Click here to load reader

Boletim Impresso Cremepe 06

  • View
    217

  • Download
    1

Embed Size (px)

DESCRIPTION

Boletim de Notícias Versão Impresso

Text of Boletim Impresso Cremepe 06

  • No deixe de acessar: www.cremepe.org.br

    Ano 1 | N 6 | Novembro 2010 | Recife PE

    VEJA MAIS

    CFM promove seminrio de combate ao crack

    Mdicos recebem a Medalha So Lucas

    BOLETIMCREMEPE

    3

    3

    P ara celebrar o Dia do Mdico (18 de outubro), as entidades de Per-nambuco - Conselho Regional de Medicina (Cremepe), Sindicato dos Mdicos (Simepe) e Associao Mdica (Ampe) promoveram durante todo o ms homenagens, entregas de meda-lhas, manifestaes, assembleias e pro-gramaes culturais. Das 8h s 18h do dia 18 de outubro, duas equipes mdi-cas estiveram no 2 Jardim da Avenida Boa Viagem, na Zona Sul da cidade, e no Parque da Jaqueira, na Zona Norte, onde realizaram cerca de mil exames gratuitos de glicose e aferio de pres-so arterial. Mais da metade das pesso-as atendidas foi do sexo feminino. Os casos de hipertenso e diabetes identi-

    ficados no local foram encaminhados para atendimento ambulatorial. A po-pulao tambm recebeu panfletos de orientao sobre doenas como hanse-nase, diabetes e dengue. Escolhemos uma data importante para reafirmar o compromisso do mdico e da medicina com a populao, afirmou o presidente do Cremepe, Andr Longo.

    AO SOCIALExames gratuitos para populao no Dia do Mdico

    L ideranas mdicas de todo o pas, representantes de mais de 350 mil mdicos, se dirigi-ram no dia 26 de outubro a Braslia para uma das principais atividades cvicas e polticas deste ano voltadas para a categoria: a Mobilizao Na-cional pela Valorizao do Mdico e da Assistncia em Sade no Brasil. Cerca de 300 profissionais apresen-taram suas reivindicaes a parla-mentares, ao Ministrio da Sade e sociedade. Entre os temas, desta-caram-se: a necessidade de mais re-cursos para a SUS, a urgente regu-lao apropriada e efetiva na sade suplementar e a implementao de condies de trabalho e remunera-o em prol do bom desempenho

    da medicina nos aspectos tcnico e tico. O ato fez parte das come-moraes do Dia do Mdico. Os m-dicos de Pernam-buco, organizados pela Associao Mdica (Ampe), Conselho Regional de Medicina (Cre-mepe) e Sindicato dos Mdicos (Si-mepe), participa-ram da mobilizao. Ns precisa-mos fazer com que a Sade entre na pauta de discusso para garantir-mos mais financiamento, qualidade

    BRASLIAMdicos fazem mobilizao nacional em defesa da sade

    no SUS e assistncia de qualidade populao, disse o presidente do Cremepe, Andr Longo.

    AVISO: Nesta edio, confira a lista completa com os nmeros dos CRMs que ainda no iniciaram o recadastramento.

  • No deixe de acessar: www.cremepe.org.br

    E studantes do Diretrio Acadmico de Medicina Josu de Castro, da Uni-versidade de Pernambuco (UPE), estiveram reunidos com o presidente do Cremepe, Andr Longo, no incio do ms de outubro. Preocupados com a educao

    mdica no estado, eles apresentaram um documento questionando um possvel con-vnio entre o Governo e uma determinada faculdade privada, no qual o Hospital Uni-versitrio Oswaldo Cruz (HUOC) serviria de hospital-escola para os novos alunos.

    2

    O Cremepe instaurou uma sindi-cncia para apurar a contratao irregular do falso mdico Jos Andr da Silva, 30, que atuava como clnico geral no Hospital Santa Geno-veva, em Candeias, em Jaboato dos Guararapes. O homem foi preso duran-te um planto na unidade particular de sade, no dia 28 de setembro, por exer-ccio ilegal da profisso. Fizemos uma fiscalizao na unidade e apreendemos alguns pronturios e documentos. Agora vamos investigar se houve ne-gligncia por parte da direo na hora da contratao do Jos Andr, afirmou a vice-presidente do Cremepe, Helena Carneiro Leo.

    F iscais do Cremepe flagraram um falso mdico em plena atividade, no dia 15 de outubro, no munic-pio de Cachoeirinha, Agreste de Per-nambuco. Ednaldo Ferreira da Silva Filho foi autuado por exerccio ilegal da medicina ao ser flagrado de planto na Unidade Nair Alves Raimundo. No mo-mento da fiscalizao, o acusado alegou ser formado em medicina em Cuba, en-tretanto, foi constatado que o nome dele no possui registro no Cremepe. Ednal-do foi levado para a delegacia de pol-cia do municpio. O Cremepe tambm abriu sindicncia para apurar o caso.

