Auriculoterapia Apostila 1 Nova

  • View
    20

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Terapias Holisticas

Text of Auriculoterapia Apostila 1 Nova

Auriculoterapia

Auriculoterapia

Introduo

A auriculoterapia uma tcnica teraputica que trata disfunes e promove analgesia atravs de estmulos em pontos reflexos na orelha externa ou no pavilho auricular.

Visa tambm harmonizar as funes dos Zang/Fu (rgos e vsceras) e das enfermidades fsicas e mentais promovendo um tratamento de sade, aproveitando o reflexo que a auricular exerce sobre o sistema nervoso central. (Souza M., 2001; Yamamura Y., 2001; Reichmann B. T., 2002.)

A orelha externa um dos vrios microssistemas do corpo humano, assim como as palmas das mos, as plantas dos ps, o crnio, as regies laterais da coluna vertebral. Na escola chinesa o pavilho auricular possui mais de 200 pontos para tratamento, na escola francesa, possui cerca de 30 pontos. (Reichmann B. T., 2002)

Ao efetuar a sensibilizao desses pontos por agulhas de acupuntura, o crebro recebe um impulso que relacionado com a rea do corpo, produz o tratamento. (Souza M., 2001)

Essa tcnica amplamente conhecida e praticada no ocidente principalmente na Frana, estudos de acupuntura auricular ganharam grande impulso e vrios pontos novos, bem como tcnicas de tratamento foram desenvolvidas nesta rea. (Yamamura Y., 2001).

Segundo Yasau Yamamura, 2001 a acupuntura auricular um mtodo diagnstico e teraputico que tem valor reconhecido, mas que no deve ser utilizado como teraputica Isolda, uma vez que no reverte o processo de adoecimento, apenas exerce efeitos sintomticos, sendo sua aplicao ideal, como mtodo auxiliar, nos tratamentos sintomticos, potencializando seus efeitos.

J segundo Marcelo P. de Souza, 2001, quando se associa a tcnica de terapia auricular com a acupuntura, obtm-se a dinamizao do processo de equilbrio e a cura. O uso da auriculoterapia compatvel com todas as demais formas de tratamento, diagnstico sendo correto e os programas de tratamento estejam bem dimensionados.

Na conceituao do Neiching, dos doze meridianos de acupuntura sistmica, seis tem relao direta com a orelha: Triplo Aquecedor, Intestino Delgado, Estmago, Vescula Biliar, Bexiga e Circulao e Sexo. O demais Intestino Grosso, Pulmo, Corao, Rim, Fgado e Bao Pncreas esto relacionados indiretamente com a aurcula atravs dos meridianos de ligao e vasos maravilhosos sob estes aspectos as duas tcnicas se completam (Souza M., 2001).

A energia que nutre a orelha pode penetrar nela diretamente por meio dos pontos de acupuntura do canal unitrio Shao Yang (Triplo Aquecedor) e Dan (Vescula Biliar), Bem como Canal principal Gan (Fgado), por outro lado orelha representa a abertura sensorial do Shen (Rins) e fundamentalmente dependente do Qi desse zang.

Explicao sobre os Zang-Fu rgos e Vsceras Dentro da medicina chinesa existe o conceito de energia Yin (receptiva) e Yang (expansiva), onde rgos so considerados predominantemente Yin (peas macias) e as vsceras predominantemente Yang (por serem ocas). Zang se refere aos rgos internos superiores e Fu refere-se aos rgos internos inferiores.Cinco rgos (zang): CORAO (C):Localizao: TraxFunes fisiolgicas: controlar o fluxo do sangue e os vasos sangneosFunes Energticas: controlar as atividades mentais (shen) e alegriaPonto de reflexo: faceAbertura: lnguaFGADO (F):Localizao: hipocndrio direito.Funes fisiolgicas: armazenar o sangue, sua disperso e drenagemFunes energticas: controlar os msculosPonto de reflexo: unhasAbertura: olhos (viso)BAO (B/P):Localizao: aquecedor mdioFunes fisiolgicas: transportar e transformao de nutrientesFunes energticas: controlar os tendes e legamentos, os membros e o sanguePonto de reflexo: LbiosAbertura: BocaPULMO (P):Localizao: caixa torcica.Funes fisiolgicas: aparelho respiratrio e peleFunes energticas: controlar a entrada, purificao, difusoE descida do Qi e comunicar e regular as vias das guasPonto de reflexo: pele e plos do corpoAbertura: narizRINS (R):Localizao: aquecedor inferior.Funes fisiolgicas: filtrar as impurezasFunes energticas: controlar os lquidos, ossos, gerar a medula,nutrir o crebro; receber o Qi dos pulmes; a morada da essncia (jing)Ponto de reflexo: cabelosAbertura: orelhas, nus e rgos urogenitaisPERICRDIO (PC/CS):Localizao: trax.Funes fisiolgicas: envolver o coraoFunes energticas: controlar o psiquismo (emoes), proteger o corao, produo de hormniosPonto de reflexo: face

