Avaliação dos controles internos de uma instituição pública de

Embed Size (px)

Text of Avaliação dos controles internos de uma instituição pública de

  • ISSN 1807-1821, UFSC, Florianpolis, v.8, n15, p. 129-150, jan./jun., 2011 129

    Janison Machado AlbuquerqueEspecialista em Auditoria Publica pela Faculdade Atual da AmazoniaFuncinario da Diretoria de Administrao da Universidade Federal de Roraima Endereo: Campus do Paricarana, Av Ene Garcez, 2413, Bairro AeroportoCEP: 69300-000 Boa Vista/RR - BrasilE-mail: janison2004@yahoo.com.brTelefone: (95) 3621-3131

    Artigo recebido em 06/09/2010. Revisado por pares em 07/02/2011. Reformulado em 18/03/2011. Recomendado para publicao em 11/04/2011por Sandra Rolim Ensslin (Editora Cientfi ca). Publicado em 18/11/2011.

    Avaliao dos controles internos de uma instituio pblica de ensino superior luz da metodologia MCDA construtivista

    Evaluation of the internal controls of a public institution education to the light of the methodo-logy multi-criteria decision aiding MCDA constructivist

  • 130

    Janison Machado Albuquerque

    ISSN 1807-1821, UFSC, Florianpolis, v.8, n15, p. 129-150, jan./jun., 2011

    ResumoO presente artigo refl ete uma proposta alternativa de mensurao dos elementos intrnsecos e extrnsecos dos controles estabelecidos numa Instituio Pblica de Ensino Superior (IPES), situada no estado de Roraima luz da Metodologia Multicritrio de Apoio Deciso -Construtivista. A pesquisa, quanto abordagem, classifi ca-se tanto quantitativa quanto qualitativamente. Quantos aos objetivos, a pesquisa classifi ca-se como descritiva, j que busca observar, registrar, interpretar fenmenos utilizando tcnicas padronizadas de coleta de dados. Quanto ao levantamento das informaes, foi realizado de forma indireta, com nfase essencialmente na pesquisa bibliogrfi ca e nos dados obtidos por meio de entrevistas. Ao trmino da cons-truo do modelo, foi possvel identifi car 11critrios de mensurao para avaliar os controles internos, os quais infl uenciam sua avaliao global, determinando um sistema de controle comprometedor, que atinge a pontuao de - 54,14, numa escala de 0 a 100. Frente a isso, foi possvel sugerir recomendaes de melhorias numa anlise hipottica dos critrios.

    Palavras-Chave: Controle interno. Avaliao. Metodologia multicritrio deapoio deciso-construtivista (MCDA-C).

    AbstractThe present article refl ects a proposal alternative of measure of the intrinsic and extrinsic elements of the controls established in a Public Institution of high education (IIHE) in the State of Roraima to the light of the multicriteria methodology to support constructivist. The research on the approach ranks both quantita-tive and qualitatively. How many objectives, the research is classifi ed as descriptive as it seeks to observe, record, interpret phenomena using standard techniques of data collection. As the gathering of information was carried out indirectly, focusing primarily on the literature and data obtained through interviews. At the end of the construction of the model was able to identify 11 (eleven) measurement criteria for assessing internal controls, which infl uence its overall assessment, determining a binding control system that reaches the score 54.14, on a scale of 0 to 100. Faced with this we can suggest recommendations for impro-vements in a what-if analysis of the criteria.

    Keywords: Internal control. Evaluation. Multi-criteria decision aiding constructivist (MCDA-C).

    1 Introduo

    Numa anlise preliminar, ao tratar do controle, mais especifi camente de controle interno governamental, fundamental evidenciar o campo de aplicao no qual este est inserido, isto , a Administrao Pblica, conjunto de rgos e entidades que realizam tarefas e atividades que compem a denominada funo administrativa, cuja fi nalidade a satisfao das necessidades coletivas. Num sen-tido orgnico, pode ser defi nida como as pessoas fsicas ou jurdicas responsveis pela consecuo dessa funo. Como se percebe, a organizao pblica representa a unio de pessoas que visam a um objetivo comum, neste caso, o interesse da sociedade, o que refora o carter subjetivo da Administrao.

    Nessa acepo, o gestor pblico, personagem-chave nesse complexo, tem como poder/dever canalizar suas funes em benefcio da sociedade. Sua atribuio deve ser exercida com vistas fi nalidade pblica no trato de bens e valores. No manuseio do errio, o gestor deve estar resguardado por tcnicas e

  • 131

    Avaliao dos controles internos de uma instituio pblica de ensino superior luz da metodologia ...

    ISSN 1807-1821, UFSC, Florianpolis, v.8, n15, p. 129-150, jan./jun., 2011

    procedimentos internos que certifi quem a correta aplicao dos recursos pblicos disponveis, em concordncia com as normas estabelecidas.