    FALSO MDICO I FALSO MDICO IICremepe investiga Hospital Santa Genoveva

    Flagra de exerccio ilegal em Cachoeirinha

    ENSINO PRIVADOEstudantes criticam possvel abertura de curso de medicina

    PROCEDIMENTOS ESTTICOSCmara Tcnica alerta para uso de clulas-troncos

    A Cmara Tcnica (CT) sobre Produtos e Tcnicas em Proce-dimentos Estticos do Conselho Federal de Medicina (CFM) di-vulgou uma nota de alerta sobre a oferta de uso (e o eventual uso) de clulas-tronco em procedimentos estticos. Os integrantes da C-mara consideram que o tema tem causado equvocos, necessitando de esclarecimentos para maior garantia de pacientes e profis-sionais. Este mtodo tem sido apresentado em eventos de cirur-gia plstica, mas no h consenso sobre sua validade trata-se de variao do j conhecido enxerto de gordura, praticado h 20 anos, e no h dados consistentes sobre a existncia de clulas-tronco no material, diz o alerta.

    TICA

    CFM probe mdicos de indi-car marca de prtese Mdicos no podero indicar para seus pacientes marcas de prte-ses nem de aparelhos usados para imobilizar ou ajudar os movimen-tos dos membros (rteses). A re-gra, j em vigor, est prevista em resoluo do Conselho Federal de Medicina (CFM) publicada no dia 25 de outubro no Dirio Ofi-cial da Unio. De acordo com o texto, cabe ao profissional indicar apenas as caractersticas dos pro-dutos, como as dimenses e o ma-terial usado.

    R epresentantes do Cremepe estiveram reunidos, no dia 13 de outubro, com o secretrio de Defesa Social, Wilson Damzio. No encontro, foram discutidas questes relacionadas ao funcionamento dos Institutos de Medicina Legal de Per-nambuco (IMLs). Em obedincia ao Artigo 95 do Cdigo de tica Mdica, a Secretaria de Defesa Social (SDS) se comprometeu em construir muros para separar os IMLs dos prdios de polcia que integraro os comple-xos previstos no projeto de descentralizao do Governo do Estado. necessrio que a autonomia e independncia do mdico se-

    SADE E SEGURANACremepe e SDS definem propostas para o IML

    jam preservadas, ressaltou a vice-presidente do Cremepe, Helena Carneiro Leo.

  • No deixe de acessar: www.cremepe.org.br

    E m assembleia geral realizada na noite do dia 21 outubro, os mdicos aprovaram, por una-nimidade, a proposta de ao civil coletiva contra as operadoras de pla-nos de sade em Pernambuco e de-mais filiados Associao Brasileira de Medicina de Grupo (Abramge). A ao movida pelo Sindicato dos M-

    dicos de Pernambuco (Simepe) diz respeito ao desequilbrio econmico/financeiro em nome dos mdicos per-nambucanos contra as seguintes em-presas: Amil, Medial, Sade Excelsior, Ideal e Santa Clara. A ao ir cobrar, alm do reajuste imediato nos valores cobrados pela consulta, o retroativo relativo aos ltimos dez anos.

    3

    N o dia 19 de outubro foi o esperado momento da entrega da Medalha So Lucas, patrono dos mdicos desde o sculo 15, na sede da Associao Mdica de Pernam-buco (Ampe). A condecorao entregue anualmente, desde 1969, a mdicos que tm sua trajetria profissional reconhe-cida, servindo como exemplo para os demais profissionais. Este ano, a Medalha foi entre-

    gue aos m-dicos: ngela Rocha, Gus-tavo Trindade Henriques e Jos Nivaldo. Os trs, a par-tir de agora, fazem parte do grupo de 116 mdicos agra-ciados com a homenagem.

    Mdicos so homenageados com a Medalha So LucasSEMANA DO MDICO

    O aumento excessivo do uso de crack no pas tem deixado a categoria mdica em alerta. Os mdicos querem criar diretrizes eficazes para o tratamento da dependn-cia do uso de crack. O as-sunto ser debatido duran-te o I Seminrio Nacional sobre Aspectos Mdicos e Sociais Relacionados ao Uso do Crack, promovido

    pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), com a participao de inte-grantes da diretoria do Cremepe. O encontro ser realizado em Braslia, no dia 25 de novembro, e discutir aspectos tcnicos e ticos do con-sumo e do tratamento do usurio: epidemiologia do uso de drogas, di-lemas ticos e clnicos na assistncia, abordagens clnicas, acolhimento e interdisciplinaridade. O crack est fora de controle no Brasil, alerta o tesoureiro do Cremepe, Ricardo Paiva.

