Click here to load reader

Biofisica Da Visão

  • View
    20

  • Download
    5

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Biofisica da Visão

Text of Biofisica Da Visão

Apresentao do PowerPoint

Biofsica da VisoProf: Esio Gonalves ElisangelaIanesLuaniRafaelaRidalvaVaniaZildaANATOMIA DA VISOFuno:

Manter a forma e movimentar o globo ocular;Conduzir a luz at os fotos sensores;Focalizar a imagem dos objetosNutrir, lubrificar e proteger o olho;Reduzir o ofuscamento;Conduzir as informaes visuais para SNC;Processar informaes;

ANATOMIA DA VISOPores frontais existe parede que transparente s radiaes eletromagnticas.

Mucosa conjuntiva anteriormente-CJ e a crnea CO

As demais so formadas por trs membranas:

Esclertica (E)

Coroide (C)

Retina (R)

O olho nutrido pela artria central da retina e pela veia central da retina.

CRISTALINOSustentada aps os ligamentos suspensrios;

Forma alterada pelo musculo ciliares;

ris uma membrana mvel determina a colorao do olho;

Limita a rea iluminada do cristalino;

A abertura por onde passa a luz a pupila.

RISDois grupos musculares:

Msculos dilatador da pupila;Esfncter pupilar.

Midrase Miose

Cmara anterior, Cmara posteriorPreenchidas pelo humor aquoso.

Viso Interao da luz com os fotorreceptores da retinaRetina: filme inteligente situado no olho;

Olho: cmara superautomtia posiciona-se na direo do objeto perder de foco regula a sensibilidade do foco.

Fsica pticaLuz:

forma de energia pode se manifestar como partculas e como ondas;

Amplitude (quantidade de energia);

Comprimento da onda;

Frequncia.

Interao da luz com a matria:

Difrao;Reflexo; Refrao.

Formao da imagemTodo raio paralelo ao eixo principal emerge da lente principal passando pelo seu foco;

O raio que passa pelo centro ptico da lente no sofre desvio;

Todo raio proveniente de um dos focos da lente emerge dela um raio paralelo ao eixo principal.

Sistema de Lente do Olho:

Interface ar-crneo;Interface-crnea humor aquoso;Interface humor aquoso-cristalino;Interface cristalino-humor vtreo.

Olho Reduzido:

nica lente ponto central 17mm adiante da retina;Poder de refrao total = 59 dioptrias;Cristalino- mecanismo de acomodao.

Diafragma pupilarris- controla a quantidade de luz que penetra no olho;

Dimetro pupilar varia de 8 a 1,5 mm;

Profundidade de foco;

Controle autonmico.

Mecnica de acomodaoA refrao do cristalino pode variar de 15 a 29 dioptrias alterando a forma;

70 ligamentos prende-se ao cristalino dando tenso elstica;

Fibras meridionais e circulares reduzem a teno do cristalino para que assuma uma forma mais esfrica;

Ativao parassimptica.

MovimentosCoordenao binocular:Conjugados: 2 olhos na mesma direo e velocidade;Disjuntivos: movimentos em direes convergentes ou divergentes.

Velocidade:Sacdicos: rpidos e independentes do objeto;De segmento: lentos e seguem o objeto.

Trajetria:Radiais : deslocamento angular;Torcionais: olho mexe eixo visual continua fixo.

Defeitos da visoHipermetropia Viso para longe globo ocular demasiado pequeno ou sistema de lente fraco imagem forma-se aps a retina.Miopia viso para perto globo ocular muito alongado ou poder excessivo de convergncia das lentes do olho.

HIPERMETROPIA

MIOPIAASTIGMATISMOImperfeio na curvatura da crnea ou do cristalina

Manuteno lubrificaoFluido lacrima- proteo da crnea (plpebras- distribuio);

Humor aquoso eleva a transparncia;

Humor vtreo: fluido gelatinoso rico em fibras colgenas.

Referncias http://paginas.ucpel.tche.br/~mflessa/bi12.html http://www.ebah.com.br/content/ABAAAARAUAH/biofisica-visao https://sites.google.com/site/busaobiologicas/biofisica-da-visao