BOLETIM CONTEÚDO Boletim JURÍDICO N.· Cumprimento de sentença. Honorários advocatícios. 1. Considerações

  • View
    213

  • Download
    0

Embed Size (px)

Text of BOLETIM CONTEÚDO Boletim JURÍDICO N.· Cumprimento de sentença. Honorários advocatícios. 1....

0

BOLETIM CONTEDO JURDICO N. 476

(ano VII)

06/11/2015)

ISSN- -

BRASLIA2015

BoletimContedoJurdico-ISSN

-

5

1Disponvelem:http://www.conteudojuridico.com.br/?artigos&ver=2.54668

Boletim

Con

ted

oJurd

icon.4

76de06

/11/20

15(a

noVII)ISSN

19

84045

4

ConselhoEditorial

COORDENADOR GERAL (DF/GO) - VALDINEI CORDEIRO COIMBRA: Fundador do Contedo Jurdico. Mestre em Direito Penal Internacional.

Coordenador do Direito Internacional (AM/DF): SERGIMAR MARTINS DE ARAJO - Advogado com mais de 10 anos de experincia. Especialista em Direito Processual Civil Internacional. Professor universitrio

Coordenador de Dir. Administrativo: FRANCISCO DE SALLES ALMEIDA MAFRA FILHO (MT): Doutor em Direito Administrativo pela UFMG.

Coordenador de Direito Tributrio e Financeiro - KIYOSHI HARADA (SP): Advogado em So Paulo (SP). Especialista em Direito Tributrio e em Direito Financeiro pela FADUSP.

Coordenador de Direito Penal - RODRIGO LARIZZATTI (DF): Doutor em Cincias Jurdicas e Sociais pela Universidad del Museo Social Argentino - UMSA.

Pas: Brasil. Cidade: Braslia DF. Contato: editorial@conteudojuridico.com.br WWW.CONTEUDOJURIDICO.COM.BR

BoletimCo

nteudoJurdic

oPu

blica

odiria

C

ircul

ao

: Ace

sso

aber

to e

gra

tuito

2

Boletim

Con

ted

oJurd

icon.4

76de06

/11/20

15(a

noVII)ISSN

19

84045

4

SUMRIO

COLUNISTADODIA

06/11/2015AliceSaldanhaVillarNovasSmulas517e519doSTJ:oregimedeincidnciadoshonorriosadvocatciosnocumprimentodesentena

ARTIGOS06/11/2015MariaAracyMenezesdaCostaOtestamentoeadeserdao

06/11/2015EdersonCoutodaRocha

MandadodeSeguranacontraProcuradordaFazendaNacionalemrazodedbitoinscritoemdvidaativadaUnioatoacoimadodeilegalanteriorreflexosnalegitimidadepassiva

06/11/2015TauLimaVerdanRangel

DaConcessoFlorestal:TraosCaracterizadoresLein11.284/2006

06/11/2015KeniaCarvalhoBarbosa

Aresponsabilidadecivildospaisdemenoresinfratores

06/11/2015MaxuelPaulinoSousa

Responsabilidadecivildosadvogados

06/11/2015ShirleiMariadaSilvaCosta

Umaabordagempedaggicadasredessociais

MONOGRAFIA06/11/2015RobrioLopesdeAguiarFilhoOSistemaInteramericanodeDireitosHumanoseoDireitoBrasileiro:umaanlisedocasoGomesLund

5

3Disponvelem:http://www.conteudojuridico.com.br/?artigos&ver=2.54668

Boletim

Con

ted

oJurd

icon.4

76de06

/11/20

15(a

noVII)ISSN

19

84045

4

NOVAS SMULAS 517 E 519 DO STJ: O REGIME DE INCIDNCIA DOS HONORRIOS ADVOCATCIOS NO CUMPRIMENTO DE SENTENA

ALICE SALDANHA VILLAR: Advogada, autora de diversosartigospublicadosemrevistasjurdicasedasobras"DireitoSumular STF" e "Direito Sumular STJ", So Paulo:JHMizuno,2015.

Resumo: O presente artigo se destina a examinar as novas

Smulas ns. 517 e 519 do STJ, de modo a compatibilizar o comando dos enunciados e esclarecer seus fundamentos. A Smula 517 do STJ ganhou a seguinte redao: So devidos honorrios advocatcios no cumprimento de sentena, haja ou no impugnao, depois de escoado o prazo para pagamento voluntrio, que se inicia aps a intimao do advogado da parte executada. Por sua vez, a Smula 519 STJ afirma o seguinte: Na hiptese de rejeio da impugnao ao cumprimento de sentena, no so cabveis honorrios advocatcios.

Sumrio:Consideraes iniciais.2.Fundamentospara incidnciadehonorrios advocatcios no cumprimento de sentena. 3. Regime deincidncia dos honorrios advocatcios no cumprimento da sentena.Concluso.Referncias.

Palavraschave:DireitoSumular.JurisprudnciadoSTJ.Cumprimentodesentena.Honorriosadvocatcios.

1. Consideraes iniciais Em 2005, com o advento da Lei n. 11.232, a execuo de

sentena deixa de ser um processo autnomo e passa a figurar apenas como uma fase do processo de conhecimento, chamada cumprimento de sentena, no havendo mais ao autnoma.

Entretanto, a Lei 11.232, vigente desde 23 de junho de 2006, nada disse sobre os honorrios advocatcios nessa nova etapa processual. Em razo disso, muitos debates surgiram na doutrina e

4

Boletim

Con

ted

oJurd

icon.4

76de06

/11/20

15(a

noVII)ISSN

19

84045

4

na jurisprudncia a respeito da incidncia ou no dos honorrios advocatcios na fase de cumprimento de sentena. A discusso era a seguinte: h incidncia de honorrios advocatcios no cumprimento da sentena? Em caso positivo, como estes honorrios devem incidir?

