Mdia de uma Bacia (Mtodos):

    Mdia aritmticaConsiste simplesmente em se somarem as

    precipitaes observadas nos postos que esto dentro da bacia e dividir o resultado pelo nmero deles.

    No recomendado para reas com grandes variaes de precipitao bacias menores que 5.000 km2;

    Para regies planas ou levemente onduladas com postos pluviomtricos uniformemente distribudos;

    Usado apenas para comparaes.

  • 1. Precipita1. Precipitaeses Precipitaes Mdia de uma Bacia (Mtodos):

    Mdia aritmtica

    Onde:Onde:h h chuva mchuva mdia na bacia;dia na bacia;

    hihi a altura pluvioma altura pluviomtrica registrada em cada posto; trica registrada em cada posto;

    nn o no nmero de postos na bacia hidrogrmero de postos na bacia hidrogrfica. fica.

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Precipitaes Mdia de uma Bacia (Mtodos):Mtodo de ThiessenOs polgonos so traados da seguinte forma:Dois postos adjacentes so ligados por um

    segmento de reta;Traa-se a mediatriz deste segmento de reta.

    Esta mediatriz divide para um lado e para outro, as regies de domnio.

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Precipitaes Mdia de uma Bacia (Mtodos):Mtodo de Thiessen

  • 1. Precipita1. Precipitaeses Precipitaes Mdia de uma Bacia (Mtodos):

    Mtodo de ThiessenRepete-se o mesmo procedimento para todos os

    postos. Desconsidera-se as reas dos polgonos que

    esto fora da bacia. A precipitao mdia na bacia calculada pela

    expresso:

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

  • 1. Precipita1. Precipitaeses

    Precipitaes Mdia de uma Bacia (Mtodos):Mtodo das IsoietasIsoietas so linhas indicativas de mesma altura Isoietas so linhas indicativas de mesma altura

    pluviompluviomtrica. Podem ser consideradas como trica. Podem ser consideradas como curvas curvas de nde nvel de chuvavel de chuva;;

    O espaO espaamento entre eles depende do tipo de amento entre eles depende do tipo de estudo, podendo ser de 5 em 5 mm, 10 em 10 mm, estudo, podendo ser de 5 em 5 mm, 10 em 10 mm, etcetc;;

    O traO traado das isoietas ado das isoietas feito da mesma maneira que feito da mesma maneira que se procede em topografia para desenhar as curvas se procede em topografia para desenhar as curvas de nde nvel, a partir das cotas de alguns pontos vel, a partir das cotas de alguns pontos levantados.levantados.

  • 1. M1. Mtodo das Isoietastodo das Isoietas

  • 1) Calcular pelo m1) Calcular pelo mtodos das isoietas a precipitatodos das isoietas a precipitao mo mdia da baciadia da bacia

  • 1) Calcular pelo m1) Calcular pelo mtodos das isoietas a precipitatodos das isoietas a precipitao mo mdia da baciadia da bacia

  • 1. Precipita1. Precipitaeses