    CFM promove seminrio para combater uso da droga

    CRACK

    Aprovada ao civil coletiva contra planos de sadeSADE PRIVADA

  • No deixe de acessar: www.cremepe.org.br

    A ao em defesa da cidadania da pessoa idosa, promovida pela Defensoria Pblica do Estado de Pernambuco (DPPE), no dia 19 de outu-bro, no Colgio Santos Dumont, contou com a participao de representantes do Cremepe. O objetivo da ao foi pres-tar atendimento oft almolgico a idosos para identifi car casos de catarata. A con-selheira do Cremepe, Mario do Carmo Lencastre, falou sobre a importncia da cidadania do idoso e ressaltou as aes do Conselho no sentido de garantir aos mais velhos o acesso sade. J a inte-grante da Cmara Tcnica de Geriatria

    do Cremepe, Clarice Correia, reforou os servios de assistncia e consultoria prestados pela entidade sociedade e aos rgos pblicos. Ela destacou, ainda, a luta do Cremepe por geriatras na rede bsica de sade.

    Ogrupo cultural AfroReggae concedeu o Prmio Orilax ao pesquisador e as-sessor do Governo do Estado Jos Luiz Ratton e ONG Caranguejo U, por suas atuaes nas reas de polticas pblicas e comunicao comunitria, respectivamen-te. A equipe da Caranguejo U mereceu o destaque dado pelo AfroReggae por levar informao de qualidade comunidade da

    Ilha de Deus, na Imbi-ribeira, Zona Sul do Re-cife. O Prmio Orilax dirigido a personali-dades ou instituies que contriburam para a valorizao e a divulgao da cultura afro--brasileira, a diminuio da injustia social e o pleno exerccio da cidadania.

    4

    SADE

    Anvisa exige duas receitas para venda de antibiticos

    A partir de 28 de novembro, farm-cias e drogarias do Pas sero obri-gadas a reter receitas mdicas de antibiticos. A medida est prevista em resoluo da Agncia Nacional de Vigilncia Sanitria (Anvisa) pu-blicada no Dirio Ofi cial da Unio. Atualmente, a regra determina ape-nas que o paciente apresente a recei-ta, mas ele pode ir embora com ela. Mesmo essa exigncia muitas vezes no cumprida. Com a resoluo, o mdico ter que fazer duas vias da receita de antibitico, como j ocorre com remdios de tarja preta. Uma ser retida pela farmcia e a outra fi car com o consumidor, mas ser carimba-da para no ser usada novamente.

    HOMENAGEM

    ONG de direitos humanos concede prmio ao Imip

    O Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira (Imip) recebeu, no dia 21 de outubro, o Prmio Joo Canuto 2010, conce-dido pela ONG Movimento Huma-nos Direitos (MHuD) s entidades e personalidades que contribuem para a promoo da cidadania no Pas. O hospital destacou-se pela atuao em medicina social, voltada para comunidades carentes. A cerimnia aconteceu na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Quem entregou o trofu ao presidente do Imip, Anto-nio Carlos Figueira, foram os atores Gilberto Miranda e Cristina Pereira. Integrantes da diretoria do Cremepe participaram da solenidade de en-trega do prmio. O MHuD outorga a condecorao a organizaes que se preocupam em fomentar uma cul-tura de paz e de respeito aos direitos humanos.

    DIRETORIA DO CREMEPEPresidente: Andr Longo | Vice-Presidente: Helena Maria Carneiro Leo

    1 Secretrio: Luiz Antonio Wanderley Domingues | 2 Secretrio: Jos Carlos Barbosa de AlencarTesoureiro: Ricardo Albuquerque Paiva

    2 Tesoureiro: Valdecira Liloso de Lucena | Corregedora: Silvia da Costa Carvalho Rodrigues Corregedor Adjunto: Roberto Tenrio de Carvalho

    EXPEDIENTE Assessoria de Comunicao Cremepe/Jornalista responsvel: Mayra Rossiter(DRT/PE 4081)

    Projeto gr co: Luiz Arrais(DRT 3054) | Diagramao/ Impresso: MXM Gr ca Fotos: Secom Cremepe | Tiragem: 5.000 exemplares

    Contatos: [email protected] | Fone: 81 2123.5755 | www.cremepe.org.brRua Conselheiro Portela, Espinheiro - Recife/PE

    CIDADANIACremepe participa de ao social em defesa do idoso

    RECONHECIMENTOAfroReggae premia pernambucanos

    O processo de integrao dos Conse-lhos Federal e Regional de Medici-na ganhou mais um adepto no Dia do Mdico (18 de outubro). O Cremepe decidiu adotar o design do novo logoti-po proposto pelo Conselho Federal de Medicina (CFM) a todos os Conselhos Regionais. Com linhas mais suaves e

    modernas, a nova identidade visual, j em vigor no site e nos outros veculos de comunicao do Cremepe e do CFM. A marca foi defi nida aps um criterioso processo de desenvolvimento.

    Cremepe adota padronizao proposta pelo CFMLOGOMARCA