Seis Vsceras (FU)ESTMAGO (E): Localizao: aquecedor mdioFunes fisiolgicas: digesto recebe os alimentos e lquidosFunes energticas: absorve o Qi dos nutrientes, mantm a vidaaps o nascimento, junto com o BP (difuso do Qi) VASCULA BLIAR (VB): Localizao: ligado ao fgadoFunes fisiolgicas: armazenar bile, auxilia na digesto dos AlimentosFunes energticas: controlar todas atividades emocionaisObs: (terror, insnia, insegurana)INTESTINO DELGADO (ID):Localizao: liga-se ao estmago em sua poro superior e ao Intestino grosso em sua poro inferiorFunes fisiolgicas: dirigir e absorver os nutrientesFunes energticas: produzir o sangue (xue), separar o puro do impuroObs: dor de cabea, constipao e diarria so disfunes deste elemento INTESTINO GROSSO (IG): Localizao: liga-se em sua poro superior ao intestino delgado e em suas extremidades ao nusFunes fisiolgicas: transmitir os alimentos digeridos e excreta-los,absorver os lquidosFunes energticas: transporte do Qi e eliminaoBEXIGA (B): Localizao: situada no aquecedor inferiorFunes fisiolgicas: acumular urina e elimina-laFunes energticas: transformao da urina r eliminaoObs: problemas sexuais, frigidez, impotncia, endometriose, etcTRIPLO AQUECEDOR (TA):Localizao: a composio de trs aquecedores: aquecedor superior, na regio torcica formada pelos pulmes e corao,aquecedor mdio, na regio epigstrica, formada pelo bao/pncreas, estmago, fgado e o aquecedor inferior formado pelos rins, bexiga,intestino grosso e delgadoFunes fisiolgicas: equilibrar o metabolismoFunes energticas: controlar o transporte do Qi, lquidos e Substncias essenciais por todo o organismo

Anatomia Auriculoterapia Chinesa

O pavilho auricular composto principalmente por um tecido de cartilagem elstica, alguns tecidos adiposo e linftico e recoberto externamente pela ctis. Na regio da hipoderme h uma rede rica de nervos, vasos sanguneos e linfticos.

A orelha consta de trs partes: a orelha externa, a orelha mdia e a orelha interna. A orelha recebe ondas sonoras e a transmite atravs do meato acstico externo para a membrana timpnica.

A orelha externa possui reentrncias e salincias cartilaginosas. As partes cartilaginosas mais profundas possuem pontos que esto relacionados aos rgos internos e as partes cartilaginosas protuberantes possuem pontos que esto relacionados principalmente estrutura ssea do corpo humano.1- As partes da orelha externa so:- Lbulo- Hlice- Ramo da Hlice- Antilice- Ramo superior da antlice- Ramo inferior da antlice- Escafa- Fossa Triangular- Concha (parte superior)- Concha (parte inferior)- Trago- Anttrago- Incisura supratrgica- Incisura intertrgica- Incisura do anttrago- Antlice- Dorso

Mecanismo de Ao da Auriculoterapia

O estmulo auricular, pela agulha, leva a uma ao de uma srie de reflexos condicionados. Os pontos auriculares integram um circuito com capacidade racional, formando uma teia de ligaes dentro do crtex cerebral. Isto explica os reflexos longos hipodienceflicos e corticoenceflicos que terminam por agir sobre a formao reticulada do sistema nervoso central. Com isso ocorre uma melhora sensvel do tnus de sistema nervoso e da reatividade do sistema neurovegetativo.

Um estmulo auricular, mesmo sendo dbil, acelera uma srie de reflexos que provocam reaes imediatas ou demoradas, temporrias ou permanentes, passageiras ou definitivas, todas elas de natureza teraputicas.

O efeito imediato. O estmulo leva o crebro a agir sobre todos os rgos, membros e suas funes, equilibrando e harmonizando o organismo, provocando assim a eliminao dos males que acometem o indivduo.

Diagnstico

O diagnstico uma indicao, em qualquer tipo de medicina, para tratamento de qualquer parte do corpo atravs dos sintomas que o paciente apresenta. A medicina chinesa procura ver o indivduo como um todo. Procura-se na medicina chinesa, chegar a origem de um determinado sintoma e trat-la para que o paciente fique livre no apenas do sintoma mas, o mais importante causa.

A auriculoterapia usa tanto os diagnsticos clnicos como os alternativos para seus programas de tratamento, faz uso, tambm de uma tcnica denominada aurculo-diagnstico.

Aurculo-diagnstico: Quando um rgo ou suas funes apresenta algum distrbio, a rea auricular correspondente sofre uma alterao pigmentar, apresentando manchas, tubrculos, vascularizaes, secura ou maior secreo sebcea. So sinais caractersticos da existncia de desequilbrio. Os pontos auriculares correspondentes se tornam extremamente sensveis ao toque ou aplicao de agulhas.

1- Exame da Superfcie AuricularO exame da superfcie da orelha , o mais importante dentro da auriculoterapia. As duas orelhas devero ser examinadas e o dedo polegar e indicador devero ser usados na manipulao das mesmas. De modo sucinto, podemos dizer que a orelha presta-se ao diagnstico atravs das marcas, da sensibilidade, da profundidade das marcas, da sensibilidade, da profundidade da marca ao pressionar-se o apalpador e da explorao eltrica.Existem pelo menos dois mtodos de se examinar a orelha:A atravs da inspeo, para se observar.- a posio e as alteraes de cores- os pontos de escamao- as manchas- as dilataes de vasos- os pontos com exantema.- a oleosidadeB atravs da presso - localizamos pontos de dor - observamos alteraes de corA orelha no deve ser lavada ou manipulada antes do exame, mas ser limpa s aps o mesmo, quando as reas com alteraes j tiverem sido marcadas pela presso. Deve-se distinguir a colorao que provocada por afeco daquela que apresenta diferena na pigmentao da pele. Atravs da presso sobre as coloraes diferentes, sabe-se quando a mancha no indicat