    Partindo desse ponto, segundo Castro (2008, p. 62), o controle interno compreende o conjunto de mtodos e procedimentos adotados pela entidade, para dar segurana aos atos praticados pelo gestor e salvaguardar o patrimnio sob sua responsabilidade [...]. Nesse contexto, a auditoria interna, como tcnica, surge como instrumento imprescindvel, capaz de auxiliar as aes gerenciais e administrativas desde que interaja com um sistema de controle interno efi caz, que possibilite razovel segurana quanto s operaes efetivadas, em termos de legalidade, efi cincia e efi ccia.

    Observa-se, portanto, a amplitude dos controles internos no assessoramento dos resultados da gerncia operacional das organizaes pblicas ou privadas. Busca-se, cada vez mais, assegurar o pleno funcionamento desse sistema. Para tanto, h necessidade de se medir, avaliar, levantar vulnerabilidades e fragilidades e propor solues quanto aos critrios apontados como fundamentais na consu-mao dos controles.

    Logo, em primeira instncia, a presente pesquisa busca responder se-guinte questo: Quais aspectos devem ser analisados ao construir-se um modelo avaliativo dos controles internos de uma Instituio Pblica de Ensino Superior, por meio da Metodologia Multicritrio, que considere elementos qualitativos, quantitativos, com vistas a subsidiar melhorias e recomendaes nesses proce-dimentos?

    Com a inteno de responder a essa pergunta, o objetivo geral da pesquisa pode ser defi nido: Construir um modelo de avaliao dos controles internos de uma Instituio Pblica de Ensino Superior por meio da Multicritrio de Apoio Deciso-Construtivista (MCDA-C), que permita implementar um sistema de controle efi caz por parte dos gestores, em prol da misso institucional da Insti-tuio Pblica de Ensino Superior, macro-objeto de anlise desta pesquisa. Para atingir o objetivo geral, os seguintes objetivos especfi cos devem ser alcanados: (i) identifi car os aspectos dos controles internos considerados relevantes pelos decisores, que sero julgados imprescindveis na feitura do modelo multicritrio; pretende-se atingir o objetivo por meio do tratamento e moldagem dos pontos de vista fundamentais; (ii) organizar os aspectos considerados relevantes do controle interno evidenciado, maximizando o grau de compreenso; para posterior avaliao de aes potenciais, busca-se atingir o objetivo por meio da construo da estrutura arborescente e anlise de descritores; (iii) avaliar as aes potenciais segundo os critrios norteadores do modelo proposto, capaz de entrever novas e melhores alternativas frente s fragilidades e/ou potencialidades constatadas a respeito dos controles da IPES; busca-se atingi-lo em fase especfi ca da MCDA-C.

    Frente ao problema explicitado, vislumbra-se uma proposta alternativa de

  • 132

    Janison Machado Albuquerque

    ISSN 1807-1821, UFSC, Florianpolis, v.8, n15, p. 129-150, jan./jun., 2011

    mensurao dos elementos intrnsecos e extrnsecos dos controles estabelecidos numa IPES luz da Multicritrio de Apoio Deciso sob o paradigma constru-tivista, sem detrimento dos mtodos atuais de avaliao disseminados pela dou-trina. O trabalho pretende oferecer inferncia cientfi ca fundamentada que leve em considerao diversos elementos no apoio ao processo decisrio. O esforo deste projeto est centrado em subvencionar todos aqueles responsveis pelos processos no interior das Instituies Pblicas de Ensino Superior, em termos de condies plausveis para a tomada de decises gerenciais.

    O interesse em focar o estudo na avaliao dos controles internos no setor pblico, mais especifi camente numa IPES, sob o ponto de vista construtivista, justifi ca-se, em primeiro momento, na necessidade de frisar a irrefutvel impor-tncia da efi ccia destes, tanto para os administradores pblicos, pois seus atos decisrios devem estar resguardados de plena legalidade; para a sociedade em geral, por ser a principal benefi ciria dos resultados da boa ou m gerncia dos recursos pblicos; para a auditoria governamental, uma vez que esta oferece e certifi ca a legitimidade quanto aos atos praticados por aqueles primeiros. Em se-gundo instante, pela indispensvel funo social que representam as Instituies Pblicas de Ensino Superior para a evoluo econmica igualitria, capacitao intelectual e melhoria de qualidade de vida dos cidados de um pas.

    importante destacar previso doutrinaria e normativa, quanto ao inte-resse em avaliar os processos de controle internos, tarefa esta consumada pela auditoria com atribuio precpua do auditor. Por exemplo, para o The Institute of Internal Auditors (2004, p. 16), importante rgo internacional dedicado ao desenvolvimento da auditoria governamental, a atividade de auditoria interna deve assistir a organizao na manuteno de controles efetivos, avaliando sua efetividade e efi cincia e promovendo contnuas melhorias.

    Insistindo nesse fato, o Conselho Federal de Contabilidade, com a publi-cao da RESOLUO CFC n. 820/97 NBC T 11 (1997, p. 225), disserta que o auditor deve efetuar o estudo e a avaliao do sistema contbil e de controles internos da entidade, como base para determinar a natureza, oportunidade e ex-tenso da aplicao dos procedimentos de auditoria.

    O convvio dirio no interior da administrao pblica permite ao auditor