Instadoasemanifestar,oSuperiorTribunaldeJustia,porsuaCorteEspecial (REsp 1.028.855 SC), firmou o entendimento de que, na novasistemtica institudapelaLein.11.2322005,cabvelacondenaoahonorriosadvocatciosnafasedocumprimentodesentena.[1]

2. Fundamentos para incidncia de honorrios advocatcios no cumprimento de sentena

Vejamosasrazesquejustificamafixaodehonorriosadvocatciosnafasedecumprimentodesentena:

a. preciso se remunerar o advogado pela prtica de atos processuais necessrios promoo ou impugnao da pretenso executiva. Do contrrio, o advogado trabalhar sem ser assegurado o recebimento da respectiva contraprestao pelo servio prestado, caracterizando inclusive ofensa ao art. 22 da Lei n. 8.90694 EOAB, que garante ao causdico a percepo dos honorrios de sucumbncia.

Ora, vale lembrar que a verba honorria fixada na fase de cognio leva em considerao apenas o trabalho realizado pelo advogado at ento - ou seja, at o trnsito em julgado da deciso que constitui o ttulo executivo. E nem poderia ser diferente, j que, naquele instante, sequer se sabe se o sucumbente ir cumprir espontaneamente a sentena ou se ir opor resistncia.[2]

b. O cumprimento de sentena atrai o art. 20, 4 do CPC/73. Conforme afirmou a ilustre Ministra Nancy Andrighi, a prpria interpretao literal do art. 20, 4, do CPC no deixa

5

5Disponvelem:http://www.conteudojuridico.com.br/?artigos&ver=2.54668

Boletim

Con

ted

oJurd

icon.4

76de06

/11/20

15(a

noVII)ISSN

19

84045

4

margem para dvidas. Consoante expressa dico do referido dispositivo legal, os honorrios so devidos nas execues, embargadas ou no. De fato, "execuo" espcie de tutela judicial (e no de processo), sendo certo que a atividade estatal levada a efeito aps a sentena - quer se instaure um processo autnomo, quer se desenrole de forma continuada tutela anterior - no deixa de ser execuo. [3]

Numa palavra: essa caracterstica do cumprimento de sentena, qual seja, a de se tratar de verdadeira execuo, o bastante para fazer incidir o art. 20, 4, do CPC, porquanto tal dispositivo no se refere a "processo de execuo", mas a "execuo" apenas.

c. O cumprimento de sentena um incidente processual, mas isso no impede a condenao em honorrios. Conforme destacou a ilustre Ministra Nancy Andrighi, o fato da execuo agora ser um mero incidente do processo no impede a condenao em honorrios, como, alis, ocorre em sede de exceo de pr-executividade, na qual esta Corte admite a incidncia da verba. [4] Numa palavra: o fato da Lei n. 11.2322005 ter extinguido o processo autnomo de execuo de sentena, transformando-o no incidente de cumprimento de sentena, no impede a condenao em honorrios.

3. Regime de incidncia dos honorrios advocatcios no cumprimento da sentena

Para fins de incidncia dos honorrios na fase de cumprimentodasentena, necessrio que o advogado do devedor tenha impetradoimpugnaoexecuo?

SegundooSTJ,tendoemvistaqueoart.475IdoCPCdispequeocumprimentodesentenasefazporexecuoequeoart.20,4doCPC,porsuavez,prevqueoshonorriosserofixadosnasexecuesembargadas ou no, revelase evidente que so cabveis honorrios

6

Boletim

Con

ted

oJurd

icon.4

76de06

/11/20

15(a

noVII)ISSN

19

84045

4

advocatciosnocumprimentodesentena,noimportandosehouveounoimpugnaodoexecutado.

Cumpre ento indagar: a partir de que momento incidem oshonorriosadvocatciosnocumprimentodesentena?

DeacordocomoSTJ,emboraoshonorriosadvocatciospossamserfixadosparaafasedecumprimentodesentena,asuaexigibilidadespossvel se o devedor no efetuar o pagamento ou o depsito domontantedacondenaonoprazode15diasprevistonoartigo475JdoCPC, que somente comea a correr aps a intimao do advogado dodevedor.[5]

EsteentendimentofoiconsolidadonaSmula517doSTJ,verbis:Sodevidos honorrios advocatcios no cumprimento de sentena, haja ounoimpugnao,depoisdeescoadooprazoparapagamentovoluntrio,queseiniciaapsaintimaodoadvogadodaparteexecutada.

Nesseponto,precisoobservarqueaSmula tambmsolucionoudoispontosfundamentais,asaber:

a. o termo de incio do prazo previsto no artigo 475-J do CPC a intimao do devedor. Ora, o STJ considerou que necessria a intimao do advogado do executado para que no possa pairar dvidas acerca da data do trnsito em julgado e tambm quanto ao valor atualizado da dvida, j que, em muitos casos, exige-se memorial de clculos a ser apresentado pelo credor. Assim, somente aps o prazo de 15 dias contados da intimao do devedor, na pessoa do seu advogado, pode-se falar em no cumprimento espontneo da obrigao, caso o devedor, intimado, deixe de efetuar o pagamento. [6]

b. a exigibilidade dos honorrios advocatcios no cumprimento de sentena s possvel se o devedor no efetuar o pagamento no prazo do art. 475-J do CP